História SEMPRE FOI AMOR - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Tags Farosella
Visualizações 106
Palavras 1.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Perdoe-me pela demora era pra ter saído a mt tempo...
Bora lá comentem e é noyzes...
Dêem ideias...

Capítulo 3 - Uma Recaída?


Vocês sabem o que é uma recaída??

Bom, segundo o Wikipédia recaída é quando nós caímos no mesmo erro ou até quando repetimos a mesma moléstia na qual a vítima já se recuperou.

- Sim quanto tempo tatuado - ela fala com uma voz um tanto tremula por não sentir aquela voz rouca e sedutora tão perto de si assim como ele estava.

- Você sabe que eu nunca te esqueci não é mesmo - ele fala com uma voz sedutora, e assim ele se levanta e vai até ela indo cheirar o cangote dela.

- Eu também não te esqueci sabia  - confirma ela não tão firme, porém manhoso, e nele Brota um sorriso em seus lábios.

- Então quer dizer que... - ele estava surpreso e ao mesmo tempo desacreditado com o que ela estava dizendo - E isso mesmo que eu tô pensando! -  ele exclama e se pôs tão desacreditado com a notícia que se levantou e se colocou na frente da Argentina nesse exato momento ambos se encaravam e uma das mãos dele repouso no rosto dela e a outra na cintura e ela ambas mãos repousavam-se na cintura dele.

- Não sei que você tá pensando mas... - ela se aproxima ainda mais dele, tanto que seus lábios chegavam a se esbarrar e essa tensão era notavel no ar - O que eu quero fazer nesse exato momento - ela fala com uma voz extremamente sedutora - É me acabar de tanto dançar - dito isso ela dá um beijo no rosto dele e sai em direção a um canto do lugar onde as pessoas dançavam, e assim que se encontrou com Ana naquela pista possamos dizer assim, só Deus sabia quando elas iam parar com aquilo.

______________________________________

Uns minutos mais tarde e a pista já se encontrava mais cheia, já que os donos do estabelecimento resolveram ficar mudando os estilos musicais que tocava e não deixando somente um e assim agradando a todos e assim chamando a atenção de mais pessoas para pista. E dessas pessoas havia uma  em especial que já estava - Como podemos dizer - deixando Henrique Fogaça com os nervos à Flor da Pele. Um loiro, um tanto alto com os olhos tão azuis quantos céus se torna num dia ensolarado, um  porte físico que Deus do céu deixaria qualquer mulher babando, mas não era o caso da sua mulher. Eles estavam dançando na pista e ele praticamente comis ela só com o olhar, ele estava se esfregando nela de uma uma forma que fez Henrique ficar possesso de ódio e quase partir pra cima dele. Ele estava se esfregando nela e isso a deixou um tanto que desconfortável, mais assim que ela percebeu que Henrique Fogaça estava naquele estado, se pôs a esfregar mais ainda contra o corpo do tal loiro e assim dando início a um tremendo jogo de sedução.

Paola estava adorando aquele joguinho de sedução que só ele sabiam jogar. Ela rebolava, se esfregava no loiro, tudo para causar ciúmes em  Henrique, e tava funcionando, o tatuado não conseguia disfarçar nenhum segundo que não estava confortável com aquela situação. Então vendo que a Argentina não iria parar, ele também decidiu jogar com suas próprias armas, ele ainda permanecia sentado e nesse tempo que ele olhava Argentina se esfregando aquele maldito loiro, havia uma ruiva que havia dado em cima dele durante a noite toda e ele como um excelente jogador decidiu jogar junto com a tal ruiva. E assim a tesão e as provocações se instalaram no ar e todos que eu simplesmente colocavam olhos neles comegueria sentir.

Henrique e a ruiva foram em direção a pista de dança e começaram a dançar bem coladinhos, o que despertou na Argentina uma ponta de ciúmes e raiva, - tá bom vai muita raiva - tanta que ela adorou de dançar naquele momento e foi beber, bebeu, bebeu e bebeu.

Depois de altas doses tomadas pela Argentina, Henrique vou que talvez poderia ter estrapolado um pouco na brincadeira, e o pior ele sabia que a Argentina era bastante ciumenta. Ele também havia parado de dançar assim que a perdeu de vista, porém ele não havia perdido somente ela de vista, o maldição loiro também. Então ele olhou em direção a saída e viu ele praticamente carregando Paola rumo a casa dele. Naquele momento o sangue do tatuado esuquentou como nunca em toda sua vida, não era só por ela ser a Argentina dele e tá saindo com outro, isso também incluía, mas o que mais o deixou indignado foi o fato dela está totalmente embriagada e o cara ainda querer transar com ela sem o consentimento da mesma. 

Então ele foi, foi em direção a eles na saída e disse.

- Me de ela agora - falou Henrique.

- Não cara, ela tá comigo relaxa - o loiro disse e a colocou dentro do carro.

- Me de ela logo cara, ela não tá em estado de decidir nada - afirmou o que era a verdade de fato e tentou tirá-la de dentro do carro.

- Aaaah cara até parece, aceita que perdeu essa gostosa pra mim vai - disse o loiro e em seguida Henrique acertou a cara dele com um soco, e assim os dois começaram a brigar ali mesmo no meio da rua.

- Seu desgracado - Henrique fala na pausa que seu após dar outro soco nele - Vou te ensinar a nunca, NUNCA MAIS, tá me ouvindo nunquinha a encostar numa mulher sem o consentimento dela - dito isso ele acerta mais um soco nele e pega Paola e a leva pra sua casa em seu carro.

- Aí Argentina o que você faz comigo mulher - disse e saiu do carro com ela em seu colo e a levou até seu quarto, a deixou lá e foi dormir na sala resolvendo dá privacidade a ela, mais a respeito disse.

- Eu te amo morena - e foi mais ele também não esperava por isso tanto que nem escutou a resposta.

- Eu também te amo tatuado, e obrigada - ela sussurra pra si.





Notas Finais


E aí como estamos, continuo??????


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...