História Seja o que for (Snowbarry) - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Arrow, Legends of Tomorrow, Supergirl, The Flash
Personagens Alex Danvers, Alura Zor-El, Amaya Jiwe (Vixen), Barry Allen (Flash), Cat Grant, Cisco Ramon (Vibro), Detetive Joe West, Donna Smoak, Dr. Harrison Wells, Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Felicity Smoak, Iris West, James "Jimmy" Olsen, John Diggle, Kara Zor-El (Supergirl), Lar Gand (Mon-El), Laurel Lance, Lena Luthor, Leonard Snart (Capitão Frio), Mick Rory (Onda Térmica), Nathaniel "Nate" Heywood (Comandante Gládio), Oliver Queen (Arqueiro Verde), Raymond "Ray" Palmer (Átomo), Ronald "Ronnie" Raymond (Nuclear / Firestorm), Sara Lance (Canário Branco), Slade Wilson (Exterminador), Tommy Merlyn, Wally West (Kid Flash), Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Agentcanary, Arrow, Avalance, Barricity, Barry Allen, Black Siren, Caitlicity, Caitlin Snow, Captaincanary, Constantine, Constanzed, Darhkatom, Felicity Smoak, Flarrow, Flashfrost, Kalena, Kara Danvers, Karamel, Karry, Killer Frost, Lauricity, Lauriver, Legends Of Tomorrow, Lena Luthor, Monwinn, Multivibe, Nora Westallen, Nyssara, Olicity, Olivarry, Oliver Queen, Sanvers, Snowbarry, Snowest, Snowfrost, Snowqueen, Snowvibe, Steelatom, Superarrow, Supercorp, Superflash, Supergirl, The Flash, Theroy, Westallen, Yaoi, Zamaya, Zarlie
Visualizações 64
Palavras 994
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 25 - Preparativos


Fanfic / Fanfiction Seja o que for (Snowbarry) - Capítulo 25 - Preparativos

P.O.V. Oliver Queen 

Laurel expulsou eu e William de casa. 













Não desse jeito que estão pensando! 

Oito meses atrás Barry pediu a mão de Caitlin em casamento. Finalmente. 

Só que o casamento não saia nunca. Primeiro Laurel deu a luz a nossa filha Olivia, depois Cait ficou grávida, mais vilões, Cait deu a luz a Dawn e Don Snow-Allen, mais vilões, as Lendas ficaram perdidas na linha do tempo, já disse mais vilões? 

Então minha brilhante mulher teve a perfeita ideia das garotas arrumarem esse casamento. 

Tinha ficado combinado delas irem até nossa casa hoje para combinarem tudo. O problema é: eu não sabia que era só garotas. Achei que poderia ficar lá. 

Quando a última convidada, Kara, chegou, ela colocou eu e William para correr. 

Elas ficaram lá, mimando a Liv enquanto eu e o Will temos que ficar fora o dia inteiro. 

Ele pediu para irmos no cinema ver o remake de Sexta-feira 13 (pensem no ano 2023). Vimos o filme é acho que mesmo ele já sendo um quase-homem de 15 anos ele morreu de medo e quase chorou quando decapitaram a velha. 

Depois disso, comemos em um restaurante e demos uma passada no cemitério em memória de todos os mundos destruídos do Glorian Day. 

Como vencemos? Ah, foi fácil. Savitar revelou que a única coisa que poderia combater a velocidade era gelo, Cait e Frost acabaram com Thawne e Zolomon. 

Depois Barry, Nora e Savitar usaram o Flashtime para prenderem os exércitos Liberty e de Criaturas. 

Ao ficar  sabendo do acontecido, Kara deu uma grande surra em Cicada

Mesmo tendo duas baixas do nosso lado, Mona Wu e Dinah Drake, vencemos. 

Deixamos flores nos túmulos de meus pais, Quentin e Tommy. Também da Laurel E-2. 

Parei por um momento observando a lápide de Tommy. Will me abraçou. 

- Oliver? - uma voz feminina chamou. Nos viramos bruscamente. 








- Felicity? - perguntou Will. Eu não tinha palavras. 

- Podemos... Podemos conversar? - a loira perguntou. 

- Hum... É... Claro... - Me virei para meu filho - Pode perguntar a sua mãe se já podemos voltar? 

Will acenou com a cabeça e digitou algumas vezes no celular. 

- Sim. - ele confirmou. Afinal, já estava quase de noite. 

- Avise a ela que podemos ter uma visita um pouco indesejada. - susurrei. Peguei um abridor de brechas e passamos por uma - Acho melhor conversamos aqui, é mais confortável. 

Ela assentiu. 

Entramos em casa e novamente susurrei para William: 

- Segure sua mãe e Liv no quarto. Já resolvo isso. - ele sorriu e entrou para a casa. 


Um silêncio desconfortável se prolongou por segundos que pareciam anos. 

- Então... O que queria falar? - perguntei. Ela não me olhou nos olhos - E nossa filha, Felicity? 

- Ela não é nossa filha! É minha! - ela olhou para baixo e uma lágrima correu seu rosto - Era... 

- Como assim era? - perguntei, nervoso - O que quer dizer com isso, Felicity? O que aconteceu com a Mia? 

- Eu só queria protege-la... - ela finalmente me encarou - Acho que exagerei um pouco... Ela saiu escondido... O carro não viu minha menininha no meio da rua... 

Ela parou a lamentação e mudou de expressão. 

- Mas agora pode ser eu e você novamente. Como nos velhos tempos. - ela se aproximou - Antes disso tudo... 

- Não. - falei prontamente - Sou casado, Felicity. 

- Sim, é. Comigo. - ela disse. 

- Você divorciou de mim, não se lembra? Levou nossa filha pra longe, nunca me deixou conhecê -la! - estava me exaltando. 

- Isso é passado, Oliver. Não lembra que disse que sempre diria ser sua garota? - ela pegou em minha mão. 

Rapidamente tirei minha mão dali e mostrei minha aliança. A removi e mostrei-a o que havia escrito por dentro: 

dinah laurel lance: my home 


Ela encarou a aliança por um bom tempo, depois viu meu telefone, que estava no sofá, acender: 

Mensagem de "Wifey <3": 

Wifey <3: Will me falou de alguém indesejado. Quem está com vocês, Ollie? (18:49)

Wifey <3: Babe, está tudo bem aí na sala? (19:08)


- Você falou para não tentar te achar, Felicity. Eu não precisei. O amor da minha vida voltou pra mim. - disse firmemente. 

- Qual o nome dela? - ela sussurrou.  

- Nome de quem? - perguntei. 

- Da sua filha. 

- Olivia. Se fosse menino, ia ser Tommy. Se fosse menina ia ser Melinda, mas Laurel insistiu tanto em "honrar o pai"... - sorri de lembrar nossa mini-discussão sobre qual seria o nome. Olivia ou Melinda. 

- Nunca esqueceu dela. Nem quando disse que eu era o amor da sua vida. Mesmo quando ela não está a mais entre nós, mesmo quando me pediu em casamento... - Felicity suspirou, voltando a lamentação. 

- Acho que não. - Laurel apareceu na sala, com Liv no colo. 

- Eu tentei segurar ela, pai, mas quando a mamãe faz o olhar mortal não dá... - Will acompanhou sua entrada na sala. 

- Sinto muito que tenha que passar por isso, Felicity. - Laurel não a olhava, apenas ninava Liv em seu colo. 

- Eu também. - ela me olhou uma última vez e saiu pela porta. 

E essa foi a última vez que vi Felicity Meghan Smoak. 










Laurel sentou -se no sofá com Liv. Will acompanhou. Me dentro também. 

- Podemos ver um filme? - perguntou Will. 

- Outro? - dei um sorriso, fazendo Olivia sorrir também. 

- Qual? - perguntou Laurel. 

- Rei Leão.  O original, é claro. Temos que colocar um pouco de cultura na Liv! - Will riu. 

- Só se você fizer a pipoca, folgado. - Laurel riu. Liv bateu palminhas. 

A pipoca foi feita, o filme começou e Liv dormiu em meu colo e Will no ombro de Laurel. 

- Eu amo vocês. - susurrei. 

- Também te amamos. - Laurel respondeu, segurando minha mão - De sempre... 

- Pra sempre. - completei sorrindo. 












Notas Finais


Boa tarde meus amores!
Leiam que é importante.
Esse capítulo, de acordo com o planejamento, seria só das meninas preparando o casamento. Mas, mudei, sabem pq?
Primeiro, Lauriver é e sempre foi meu casal favorito. Eu lia as comics do GA e eles sim eram um powerful couple. Via os desenhos e eu sempre quis ser a Laurel para que um dia eu achasse um Oliver pra mim. (Quando os writers fizeram aquilo-que-nao-deve-ser-mencionado na série juro que quis matar cada um deles!)
Enfim, na quarta feira tive uma desilusão amorosa. Eu tive um ataque de pânico no meio da escola, foi horrível, meu coração estava e ainda está quebrado. Mas esses dois sempre foram a definição de amor verdadeiro pra mim, tive que fazer.
Segundo, algumas pessoas reclamaram por causa da minha decisão de mudar o rumo de Arrow. Durmam com esse capítulo maravilhoso.
Conclusão: sei que vou ter muitas decepções amorosas mas algum dia vou achar o Oliver pra minha Laurel.
Capítulo que vem vai ser o casamento e depois vai ser um no futuro (que será o ultimo)
Comentem e deixem seu coração por favor
Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...