1. Spirit Fanfics >
  2. Seis Anos Depois - MoonSun G!P >
  3. Capítulo 10

História Seis Anos Depois - MoonSun G!P - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Oi genteeee

Capítulo 11 - Capítulo 10


Pov Moonbyul 


Três semanas depois...


- vocês o que? - digo quase cuspindo o café que tomava 


- isso mesmo que você ouviu, estamos grávidas - diz HyeJin com um grande sorriso - quer dizer, Wheein está 


- puta merda Hye, quando isso aconteceu? - pergunto ainda surpresa com a notícia 


- já faz algumas semanas que estamos tentando inseminação, na primeira vez não deu certo, mas agora sim, então... ESTAMOS GRÁVIDAS - disse se levantando da cadeira 


- sei que está feliz, mas sente-se, estamos em público - digo e ela deu de ombros se sentando 


- Mas chega de falar de mim, e você e YongSun? Como vão as coisas? - perguntou bebericando seu café 


- estamos muito bem na verdade... estava pensando em fazer algo especial para ela - digo e HyeJin assentiu 


- já estão namorando? 


- tecnicamente sim, só não teve o pedido - digo e a vejo me olhar indignada 


- então faça a merda do pedido Moonbyul, desde quando você é tão lerda? - reviro os olhos 


- eu estou nervosa tá legal? Me sinto como da primeira vez... estou perdida, não sei o que fazer - digo e ela suspirou - tenho medo de estragar tudo de novo 


- você não estragou nada da primeira vez Byul, a mãe dela que surtou e deu uma de louca mandando a coitada da garota para o outro lado do mundo, você não teve culpa


- eu fui irresponsável - digo e ela negou 


- todos temos nossos momentos não é? Aconteceu, e sei que você não se arrepende, muito menos ela se arrepende 


- eu realmente não me arrependo... mas queria ela aqui, queria ter visto o nascimento da minha filha, ver ela crescer... - suspiro e tento segurar as lágrimas 


- você ainda verá SeoHa crescer, ela ainda é nova, mas pense em algo e faça um pedido lindo e que a deixe emocionada 


- eu vou tentar... não garanto nada - digo e ela ri 


- sabe que posso te ajudar com o que precisar - assenti e sorrio para ela 


- obrigada por tudo Hye, de verdade, mas agora preciso ir, tenho que pegar SeoHa na escola 


- tá bom - nos levantamos e nos abraçamos - vou voltar para a casa, Wheein anda tendo uns desejos de grávida meio estranhos 


- lembre-se de fazer tudo - digo rindo e ela assentiu enquanto saíamos do estabelecimento


Caminho até meu carro entrando no mesmo, sigo em direção a escola de SeoHa, assim que ela viu o carro, correu em direção ao mesmo e entrou 


No caminho até lá, estive pensando sobre o pedido de namoro... eu deveria mesmo fazer? Sei que quero passar o resto da minha vida ao lado dela, então por que pedi-la em namoro e não em casamento? 


- oi mamãe - sorriu e eu retribuo 


- oi filha, como foi seu dia? - pergunto arrancando com o carro 


- foi legal, hoje descobri o quanto odeio matemática - resmungou e eu rio 


- não é tão ruim assim - digo e ela negou 


- é terrível mãe, terrível! - rio mais ainda 


- filha... preciso da sua ajuda com uma coisa - digo e a vejo assentir 


- do que precisa? 


- pensei em pedir a mão da sua mãe  - digo e a vejo me encarar de forma confusa 


- mas você já tem ela toda, por que quer só a mão? - perguntou e eu rio 


- não é literalmente a mão dela... você logo irá entender 


- okay... oque quer que eu faça? - perguntou animada 


- quero que descubra o que sua mãe gosta de comer - digo e a vejo assentir - mas não diga nada sobre o que irei fazer okay? É nosso segredo 


- não vou dizer mamãe - sorriu 


Estaciono o carro em frente a casa de YongSun e desço do mesmo com SeoHa 


A porta logo é aberta por YongSun que abriu um grande sorriso assim que nos vou chegar 


- mamãe - SeoHa corre na direção da mais velha que a recebeu com um abraço, a garotinha saiu dos braços da mãe e antes de correr para dentro, acenou para mim 


- oi amor - diz YongSun me dando um selinho demorado 


- oi - sorrio - pensei que ainda estava no consultório 


- eles vão reformar algumas salas lá, então não irei trabalhar por uns dois ou três dias - falou ela abraçando meu pescoço, passo meus braços ao redor de sua cintura 


- pensei em fazermos alguma coisa amanhã a noite - digo e ela assente 


- podemos jantar - sugeriu 


- pensei em te levar em um lugar, faz algum tempo que não vou lá - digo e ela assentiu 


- o que devo vestir? 


- algo confortável - digo - eu preciso ir, tenho umas coisas para resolver no estúdio 


- tá bom, vai jantar aqui? - perguntou ela e eu assenti - o aniversário da nossa filha é no final de semana, pensei em fazermos uma festinha e convidar alguns amiguinhos da escola 


- claro - sorrio - vamos conversar sobre isso mais tarde, agora eu realmente preciso ir - lhe dou um selinho 


- dirija com cuidado 


.......................


- isso é sério? - Seulgi perguntou e eu assenti - e o que está pensando em fazer? 


- ainda não sei, pensei em levá-la para a casa de campo dos meus avós, preparar um jantar e fazer o pedido 


- vai ser tão fofo - diz ela e eu rio 


- mas e você? - pergunto e ela me olhou confusa 


- eu o que? 


- não está namorando? - ela negou 


- estou afim de uma pessoa mas não acho que ela goste de mim - falou cabisbaixa 


- eu conheço? - pergunto e ela assentiu 


- lembra da Joohyun? Que estudou com a gente no último ano? 


- claro que eu lembro - digo e ela sorri 


- acabamos nos reencontrando a um tempo e começamos a conversar, pensei em chamá-la para um encontro mas não acho que ela vá aceitar 


- e como você sabe? Liga para ela 


- agora? - assenti - tá 


Seulgi pegou o celular e discou o número da garota 


- o-oi... estou bem e você?... ahm, eu estive pensando e queria saber se quer sair um dia desses? - ela me olhou e eu sorrio - quer? - sorriu - claro... hoje? Com certeza... te vejo a noite... tchau


- viu só? Eu disse que ela aceitaria - sorrio e ela deu um gritinho animada 


- agora vamos sair - disse pegando a bolsa e o casaco 


- sair? - pergunto confusa e ela assentiu 


- vamos comprar a aliança para a sua amada - disse ela com um sorriso - vem 


- tá bom - digo rindo 


Fechamos o estúdio e decidimos caminhar à procura de uma joalheria, após andar um pouco encontramos uma 


- olha essa - diz Seulgi apontando para uma das várias alianças que haviam ali 


- essa é linda - digo e ela assente


- acho que ela iria gostar - falou ela, por um estante consigo imagina-lá no dedo de YongSun e acabo sorrindo 


- vai ser essa! 


Notas Finais


Como eu já havia dito antes, não quero prolongar muito a fic, já está na reta finaaaaaal


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...