História Sem Destino - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Conto, Drama
Visualizações 5
Palavras 489
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Jade e o Sol


Só voltou a ver com uma grande sensação de queda. Empunhava um bocado de areia, cuspiu tudo o que engolira - mais de um punhado em sua garganta.

Decidiu sequer sair do lugar, olhou à volta e viu que era um bom lugar para ficar. Não havia nada por perto, nenhum sinal de vida, nenhuma construção - apenas alguns cactos. Sentou à sombra de um deles, a essa planta deu o nome de Jade. Era verde como a pedra que sua família uma vez apresentara a ele, e tão bonita quanto os olhos de sua antiga companheira de mesmo nome. Agora Jade era sua única amiga - e como era uma boa amiga, juntos conversavam sobre o passado e o futuro, observavam as estrelas e a Lua e esperavam o tempo passar. Apesar de ouví-la ressoar algumas vezes, a planta não era de muitas palavras, o que a tornava uma ótima ouvinte mesmo que nosso protagonista ainda mal tivesse vivido. Em algum momento, contou tudo o que tinha para contar - sentiu-se saudoso de casa, de onde talvez nunca fosse voltar. De qualquer forma, agradeceu a Jade com um abraço e se despediu.

Seguiu o sol, assim que notou seu nascer, assistindo aos seus raios com seus olhos puros. Tentou desafiá-lo para uma competição de encarar, perdendo após alguns segundos olhando para sua grandiosidade. Era tão pequeno, e mesmo assim persistente. Seu brilho era algo invejável, algo que talvez ele pudesse se tornar. Hipnotizado, continuou seguindo-o sem prestar atenção por onde ia, apenas parava quando seu amigo brilhoso pousava para descansar. Uma hora, a ideia de visitá-lo enquanto repousava, saiu correndo em direção ao Sol poente, até vê-lo desaparecer no horizonte.

"O horizonte, que era logo ali, abriga aquele que eu anseio conhecer." - pensava, sem fôlego.

Correu o mais rápido que podia e parecia nunca chegar aonde queria. Desistiu quando sentiu o calor dos raios solares em suas costas. Como num passe de mágica, o Sol que outrora se escondia à sua frente apareceu em suas costas, ainda mais distante do que antes. Decepcionado, notou onde o que se encontrava à frente. A figura de Jade tomava forma conforme se aproximava, ainda escura pela manhã, retornando à sua cor verde original sendo iluminada. De certa forma, já sentia sua falta, então mais uma vez sentou-se à sua sombra - descansando, imóvel como a planta.

Desta vez não disse nada, apenas imaginava se deveria continuar atrás do Sol. Quando a noite chegava, se aconchegava entre a areia e os espinhos, se sentia abraçado e quando já cansado tarde da noite, notou seus raros sussuros.

"Não se preocupe com o Sol. Agora ele não pode alcançar-te, e tu não podes alcançá-lo, mas não precisa ser assim para sempre. Mesmo se não achares uma forma de tocá-lo, tens sempre a mim. Sabendo disso, podes ir, vá..." - deixou-a lá, de expressão imutável e na manhã seguinte, enfim se foi.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...