História Sempre me senti melhor com você (yaoi) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Lemon, Louis, Rick, Yaoi
Visualizações 24
Palavras 1.485
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Já fazem 84 anos!
Oi pessoas do meu coração ♥️
Como vocês estão?

Boa leitura 🖤
Espero que gostem!

Capítulo 15 - Casa nova inaugurada com sucesso


Fanfic / Fanfiction Sempre me senti melhor com você (yaoi) - Capítulo 15 - Casa nova inaugurada com sucesso

3 semanas depois...

A penúltima caixa estava sendo tirada do carro quando Rick sentiu alguém se aproximar põe trás dele. Esse alguém colocou as mãos por volta da cintura do menos e apoiou dia cabeça no ombro do pequeno.

- Está quase acabando. – Louis fala próximo ao rosto do seu noivo.

- Finalmente. – Tomiz sorri. – Pega a última caixa amor. – Ele se distância e entra na casa simples que acabará de ser comprada pelo jovem casal.

- Você sabe o que é o que? – Lampos pergunta entrando logo após que Rick na casa.

- Aqueles que tem um papel rosa colado é as coisas que estavam no seu quarto. – O loiro se aproxima do seu noivo. – Imagina as crianças correndo por essa sala. – Sorri.

- Vai ser incrível. – O maior da um selinho em seu menor.

- Então casal, não queria atrapalhar, mas eu queria saber se eu já posso ir. – Carlos sorri entrando na sala.

- Pode ir Carlos. – Rick sorri enquanto é abraçado por Louis.

- Valeu migos. – Ele pega a bolsa que estava jogada no canto da sala vazia.

- Você quer que eu te leve? – André aparece olhando para o seu “amigo”.

- Não valeu. – Carlos da um beijo na bochecha de Louis e logo depois na de Rick. – Tchau casal.

- Tchau. – Louis fala vendo o menino passando pela porta. – Alguém tá na friendzone. – Ri. – Pera, nem isso. – Debocha.

- Fica calado na sua. – André se senta no chão.

- Isso que dá André, quem manda você pegar uma menina quando tá quase namorando com o Carlos. – Rick se senta ao lado do irmão.

- Foda-se, eu sei como esquecer ele. – André sorri.

- Ai, aí. – Rick revira os olhos.

De repente a campainha toca e Louis vai até a janela de madeira e olha quem era no portão.

- Acho que eles chegaram. – Louis abre a porta e vai até o portão.

O portão cinza é aberto e dois senhores entram carregando um sofá preto de couro.

- Onde colocamos?

- Me segue.

...

Após os dois sofás serem posto em seus devidos lugares, os dois senhores saem por onde entraram.

- Gente, tá ficando tarde, eu tenho que ir. – André se levanta. – Boa sorte com as coisas. – Ele sorri.

As caixas espalhadas pelas casas ainda estavam fechadas, assim como tudo naquela casa. Tudo embalado e desmontado, como novo. Aquelas coisas dariam um enorme trabalho e isso era evidente.

- Você monta a estante e eu vou separando as coisas. – Rick se levanta.

- A gente tem que fazer isso hoje? – Louis faz corpo mole.

- Seria legal sabe, inaugurar a nova casa, se é que você me entende. – Tomiz fala em um bom extremamente malicioso.

- Onde está a chave de fenda mesmo. – Lampos se levanta sorrindo.

- Caixa verde na bancada.

...

O mar de caixas de papelão e objetos aleatória espalhados pela sala era uma tremenda bagunça que demoraria ainda bastante tempo para acabar. Rick separava tudo por cômodos, não era muitas coisas, porém era o bastante para ser algo demorado para ser finalizado.

- Onde eu ponho esses livros? Sala ou quarto? – Rick pega uma caixa com um papel rosa grudado nela.

- Põe aqui. – Louis Aponta para a estante. – Eu já estou cansado. – Ele se senta no sofá preto que ficava na parede oposta a da janela.

- Eu também. – Rick começa a por os livros no espaço vazio. – Mas eu quero acabar isso hoje.

- A gente ainda tem 21 horas para isso. – Lampos pega o celular.

- Nem zuando. – Tomiz olha para Louis.

- É, acho que a gente pode descansar um pouquinho não acha. – Rick se aproxima.

- Podemos né. – Sorri malicioso.

- Vem cá. – Louis chama Rick que se senta no sofá.

Um beijo é iniciado, a mão de Rick passa pela cintura de Louis e chegam nas costas, já Lampos põe as mãos nos ombros do seu noivo e o deita no sofá com ele por cima.

- Porque tão gostoso? – Louis pergunta olhando nos olhos verdes de Rick.

- Pergunto o mesmo. – Rick aperta a cintura de Louis e o puxa para um beijo mais intenso que o anterior.

Tomiz chega na bunda farta de Louis e a aperta o fazendo solta um leve Gemido em meio ao beijo. Os lábios avermelhados do maior passam para o pescoço de seu companheiro que continuava a aperta aquela parte do corpo que abundava carne.

- O que é isso aqui? – Rick pergunta passando o joelho no meio das pernas de Louis. – Vejo que alguém acordou. – Fala ao ouvido.

- Só para você. – Louis começa a beijar todo o corpo de Rick e chega no abdômen. – Acho que esse aqui veio fazer companhia para o meu. – Ele aperta a ereção ainda com o tecido o protegendo.

- Ah lou. – Rick geme com o toque.

Louis volta a beijar o corpo que tanto amava até chegar no elástico da cueca do noivo. Ele tira com delicadeza e vê o membro saltando. Ele passa a mão e segura firme, Rick por sua vez passa a mão para o cabelo preto de Lampos e os segura com cuidado.

O pau de Rick adentra a boca de Louis que fazia um belo trabalho com a Lígia na cabeça meio rosada do namorado. Tomiz gemia baixinho até Lampos aumentar o ritmo, fazendo um vai e vem rápido e gostoso.

- Ah Louis. – Rick guiava os movimentos com suas mãos no cabelo que casa vez fazia a boca de Louis ir mais rápido.

Um líquido branco toma a boca de Louis fazendo até escorrer um pouco pela lateral. Lampos engole tudo, sobe a cueca como antes estava e volta para a boca que já estava sentindo falta. Rick já mais apresado, toma seu lugar no colo de Louis. Assim que sobe nele, se ajeita dando uma rebola.

- Ah amor, não faz isso. – Fala Louis enquanto deixava chupões pelo pescoço branquinho de Rick.

- Isso o que? – Diz ao pé do ouvido do deu noivo rebolando de novo.

- Isso. – Segura a cintura.

- Então vem logo. – Tomiz morde a orelha de Lampos.

Rick tira a sua blusa.

- Tá calor aqui né? – Ele começa a beijar os lábios de Louis.

- Muito.

Louis tira sua blusa também e Rick abre a calça clara do mais alto e o ajuda a tirar. Tomiz tira o resto de sua roupa e guia a mão de Lampos até sua entrada. O moreno põe delicadamente o primeiro dedo dentro do loiro que geme próximo ao ouvido do moreno. Após já um tempo só com um dedo dentro do menor, Louis, colocou mais um e dedos mais um, resultando em três.

- Põe logo o pau. – Rick falou manhoso.

- Minha princesa quem manda. – Sorriu.

Lampos tira seu membro pra fora da cueca e direciona para a entrada um pouco apertada de Rick. Ele coloca devagar e cauteloso para que Tomiz se acostumasse.

O menor começa a se mexer enquanto geme baixo. Com o passar do tempo, as estocadas ficaram mais rápidas e mais fundas, os gemidos e grunhidos ficaram mais altos e mas repetitivos.

- E-eu-u vou go-gozar. – Louis fala em meio a um grunhido.

- V-vamos juntos então. – Rick fala quanto geme.

Rick aperta Louis que acaba soltando um gemido longo. Tomiz solta um jato branco no abdômen de Lampos que goza dentro do seu noivo.

- Ótimo jeito de inaugurar nossa casa. – Diz Louis que acabará de deitar no sofá.

- Nova casa inaugurada com sucesso. - Sorri abertamente.

- Eu te amo tanto Rick. – Tomiz deita sobre o peito do namorado.

- Eu também te amo amor. – Sorri enquanto fecha os olhos.

...

O celular vibrava sobre o chão protegido por um tapete peludo. 9:30, era o horário mostrado no visor do celular que tinha como protetor de tela uma foto de dois meninos juntos de beijando.

- Amor, seu celular. – Rick fala enquanto passava o café.

- 5 minutos. – Fala abafado.

- Sem mais cinco minutos, tá na hora de levantar se não vai se atrasar para a reunião. – Rick pega duas xícaras em uma caixa. – Olha o que eu achei na suas coisas, queria saber onde coloco.

Louis levando a cabeça e com os cabelos bagunçados olha em direção a Rick que segurava um quadro com uma borboleta azul.

- Poderia ficar ali né? – Lampos aponta com uma mão para uma mesa próximo a parede que tinha sobre ela uma foto de Tomiz e Lampos se beijando.

- É. – Rick anda até o lugar onde Louis havia aponta e põe o quadro. – Agora vai logo para a gente poder ir. Não podemos nos atrasar hoje. – Rick senta no sofá e pega o celular.

- Ok mamãe. – Louis levando e da um selinho em Rick. – Essa blusa é minha. – Sorri.

- O que é seu é meu amor. – Tomiz toma um gole do café.

(Sério, sem tempo irmão.)


Notas Finais


Aí gente, eu sumo na melhor parte! Aff, me desculpem
Bem, tô aqui para convidar vocês para o casamento do ano! Ele está BEM próximo!
Vocês gostaram?
Comentem 🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...