História Sempre ao seu Lado - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Jean Paulo Campos, João Guilherme Ávila, Larissa Manoela, Maisa Silva, Thomaz Costa
Personagens Jean Paulo Campos, João Guilherme Ávila, Larissa Manoela, Maisa Silva, Personagens Originais, Thomaz Costa
Tags Jolari
Visualizações 32
Palavras 1.676
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou experimentando uma nova história! Espero que gostem!

Capítulo 1 - Capítulo 1



                                 Wrightsville Beach, Carolina do Norte 
 O sol lançava prismas dourados através da névoa matinal. Suas costas ainda latejavam, sua cabeça estava pesada, ela se levantou, sentindo um peso enorme nas pernas, colocou uma roupa quente para se aquecer, ela ouvia o barulho do vento frio que soava pela casa, calçou os chinelos e foi preparar o café da manhã. Ela sabia que ele não tardaria a acordar. Então abriu o armário, pegou um pacote de pão de forma e pegou seis fatias, pôs na torradeira em cima da pia, embora não tivesse ligado o aparalho ainda, pegou três ovos  na geladeira, e colocou os três ovos em cima da pia, para que pudesse pega - los rapidamente. untou a frigideira com óleo, quebrou um ovo de cada vez e depois de ter ficados do jeito que ele gostava, no ponto médio, ela os tirou e pôs as fatias de pão na torradeira, limpou a frigideira com papel toalha e voltou a untá - la para fritar o bacon, quando eles já estavam cripitando, ele acordou e ela pôs tudo em cima da mesa. Colocou o suco preferido no copo dele, colocou duas opções de geleia sobre a mesa , pôs os ovos em seu prato e também o bacon e duas fatias de pão de forma e o suco em seu copo
- Bom dia - Ele sorriu para ela enquanto esfregava os olhos 

- Bom dia - Ela fez um sorriso forçado - Seu café já está pronto 

- O cheiro está ótimo - Ele disse enquanto lavava as mãos e em seguida se sentou e começou a comer 

- Você tem muita coisa para fazer no escritório hoje? - ela perguntou dando uma mordida na pão de forma, no qual havia passado a geleia 

- Não sei - ele comentou dando de ombros - Meu chefe me ligou enquanto eu acordava e disse que hoje vamos investigar um caso de um assassinato que ocorreu na noite de ontem 

- Que coisa horrível - ela fez a careta 

- Por que a pergunta? - ele perguntou tomando um longo gole de suco 

- Só queria saber se chegaria cedo hoje, assim me ajudaria preparar o jantar - ela disse 

- Acho que não chego a tempo de te ajudar - limpou a boca - Mais eu vou querer uma lasanha, e um pão de alho para acompanhar 

- Ok - ela assentiu, tentando esconder a raiva que sentia dele - Você acha que vai conseguir prender todos no caso Pendleton?

- Depende. Temos que investigar, Guilherme é bom nisso mais nunca se sabe - Ele disse dando de ombros 

- Tenho certeza de que vai conseguir, você é um ótimo detetive - Disse Wanda 


- Bom, eu vou tomar um banho e ir trabalhar - ele se levantou e foi em direção ao banheiro 
---
Depois que ele saiu para o trabalho, ele limpou a cozinha, lavou as roupas sujas e colocou na secadora, depois de limpas e secas, pôs tudo em seu devido lugar, passou pano na casa, e tentou não pensar no dinheiro que havia guardado há exatamente quase um ano e meio,e do celular que estava escondido em um taco solto no chão que tinha atrás da cômoda, ela aproveitou que ele havia síado e pôs para carregar, o deixando no silencioso  depois que havia feito tudo, tomou um banho e começou a preparar o jantar, depois de tudo pronto, ela rapidamente tirou o carregador da tomada e escondeu o celular
- Oi - ele deu um beijo nela assim que chegou 
- Oi - ela forçou outra vez o sorriso - Como foi o dia?

- Cansativo - Ele abriu a geladeira e pegou um uísque - O jantar está com uma cara ótima 

- Obrigada - Ela sorriu - Vamos comer?

- Vamos - Ele assentiu 

- Você conseguiu descobrir quem foi que matou o sr Collin na noite anterior? - Ela perguntou enquanto jantava com ele 

- Ainda estamos investigando os caso - ele disse 

- Tenho certeza de que vai conseguir, você é muito bom no que faz - Ela disse - Você vai querer repetir o prato?

- Quero, está ótima a comida - Ele disse e ela pegou seu prato e colocou novamente a comida para ele - Eu fiz uma sobremesa, você vai querer depois? 

- Que sobremesa você fez? - Ele perguntou 

- Torta de mirtillos - ela disse e abriu a geladeira e retirou a sobremesa de lá 

- Você nunca fez isso antes - comentou 

- É uma receita que recortei de uma revista - ela disse pondo sobre a mesa - Você quer provar?

- Quero - Ele disse e pegou um pedaço, que ele repetiu duas vezes 

- Vou retira os pratos - ela se levantou e começou a retirar os pratos 

- Por que acha que eu terminei de comer? - ele perguntou nervoso com a atitude dela 

- Ainda não? Eu posso te servir um café

- Você sempre estraga tudo - ela disse e derrubou as coisas que haviam na mesa

- Me desculpe - ela sentiu o medo crescer dentro de si 

- Você nunca está satisfeita com nada Wanda - ele disse a prensando na parede e apertando seu pescoço

- Me solta  - ela disse tossindo

Ele bateu nela com tanta força que ela passou a noite inteira vomitando, e ela sabia que em um ou dois dias, ele nunca mais voltaria a vê - la e agredi - la
--- 
                                            Atlanta, Geórgia 
- Você está mesmo disposto a passar o resto da sua vida sozinho? - Jean perguntou enquanto tomava uma xícara de café 

- Ainda não estou preparado para ter uma relacionamento Jean - João disse enquanto guardava a mercadoria nas pratileiras

- Mais não sente vontade de formar uma família? - Jean perguntou 

- Tudo em seu tempo caro amigo - João disse 

- Ainda não superou a morte dela não é mesmo? - Jean perguntou mesmo sabendo que ele não gostava de tocar nesse assunto - Ela se foi há dois anos 

- Não é fácil superar a morte de alguém que amamos - João comentou - Mesmo ela me dizendo que se um dia ela me deixasse, era para eu recomeçar a minha vida com outra mulher, mais não estou preparado para um relacionamento, você me entende não é?

- Entendo - ele assentiu - Manuela  foi a primeira mulher da sua vida, mais sei que vai encontrar alguém para preencher esse vazio dentro do seu coração

- Obrigada por sempre estar comigo Jean - João deu um leve sorriso e um tapinha em seu ombro 

- Você não tem que me agradecer - Jean disse - Nós somos e sempre seremos melhores amigos 

- Vem ajuda agora a arrumar isso aqui - João disse 

- Com maior prazer 
---
                                 Wrightsville Beach, Carolina do Norte 
- Seu cabelo está bonito - ele disse assim a viu 

- Obrigado - ela forçou um sorriso - A cabeleleira trabalhou muito bem

- E sobre o que conversaram? - ele perguntou enquanto abria a geladeira e enchia o copo com uísque e ela pode ouvir os gelos balançando dentro do copo

- Nada de importante, você sabe como elas gostam de puxar assunto - ela disse 

Ele se inclinou para beija - la, e só depois de uns segundos que ela pode sentir uma ardência em seu rosto. Quente. Como uma ferroada de abelha. 

- Você me fez disperdiçar a tarde interia - ele dizia enquanto segurava com brutalidade seu braço 

- Pare Thomaz - Ela disse tentando controlar o choro 

- Fica arrumando desculpas para pode sair de casa quando não estou - Ela sentiu outro tapa 

- Me desculpe - ela disse 

- Me desculpe você - ele a abraçou - Prometo que nunca mais volto a fazer isso 
" Não acredito mais em suas promessas. Me prometeu isso no ano passado e nada mudou. Eu te odeio!! Mal sabe o que te espera" Pensou ela, ainda nos braços dele 
-----
- Detesto ter que viajar até Boston para resolver esse caso - ele bufava enquanto colocava a mala no porta - malas 

- Você vai ficar bem? - ela perguntou 

- Vou dar meu jeito - ele bateu o porta - malas - Assim que eu chegar, ligo para você

- Está bem - ela assentiu 
" Seu idiota, quando você voltar, não vou mais estar aqui " pensou ela

- No que está pensando? - ele perguntou 

- No que você vai querer quando chegar amanhã a noite - ela disfarçou 

- Podia fazer uma macarronada - ele disse - Faz tempo que eu não como 

- Está bem - ela assentiu - Até amanhã

- Eu amo você - ele deu um beijo nela

- Eu também "amo" você - ela disse para ele não perceber que na verdade ela o odiava - Faça uma boa viagem 
----
" Foram anos aguentando tudo isso em silêncio, agora ja basta " 
Ela tinha planejado aquilo a um mês, saberia que ele chegaria a noite dizendo : " Wanda, onde você está? " O que tem para o jantar " ? E quando não a encontrasse, na mesa hora começaria sua busca por ela. Ela arrumou suas coisas em uma mala pequena. Roupas intímas, pasta de dente, sabonete, perfumes, levou poucas roupas, pegou o celular que havia escondido e guardou na bolsa. Havia cortado seu cabelo e pintou de castanho, limpou tudo antes de sair para que ele não percebesse nada, saiu sem deixar nenhum rastro, ninguém a viu sair. Na rodoviária, ela sentiu um alívio por estar indo embora, mais também sentia medo, ouviu uma voz dizendo ; " Atenção senhores passageiros com destino a Atlanta na Geórgia, embarquem imediatamente, o voo saíra em cinco minutos" Ela então se levantou, e seguiu rumo ao avião... quando desembarcou no Colorado, ela não sabia que imediatemente, assim que ele chegasse amanhã a noite a encontrasse, imediatamente começaria a sua caçada
 


Notas Finais


Comentem o que acharam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...