História Seis anos em um (Namjin) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Exército, Fama, Idol, Namjin, Namjoon, Romance, Seokjin
Visualizações 34
Palavras 750
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo, o terceiro baseado nos moments do muster de Chiba.
Boa leitura! 💜

Capítulo 3 - Boy With Luv


Uma vez eu estava procurando por vídeos do grupo no YouTube e percebi o quão nossos fãs são criativos e possuem a mente fértil.

Dentre os vários, acabei clicando em um compilado de momentos entre Nam e eu.

Eram imagens, interações em premiações ou fansing. Todos com um fundo em música romântica e legendas falsas com cunho afetivo.

Dei uma leve risada.. não sabia muito como reagir aquilo, mas acabei notando algo.

Havia um destaque muito grande para as vezes em que Namjoon entregava-me as flores que recebíamos em eventos ou após os prêmios.

Nunca parei para pensar no motivo daquilo, mas naquele instante considerei que poderia ser em sinal de respeito, já que sou seu hyung.

As flores podem ter vários significados e ao ser usada como presente, se torna algo mais importante, desde sinal de despedida, saudades e romance.

 

Romance...

 

Questionei-me se aquele vídeo tinha algum fundamento e se ao me entregar as flores Namjoon queria dizer algo a mais..

Talvez não. . 

Mas...

 

A última música começava a tocar, era boy with luv.

 

Ficamos em formação e um grande sorriso estampou os rostos de todos os membros.

Estava acabando e tudo ocorrera bem. As pessoas gritavam e cantavam animadamente.

 

A pequena flor vermelha já estava em meu bolso, aquela que faz parte da coreografia, " esperando" sua vez de entrar em cena.

E de repente um click. 

 

Por que, ao invés de joga-la, não dar a ele?

 

Talvez assim ele entenda meu recado.

Talvez entenda que há algo mais neste gesto, além de um passo..

 

Desejei que ali fosse um coração, seria tão mais representativo..

Queria dizer com todas as letras que eu o amava, mas não podia..

Minha flor, hoje teria um significado diferente..

 

 

Virei-me enquanto Namjoon cantava seu rap rápido e de palavras inteligentes. Quando ele saiu de cena, peguei a rosa e fiz menção de atira-la ao ar, porém dei, meu amor, a ele.

Meu companheiro de grupo olhou-me tão surpreso quanto em magic shop e depois para o vegetal de pétalas delicadas por vários segundos.

 

Seu olhar era vago e distante, mas rapidamente voltou a si e deu continuidade aos movimentos finais.

 

 

********

 

 

Entramos no carro para retornar ao hotel, desta vez com uma divisão diferente, normalmente  nos dividíamos em dois veículos, sempre na ordem: Hoseok, Jimin, Namjoon e Jungkook em um e Yoongi, Taehyung e eu em outro.

Hoje era eu, Namjoon e Jimin em um e o restante dos meninos  no outro.

Não sabia o motivo, mas dei de ombros e entrei.

Em seguida Nam sentou ao meu lado e Jimin atrás. Colocamos o cinto e seguimos a viagem.

Tudo estava um completo silêncio, o cansaço era evidente, mais ainda, quando percebo que o mais novo já estava de boca aberta e os olhos fechados em um sono profundo.

Ao meu lado, o líder do grupo passou a se remexer indicando desconforto.

Olhei para si e notei que suas mãos alisavam suas coxas e em seguida um grunhido saia por seus lábios.

 

 

- Está tudo bem Namjoon?

 

Ao ouvir minha voz ele encara-me e balança a cabeça em negativo.

 

- Queria dizer que está,  mas não. . Minhas pernas doem hyung..

 

Aquilo apertou meu peito. Não gostei de vê-lo sofrendo de dor.

Mesmo sabendo que isso é comum na vida de um idol, não conseguia assimilar a situação.

 

Com cuidado, retirei sua mão do local e passei eu mesmo a massagear seus músculos.

Namjoon fechou os olhos e suspirou em alívio.

 

- O hyung é o melhor em massagem, ele diz sorrindo.

 

Continuei apalpando e amassando a região, enquanto ele ia relaxando mais e seu corpo inconscientemente caia para o lado contrário ao meu.

Mesmo com o cinto preso a si, a faixa não foi suficiente para segura-lo.

Ele deitou-se por um segundo, mas sentou-se rapidamente, parecendo bastante assustado.

 

- O que houve?

 

Pergunto sem entender o que acontecia.

 

- Eu quase amassei isso!

 

Ele diz levando sua mão ao banco e pegando algo.

 

A rosa.

 

A rosa de nossa coreografia.

 

- Hum?

 

Digo sem entender nada.

 

- Eu não quero destrui-la.

 

Ele diz apertando-a entre os dedos e me olhando.

 

Não sabia o que era aquilo, mas meu coração deu um salto.

 

Ficamos nos olhando. .e olhando..

Até que ele repentinamente se aproxima e..

 

Toca seus lábios aos meus..

 

Estavam ressecados, mas isso não apaga o desejo que tive de transformar seu toque em um beijo..

 

Jimin mecheu-se no banco e uma tosse escapou de sua garganta.

 

Será que ele viu algo?


Notas Finais


Até a próxima 😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...