História Seize The Day - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Amaranthe, Arch Enemy, Avenged Sevenfold, Burzum, Epica, Lacuna Coil, Lana Del Rey, Lorde, Mayhem, Nightwish, Rammstein, Tarja Turunen, Within Temptation
Personagens Alissa White-Gluz, Arin Ilejay, Brooks Wackerman, Christian "Flake" Lorenz, Christoph "Doom" Schneider, Cristina Scabbia, Ella "Lorde" Yelich-O'Connor, Floor Jansen, Hellhammer, Johnny Christ, Lana Del Rey, M. Shadows, Necrobutcher, Oliver "Ollie" Riedel, Paul Landers, Personagens Originais, Richard Z. Kruspe, Sharon den Adel, Simone Simons, Synyster Gates, Tarja Turunen, The Rev, Till Lindemann, Varg Vikernes, Zacky Vengeance
Tags Aproveite O Dia
Visualizações 23
Palavras 1.176
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fic protagonizada pelo ex-vocalista do Mayhem Dead, mas nela vocês verão ele bem diferente do que ele era na vida real.

Capítulo 1 - A Mudança


Fanfic / Fanfiction Seize The Day - Capítulo 1 - A Mudança

Eram dez horas da manhã quando o caminhão de mudança chega a minha casa nova. Ele parou e eu, meus pais e minha irmã descemos do caminhão para abrir a casa.

Meu nome é Per Yngve Ohlin Landers, tenho 17 anos e acabo de me mudar para uma cidade pequena. Meu pai foi transferido de onde ele trabalhava para cá onde vamos morar. Deixei muitos amigos lá e tive que terminar um namoro. Meu pai acaba de abrir a casa e diz:

- Enfim, estamos no nosso novo lar.

Minha mãe e minha irmã sorriram para ele, eu dei um riso baixo e depois os caras da mudança abriram o caminhão e eles, eu e meu pai começaram a retirar as coisas dali de dentro.

Passamos três horas colocando os móveis desmontados e as caixas com nossas coisas dentro, foi quando meu pai foi examinar mais uma vez o caminhão e disse:

- Per, é só mais uma caixa!

- Já vou pai!

Quando chego lá, eram cinco caixas, olhei sério para o meu pai e depois disse:

- Pai, o senhor disse que era somente uma caixa.

- Chama a sua irmã para te ajudar.

- YASMIN! - eu chamo a criatura aos gritos.

Ela vem de lá andando rapidamente com seus cabelos castanhos e usando uma blusa regata bem colada e uns shorts bem curtos, quando ela chega ao caminhão, ela diz:

- Pois não, Per chato.

- Ajuda eu e o papai a carregar essas caixas.

Ela com cara feia resolveu nos ajudar a carregar as caixas. Ela carregou uma, eu duas e papai também duas. Vou falar sobre a minha irmã. Yasmin tem 15 anos, vai começar o Ensino Médio agora, ela é bastante vaidosa, gosta de batom vermelho e de usar roupas curtas. Ela sonha em ser bailarina e ela tinha cinco anos quando começou a ensaiar seus primeiros passos de dança. Eu quero ser músico, montar uma banda de Black Metal, cresci ouvindo rock por influência dos meus pais que adoram bastante. Meu pai toca guitarra e minha mãe é cantora lírica, mas não profissionalmente.

Meus pais são casados há 19 anos, eu vim praticamente quase dois anos depois deles casarem. Mas de relacionamento eles têm 22 anos juntos, aquilo ali é amor para 100 anos. Ele a apelida de "anjo" e ela varia de amor, meu bem, meu neném, ave maria, dá vontade de vomitar às vezes. Quando saí da outra cidade, deixei uma namorada chamada Amanda, foi difícil de terminar com ela, e ela deve estar magoada pra caralho comigo, mas não podia me manter sozinho naquela cidade e eu sou daqueles adeptos da ideologia de que namoro à distância não dá certo. Yasmin deixou vários moleques apaixonados por ela, mas ela nunca quis nenhum, pois para o meu pai, ela ainda é muito nova para namorar. E ela também só quer ter algo sério quando ela se apaixonar de verdade.

Quando entramos na casa nova, começamos a arrumar tudo, primeiro ligamos o fogão e a geladeira pra depois montarmos todos os móveis. Minha mãe saiu para comprar comida pronta, pois estava uma loucura na montagem de móveis, aí não ia dar pra fazer comida nessas condições. Quando terminamos de montar os armários da cozinha e a mesa, fomos almoçar e depois do almoço, voltamos a montar os móveis e por último instalar a antena. Ficamos nesse serviço até terminarmos de arrumar as roupas nos guarda-roupas. E já estava de noite quando terminamos a mudança. Na hora do jantar, papai pediu duas pizzas e um refrigerante. As pizzas eram de calabresa e portuguesa que são nossos sabores preferidos. Depois de nos servimos, papai propõe um brinde:

- Dheia, Per e Yasmin, vamos brindar à nossa casa nova.

- Vamos sim papai! - diz Yasmin.

- Vamos sim meu amor. - diz minha mãe.

- Então vamos brindar. - digo.

Brindamos e sorrimos um para o outro, bebemos nossos copos de refrigerante e comemos pizza. Segundos depois, papai toma a palavra:

- Bom, avisei ao meu novo chefe que já estou aqui na casa nova, então segunda-feira já começo a trabalhar. Per e Yasmin, essa semana já faço a matrícula de vocês na escola e segunda-feira vocês já começam a ir para aula.

- Tudo bem pai, já estou ansiosa para isso.

- Eu também papai - eu olho para Yasmin - E você mocinha, vou estar de olho em você na escola inteira.

- Ah Per, deixa de ser chato.

Rimos disso e após o jantar fomos para a sala assistir TV, quatro horas depois, nos recolhemos e fomos dormir. No dia seguinte, acordo primeiro que minha irmã e me levanto pego uma roupa limpa, vou ao banheiro, tomo banho e faço a minha higiene matinal. Troco de roupa e quando saio do banheiro, vejo Yasmin de pé na porta do nosso quarto, descabelada e com cara de sono. Eu me assusto ao vê-la desse jeito.

- Porra Yasmin, você me matou de susto.

- Bom dia pra você também Per. - ela diz desfilando até o banheiro.

- Exibida! - digo baixinho e vou até a cozinha preparar o café.

Enquanto preparo o café, meus pais acordam com o cheiro e vão até a cozinha.

- Bom dia Per, caiu da cama meu filho? - pergunta minha mãe.

- Bom dia mãe, está bem tarde.

- Que horas são?

- Nove da manhã.

- Meu Deus, eu e Paul dormimos isso tudo?

- Pois é mãe. Cadê o papai?

- Está vindo aí.

Papai vem e dá um beijo em mamãe, me abraça e beija a minha cabeça. Yasmin sai do banheiro e cumprimenta nossos pais.

- Bom dia pai, bom dia mãe.

- Bom dia minha querida. - mamãe beija a testa de Yasmin.

- Bom dia minha princesa. - papai beija a cabeça de Yasmin.

- Bom família querida, o café está pronto, então vamos? - digo.

Eles assentam com a cabeça que sim, então nos sentamos e tomamos café juntos, depois que terminamos, eu e Yasmin fomos ajudar mamãe nas tarefas de casa e acabamos umas dez e meia da manhã. Mamãe foi preparar o almoço, nós fomos até a varanda sentar nas cadeiras para pegar um ventinho e papai foi assistir TV. Ainda na varanda, eu contava piadas e Yasmin ria até a barriga doer e quando olhamos para a frente, um garoto baixo de cabelos negros e compridos, a pele branca como a neve estava chamando a atenção de Yasmin. Olho para ela e digo:

- Está de olho no vizinho, né maninha?

- Tá louco moleque? Não vim pra cidade pequena pra arrumar namorado, eu hein. - ela diz em um tom de deboche e ajeitando o cabelo.

- Mas do jeito que você é linda, não duvido em nada que ele se apaixone por você.

Ela riu e voltamos a olhar para frente. O rapaz baixo ainda estava na porta, olhando para nós. Ainda estávamos conversando e ele ainda olha para nós até que minha mãe nos chama para almoçar.


Notas Finais


Será que Yasmin se apaixonou pelo vizinho? Sei não, viu?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...