História Seis Coisas Impossíveis (Hiatus) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags Changkyun, Hyungwon, Jooheon, Kihyun, Lemon, Minhyuk, Monsta, Monstax, Save My Fiction, Shownu, Sistar, Wonho, Yaoi
Visualizações 80
Palavras 1.425
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu vim fazer uma surpresinha pra vcs hihi 😊 como vcs estão??
Olha, eu tô postando isso aqui mas estou com três apostilas para fazer e uma matéria para estudar Zzz então me amem muito!
Eu tô abismada, dps dessa att no spirit eu não posso mais colocar "#" no começos dos Especiais??? QUE ABSURDO!!
Então amores, o especial de hj é bem simples, talvez fique curtinho sim, é só para que vcs conheçam a cabeça de Lee MinHyuk, eu quero muito que vcs saibam como cada personagem pensa e etc. Já enrolei demais rsrs

Boa leitura! 💌

Capítulo 13 - Especial 02 - MinHyuk pov's (Capítulo 10)


27 de junho de 2016

Após um filme chato e cansativo, eu dormi no ombro de JooHeon, ele era confortável apesar de mais baixo que eu ー não deixem ele saber que eu disse isso ー. Lembro que quando dormi foi muito fofo e queria ficar ali para sempre, mas eu acordei. Acordei com uma dor de coluna horrível por conta do mal jeito.

Ao abrir meus olhos, estava com a cabeça longe de onde inicialmente havia a colocado (ombro esquerdo de Lee), mas pude ver seu rostinho rechonchudo e amassado por causa do efeito do estofado.

ー Heonie, acorde, você irá ter dores se continuar assim, parece que está numa aula de contorcionismo. ー disse suavemente enquanto acariciava seus cabelos castanhos escuros.

ー MinHyuk-ssi~ me deixe dormir mais um pouquinho, por favor. Irei lhe pagar com muitos beijos, okay? ー o manhoso franziu seu rosto para indicar que eu o incomodava, era a coisa mais preciosa desse mundo.

ー Vou te trazer uma água, hum? Acorde logo, já está tarde e sua mãe pode se preocupar se chegar atrasado em sua casa. ー sussurrei enquanto saia de cima do estofado e calçava minhas pantufas de cachorrinhos alaranjados. 

Deixei o dorminhoco na sala e fui até a cozinha para me despertar por completo. Peguei um copo que estava encima da mesa ー isso era coisa de KiHyun, odeio quando ele desorganiza os copos ー e o enchi até a metade com café preto, sem açúcar mesmo, e me sentei á bancada de mármore.

Enquanto bebericava o líquido, pensei em algo grande: KiHyun e ChangKyun não estavam no sofá conosco. Será que...





Corri em disparada para a sala, deixando minha fonte de energia para trás.

ー JooHeon, JooHeon, me escute. ー balaçava o garoto com delicadeza, e ainda assim com força para que ele despertasse.

ー Hm... ー ele resmungava e se virou para o outro lado. Revirei os olhos e o puxei novamente para observar seu rosto.

ー ChangKyun e Yoo não estão conosco. Será que eles foram transar no banheiro? ー ao dizer isso, vi o menor se sentar em um pulo.

ー O quê? ChangKyun? Sexo? KiHyun? Onde??? 

ー Acorda meu doce, tenta raciocinar feito gente primeiro. ー sentei-me na sua frente com as pernas cruzadas e usei minhas mãos para agarrar uma das suas.

ー Pode contar agora, estou acordado. ー seus olhos de jabuticaba me fitavam com total atenção.

ー Yoo e Im não estavam aqui quando eu acordei, eles podem ter ido ao banheiro juntos... ou para o quarto de KiHyun, não sei. ー continuei usando meus dedos para fazer desenhos aleatórios as costas de sua mão esquerda.

ー Ah sim... acontece né, eles estão em um lance sério... ー seu rosto abaixou e eu sabia muito bem o que era.

ー Lee... você disse que me daria uma chance. Você sabe que ele não te ama desse modo, me deixe ser seu alguém especial. Eu vou me esforçar. ー segurei seu queixo com meus dedos longos e ergui sua cabeça. ー Eu gosto muito de você para te ver sofrer por outro desse jeito. Me deixe te fazer meu.

JooHeon sorriu. Não um sorriso verdadeiro, mas singelo, fraco, bem desenhado e cheio de compreensão.

ー Obrigada Min. Eu não mereço você, é um anjo tão puro. Eu vou fazer de tudo para esquecer ele e irei te amar mais do que qualquer coisa que existe nesse mundo.

Meu sorriso se abriu largamente ao ouvir as palavras cheias de determinação do mais novo. Senti sua mão agarrar firmemente minha cintura e fazer esforço para me levar ao seu colo. No final, fui parar sentado sobre suas pernas enquanto sua cabeça estava afundada na linha do meu pescoço.

ー Seu cheiro é tão único, Min. ー ele me cheirava com tanta força, mas tanta que era possível sentir sua respiração batendo em minha pele, juntamente com seus beijos simples.

ー Eu quero te fazer feliz. ー puxei sua face de perto do meu corpo e o encarei. Pude ver o mais fundo da sua alma em seus olhos miúdos, seu sofrimento, mas lá no fundo, eu podia ver uma chama de esperança prestes a ser acesa. Eu a acenderia.

ー Você pode fazer tudo o que quiser, meu loirinho. ー a palma de sua mão grande passou a fazer um carinho gostoso em meus cabelos, e eu cedia aos seus toques. ー Você parece um gatinho quando lhe toco, tão fofo e puro. Ah MinHyuk, o que fiz para te merecer?

ー Bobo. ー dei um projeto de soco em seu peito e o mesmo riu soprado. ー Vamos acordar o Chang, vocês precisam ir para casa.

ー Eu gosto tanto de te ter por perto. ー discretamente, sua mão que antes pousada em meus cabelos, passou a acariciar a linha da minha mandíbula, me causando arrepios. ー Só irei te deixar ir se me der um beijo. 

ー Tudo bem, um beijo. ー me aproximei dele e selei seus lábios. ー Vamos.

ー Epa! Assim não! Eu quero um beijo decente. O mais apaixonado de todos. ー seu sorrisinho era discreto, mas ainda assim eu podia visualizar suas covinhas das bochechas.

Aproveitei que já estava perto do mesmo, e voltei a colar nossas bocas. Ficamos um tempo dando selinhos atrás de selinhos, até que a língua fervente de JooHeon lambeu meu inferior. Aquilo me fez suspirar, e o mesmo aproveitou para adentrar minha boca.

Nossos beijos eram os melhores. Eram quentes e faziam barulhos obscenos, porém eram cheios de sentimentos melosos, como um adolescente em sua primeira experiência.

Nos separamos mas continuamos no mesmo lugar, com os olhos fechados, ofegantes.

ー Você é incrível. ー JooHeon me fazia inúmeros elogios diários, isso me fazia construir uma auto estima blindada. Blindada pelo afeto de Lee. Sorri tímido e passei a lhe encarar.

ー Vamos. ー me levantei de seu colo, ouvindo um resmungo seu. Mas logo o mesmo veio atrás de mim. ー Vamos acordar eles com barulho.

ー Porra, o que tu acha tão atraente no barulho? ー o mais baixo me olhava com indignação.

ー Barulho é arte, é presença. Sempre que há barulho, significa que tem alguém com você. ー disse enquanto voltava para a cozinha atrás de panelas e colheres de pau.

ー Obrigado, agora vou surtar quando ouvir os eletrodomésticos estalarem a noite. ー disse em um tom de medo, eu apenas ri de seu medo absurdo de tudo.

ー Tome, pegue isso e vamos subir. ー lhe entreguei uma frigideira e uma colher de macarrão de plástico.








ー Viemos acordar o casal da nação!!! Bom dia fores do dia!!! ー eu fazia barulho sozinho, porém logo ouvi as batidas dos instrumentos de JooHeon logo atrás de mim.

ー Porra MinHyuk, vai se foder velho! Para com esse caralho, AGORA! ー KiHyun tinha ficado mais irritado que o normal. Oras bolas, ele deveria estar de bom humor pois dormiu com seu crush. Aish, nunca vou entender essas pessoas.

Ao ver KiHyun nos ameaçando jogar uma bota, peguei o outro Lee pelo pulso e corri para o primeiro andar.






ー Ele tava muito vermelho. Vai ficar bem com esse mini demônio aqui? ー JooHeon questionou enquanto colocava nossas ferramentas de “trabalho” encima da mesa de centro.

ー Está tudo bem, sei lidar com ele. ー joguei minha panela no sofá e fui em sua direção. ー JooHeon, sobre hoje...

ー Min, eu disse que irei esquecer ele, ainda mais depois de hoje. Quero construir uma vida contigo. Essa é minha nova meta de vida: me fazer todo seu. ー suas mãos envolveram meu rosto como uma maçã.

ー Obrigada, Lee. ー recebi um beijo em minha testa.



Depois disso, ChangKyun e JooHeon foram embora, deixando um MinHyuk muito carente para trás.




Mais tarde fui me reconciliar com KiHyun, não fora tão difícil já que, ele precisava de mim para desabafar sobre seus sentimentos fortes com relação á Im.

Conversamos muito, até que o mesmo adormeceu em minha cama e eu preferi não acordar ele novamente. Não hoje.





Após concluir minhas atividades noturnas ー que consistiam em fazer xixi, escovar meus dentes e passar meus cremes faciais ー, fui deitar-me no sofá da sala, levando meu cobertor de bolinhas rosas e meu travesseiro.

Eu poderia ter dormido com KiHyun, ou até mesmo no quarto do mesmo, mas seu cheiro não estava lá. Seu cheiro, Lee JooHeon, esse maldito cheiro que me acalma tanto estava apenas no sofá.






Eu adormeci, pensando em todas as suas promessas e se seria capaz de mantê-las. Ah JooHeon, eu não quero me magoar, não novamente, mas eu farei o máximo por você, você merece se livrar desse sentimento.


Irônico que eu sinto, que estou preso no mesmo sentimento o qual estou te libertando. Eu acho que cairei, novamente. Por você.






Notas Finais


VOCÊS QUEREM UM MINHYUK TAMBÉM? PQ EU NÃO VOU DAR O MEU, RUM.
Então gente, nem tudo é um mar de rosas, vocês descobriram coisas grandes com esse especial, sim?
JooHeon é apaixonado por Chang desde a infância, mas o mesmo nunca lhe deu bola (e as vezes até uns fora rolaram).
Não levem JooHeon a mal, ele gosta sim do MinHyuk, o sentimento é diferente sim, MAS, é aquela paixonite que te faz levar ao amor, sabe?
Torção para MinHyuk não se dar mal, pois ele já passou por muito (e passará também) nessa vidinha :(

Obrigada por lerem, deixem nos comentários se gostaram. 😊

Beijos da unnie. 💖💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...