História Segura a cantada! - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Tags Todomomo
Visualizações 744
Palavras 686
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yoo minna! ~chu :3

MAIS TODOMOMO PRA COLEÇÃO PORQUE SIM! Ehuehuehue' ~desu

Ploveitem os poucos caps que têm! ~chu :3

Capítulo 1 - Gostosa que nem bolo de caneca!


Fanfic / Fanfiction Segura a cantada! - Capítulo 1 - Gostosa que nem bolo de caneca!

Dormitório da Academia de Heróis – Tia Ella POV’S ON

Uma sexta-feira de calor durante o dia e chuva leve no início da noite. Naquele momento, Yaoyorozu Momo estava sentada à mesa do refeitório, bem ao lado da cozinha aberta do dormitório da Classe 1-A de heróis da Yuuei.

Estava terminando de ler um livro que muito gostara, isso enquanto Todoroki Shouto, a pessoa que mais admirava em toda a sala, fazia algo bastante cheiroso no microondas.

Pensou em perguntar, mas era melhor não, talvez acabasse lhe desconcentrando e ela não gostaria de vê-lo bravo por isso...

A xícara com chá verde ainda estava quentinha, o que ajudava a manter suas mãos aquecidas quando necessário. O suéter branco, feito da lã mais grossa e aconchegante, mantinha todo seu dorso quente (o engraçado era que Todoroki também usava um suéter igual ao dela, apenas tendo a cor diferente). Os cabelos estavam soltos e úmidos (lavar o cabelo em dias de chuva é muito complicado, a humidade não ajuda a fazê-lo secar mais rápido).

E falando em chuva, ela estava aumentando gradativamente, porém, não menos graciosa.

Momo escutou o barulho de algo ser posto na mesa, olhou para frente de relance, já que sua atenção estava toda voltada à leitura, então, notou que havia uma tigela azul ali, nela, uma massa cheirosa e repleta de uma cobertura muito apetitosa e instigante a qualquer paladar aguçado.

— É pra você... -olhou um pouco para cima, ao seu lado direito, estava Todoroki Shouto, dando um sorriso singelo e muito ameno, ao seu ver, era uma cena muito rara.

— E-eu?! Mas...

— Não te vi comendo nada hoje.

— ...

— Vai acabar passando mal.

— Bom... -se ajeitou melhor na cadeira, fechando o livro e suspirando levemente- Eu não senti fome depois das coisas que aconteceram na escola, hoje.

— Eu sei, tá difícil, mas... -ele sentou ao lado dela, puxando a outra cadeira com cuidado- Ficar sem comer só vai causar mais preocupação.

— Sinto muito por ter te dado esse trabalho todo. -sorriu ligeiramente para o amigo, que também tinha uma tigela à sua frente.

— Tudo bem.

— O que é isso? -ficou curiosa, encarando a tigela amarela que o jovem herói trouxera junto da tigela azul-

— Bolo de caneca.

— O quê? É sério?!

— Sim. Minha irmã me ensinou a fazer e eu ás vezes, acabo comendo quando fico meio pensativo.

— ...

— Me ajuda a ficar calmo.

— Eu tenho uma séria guerra com doces por causa da nutricionista, então, é difícil eu comer doces sem ela saber.

. . .

Shouto lhe entregara um garfo de prata e sorriu de canto, pegando a tigela azul e lhe oferecendo nas mãos.

— Vai ser um Segredo de Estado só nosso.

— ... -Momo riu baixinho e desviou o olhar pra comida, pegando-a com cuidado, já que estava meio quente- Ok, eu não conto e você também não conta.

— É... -ele concordou- Prova um pedaço... -pediu insistente, queria mais que ninguém, saber se tinha acertado na quantidade dos ingredientes.

Momo assentiu e não tardou a afundar o garfo na massa de chocolate, parecia muito fofinha e explicitamente torturante. Comida bem preparada é um perigo pra sanidade mental e o dever para com a nutrição adequada do corpo.

Comeu o primeiro de muitos pedaços daquele bolo de caneca, estava bom, muito bom, muito mais de que bom...

— Whoah, você cozinha bem, Todoroki-san! -ela sorriu surpresa-

— Acha isso?

— Sim!

— Agradeço.

— Está gostoso! -continuou comendo-

— Que nem você.

— ...

. . .

Ela escutou certo ou esqueceu de limpar os ouvidos? Encarou-o de relance, numa grande desconfiança, ainda mastigando o bolo, e ele aumentou o sorriso.

— Que foi? Falei alguma mentira?

— ...

— ...

— No meu ponto de vista, sim.

— Pois saiba que eu não minto, Yaoyorozu. -o dicromático suspirou, olhou de esgueira a tigela amarela e pegou-a cauteloso, provando um pedaço do bolo que teve o prazer de cozinhar.

— Que bom, significa que posso continuar confiando em você. -ela sorriu-

— Tem razão, está gostoso! -ele admitiu surpreso consigo-

— Que nem você.

— ...

— Que foi? Falei alguma mentira?

. . .

Bolo de caneca pode sim, ser uma boa sobremesa para uma noite de chuva.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...