História Sempre precisei de você - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Drama, Jikook, Jikook Flex, Namjin, Romance, Vhope, Violencia, Yaoi
Visualizações 16
Palavras 1.437
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiin, tô aqui só pra deixar certeza que eu realmente tô de volta ao Spirit... Gente, é muito boa a sensação de entrar no Spirit para ver quantas pessoas leram, quantas favoritaram... Isso me motiva bastante ❤ Até lá embaixo galeris

Capítulo 2 - Me desculpa...


Quase dois anos após o acidente... De volta á Busan... 

Seria errado eu tentar me matar com esta garrafinha d'aguá? Porque é no que eu estou seriamente pensando em fazer...

Voltar... Bem complicado para Park Jimin. Não era simplesmente voltar para onde morava. Não! Era mais complexo que isso.

Jimin ainda tinha lembranças claras do acidente e mesmo que esquecesse, seu corpo tem marcas para lembra-lo. Marcas que ele mesmo havia feito e as marcas que seu pai havia causado. 

Como esquecer? 

Como esquecer aquela imagem que todas as noites voltava para assombra-lo? Aquela cena o aterrorizava! Yoongi sujo de sangue, sua barriga perfurada e ainda tinha forças para dizer que amava a Jimin e isso o matava, simplesmente. Havia matado seu próprio irmão e se culparia eternamente por isso. 

 Implorou imenso e desesperadamente para que seus pais colocassem-o em outra escola. Negado. Era a melhor escola de Busan, seu pai não permitira seu filho em uma escola inferior á aquela. 

 Dos Estados Unidos para á Coreia do Sul. Para Jimin não demorou tanto, comparando as suas viagens emocianais que por muitas vezes duravam dias. Pelo menos seu pai não foi idiota o suficiente para voltar a morar na mesma casa. Mas querendo Jimin ou não, a casa atual, é bem semelhante a antiga. Seu quarto era maior que o anterior. Que legal... 

Agora tenho vários lugares para ser jogado pelo meu pai quando ele vier me bater.

[...] 

Se passara 9 dias e Jimin relutava para não ter que voltar para aquela escola... O Park sabe que não há escolha, ou ele vai... Ou vai! 

Preferiu começar logo a frequentar a sua antiga escola - onde havia estudado com seu irmão antes de sua morte. Quanto mais cedo começasse, mais cedo terminaria as agreções de seu pai contra si em relação a escola.

 Sim... Jimin começou a apanhar ainda mais desde a morte de Yoongi. As lágrimas de Jimin não era pela dor física, e sim pela tentativa falha de seu pai de tentar o causar dor corporal. Em compensação, seu psicológico, sentia tudo.

 Jimin permitia-se mentir quando se olhava ao espelho e via seu corpo ferido. “Depois, tudo vai ficar bem...”. 

 [...] 

 Terça-feira, 06hrs da manhã.

 Na segunda-feira fingiu dores para faltar a escola. Quem nunca? Prometera a si mesmo que não faltaria hoje. 

Seu celular alarma o notificando das horas. Jimin desvia seu olhar da janela para a cômoda ao lado de sua cama onde seu celular irritantemente alarmava. Era uma manhã fria; o sol não estava tão intenso. A luz do sol iluminava seu quarto deixando o mesmo um ambiente agradável.

 Jimin senta-se na cama cansado. Não apenas por não ter conseguído dormir, mas, porque teria de esperar seus pais pararem de discutir. Era a quarta vez essa semana que eles gritavam um com o outro... E hoje ainda é Terça-feira. Que bonito... Meu primeiro dia de aula e já sei que chegarei atrasado! 

 [...] 

 - Jungkook, por gentileza, mostre a escola para o Jimin. Espero que goste daqui! Seja bem-vindo! - a secretária falava amigável. 

 - Claro. - o moreno respondeu. 

 Jeon andava calmo ao lado de Jimin o mostrando a Escola. Jimin não queria o dizer que não era necessário o mostrar nada, não queria ser grosso. 

Tudo naquela cidade, todas as lembranças, era tudo muito claro para si, até os detalhes que normalmente nunca reparara. Dos rostos das tias da cantina à as coisas vulgares e algumas inteligentes que ficavam nas paredes dos banheiros. Lembrava de cada corredor. De cada parede. De cada detalhe. Lembrava também das poucas vezes que os garotos do time de basquete tinham a audácia de o encurralar no banheiro. Os mesmo só não batiam em Jimin por ser irmão do capitão do time.

 O silêncio se estabeleceu após cruzarem o corredor que dava as salas.

 - Qual sua sala? - Jeon o arrastava para fora de seus devaneios. 

- An... 3° ano 'C'... Jimin respondeu logo recebendo um sorriso ladino de Jeon. 

 - Eu também... Quero dizer, estamos na mesma sala, talvez... An... Espero que goste daqui!! - Jeon sorria e continuava a caminhar. Quem dera, Jeon... Eu bem que queria gostar daqui... - Este é o 3° ano 'C'! Sinta-se a vontade!

 Jeon sorria amigável até de mais para “alguém” como ele. Seria meu sonho? Bonito e gentil!? 

 Seu subconsciente o babaca e dizia para não se iludir com a aparência das pessoas. Podem até ser gentis, mas, nos Estados Unidos, aprendeu que rostinho bonito e boa educação não significa nada! 

[...] 

 Amém, intervalo!

Seu corpo fora arrastado pelos outros alunos que saiam alvoroçados para a cantina. 

Avistou Jungkook ao lado de um outro garoto, pensou em se aproximar mas seu corpo para ao ver o garoto abraçar Jeon de lado e seguirem para o refeitório. 

Talvez sejam só amigos... Mas de qualquer modo, isso não me importa muito!

Jimin só queria sentar e esperar que o intervalo terminasse. Procurava por uma mesa vaga, mas, sempre que ele se aproximava as pessoas inventavam desculpas para que o mesmo não sentasse. 

Até que no fundo do refeitório avistou uma mesa com que só tinha duas pessoas sentadas nela, se aproximou e se sentou numa cadeira vaga no canto da mesa. As duas garotas se levantaram e foram embora. Jimin se perguntou qual era seu problema? Estava doente para as pessoas ao seu redor quererem distância de si? As pessoas pareciam fugir de si! Como se ele fosse imundo e doente ou um monstro. 

 Só estava na escola à duas horas e já se arrependia amargamente. Tudo ali o lembrava Yoongi. 

 De longe, do outro lado do refeitório reconheceu o melhor amigo de seu irmão. Ex-melhor amigo... 

 Seu coração doeu... 

 A dor que eu senti foi enorme... Ainda sinto... Mas o que ele deve ter sentido? Saber que seu melhor amigo morreu num acidente de carro e não poder fazer nada... Seu eu fosse ele, me odiaria... Assim como eu me odeio... 

 Jimin nunca foi próximo a ChinMae e o mesmo não foi ao funeral do melhor amigo! Soube que ele havia ficado doente e não pôde ir.

Jimin pôde avistar o novo time de basquete desfilando pelo refeitório indo em direção a quadra. E na frente do time, viu o novo capitão... Tão parecido com o Yoongi! Como ele pode ser tão parecido com o Yoongi?

Seu corpo foi movido pela curiosidade... Sem que o mesmo percebesse, se pôs de frente ao capitão do time. E com lágrimas nos olhos o abraçou. 

- Eu sinto tanto a sua falta...

 De repente ouviu risadas e sentiu ser empurrado contra a parede. Seu rosto fora atingido com um soco médio. Jimin tinha a atenção de todos voltada para si. O que eu estava pensando? 

 - Você está fodido, cara! Quem você pensa que é? 

Jooheon estava pronto para bater em Jimin. Não permitiria ser motivo de chacota por causa de um viado sem noção.

Assustado, Jimin percebeu que o novo capitão do time não tinha nada haver com com Yoongi... Eles nem ao menos se parecem... No que eu estava pensando? 

 - Por favor... Me desculpe... - Jimin falou quase num sussurro.

 Jimin se levantou e correu em direção a onde ele lembrava ser o banheiro. Se olhou no espelho e viu um corte em sua bochecha. A que ponto eu cheguei? Abraçar um estranho por pensar que ele era semelhante à Yoongi... 

Impossível! Ele era único!

 Desejou morrer por tal pensamento. Onde já se viu? Abraçar alguém estranho apenas por naquele momento, naquela visão, ter o achado parecido com alguém tão único e especial. 

 Jimin é tirado de seus devaneios ao ouvir a porta abrir. Ao ouvir passos, enxugou rapidamente as lágrimas de seu rosto. 

 - Você merece ser castigado! Aprender a não mexer com o capitão do time!

 - Eu já pedi desculpas... Pensei ser alguém que eu não via a muito tempo... - Jimin diminuía seu tom de voz a cada palavra.

 - Não me importa! Agora serei zoado pela escola por causa de você!

 Ele foi encurralado. Jooheon assistia tudo encostado na pia de mármore. Outros três garotos, empurram Jimin para dentro de um box e lá o bateram. Jimin olhava a porta por cima do ombro do garoto que esmurrava seu estômago, à espera de um Yoongi pronto para o salvar. 

A fraqueza foi atingindo seu corpo, seu rosto foi recebido por alguns socos. Jooheon ordenara que fossem do pescoço para baixo, não queriam deixar óbvio que ele havia apanhado. O largaram lá e foram embora. O deixaram caído no chão do box. 

Chorou por lembrar que seu herói não estava mais ali para o salvar. 

 [...]


Notas Finais


Eu sei... Eu sei... Eu sei que nem drogado você conseguiria confundir o Yoongi com o Jooheon (monsta x) mas isso é só para mostrar o quanto ele precisa de ajuda rs rs

Espero que vocês tenham gostado e não esqueçam de me contar se gostaram da nova versão de 'sempre precisei de você'. É isso obgda por estar aqui. Beijos na bundenha e até dps.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...