História Seis pedaços - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 1.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Capítulo 4: O ataque.


Vh acorda com um estrondo, vindo do pátio. Ele pula da cama e corre para a janela, ver o que está acontecendo. Ele está com muito sono ainda, por isso, o que vê é uma imagem borrada de dois homens lutando no pátio, até que um dos homens pula para longe e com a força do vento, Vh é lançado contra o telhado, o atravessando.

7 horas depois.

Vh acorda novamente, em uma cama quebrada. Ele levanta e vê sua irmã sentada em uma cadeira ao lado da cama, ela está de cabisbaixa e muito suja. Eles estão em uma pequena casinha ao lado do templo, ele sai dela e se vê em meio aos destroços do templo de Luke. Ayumi sai de dentro da casinha e fica parada ao lado de Vh.

Vh – O que aconteceu?!

Ayumi – Eu não sei direito... Quando Luke e eu acordamos, uma parte do templo já estava destruída, e havia um homem do lado fora, gritando o nome do Luke. Quando fomos para fora, o homem começou a atacar Luke e então... E então...

Ayumi começa a chorar.

Vh – O Luke... Ele...?

Ayumi confirma, acenando com a cabeça.

Vh – Mas... Por quê?

Ayumi – Eu gostaria de saber...

Os irmãos olham para cima e vêem um helicóptero chegando. Ele pousa em meio aos destroços, e de dentro dele saem South e Sky.

South – Nós recebemos a mensagem, Ayumi. O que aconteceu?

Vh – Fomos atacados enquanto dormíamos. O Luke caiu...

South respira fundo e se apóia em uma das poucas paredes que ainda estavam de pé. Ele estava chocado com a noticia.

Sky – Vocês encontraram o corpo?

South – Não é possível... Por que eu fui aceitar esse emprego? Tudo que eu valorizo está sumindo... Minha família... Minha equipe...

Sky – Recomponha-se, soldado. Você ainda precisa nos liderar. Ayumi, Vh, vocês viram o rosto de quem os atacou?

Vh – Quando acordei, eu observei a luta por uns dez segundos e já desmaiei...

Ayumi – O homem estava chamando pelo Luke... Eu o vi de relance da janela do nosso quarto e um pouco quando eu desci.

South – O que? Espera um instante... Você disse “nosso quarto”. Esse “nosso” estava se referindo a você e o Luke?

Ayumi – Hã?! E-eh... S-sim...

South – Então deixa eu ver se eu entendi... Mesmo tendo três quartos no templo, você convenientemente ficou no mesmo quarto que o Luke?

Ayumi – É... Mais ou menos isso...

South – Hum... Olha, Ayumi, eu não me importo com quem você namora, mas é serio... Namorar um colega de equipe não seria muito certo.

Ayumi – O que?! Não! A gente não está namorando! Foi só um pequeno caso...

Vh – Serio Ayumi? Serio? Vocês dois se conheceram a menos de vinte e quatro horas.

Ayumi – Mas não foi nada de mais! Ei, por que estamos discutindo de eu ter tido um caso com alguém que está morto?

Sky – Eu estava me fazendo à mesma pergunta desde que a discussão começou.

South – Sei. Nós precisamos encontrar o cara que assassinou nosso amigo!

Vh – Precisamos mesmo?

South – É obvio que sim!

Vh – Eu to começando a odiar isso...

South – Vh, eu sei que você é apenas um adolescente, mas a partir do momento que você concordou em fazer parte desta equipe, você ganhou responsabilidades comigo, com o resto da equipe e com o governo valyricano.

Sky – Ayumi, você consegue descrever como era o rosto do homem que atacou vocês?

Ayumi – Talvez, eu não sei, eu não consigo lembrar direito...

Sky – Hum... Vamos para algum lugar privado, lá discutimos melhor sobre esse homem.

Ayumi – Certo...

Oceano Atlântico, 8720 milhas abaixo.

Luke acorda em uma cama feita de algum material desconhecido. Ele olha para o lado e vê o homem que atacou seu templo, parado, ao seu lado. Em um movimento rápido, ele pula da cama usando a força do vento e pousa no chão com suas mãos em chamas.

Luke – Quem é você?! E por que atacou meu templo?!

Atrás do atacante, estava uma pequena fonte de água. A água dessa fonte começa a flutuar e se juntar ao redor do homem, formando dois círculos cruzados.

Luke – Seja lá quem for você, recomendo que pare com isso.

Atacante desconhecido – Não me reconhece mesmo, Luke?

Luke – Não... Eu deveria?

O homem tira suas luvas. Em sua mão estava uma cicatriz em forma de um triangulo invertido.

 Luke fica espantado ao ver aquilo.

Luke – Você é da Ordem?

Homem – Eu sou Agupron, o guardião dos oceanos.

Luke – Uma encarnação de Agupron... Achei que todos da Ordem tiveram sua existência milenar extinta...

Agupron – Não. A Ordem Elementar ainda existe, e todos os membros já foram reunidos... Menos você, Luke Garz, 45ª encarnação de Airtok, o comandante dos céus.

Luke – Se você é da Ordem, por que atacou um templo de Airtok?

Agupron – Para avisá-lo de uma ameaça iminente. Eu sou apenas um mensageiro, eu soube de sua equipe, e espero que com nossa ajuda, vocês possam derrotar essa ameaça.

Luke – Tudo bem, mas isso não explica o porquê do ataque.

Agupron – Dentro de alguma parede do templo, tem um item que poderá definir se iremos sair vitoriosos ou derrotados.

Luke – Entendo... Conte-me, que ameaça é essa?

Agupron – Sente-se, eu irei lhe contar.

 8 semanas depois.

Sky está correndo atrás de uma mulher mascarada, pulando de prédio em prédio. Ele fala no rádio com Vh.

Sky – Ela está chegando aí, se prepare.

A mulher vira em um beco, dez segundos depois, Sky vê ela ser jogada para fora do beco e colidir contra uma parede. Vh sai do beco.

Vh – Eu sou muito foda, vai dizer?

Sky – E muito modesto, também. Vem, vamos levar essa mulher para a base.

Algum tempo depois, eles chegam em sua nova base, localizada 3 milhas abaixo da capital do país Valyric.

Eles vão para sala de interrogatório, onde deixaram a mulher mascarada.

Sky – Tudo bem, quem é você e o que quer?

Mascarada – Eu sou Yvi, eu não queria causar encrencas... Desculpe-me...

Sky – Hum, posso retirar sua mascara?

Yvi – Pode...

Sky retira a mascara de Yvi, ela é uma mulher morena, olhos castanhos, 1,70 de altura e aparenta ter 23 anos.

Sky – Você respondeu uma das perguntas. Agora responda a outra.

Yvi – Ok... Eu sei onde o outro membro da sua equipe está.

Sky – Que outro membro?

Yvi – O Luke, é claro.

Sky – Luke está morto.

Yvi – Não, ele não está.

Sky – Como sabe?

Yvi – Eu sou filha do presidente, dois meses atrás eu escutei meu pai comentando sobre sua equipe e os membros. Foi assim que soube da existência de vocês.

Sky – A pergunta foi: como sabe que o Luke está vivo?

Yvi – Eu sou espiã, e estava infiltrada em uma organização hiper secreta chamada: A Ordem Elementar. Ele está em uma das bases dessa organização, eu o vi.

Sky – Espera que eu acredite mesmo nessa bobagem?

Yvi – É verdade! E eu posso levá-lo até ele.

Sky – Eu quero ver isso acontecer.

FIM DO CAPÍTULO.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...