1. Spirit Fanfics >
  2. Sem toque! >
  3. Posso segurar sua mão?

História Sem toque! - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hello hello
Mds, já estamos no dia 27 maigudeee
4 dias para o fim do meu projeto ai ai
Enfim skksks Hoje tu tava meio nhe, então ficou meio nhe

Capítulo 1 - Posso segurar sua mão?


Madura. Séria. Fria. Essas eram alguma das características que normalmente eram direcionadas a Kim Mihyun.

Kim Mihyun era a maior acionista e única mulher dentro de um grupo que gerenciava uma empresa de modelagem.

Mas diferente do que sempre diziam sobre si, ela era uma pessoa extremamente amável e compreensiva, sempre fazendo de tudo para satisfazer os trabalhadores e as marcas.

Porém, havia um detalhe sobre ela que era crucial para que qualquer pessoa trabalhasse consigo.

Ela não podia ser tocada.

Kim detestava qualquer tipo de toque. Sejam eles de afeto ou apenas os apertos de mãos para firmar contratos. Simplesmente detestava toques.

Segundo sua psiquiatra, talvez fosse o trauma deixado pela morte de sua mãe. As duas tinham uma relação muito afetiva. Sua mãe sempre foi extremamente carinhosa fisicamente consigo, e agora, qualquer mero toque de outra pessoa recordava a lembrança de sua mãe.

Ela faleceu quando Mihyun ainda havia quinze anos, deixando um grande buraco no seu peito. Mas com o tempo o vazio começou a ser preenchido pelo prazer de trabalhar com o que amava.

E foi durante o ensaio fotográfico com uma empresa de lingerie, que conheceu uma menina que viraria sua vida de cabeço para baixo.

Yoo Si A era em poucos palavras, intensa.

Seja por sua beleza, ou pela sua energia capaz de colorir qualquer local. Yoo Si A era algo que Mihyun nunca havia visto na vida.

Havia ido fiscalizar o ensaio foto gráfico pessoalmente, visto que a empresa havia certa influência. E ao chegar lá, viu alguma de suas modelos e Yoo Si A, que era a modelo oficial da marca.

Quando o olhar de ambas se encontraram, foi como em qualquer filme clichê por ai. Tudo sumiu e apenas as duas ficaram ali. E pela primeira vez em anos, Mihyun sentiu vontade de se aproximar daquela pessoas, apenas para pode vê-la mais.

Tirou esses pensamentos da cabeça e voltou a se concentra ao que veio fazer ali.

Sentou-se numa cadeira por trás das câmeras e começou a conversar com alguns representantes da marca de lingerie que estavam presente.

Vez ou outra trocava olhares com Yoo Si A, mas decidiu se comportar da maneira mais profissional possível, porém o olhar intenso da modelo tornava um pouco mais difícil.

Em uma das vezes que trocou olhares com Yoo, ficou tão distraída que mal percebeu o fotógrafo lhe chamando. Até sentir um toque no seu ombro, desviou por impulso e olhou feio para o fotógrafo. Se desculpou, sem sinceridade alguma, e respondeu as dúvidas dele.

-É um grande prazer conhece-la. -Falou Si A, apenas se curvando levemente para a Acionista.

-Digo o mesmo. -Respondeu Mihyun com um sorriso amigável, deixando Yoo com as bochechas rosadas.

Após aquele encontro inesperado, Yoo Si A foi convidada pela empresa de Mihyun para fazer outros trabalhos. Fazendo ambas se encontrarem mais vezes e desenvolverem um certo tipo de amizade.

Mas para Mihyun parecia algo a mais. Yoo Si A despertava sentimentos em si que nunca tivera antes. Amava ver a garota sorrindo e sentia uma vintade absurda de se encontrar com ela.

Passavam horas durante a noite conversando, e em uma dessas noites, Yoo revelou que percebeu o quanto Mihyun ficou brava ao ser tocada pelo fotografo durante o ensaio, e por isso só fez a referência no dia que se conheceram.

-Fiquei com medo de ter entendido errado e você me achar mal educada.

-Impossível, com sua personalidade, foi mais fácil eu me apaixonar. -Disse indifernete, mas fez a garota a sua frente ficar extremannete rubra.

-Mimi. -Chamou Yoo tentando fazer contato visual. - Posso te pedir uma coisa pessoal?

Mihyun olhou curiosa, imaginando que "coisa pessoal" seria essa. Apenas concordou e algo dentro de si torcia para ser realmente mais intimo.

-P-Posso segurar sua mão?- Perguntou Yoo Si A entre gaguejos, e com as bochechas extremamente rubras.

Mihyun riu pelo nariz pela reação fofa e inesperada da mais nova. Não poderia negar que tinha vontade de segurar a mão da modelo e sentir o calor do seu corpo. Então sem dizer nada, apenas esticou a mão aberta para a garota, que só faltou soltar um grito de tão feliz que aparentava estar.

Mihyun pensou que se sentira desconfortável ou que seria simplesmente estranho fazer isso depois de tanto tempo, mas sentir os finos e pequenos dedos, entrelassados ao seu, fez seu coração papiltar de felicidade, mas não assumiria isso em voz alta.

-Obrigada por tudo Mimi! -Agradeceu com um grande sorriso, e deixando um pequeno selar na mão da mais velha.

E foi assim, que Kim Mihyun, uma mulher que detestava toques, acabou de mãos dadas e sorrisos bobos com Yoo Si A, uma garota carinhosa demais.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até amanhã 🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...