1. Spirit Fanfics >
  2. Sem atentamente e sem abraços, Mina >
  3. 04 de mar. de 2020 03:33 SEM ASSUNTO

História Sem atentamente e sem abraços, Mina - Capítulo 2


Escrita por: Soier

Notas do Autor


Esse e-mail a Mina conta um pouco sobre uma história que a Seolhyun passa alguns anos antes. Caso você não tenha lido a fanfic Perfect e queira entender um pouco mais da história que ela conta, o link vai estar nas notas finais ♥

Se você não leu ou não queira, não atrapalha em nada o entendimento do capítulo

Capítulo 2 - 04 de mar. de 2020 03:33 SEM ASSUNTO


KWON MIN-AH <[email protected]>

Para: Park Cho-ah <[email protected]>

04 de mar. de 2020 – 03:33

<SEM ASSUNTO>
__________________________________________________________________________________

 

Oi de novo.

 

Acho que sou burra no fim das contas, porque você não me respondeu ao último e-mail e eu estou aqui de novo, às 3 da manhã (a hora do capeta) tomando uma garrafa inteira de vinho e deixando que meu corretor automático deixe legível esse e-mail.

Por que eu decidi te escrever outra vez quando você não me respondeu o primeiro e-mail? Talvez, porque eu seja realmente, como Jimin disse uma vez “desesperadamente carente emocional e dependente compulsiva”, olhando para trás vejo o quanto eram cruéis as coisas que ela dizia, mas sempre gostei tanto dela. Agora pensando bem, talvez ela não fosse cruel, talvez eu que nunca estive pronta para ouvir a verdade na minha cara.

Vim te contar sobre Seolhyun. Eu comentei no último e-mail que ela me contou, ou foi eu quem descobri? Enfim, o importante é que agora sei. Isso não está fazendo muito sentido, não é? Então vou recomeçar, mas não vou apagar, porque estou com preguiça e talvez um pouco bêbada. Vejo as palavras mudarem assim que as escrevo, então não devo estar escrevendo muito bem...

Amo usar reticências. Acho que elas me definem bem. Você é definível (essa palavra existe?) com um ponto final. Sim você é enfática e certa. Eu? Eu sou reticente, inconclusiva, incerta, inacabada.

Mas Seolhyun. A gente sempre conversou sobre ela, lembra? Como como alguém tão bem-sucedido e bonito como Seolhyun poderia ser uma pessoa tão triste? Afinal, ela era uma modelo conhecida, tinha acabado de chegar da França (oui ma cherrie), tinha dinheiro. Mas aí era só olhar para ela que a gente falava que ela era triste. E se até eu que sempre fui uma estúpida, consegui perceber isso, é porque estava estampado na cara dela.

Ela estava me contando um dia, um dia como esse, com vinho, queijos e embutidos. Hoje me faltou os embutidos, gostaria de um parma, ou de um salaminho, mas tenho apenas queijos, o que é bom, mas incompleto, reticente.

Estávamos assentadas em meu tapete branco, eu já tinha a cicatriz na mão (e algumas no pulso, mas não se preocupe em relação a isso), quando ela se deitou e olhou para o teto e começou a chorar.

Eu nunca vi Seolhyun chorar até aquele dia. Mas ela chorou e me contou que uma vez ela conheceu um rapaz, acho que o nome é Jungkook, mas não tenho muita certeza, eu poderia estar inventando, mas pode ser que seja realmente esse o nome. Eles tiveram um breve relacionamento, ela realmente gostava dele, pelo que disse. “Eu era jovem e estúpida” ela disse em algum momento.

Esse tal Jungkook tinha um caso com um tal de Yoongi, ela disse que ele é famoso, acho que já vi uma novela com um cara com esse nome, nunca parei para procurar os nomes no Google. Acho que vou fazer isso assim que terminar de te contar. Enfim, ela descobriu do caso deles enquanto ele dizia namorar com ela. Tirou umas fotos. Jogou na mídia, ou pelo menos tentou, pelo que me lembro.

Ela disse que foi o maior barraco, que eles brigaram feio na casa dele, que a mãe dele descobriu tudo desse jeito. Que ela decidiu ir pra França para não ter que lidar com o arrependimento de ter estragado com a vida dele. Mas eu fiquei pensando, ele também estragou com a vida dela de alguma forma, não é?

Tudo bem que ela arrancou ele do armário à força, o que é uma coisa muito estúpida de se fazer. Mas ele brincou com os sentimentos dela. Você brincou com meus sentimentos Cho? Ou você realmente sentiu o que dizia sentir por mim? O sentimento acabou ou só se desgastou? Se é que ele existiu, não é?

Você conseguiu me amar? Às vezes me pego pensando se sou amável. Não com os outros, mas amável de possuir a capacidade de ser amada por terceiros. Acho que não. Jimin bate na minha cara. Você me abandona. Meu pai morre. Minha mãe não liga para mim. No fim acho que não sou ato ou efeito de receber amor. Amável. Talvez Seolhyun seja minha amiga porque ela se identifica com isso.

É um toma lá, dá cá. Ele a trai, ela decide expor a sexualidade dele, eles se odeiam. Eu sou vazia, você muito completa, nós nos separamos. Será que o destino das coisas é ser sempre assim? Ato, efeito e consequência? Uma série de frases que culminam em um resultado comum? Falácias?

Sinto muito sua falta.

Muito mais que sou capaz de processar. Eu fui em alguma medida boa para você? Eu te fiz feliz? Você iria para França para evitar me olhar em alguma medida? Não, não acho que você se enquadre nesse papel. Você é mais do tipo que consegue tocar sua vida, seguir em frente, peitar a tudo e a todos e lidar com toda essa merda. Acho que eu sou a pessoa que precisa sair do país para ver se consegue assimilar a situação. Ou se esconder dela. Dá no mesmo, não é?

Me dói pensar que estamos tão perto e tão distantes ao mesmo tempo. Me dói pensar em ir em alguns lugares, porque todos têm a sua impressão lá. Não sei o que faria se te encontrasse na rua algum dia. Acho que sairia correndo, sem rumo e sem nem saber o porquê. Acho que choraria feito um bebê. Você sempre foi a pessoa racional da relação. Eu sempre agi com impulsividade passional.

Meu vinho está acabando, preciso pegar outra garrafa. É muito feio te contar que agora ando bebendo direto do gargalo? Acho que sim. Enfim, é mentira, você não precisa se preocupar. Você se preocuparia? Não sei, cada dia que passa é mais difícil imaginar o que você pensaria. Mas consigo ainda claramente ver sua cara de desaprovação com meu consumo exagerado de álcool.

Enfim, não sei porque vim te contar isso. Acho que é uma tentativa desesperada de conversar com você. De obter alguma resposta. De ouvir que você sente tanto a minha falta, quanto sinto de você. Ainda não me acostumei em não te ter como primeiro contato na lista de mensagens. Ainda não me acostumei em não te contar as fofocas assim que elas chegam aos meus ouvidos como fazíamos antigamente. Ainda não me acostumei a não ter sua mensagem de boa noite com um ponto final.

Boa noite.

Era assim que você mandava. Sem nenhuma carinha, sem nenhuma foto. Era seco, mas eu esperava e talvez ainda espere por ele todas as noites quando coloco a porra da minha cabeça no travesseiro.

Chanmi ainda conversa com Jimin. Mas não conversa mais comigo. Só Seolhyun sobrou. Acho porque somos iguais em alguma medida.

Sem atentamente e sem abraços, porque não os mereço e não sei dá-los virtualmente.

 

Mina.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...