História Sem toques - WooGi (BTS-Seventeen) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), CL (Chaelin Lee), Seventeen
Personagens Lee Chaelin "CL", Lee Jihun "Woozi", Personagens Originais, Suga
Tags Assexual, Woogi
Visualizações 32
Palavras 242
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


♤ Último capítulo que eu tinha salvo. Por tanto, as atualizações poderam demorar mais que o previsto.
♤ Temos uma capa e banner novos. Vocês perceberam? E eu queria agradecer a Softangry pelo seu trabalho maravilhoso.
Boa leitura...

Capítulo 3 - Estranho


Fanfic / Fanfiction Sem toques - WooGi (BTS-Seventeen) - Capítulo 3 - Estranho

 de minha Omma, meu bebê me encarava com seus olhinhos arregalados. Jihun não havia mudado em nada, somente ficou mais belo do que antes e continuava pequenino, algo extremamente fofo, que dá vontade de apertar.

Sorri para o mais novo que não móvel um músculo desde que me viu.

- Não vai comprimenta seu hyung? - perguntei divertido.

Abro os braços pedindo um abraço seu. As duas mulheres olhava para nós com uma cara um tanto quanto estranha, mas naquele momento o único que merecia minha atenção era ele e nada mais.

Min Jihun caminhou até a mim com passos lentos e torturante, quando o mesmo estava a poucos centímetros de meu corpo, eu o puxei contra meu corpo o abraçando fortemente, como minha Omma havia feito comigo tempos atrás.

Estranhei quando meu irmão não retribuiu meu abraço, na verdade, ele parecia meio incerto onde deveria colocar suas mãos e por isso desfiz "nosso" abraço com um pequeno bico formado em meus lábios finos.

- Qual o problema pequeno?

Jihun olhou-me enraivecido por tê-lo chamado de pequeno, mas não liguei.

- Não curto muito abraços - dar de ombro.

- Desde quando?

"Confuso" era meu sobrenome naquele momento.

- Vamos entrar - Omma nos interrompe - agora vocês tem todo o tempo do mundo para conversarem.

Concordamos com que a mais velha disse, adentramos na casa. Sentia a todo momento o olhar daquela menina queimar em minhas costas, olhei pra ela, só para, pegar a mesma desviando e fingindo não ter feito nada.

Garota estranha!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...