História Seja Nosso e Seremos Seu - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Taeyoonseok
Visualizações 29
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Outroooooo!!!!!!

Capítulo 2 - 02


Liguei o carro, dei partida e sorri pensando no conteúdo que eu ensinaria hoje. Uma coisa que eu amo fazer é ensinar, ver o interesse dos alunos - não de todos, é claro - é maravilhoso, ver que apesar deles não notarem ou não ligarem muito, eu estou fazendo uma pequena diferença na vida deles. Adoro o que eu faço e não trocaria por nada, agradeço todos os dias por ter conhecido Yoongi, se não fosse ele, eu trabalharia de advogado - profissão dos meus pais - e estaria infeliz casado com uma mulher. A verdade é que além de ser grato por ter mudado a minha vida, sou imensamente grato por ele me amar. E sim, eu sei que pode não fazer muito sentido, mas se você pensar em cada pessoa que já passou na sua vida, vai perceber que elas mudaram algo aí dentro, a sua forma de pensar, talvez. E Yoongi além de fazer isso, me amou em cada momento que vivemos juntos, não me deixou nem quando eu o mandei faze-lo.

Mas votando ao meu trabalho, que está prestes a começar, sorte que não moro muito longe da faculdade.

Assim que eu acabei a faculdade, que é a mesma que eu trabalho, consegui uma vaga como professor, - o antigo se aposentou e me indicou ao cargo por ser o melhor aluno do curso e sempre tirar boas notas - foi meio dificil no começo porque os alunos tinham a mesma idade e parecia que eles acreditavam que eu não poderia ensina-los, mas com o tempo consegui me impor e hoje, com apenas quatro anos como professor, sou um dos mais respeitados da faculdade.

Mas agora vou falar dos meus alunos, um em especial, Kim Taehyung. O loiro é um otimo aluno, mas não é sobre isso que eu quero falar. Desde que o ano começou, Taehyung, me envia bilhetes e certas vezes, eles não são nada inocentes. E eu fico mal, por saber que eles me exitam, sou casado e não tem a possibilidade de eu trair Yoongi, mas não sou de ferro e é impossível não me sentir balançado com isso.

Fico com medo do que Taehyung pode fazer e com medo de perder Yoongi por algum ato impensado do loiro, por isso finjo que os bilhetes não existem, mas a verdade é que eles estão todos guardados em uma caixinha em cima do meu armário.

- Boa noite - Falei entrando na sala.

A primeira coisa que eu notei assim que entrei foi que Taehyung e um garoto que vive com ele, Jimin seu nome, não estavam na sala e suspirei aliviado pensando que hoje teria descanso, mas tão logo pensei e bateram na porta e quando abri, eram os dois. Permiti a entrada e comecei a minha aula.

Ao final da mesma, pedi que me entregassem os trabalhos - que passei na aula passada - e Taehyung foi o ultimo. Me entregou o seu trabalho, me dando um sorrisinho malicioso e eu sabia que devia ter um dos seus bilhetes despudorados entre as folhas. Ele vinha me entregando eles sempre acompanhados com algum trabalho ou provas.

Esperei que todos saissem e quando estava sozinho, abri o trabalho de Taehyung e encontrei o bilhete:

" Quando que você vai admitir que você pensa em mim? Não demore porque estou louco para provar seus lábios..."

Suspirei feliz, porque não tinha nada sem pudor naquela frase. Na verdade, era apenas uma, ou melhor outra, declaração.

Guardei na minha bolsa o bilhete e fui para a sala dos professores esperar a minha proxima aula e depois que está acabou voltei para a casa, pensando em Yoongi.

Nos conhecemos no segundo ano do ensino médio e nos apaixonamos, foi um pouco difícil no começo, nossos pais não nos aceitavam e isso quase nos fez seguirmos caminhos opostos, mas graças as forças da natureza mais conhecidas como Kim Namjoon e seu marido Kim Seokjin, nós estamos juntos.

Assim que abri a porta de casa vi que Yoongi estava sentado no sofá com uma caixinha no colo, a cena me fez engolir em seco já que a caixinha era onde eu vinha gardando os bilhetes de Taehyung.

- Amor, eu posso explicar - Falei temendo que começássemos uma briga.

- Não há necessidade de ficar nervoso, sabe bem que eu sempre gosto de esperar as coisas serem esclarecidas antes de tirar conclusões precipitada - Yoongi falou calmo, mas eu senti que ele estava um tanto irritado.

Apesar de saber esconder muito bem seus sentimentos, eu o conheço como ninguem. E foi por isso que eu fiquei nervoso. Ele se irritar com algo é raro, mas quando acontece, pode causar estragos.

- São de um aluno meu, Taehyung. Como você deve ter percebido, ele gosta de mim, mas eu nunca correspondi e nem insinuei que sentia o mesmo. Não sei o motivo de ter guardado, mas isso não tem relevancia nenhuma na minha vida. Jogo fora se você quiser. Ele é meio insistente, mas nunca vai conseguir algo comigo. Eu te amo e você sabe - Falei tudo de uma vez e quando terminei me joguei na poltrona à frente do sofá que ele se encontrava.

- Calma Hoseok, não precisa ficar nervoso. Acredito em você, mas preciso de um tempo. - Ele falou e se levantou deixando a caixa no sofá.

- Um tempo?- Perguntei com medo de que ele quisesse o divórcio por isso.

- Sim, vou dormir no quarto de hóspedes e vou pensar. E não vamos nos separar, então pare de pensar nisso. - Yoongi falou e pareceu ler minha mente, mas eu sabia que era porque ele me conhecia bem demais. Assim como eu à ele.

- Tudo bem, vou jogar essa caixa no lix... - Fui interrompido.

- Não precisa, vai dormir. Sei que está cansado. - Ele falou e saiu da minha vista.

Fui para cozinha e preparei uma dose de uisque. Assim qie terminei fui tomar um banho e cai na cama pensando no que Yoongi ia decidir e torcendo para que ele cumprisse o que falou na sala.

O amo demais para que terminemos o que temos por causa de uns bilhetes.


Notas Finais


Espero q estejam gostando. :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...