História Segura a cantada! - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Tags Todomomo
Visualizações 541
Palavras 592
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Metade dele derrete que nem sorvete


Fanfic / Fanfiction Segura a cantada! - Capítulo 2 - Metade dele derrete que nem sorvete

Academia de Heróis – Tia Ella POV’S ON

Ainda era início de Maio e o calor já estava matando todo mundo. Sequer, era verão!

Sábado e Aizawa permitiu que sua turma usasse a piscina da quadra poliesportiva aberta da escola. Era uma das áreas menos usadas pelos alunos nessa época do ano porque a maioria deles viajava com a família.

Mas as coisas não funcionavam assim com as classes de heróis, eles tinham uma rotina muito rígida e repletas de estágios e horas complementares obrigatórias para cumprirem, então era muito difícil viajarem em família no verão.

Enquanto Iida cuidava da turma, Todoroki estava do outro lado da piscina, conversando com Midoriya sobre coisas triviais (os dois se tornaram bons amigos e isso ajudou Shouto a desenvolver mais interação com a classe toda).

— Mas agora você parece bem, Todoroki-kun! -sorria o esverdeado, já dentro da piscina, olhando o amigo sentado na beirada do piso antederrapante.

— Sim, acho que ter ido visitar a minha mãe naquele dia foi a melhor decisão que tomei, agora consigo socializar mais com meus irmãos. -suspirou- Eu consigo... me expressar, de alguma forma.

— Fico feliz por você...

— Eu agradeço, Midoriya, se você não tivesse dito aquelas coisas durante o Festival Esportivo, eu não conseguiria mudar minhas atitudes. -encarou suas mãos-

— Q-Que isso! Fico feliz que ajudei! -corou sem graça-

— Meninos! -escutaram a voz da representante de sala- Querem sorvete?

. . .

Momo apareceu num sorriso, entregando duas embalagens diferentes para eles- Midoriya-san, você precisa sair da piscina para comer, senão, sofrerá com um choque térmico no estômago.

— Ah, sim! -ele se aproximou dos dois, sendo puxado pelos braços, agradeceu e logo teve de ir dar atenção pra Uraraka e Iida.

E bem, os dois estavam sozinhos de novo, naquele clima tranquilo e nostálgico de quando fizeram a prova prática juntos.

— Você sente calor também, Todoroki-san? -a pergunta dela foi muito repentina, mas ele a encarou concentrado em seu rosto e no sorvete que tomava em momento-

— Sim. Minha individualidade não me ajuda a manter o controle da temperatura corporal justamente porque a temperatura ambiente é constantemente mudada. -explicou- Fica difícil controlar a febre quando adoeço, e também a tremedeira quando minha pressão cai mais do que o normal.

— Parece ser muito complicado, mesmo... -suspirou frustrada- Mas o lado bom é que você pode usar o gelo para se refrescar sem precisar necessariamente, da piscina.

— Bom, em partes, sim. -o sorvete de baunilha começou a derreter na mão dele, Momo achou fofo vê-lo com o rosto todo sujo pelo creme gelado- É que... meu poder simplesmente depende mais da condição climática do que da minha vontade, em muitas vezes.

— Entendo.

— E você? Está sentindo muito calor?

— Sim, mas... -deixou seus pés baterem na água- Nada que eu não suporte!

— ... -ele sorriu de canto-

— Todoroki-san...

— Sim.

— Agora que notei, você parece com esse sorvete.

. . .

A careta que ele fizera foi de puro tédio, bufando em seguida.

— Essa piada não tem graça, Yaoyorozu.

— Não é piada, você realmente parece com um sorvete quando está calor.

— Como assim?

— Derrete, mas continua uma delícia.

— ... -a cara ficou da cor de um tomate-

— E fique feliz... -Momo se levantou num sorriso pilantra, aproximando-se de seu ouvido- Eu gosto de chupar sorvete...

— Y-Yaoyorozu...

— Se importa d’eu ir pegar mais sorvete pra mim?

Já pegando distância dele, a morena manteve um sorriso doce, era seu troco pelo dia do bolo de caneca, mas no fundo, achou a reação do Todoroki, uma graça.

Adoraria que no verão, pudesse lamber sorvete todos os dias.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...