História Segundas Intenções (Imagine Jungkook) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Taehyung (V), Park Jimin (Jimin)
Tags Imagine Jungkook
Visualizações 42
Palavras 1.198
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Helloooooo

Capítulo 5 - Capítulo 05


Fanfic / Fanfiction Segundas Intenções (Imagine Jungkook) - Capítulo 5 - Capítulo 05

Lindy

Durante o almoço quem falava mais era a Emma e Taehyung. Jungkook era um tanto que quieto e observador… Já o tal Jin conversava sem parar com a Emma. 

Estávamos todos na sala, Jin conversa a a sós com Emma enquanto eu e Taehyung trocávamos mensagens mesmo um estando um do lado do outro, os memes dele me faziam rir bastante. 

— Com quem tanto fala? — Jungkook se senta ao meu lado e eu me assusto tanto por ele estar aqui e ter me tirado do meu mundinho virtual, como também pelo Tae não estar mais ao meu lado. 

Observo Jungkook, o rapaz estava bem vestido com suas roupas da igreja e tinha um sorriso no rosto. 

— Como pode sorrir e agir normalmente depois do que fez comigo na igreja? — pergunto ofendida, mas em tom baixo. Não queria que certas pessoas ouvissem, na verdade não queria que ninguém soubesse. 

— Queria que eu agisse como, Lindy lindinha? 

— Lindy lindinha? Não me chame assim. Parece até que somos algo um do outro, quando na verdade não somos nada. 

— Oun, magoei seu coraçãozinho? — debocha Jungkook. — Ah por favor, me poupe disso tudo, eu sei que foi você ontem.

— Do que esta falando? 

— Eu estou ficando bravo. Você vai acabar levando tapas… — ele diz me olhando malicioso. 

— Se eu dizer que fui eu você parar por favor de me assediar? — falo o fazendo rir de lado. Infelizmente a presença do Jungkook não era algo muito… Como posso explicar? Ele era alguém que eu deveria manter distância. — Como você tem coragem de ir na igreja depois do que fez comigo?

— Nossa garota, você é sonsa mesmo. — diz chateado. — Vem. — se levanta. 

— Eu não vou. 

— Vem antes que eu diga a todo mundo que a santinha ficou toda molhadinha quando me s— me levando e tampo sua boca com minha mão. Ele me encara bravo e puxa minha mão. 

— Au, você não é de longe um cavaleiro! — reclamo pela sua grosseria e ele me deixa falando sozinha. Agradeço pelo mesmo ter se afastado, ele n—

— Pessoal, podemos ir para minha piscina. — diz Jungkookie. — No caso somente vocês três, já que o Taehyung está dormindo. Seremos apenas nós quatro. — diz Jungkook e Emma se levanta animada e se aproxima de mim.

— Eu te empresto um maiô meu. — diz ela gentil.

— Como você é assim e seu irmão tão… Grosso? — pergunto enquanto Emma me puxa pelas escadas.

— Tão o quê? — pergunta Emma. — Não ouvi. 

— Grosso, seu irmão.

Jungkook

— Garotas… — diz Jin observando as duas subindo as escadas juntos. — Bem, eu terei que ir embora agora. Pode dizer a Emma? — diz e eu acabo rindo do fora que a Emma levou logo tão cedo.

— Eu digo sim.

(...)

Já havia mandando mensagem para a Emma, dizendo que seu pretendente havia ido embora. Enquanto isso estava nadando na piscina que havia dentro da mansão. Pensava na Lindy, mas não apenas nela… Haviam tantas garotas interessadas em mim e isso era tão divertido, queria foder uma por uma, afinal todas merecem um pouco de Jeon Jungkook.

Nado até a borda da piscina e saio enxugando meu cabelo fazendo movimentos com a cabeça, até que então esbarro em alguém sem querer. Assim que subo o olhar posso ver Lindy com um maiô azul e branco, destacava seu quadril um tanto que largo mas infelizmente cobria muito seus seios.

— Porquê tão tímida? — pergunto vendo-a vermelha diante de meus olhares. 

— Jungkook, quero começar de novo. — diz Lindy. — Sei que o que fez hoje mais cedo foi um… Engano. Mas eu quero te ajudar com seus problemas.

— Eu não tenho problema algum, baby.

— Tem sim. Problemas com pornografia. — diz um tanto que sem jeito. Era impressionante o quão cínica Lindy era.

— Sabe, se eu não tivesse reconhecido seu vestido ontem, eu poderia jurar que você não é a lolita. Mas eu reconheci, então pare de fingir. 

— Eu não estou fingindo! Não sou eu. Agora apenas me deixe perdoar você pelo que fez, e vamos nos conhecer novamente. Eu esqueço de tudo, te juro. — diz e eu rio. 

— Seu corpo não vai esquecer… — falo alisando seu ombro e desço alisando seus braço até que minhas mãos cheguem às mãos dela. — Toda vez eu que te alisar você vai lembrar d— ela tampa minha boca novamente com sua mão e eu fico bravo, mordendo seu dedo.

— Au! Jungkook por favor pare! 

— Pare de ser falsa e assuma que é ela! 

— Não sou eu! 

Começamos a discutir, eu falava o quão vadia ela era enquanto a mesma dizia que me perdoaria por tudo que fiz e que meus pecados poderiam ser perdoados. Até que então ela desequilibra e acaba caindo na piscina, e eu claro, rio vendo a mesma se afogar, ou fingir que estava se afogando.

— J—JUNGKO— KOOK! — grita Lindy dentro da piscina enquanto finge de afogar.

— Chama Deus ai, quem sabe ele vem te salvar. — debocho observando ela, até que então a mesma para de se mexer e então não consigo ver mais seus movimentos. — Lindy. — nenhum movimento dela. — Lindy?! — me aproximo mais da água e vejo ela bem no fundo. Arregalo os olhos ao ver que ela nem se movia enquanto poucas bolhas de água saiam de sua boca que estava aberta. — Garota! — grito e entro da piscina. 

Nado até o fundo da piscina e a pego o mais rápido possível. Incrível que em dois minutos atrás eu estava rindo e agora estou desesperado fazendo massagem cardíaca fortemente para a garota acordar. Me aproximo de sua boca e começo a fazer respiração boca-a-boca o mais rápido que posso, até que então ela se vira e começa a cuspir água, bastante água.

Nunca cheguei tão perto de morte e eu não me vi assim tão desesperado em anos… 

— Garota... Porque não me disse que não sabe nadar?... — pergunto meio que sem fala.

— Acha que n— ela cospe mais água. — Esquece... — fala baixo e me abraça.

— O que está fazendo? Me larga. — a afasto.

— Você me salvou. — diz Lindy. — Obrigada… — agradece e eu me levanto bravo, a deixando para trás. — Jungkook, espera! — pede mas eu continuo caminhando subindo as escadas, mas antes de dobrar o corredor eu volto. Me aproximo de Lindy e a pego nos braços, a levando para o quarto de hospedes. Ela continua calada enquanto eu permaneço silencioso e pensativo enquando a carrego nos braços.

— Pode me dizer porquê esta bravo?... Foi acidente, não foi sua culpa. — diz Lindy. Queria não responder, e por alguns minutos de silêncio eu só ouvia nossas respirações.

— Meu pai morreu afogado. — falo sem olha-la. 

Ficamos certo tempo em silêncio novamente, até que a mão de Lindy toca a minha. Olho para a mesma e em seguida me aproximo de seu rosto… Mas ela recua.

— Somos amigos, não confunda as coisas. — fala baixinho e eu sorrio.

— Sabia que quando você quer você é muito chata? — pergunto alisando seu rosto e ela cora. 

Me levanto da cama molhada e abro o closet, pego toalhas e ponho sobre a cama. 

— Vou pegad suas roupas. — falo saindo do quarto.

Lindy

Assim que Jungkook sai do quarto eu sinto meu coração doer… O que eu estava fazendo era mesmo certo? Talvez ele não seja tão ruim quanto eu penso.


Notas Finais


Essa fic é toda errada mds


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...