História Sem Você - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Criminal Minds
Personagens Aaron Hotchner, Alex Blake, Ashley Seaver, Chefe de Seção Erin Strauss, Chefe de Seção Mateo Cruz, David "Dave" Rossi, Derek Morgan, Dr. Spencer Reid, Elle Greenaway, Emily Prentiss, Jason Gideon, Jennifer "JJ" Jareau, Kate Callahan, Penelope Garcia, Personagens Originais
Tags Aaron Hotchner, Drspencer Reid, Emily Prentiss, Hotchniss, Policial
Visualizações 115
Palavras 1.412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie amores me desculpem a demora.
Eu espero que gostem♥

Capítulo 5 - Prometa


Fanfic / Fanfiction Sem Você - Capítulo 5 - Prometa

A loira engoliu seco. 


-É uma ótima oportunidade.  


-Não irei


-Por que não?  


-Não quero deixá-la aqui. 


-Eu não quero que se prenda a mim, quero que viva a sua vida. Essa é uma oportunidade única.


-Ashy. Eu amo você.  


-Eu sei, eu também te amo, mais do que você imagina-Ela acariciou o rosto dele. -Por isso vá. 


-Você está bem? Tem agido estranho ultimamente, tem algo que queria me contar?  


-Nada importante- ela sorriu fraco.  


-Tem certeza? 


-Aham. 


-São seis meses. 


-Eu sentirei a sua falta -Ela o abraçou.  


-Posso ficar com você, não preciso disso


-Você quer isso. E eu quero que vá. Quando partirá?  


-Fiquei de dar a resposta amanhã, o vôo sai as onze do dia seguinte.  


-Só prometa que voltará pra mim. 


-Eu prometo Ashiley Seaver. 


*** 


-O que? Você simplesmente disse pra ele ir? -A voz de JJ era indignada. 


-Eu não quero prende-lo


-Contou a ele sobre a suas suspeitas? -A loira negou com a cabeça. -Você não pode deixá-lo partir assim, ele merece saber. 


-Se eu contar ele vai querer ficar.  


-Mas ele precisa saber


-Ele deixou claro que acha cedo para filhos, o bebê ainda não terá nascido quando ele voltar, ele poderá conquistar o que deseja e quando voltar nos resolvemos.  


-Ashy ele não vai te perdoar.  


-E eu não me perdoarei por estragar os sonhos dele. Ele é jovem, as pílulas falharam, sempre usamos camisinha, um filho agora é o medo dele, JJ, eu não posso contar.  


-Não esconderá por muito tempo. Ele provavelmente virá nos finais de semana. 


-JJ não pode contar.  


-Ashy


-Por favor 


-Tudo bem, mas prometa que repensara a sua decisão-A loira assentiu e abraçou a amiga. 


*** 


-Ela me encorajou a ir. Nem ao menos pediu que eu ficasse. -Spencer comentou cabisbaixo enquanto conversava com Derek mas estava concentrado na enorme pilha de papéis a sua frente. - Talvez ela não me ame mais. 


-Não diga besteira, Spencer. Ela só quer que você conquiste o que procura. Ela fica feliz pelo seu crescimento. Eu nunca vi olhos brilharam tanto quanto os de ambos quando falam um dos outros. Ashy ama você, está estampado na testa dela. Você deveria ser mais seguro de si garoto-Ele bateu no ombro do amigo e saiu indo em direção a sala de reuniões.  


[…]


Emily acordou exausta naquela manhã, mas tiraria o dia de Folga. Arrumou Jack e o levou até a escola.


-Mamãe, podemos ir ao seu trabalho hoje?  

-Não irei trabalhar hoje meu amor. 


-Mas eu quero ver aquele seu amigo-Ela engoliu seco ao saber que o filho referia-se a Aaron. Havia encasquetado com ele desde que se conheceram.  


-Que tal irmos a casa da tia JJ? Pode brincar com o Henry 


-Tá bom-Ele sorriu e teve o topo da cabeça beijada pela morena. -Te amo mama  (Te amo mamãe)


-Ti amo anche mio piccolo (Eu também te amo meu pequeno)  -A morena sorriu para ele. -Jack havia sido alfabetizado em Inglês, porém falava Italiano. Aos quatro anos era quase completamente alfabetizado em ambos os idiomas 


***


《Florença-Cinco anos atrás》 


-Ande Jack, fale mamãe.  


-Papa. 


-Mamãe Jack. 


-Papa..


-eu desisto -A morena ergueu as mãos em forma de rendimento.- Isso é injusto. -Ela disse fazendo Ian rir da situação.  


-Ele vai dizer, precisa ter paciência.  


-Estou tentando há duas semanas.  


-Ele vai falar-Ele a Abraçou.


-Obrigada por existir na minha vida, na nossa vida. 


-Eu é que preciso agradecer a família maravilhosa que você me deu. Eu te amo Emily. -a morena sorriu. -Saró sempre qui per te! Sono la mia famiglia.  (Eu sempre estarei aqui para vocês,  são  a minha família) 


-eu também te amo Ian. 

- Ele a amava, mas ela o amava apenas como amigo, ele sabia, e também sabia que seu coração pertencia a Aaron, e que pensava nele antes de dormir. Certas noites a pegava a chorar baixinho pelos cantos da casa. Fazia de tudo para alegrá-la. Com a ajuda de Jack, aos poucos conseguiam fazer com que Emily sentisse felicidade.  


《AGORA》 


-Meu Deus que bagunça em -Pen disse ao passar pela mesa mesa de Luke onde o mesmo brigava com as pilhas enormes de papéis. 



-É, realmente é uma bagunça.  


-Se acostume novato. Vai ficar ai até que hora? Hotch nos liberou mais cedo. 


-Eu preciso arrumar isso mas estava pensando em sair para jantar. Não gostaria de me acompanhar?  


-Já marquei com outra pessoa.  


-Ah, Sim. Me desculpe-O moreno falou sem jeito.  


-Até amanhã-Ela acenou para ele entrando no elevador.  


-Até-Ele surrurou baixo.  



***


 Eram cinco horas quando Emily foi buscar Henry e Jack na escola. Iria direto para a casa de JJ, Will havia viajado então ela e Penélope juntariam lá.  


-Olá, a Sra. Deve ser a mãe do Jack, eu sou Beth, professora dele. 


-Prazer.-A morena sorriu. -Tudo bem filho? 


-No mi piace mamma 

(Não gosto dela, mamãe) 


-No dica questo, figlio 

(Não diga isso, filho) 


-Desculpa, o que ele disse? 


-Nada não. Eu levarei Henry LaMontegne 


-Ah, sim só um instante. -Ela entrou para buscá-lo. 


-O que houve?  


-Eu não quero que ela seja a minha professora. Eu quero voltar para casa. 


-Tudo bem meu amor estamos indo. 


*** 


A noite elas encontraram-se na casa de JJ. 


-Jack agora encrencou que não gosta da professora.  


-Ora mais por que? Beth sempre foi uma ótima pessoa segundo Henry.  


-Ela também me parece uma ótima pessoa.  

-Devem ser as mudanças-Disse Pen. -Ela já perguntou pelo Ian?  


-Várias vezes.  


-E o que disse? 


-que ele foi fazer uma viagem muito longa. 


-Ainda acho que deveria contar a ele. -Disse JJ a encarando.  


-Já faz tanto tempo, não fará diferença para ele.


-Mas é claro que fará, ele sonhava em ser pai, e além do mais ele jura de pés juntos que não te traiu-Disse JJ -Me lembro que na época ele e Rossi até tentaram descobrir alguma coisa mas não deu em nada


-E além do mais, se ele realmente fez, o que eu duvido muito, Jack não tem culpa, ele irá crescer e irá perguntar sobre o pai


-Ian sempre será o pai dele. 


-Você entendeu.  


-Podemos mudar de assunto? -JJ assentiu.  


-Acreditam que o Luke me convidou para Jantar? -Emily e JJ ficaram surpresas.  


-E você aceitou é claro-Disse JJ 


-Era pra essa noite. Já havia marcado com vocês 


-Então quer dizer que se fosse para outro dia você aceitaria? -Retrucou Emily.  


-Eu não disse nada, você que está dizendo. -Elas riram


-Ah, eu acho ele super fofo -Disse Emily. 


-E é um gato também-Comentou JJ 


*** 


O dia amanheceu quente em Washington, em Quântico provavelmente estaria pior. 

Emily deixou Jack na escola e dirigiu até a UAC. Ao chegar viu Aaron segurar a porta do elevador para ela. Ele estava lá parado com seu terno preto impecável e a gravata perfeitamente alinhada a ele. Os cabelos penteados e a postura rígida. O perfume amadeirado exalava no ar. Quando ela adentrou sussurrou um obrigada quase que imperceptível. Ele permaneceu imóvel, rígido, impenetrável. Alguns andares foram subidos até que uma queda de luz fizesse com que o elevador parasse.  


-Eu não acredito nisso-Ela murmurou baixo.  


-É só uma queda de luz, logo volta a funcionar. -O silêncio se instalou ali. -Obrigado por me ajudar com os papéis.  


-Fiz a pedido de Erin. 


-Claro. -Ele fez uma pausa- como está Jack? 


-Muito bem. 


-Que bom, ele parece ser um garoto incrível, inteligente e bem educado, puxou a você.  


-O pai o ensinou bem! -Aaron calou-se ao ouvir tal coisa.  


Emily


Com tantas horas para a luz caír, com tantas pessoas nesta unidade com quem ficar presa no elevador, fiquei logo com ele. Isso não pode estar acontecendo, quanto mais tento evita-lo, pior fica. 

O calor aumentava ali dentro, aparentemente estávamos ali há mais de quinze minutos. Aaron já estava despido do paletó, e eu também estava despida do meu blazzer. Ele abriu alguns botões de sua camisa e pude visualizar perfeitamente o seu corpo nu em minha mente,como eu me lembrava bem dele. Daquele corpo que em outrora me dera tanto prazer, a mim e a ouras mulheres. Remoi em minha cabeça o que JJ e Pen falaram na noite anterior sobre uma suposta armação. Quando me casei com ele não imaginava que ele seria capaz de algo tão sujo,na verdade ainda não imagino. Talvez eu devesse escuta-lo 

O calor terrivel me causou falta de ar. Senti minhas pernas amolecerem e desfaleci nos braços de Aaron que me envolveram para evitar minha queda. A última coisa que ouvi foi o som baixo de sua voz chamar pelo meu nome. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado ♥
Xoxo♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...