História Sempre o mesmo clichê. -Fillie - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Billy Hargrove, Chefe Jim Hopper, Dustin Henderson, Eleven (Onze), Joyce Byers, Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Steve Harrington, Will Byers
Tags Drama, Romance
Visualizações 53
Palavras 674
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 28 - Greyhound.


POV Millie

Acordei em minha cama, pensando que tudo o que tinha acontecido, era um sonho.

- Millie?.. - Uma voz rouca ecoou no quarto.

- Oi.

- Está bem?

- Sim estou por que?

- Pois a porta caiu em cima de você! Não lembra que estávamos falando sobre a reforma do banheiro?

- Sim, algumas partes estavam meio quebradas por conta do terremoto que teve 6 meses atrás.

- Então! A porta caiu pois eu bati nela algumas vezes, e caiu em cima de você. E com a pancada você desmaiou. Desculpa..

- Está tudo bem! A culpa não foi sua! Amanhã veremos o que fazer com a reforma do banheiro.

- Ok. Vem comer, fiz macarrão com queijo, o meu favorito!

- Haha, e eu pensando que era o meu.

- Desculpa meu amor, mas é a única coisa que eu sei cozinhar, você sabe disso!

- Eu sei, não estou reclamando. Somente brincando com a sua cara. 

- Ok, vem comer.

- Já vou. - Me levantei da cama e.. - Eu estou PELADA? - Dei um "leve" berro.

- É.. Eu não sabia de você estava com machucados e preferi tirar as suas roupas para ver se aconteceu algo.

- Hm..Ok!

- Se veste e depois vai comer.

- Claro Wolfhard! Você achava que eu ia pelada?

- Não seria uma má ideia. - Ele me mandou um sorrisinho malicioso, meu deus! Esse garoto é perfeito.

- Então eu vou assim mesmo. - Falei me levantando de cama.

- Epa! Mocinha, as janelas ainda não tem cortinas, pode se vestir. 

- Ciúmes, meu bem? - Falei rindo.

- Eu? Com ciúmes? Nem sei o que é isso. - Ele fala em um tom sarcástico.

- Vai logo, eu tenho que me vestir.

- Ok, vou colocar um filme na TV.

Finn saiu do quarto, comecei a procurar as minhas roupas e vesti a primeira que achei.

Desci para a cozinha e me deparei com a cena mais linda do mundo. 


"Indo para Seattle no galgo

Going to Seattle on the Greyhound

Eu perdi a escola por isso

I missed school for this

Comprou dois ingressos em setembro passado

Bought two tickets last September

Antes da sua felicidade prejudicial

Before your harmful bliss

Brincando no Netuno

Playin' at the Neptune

Eles eram seus favoritos

They were your favourite

Eu ainda não posso acreditar que você se foi

I still can't believe you're gone

Não consigo fazer você explicar, ah ah

Can't get you to explain it, ah ah

Eu gostaria de poder ir para casa, esqueça que isso já aconteceu

I wish I could go home, forget this ever happened

Sinto-me deprimido, fora de sintonia e no meu próprio mundo

I feel depressed, out of whack, and in my own world

Às vezes não consigo sentir nada

Sometimes I can't feel a thing

Eu mal posso sentir uma coisa, ah ah

I can barely feel a thing, ah ah

Tiro o chapéu para você

Hats off to you

Para você ir

For you to go

Gostaria que estivesse aqui

Wish you were here

No show

At the show

Ooh, ooh, ooh, ooh, ooh ooh ooh

Ooh, ooh, ooh, ooh, ooh ooh ooh

Ah-ah

Ah-ah

Tiro o chapéu para você

Hats off to you

Para você ir

For you to go

Gostaria que estivesse aqui

Wish you were here

Mas agora sopra

But now it blows

Governou o seu mundo

It ruled your world

Você perdeu a batalha

you lost the battle"

Ele estava cantando "Greyhound", nossa música favorita da banda Calpurnia, que infelizmente, chegou ao Fim.

- Posso chorar? - Finn tomou um susto, ele não sabia que estava ali.

- Como assim? - Perguntou e correu para para me acolher quando as lágrimas vieram.

- Eu amo ouvir você cantar, me emociona. Sua voz é linda. - Falei entre soluços.

- Hey, calma, obrigada meu amor. Mas, se você chorar toda vez que eu cantar, eu vou parar, não quero ver minha princesa assim.

- Não, já estou ótima, viu? - Dei o meu melhor sorriso.

Finn me deu um beijo e senti ele sorrir no meio do mesmo.

"Eu não posso te confrontar

Eu nunca poderia fazer aquilo que poderia te machucar

Então tente e fique sossegada."

Ele cantarolou olhando nos meus olhos e soltou a seguinte frase.



- Eu te amo Millie Bobby Brown.


Notas Finais


hahaha, beijinhos 💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...