1. Spirit Fanfics >
  2. Sem correspondência (Kim Taehyung) >
  3. A viagem

História Sem correspondência (Kim Taehyung) - Capítulo 24


Escrita por:


Capítulo 24 - A viagem


-Riquinho? Uma vida? Morrer não dói?
Jk: O cara que o Taehyung falou.
- Quem?
Jk: Vampiros S/n.
- Acha que os Kim's sabem disso?
Jk: Tenho certeza. O Taehyung deve está nos procurando.
- Que?
Jk: Amor não pensa neles de forma ruim agora, se nos acharem será o melhor. Podemos ter ajuda.
- Está com medo.
Jk: Estou, eu já te perdi uma vez, e não quero perder de novo. Preciso de reforço, de ajuda. Temos que voltar para a Coreia.
- Voltar não vai ser pior? E se esse cara quiser acabar com a gente assim que nos ver?
Jk: Não temos solução, o melhor é voltar.
- Mas Jungkook...
Jk: Confia em mim?
- Você sabe que sim.
Jk: Vai da tudo certo. (Abraço ela)
- Eu te amo.
Jk: Eu te amo.
-... Parece que nunca terei paz na minha vida...
Jk: O pior que não sei como vamos sair daqui.
- Sabe que todos os dias vem um caminhão para tirar o lixo todo do prédio.
Jk: Como sabe disso?
- É óbvio. Podemos falar com a moça lá de baixo para que a gente vá com eles até um lugar próximo da rodoviária e assim fica tranquilo, porque eles nunca vão pensar nisso.
Jk: Caramba, verdade. Vamos lá. (Corremos até a portaria).
- Boa tarde moça, somos aquele casal que você foi levar a carta, então a que horas vem o caminhão do lixo?
Xx: Que pergunta estranha moça.
- Por favor nos ajude, eu sei o quanto é estanho mas precisamos da resposta.
Xx: Estão nervosos, tem algo haver com a carta?
Jk: Só nos responda.
Xx: Que mandão. (Pisco pra ele, a esposa revira os olhos). Todos os dias de madrugada as 4horas.
- Obrigada. (Dou as costas e subimos).
Jk: Viu que enxerida.
- Rapaz acho que vi não. Idiota, ainda deu bola sorrindo.
Jk: Foi pra te chatear.
- Interessante.
Jk: Não fica chateada.
- Já tô.
Jk: Anda vem fazer as malas. (Sorrio pra ela, mas não sou correspondido).
- Eu nunca tive uma vida normal.
Jk: Que?
- Você não é surdo. Ouviu muito bem. Depois que fui pra Coreia minha vida só desandou. Na verdade nem antes de ir pra lá. Era legal ser mimada quando criança ter amor de mãe e pai, ma nem isso tenho mais.
Jk: Então eu não conta? Sou um "desando" na sua vida também? Vem cá desde que você chegou lá eu fui o único amigo seu que ficou com você em todos os momentos, e agora você fala que tudo foi um "desando". E os momentos bons que vivemos? A, eles não contam. Pra você não existiram né.(vejo lágrimas saírem dos olhos dela). Quer saber deixa que eu arrumo tudo só, me deixa sozinho.


(-) eu o dia foi chato, fiquei sem falar com Jungkook, e ele ainda está de cara feia e nem me deixou explicar.


Jk: Vamos.
-...ele já estava com as malas feitas e todo arrumado, eu também...
- Como fare...
Jk: Não fale comigo apenas vamos, já acertei tudo.
-... Tudo bem, Jungkook tá de tpm, mas que droga eu só queria falar...


(-) depois disso ele falou com o motorista e ele aceitou numa boa levar a gente, ele parecia ser muito legal e levou-nos direto para a rodoviária onde em cerca de 5 minutos já estávamos dentro do avião.
Ao chegar me veio à mesma angústia de quando estava lá, senti que algo ruim iria acontecer. Mas só deixei levar, fomos direto para a casa da minha falecida vó, eu estava exausta então cheguei, troquei os panos da cama, coloquei os meus e me deitei, logo adormeci.
(Jk) Fui rude com S/n sem motivos, mas foi preciso pois eu não sabia o que dizer pra tranquilizar ela nessa situação. Falar com ela assim me doeu muito.
Já aqui na Coreia, ela fez muito bem em ir descansar. O telefone da vovó ainda estava prestando então tentei ligar pra a casa dos Kim's e por sorte eles atenderam.


Ligação: Th: Só pode ser algum guarda. Alô?
Jk: Taehyung?
Th: Jungkook?!
Jk: Preciso te ver, vem na casa da vó de S/n.
_Ligação encerrada_


Minutos depois ele chega.
Th: Eu diria que muito bem que está aqui. Já passou do tempo. Ainda está com S/n?
Jk: Sim.
Th: Que bom e ruim ao mesmo tempo.
Jk: É. Preciso de sua ajuda. Estou com medo Taehyung.
Th: O pior que eu também Jungkook. Mas o bom é que estás aqui já. Podemos nos organizar melhor.
Jk: Verdade, como você está?
Th: Pior a cada dia. Se não for incômodo que eu sei que vai ser. Me conta da S/n.
Jk: Está no quarto pode ir ver ela.
Th: Não. Ela me odeia.
Jk: Negativo. Só faltou diálogo entre vocês para ficarem de bem.
Th: Continuo achando que ela me odeia.
- Eu já disse que não te odeio. (Ele se vira rapidamente em direção a voz).
Th: S/n... (ela vem pra me abraçar, meu coração bateu). Você está bem? Claro, está ótima, olha só você.
-(me solto dele)Estou sim. Você?
Th: Piorando a cada dia. Olha, podemos conversar?
- Sim. Enquanto faço algo para comer.
Th: Tudo bem. (Ela passa por Jungkook sem falar com ele).
Jk: Vou na casa do Jin tentar descobrir alguma coisa.
Th: Cuidado Jungkook.
Jk: Vou tomar.(saio e fecho a porta)
Th: Brigados?
- É. (Reviro os olhos).
Th: Você tá bem mesmo?
- Sim.
Th: É difícil te olhar assim é não lembrar de como você saiu de casa. Eu te peço perdão por isso.
- Já passou. Me conta, vocês ainda tem contato com a Jade?
Th: Elas resolveram morar por aqui. Mas por quê?
- Curiosidade.
Th: S/n... eu ainda amo você.
-...meu coração gelou...
Th: desculpa dizer isso, to sendo forte na frente do Jungkook mas acho que não aguento mais a briga que está por vir.
- Contar a mim te deixa mais forte?
Th: Não. Me alivia.
- Como não aguenta se a sua tendência é só "piorar" no sentido de ficar mais forte e evoluído.
Th: Falei na questão do feitiço. A cada dia meu cabelo fica mais cinza.
- Você não pintou?
Th: Não s/n. Tingir não pega. Se meu cabelo ficar totalmente cinza, já era pra mim.
- Céus Taehyung. Não achou nenhuma outra garota? (Ele sorri)
Th: Não. É até engraçado você falar isso mesmo sabendo que a única mulher*(corrijo)que eu amo é você.
- Desculpa. Mas você não fez mais nada de ruim né?
Th: Se isso quer dizer matar as 16 meninas que fiquei. Sim.
- Que? (Arregalo os olhos e ele sorri)
Th: Tá maluca, só consegui pensar em você, em como estava. Não consegui ficar com pessoas, muito menos matar.
- Pelo menos isso.
Th: Sou "totalmente do bem".
- Terminei o lanche. Que bom viu. Quer... (Ele nega) desculpa é que eu esqueço.
Th: Nada.
- Esse Jin que o Jungkook fala, o que ele faz?
Th: Nosso amigo que trabalha no jornal. Sabe ele nos ajudava quando era pra guardar os jornais lá em casa.
- Ainda fazem isso?
Th: Só quando saem notícias suspeitas.
- Entendi. Então ele também...
Th: Sim.
- Entendi... E as minhas babás?
Th: Babás? (Sorrio). Sim elas também.
- Sabia. Então minha mãe sabia de tudo.
Th: Sua mãe oq?
- Nada.
Th: S/n pode falar pra mim. Você encontrou com sua mãe?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...