História Segundas chances - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Drama, Ficção Adolescente, Justin Bieber, Romance, Traição
Visualizações 15
Palavras 2.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Se estiverem gostando comentem e favoritem a fanfic... Isso ajuda muito😍❤️😊

Capítulo 15 - A aposta.


    P.o.v Justin Bieber.

Depois que a Megan fez aquele escândalo na minha casa e foi embora, eu fiquei sentado pensando no que aconteceu, eu não acredito que eu tenha a levado na casa da árvore, eu mesmo não vou lá a anos, fora que eu jamais levaria uma garota qualquer no lugar onde o meu pai construiu, o Nolan tinha ido levar ela pra casa, e Chaz ficou aqui me enchendo a paciência.

–Não precisava ter sido idiota com ela.-ele fala e Juro que se nós não tivéssemos crescido juntos, eu ia falar que ele é gay.

–Quem aquela garota pensa que é? Pra ir entrando aonde não deve! Ela acha que só porque é amiga de vocês que eu sou manso assim também? Porque eu não sou, e você sabe o quão insuportável eu acho vadia intrometida.

–Ela não é vadia Justin, e fora que você que levou ela, ela não se intrometeu em lugar nenhum. -ele fala e eu reviro os olhos.

–Que seja! Ela não tinha esse direito.

O Nolan passa pela porta e se junta a nós pra fumar um baseado.

–Você foi bem babaca Drew. -o Nolan fala.

–Caralho! Agora vocês vão ficar me enchendo por causa daquela garota?

–Ela ficou bem brava com você. -o Nolan fala e eu reviro os olhos.

–Essa bravura toda é até eu pegar ela na cama, aí ela fica calminha rapidinho. -falo dando uma tragada no meu baseado, e os garotos se olham e riem bem alto.

–Essa eu duvido Bieber! A Megan parece ser do tipo difícil. -o Chaz disse e os dois caem mais ainda na risada.

–Você sabe que nenhuma garota é difícil pra mim né. -falo me gabando, pois de fato jamais nenhuma garota rejeitou ou resistiu a minha cama.

–Acho que dessa vez você quebra a cara Bieber, eu realmente acho que ela nem vai com a sua cara. -eles falam e me dá uma enorme raiva na hora, a garota nem me conheçe pra gostar ou não de mim, e logo os meus amigos estão duvidando de mim, pois bem.

–Ok já que preferem assim, eu aposto que vou conseguir comer aquela garota. -falo e eles se encaram e voltam com um sorriso bem largo.

–tudo bem, se você prefere mesmo perder uma aposta. -o Chaz fala e logo nós três caímos na risada.

[...] No dia seguinte...

–Vai ser bem mais fácil do que eu pensei, é só eu ser legal com ela e daqui a pouco ela abre as malditas pernas pra mim. -falo e continuo copiando a matéria da lousa, já estava acabando a terçeira aula e Jajá era o recreio, aonde eu teria de encenar o bom moço pra Megan, e velho, isso é muito chato, ter que fingir estar de bom humor, fingir ser super simpático, mas tudo pela aposta, faço qualquer esforço pra mostrar prós meus amigos que eu sou foda. O sinal bateu e eu lembrei ter falado que ia buscar ela na sala dela, e porra isso já está me cansando, passo pelo corredor da escola e como sempre todas as garotas me olham, os garotos do time estão escorados nos armários quando me olham e fazem a maior cara de merda, eu como sempre, dou o meu melhor sorriso debochado, e paro na porta da Megan, jurei que iria arrancar pelo menos um sorriso dela, quando ela me visse, mas ela nem sequer mudou a expressão do rosto, apenas me comprimentou com a cabeça e saímos andando, chegamos nas mesas do pátio e sentamos na mesa de sempre, eu e os garotos, modesta parte, somos os mais populares, então quantos os outros se apertam em mesas pequenas, nós sempre usamos a maior mesa, a qual todos sabem que nunca devem se sentar, pois ela é nossa. Nós sentamos e estavam todos conversando, Nolan, Chaz, Ryan e a prima da Megan.

–E aí Drew? Oque você acha da gente se inscrever pro teste do time esse ano? -Ryan perguntou e eu fingi pensar um pouco, mesmo já tendo a resposta.

–É óbvio que vocês vão se inscrever, eu também vou participar do teste, não só do teste, pois tenho certeza que vamos passar, ano retrasado nos éramos os melhores. -falo com uma cara de quem não está nem um pouco preocupado, mas na verdade, estou com um leve receio.

–Como assim ano retrasado? -a Megan perguntou para o Ryan, sendo que eu que tinha falado isso, o certo era perguntar pra mim, então eu nem espero ele responder, e já falo.

–No primeiro ano quando a gente entrou pro time, nos fomos incríveis, com isso ganhamos muitos campeonatos, chegamos a viajar várias vezes pra competir, só que em um jogo acabou acontecendo uma briga, entre eu e o Dylan Collins, e eu não me aguentei e quebrei a cara dele, nos fomos desclassificados e eu fui expulso do time, por um ano. -falei muito rápido, e fazendo cara de desdém.

–E vocês todos foram expulsos? -ela pergunta de novo, só que dessa vez olhando diretamente pra mim.

–Não, só eu. -falo olhando pra todos da mesa, que me olhavam bem atentos.

–E porque eles não continuaram? -dessa vez a Madison pergunta olhando pro Ryan.

–A gente não queria ficar sem o Drew, fora que depois que ele saiu o Dylan ficou no lugar dele como capitão do time, e nós não o aguentamos, ele se achava demais, então preferimos sair. -Ryan falou e ele, o Nolan, e o Chaz me olharam e nós sorrimos um para o outro, eu tenho eles como irmãos, nós crescemos juntos, conheço eles melhor do que eles mesmos, como eles também me conhecem como ninguém, e admito que foi muita consideração deles sair do time por mim, só por eles que eu tenho esses pensamentos de gay.

–Mas agora, como esse um ano passou, a gente vai fazer o teste e com certeza vamos entrar pro time de novo. -falo bem confiante, e roubo o hambúrguer do Nolan que me dá um soco no braço.

–maddie, vamos até a cantina, estou com fome. -ela fala fazendo biquinho pra prima dela que concorda e as duas levantam, quando ela fez aquele biquinho cheguei a imaginar aquela boca pequena dela beijando e chupando o meu pau, começei a rir com os meus pensamentos.

P.o.v Megan.

O Justin estava mesmo sendo legal comigo, a manhã inteira ele foi quase um cavalheiro, não me deu patadas como sempre, e não cagou pela boca, oque é o mais incrível porque eu achei que ele não conseguisse abrir a boca sem falar merda, fiquei bem curiosa pra saber o motivo da discussão dele e do Dylan, mas não quis perguntar demais e acabar parecendo muito interessada. Eu e a Maddie fomos pra fila e todos nos olharam estranho.

–Maddie? Todos da fila estão olhando pra gente. -falei cuchichando perto de seu rosto.

–Eu sei, acho que devem estar estranhando o fato da gente pegar fila. -ela fala e eu arregalei os meus olhos na hora, como assim? Antes de pegar algo tem que entrar na fila, são as regras.

–Sei que está se perguntando o porque do estranhamento, é que as pessoas populares não pegam fila, eles apenas passam na frente de qualquer pessoa, e como a gente agora estamos com os garotos, acho que estranharam. -ela fala dando os ombros e sinceramente eu acho isso de ter privilégios ser muito injusto, todos tem que pegar a fila, não é justo com quem fica esperando, fico pensando nisso e não falo nada, mas como não consigo me controlar faço uma cara de indignação e a Maddie logo percebe.

–Sei que não deve achar esse tipo de coisa legal... Pelo oque você falou de como você era, até que você parece ser bem justa agora. -ela falou e só nesse momento eu me lembro de como eu fazia isso com as pessoas no passado, eu furava todo tipo de fila, seja na escola, nas festas, em todo lugar, e ninguém falava absolutamente nada pra mim, então eu não ligava.

–Se eu te falar que eu fazia isso antes você nem vai acreditar Maddie. Mas realmente não concordo com isso, não sei como as pessoas aguentam caladas isso. -falo e logo a fila começa a andar um pouco, ela era enorme, tinha uns cinquenta alunos na fila.

–Mas até que dá pra entender, essa fila demora demais pra andar. -falo isso e eu e a Maddie rimos, a fila andou mais um pouco, e assim se passaram uns quinze minutos, quando era quase a nossa vez, a Âmbar aparece e entra no começo da fila, naquela hora o meu sangue ferve de maneira inexplicável, eu já estava a uns vinte minutos naquela porra e ela apenas passa na frente como se fosse diferente de alguém, sinto muito, mas jamais alguém faz isso comigo aqui. Eu cutuco ela que está na minha frente e ela me olha erguendo uma sobrancelha, eu a olho como uma cara séria.

–Quem você pensa que é garota? -eu falo e vou avançando pra cima dela sem perceber, mas logo sinto os braços da Maddie me segurar, e ela recua um passo pra trás.

–Eu? Sou Amber Carter, e acho que você não deve nem saber com quem está falando. -ela fala me olhando de cima a baixo, me fazendo ficar mais irritada ainda.

–Claro que sei, uma garota ridícula, mimada que acha que pode fazer oque quer porque tem dinheiro. -nessa hora eu ouço as pessoas da fila gritando coisas como "isso aí", "fora Ambar" e outras coisas que não prestei muita atenção, nessa hora ela olha em volta e me olha com uma cara de quem quer me matar, mas sério, isso não me intimidou nem um pouco.

–Olha aqui garota! Eu suponho que você se coloque no seu lugar e fique quieta, como uma boa vadia. -nessa hora eu sinto uma raiva enorme tomar conta de mim, eu jamais admiti alguém me chamar de nada do tipo, e ela não faz ideia com quem se meteu, pois eu nunca abaixei minha cabeça pra ninguém, e não iria ser por uma vaca que eu iria começar. Eu acertei um tapa bem forte na cara dela, e todos do refeitório ficam surpresos com a minha atitude e fazem um barulho de surpresos, ela põe a mão do lado da cara que eu acertei o tapa, e me olha com mais ódio ainda, e vem pra cima de mim, mas como eu já imaginava ela nem ao menos sabia brigar, tentou me dar tapas mas eu segurei as mãos dela e a empurrei pra trás.

–Você vai pagar sua filha da puta! - ela falou com a mão no rosto, e eu fiquei incrédula das suas palavras, ela tinha chamado a minha mãe de puta?? A minha mãe? A MINHA MÃE?? essa garota só pode estar querendo tomar uma surra, eu fui avançando contra ela e ela foi recuando pra trás com uma cara de assustada, e se eu não estivesse com tanta raiva por ela ter falado da minha mãe, eu até estaria rinda de sua cara.

–Repete garota! REPETE SE VOCÊ TIVER CORAGEM!!! -eu grito avançando contra ela e lhe acertando vários socos, eu não conseguia raciocinar nada, só queria ver o sangue daquela vaca, pra ela jamais falar da minha mãe de novo, quando sinto braços bem fortes me segurarem e me arrastarem, eu ainda dei uns murros na pessoa, mas ela com certeza nem se abalou, quando dou por mim, lágrimas descendo pelo meu rosto e eu já estou sendo arrastada para outra parte da escola, uma parte mais vazia, e quando abri meus olhos com mais calma, vejo o Justin me segurando e a Maddie com os garotos tentando me acalmar.

–Calma Megan! Se controla. -o Chaz fala e eu limpo as lágrimas dos meus olhos, mas a minha raiva ainda está dentro de mim, acelerando de uma forma o meu coração que eu só consigo ouvir a Âmbar me chamando de filha da puta, me deixa louca só de pensar em alguém falando mal da minha mãe, a pessoa mais incrível do mundo, eu me levanto do banco que estou sentada e saio com mais raiva ainda, querendo ver aquela menina de novo e dar a surra que ela merece, mas o Justin me segura firme de novo.

–Me solta, eu vou quebrar a cara daquela garota!

–Megan! Se liga garota! Você vai acabar se encrencando, por causa dela.

–Eu não tou nem aí Justin! Ninguém fala mal da minha mãe! Ninguém! -quando vejo já estou chorando novamente, lembrando da minha mãe, e ficando com mais raiva ainda.

–Porra! Ela nem viva está pra se defender! -falo e todos abaixam a cabeça calados, acho que ninguém sabe oque dizer, então a Maddie me abraça e todos se juntam ao abraço, menos o Justin que só observa.

–E oque você vai fazer agora Megan? -a Maddie fala vendo um sorriso diabólico no meu rosto.

–Eu vou fazer oque eu sei fazer de melhor, vou trazer a antiga Megan pra dar uma leve lição na Âmbar, e garanto que ela vai desejar jamais ter me conheçido.



Notas Finais


Sei que demorei, mas nós últimos tempos eu estava sem ideias e sem inspiração pra escrever, fico feliz que tenham lido❤️😊 amo todos vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...