História Send me - Stray kids - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Bang Chan, Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, Kim Seung-min, Kim Woo-jin, Lee Felix, Lee Min-ho, Seo Chang-bin, Yang Jeong-in
Tags Changlix, Jeongmin, Minsung, Stray Kids, Stray Kids Crack
Visualizações 412
Palavras 2.961
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ah sei vcs estão aí apaixonado pelo meu irmão e pipi popo

KKKKPAREI

CIUMI

Melzinho na flautinha
-q

Capítulo 17 - Desabei e dancinha secsi


Fanfic / Fanfiction Send me - Stray kids - Capítulo 17 - Desabei e dancinha secsi

Pov's Felix


Nem me pergunta oque eu estou fazendo aqui, to sem paciência sai. Mano, é sério eu quero meter minha mão na cara de alguém, se pudesse, na cara do Changbin aquele...aquele cara. Humpf.

Não tenho o hábito de xingar pessoas, mas quando voce passa várias horas diretas com seus amigos você se acustuma. Eu preciso de uns remédio pra dor de cabeça, eu to muito irritado e eu sinto vontade de esganar qualquer pessoas que vem perguntar; "e o Changbin? ", ah vai tomar na sua cavidade anal! Filho de uma mulher que trabalha em casa de intreterimento masculino! Argh.

Como eu sei que John, ou mais conhecido pelo nome de João só que a gente chama ele de Jeongin, falou pra vocês sobre a treta que teve semana passada, vou nem explicar as coisas não.

...

Então, eu tava lá na festa de boas dançando, eu fui beber um gole de vodka pra eu me embebedar por vontade mesmo, eu vi o Changbin beijando um monstro, vulgo Jack, aquele britânico metido a besta, filho de uma rapariga, poc. Eu fiquei com tanta raiva sabe, mas aí eu lembrei da festa que tinha acontecido muito antes dessa, aí eu simplismente engoli minha raiva pelo meu cu e VAZEI pro banheiro, pra quê? Pra cagar? Não, pra chorar mesmo.

Eu sou muito trouxa, na moral, Changbin tinha dito na festa passada que nunca ia me assumir, que eu era apenas uma diversão, mas eu segurei sua mão e disse "não importa eu te amo", cara eu sou muito brega. Changbin é uma boa pessoa, so que muito arrombado e besta, nem gosto dele mesmo...tá isso é mintira pois faz quase 3 anos quer eu sou adorador de Changbin.

Perdi 3 anos da minha vida com ele. Mas não vem falar "ah ele é mal blá blá blá", não que eu esteja falando que ele não é uma pessoa ruin e não fere corações, o que eu quero dizer que ele é super fofo e gentil as vezes, além dele gostar de abraços. Foi por isso que eu me apaixonei por ele, porque ele é um verdadeiro principe, e eu sou o sapo e ele não quer me beijar.

Porra.

Primeiro beijo; na frente de um cinema com, Changbin. Primeira vez que eu me senti envergonhado por gostar de alguém; na rua com Changbin atrelaçando nossos dedo dizendo que eu sou fofo. Primeira vez, se e que você me entende; na casa do meu pai, no quarto deles, e adivinha, foi com Changbin, foi épico aquele dia. Todos os momentos bons foram com aquele fodido que me faz sofrer, você nunca vai entender o amor que eu sinto por ele e-

 — PORRA Felix me passa o açúcar - Ouvi a voz de Jisung e acodei do meu mundinho.

 — delicado como um elefante com sua linda TROMPA DE FOFOQUEIRO - peguei o pacotinho de açúcar e joguei na cara dele.

 — ih, bateu abstinência na criança e ela resolveu evoluir - ele responde fazendo careta pra mim, respondi mostrando minha língua.

 — vocês dois parem, eu convidei vocês aqui pra comer em família, não ficar fazendo briguinha besta! - Chan aponta pra mim e depois pro Jisung, e depois faz um sinal de "tô de olho".

 — amor passa o leite - Woojin pede. Infantilmemte todos nós presentes na mesa começamos a rir igual aquele cavalo, seria mesmo. Woojin olha confuso pra gente.

 — leitinho, ui - Minho brinca e todos gargalhamos.

 — Woojin quer leitinho? - Hyunjin brinca, dando seu copo para Woojin e depois pegando de volta.

 — seus pervertidos, seus errados - Chan ri dando o leite NO COPO dele. Ah eu sei que você também tá pensando coisas erradas, haha ingraçadinhos. 

Estávamos na mesa converssando sobre coisas normais, mas eu não tava normal, não mesmo. Changbin estava de frente para mim, do lado de Jeongin que estava cansado e dormia no ombro de Seungmin, Hyunjin que estava de frente para Jeongin, ficava olhando pra ele rindo junto com Seungmin. Eu não olhei pra cara do Changbin, eu ainda tô puto com por causa dessa história de Jack, ele não veio pedir desculpas nem nada.

Eu já estava começando a ficar desconfortável com o olhar que Changbin estava me lançando,  bagulho tava tenso mermão. Hyunjin DO NADA pegou minha mão esquerda e começou a brincar com meus dedos, eu continuava a comer tentando não prestar atenção em Changbin, enquanto a conversa fluía.


— Chan, esse dedo do Felix é fino de mais para um anel de casamento entrar? - Hyunjin é muito imprevisível, socorro. Olhei pra ele assustado e Chan se intalando, Seungmin fez sua colher cair no colo de Jeongin, que estava com os olhos arregalados, e Jisung cuspiu seu café no chão.

Oi? 

— que?! - Changbin solta confuso e ele parecia estar com raiva.

— Eu tô perguntando se esse dedo do Felix é fino de mais pra um anel de casamento entrar, ué - ele repete tranquilamente mostrando meu dedo anelar.

Desde quando ele é interessado por coisas assim? E porque do nada? Eu? Eu ria de nervoso enquanto Chan tentava asimilar a fala de Hyunjin.

— olha, depende de qual tamanho é o dedo dele - Woojin fala.

— e tem como saber de que tamanho é? - Hyunjin pergunta.

— Tem, mas na minha opinião o dedo dele faz 22 ou algo do tipo - Chan responde ainda confuso. Aí que estranho gente.

— Vai ter comida?  - Jisung pergunta animado.

— onde já?  - Hyunjin olha para ele incrédulo.

— no casamento de vocês ué - Minho responde. Oush, meu coração pertence a outro, mas nem em sonho ele iria me pedir em casamento, muito menos em namoro.

— ih tá louco ele - Hyunjin e ATRELAÇA seus dedos no meu. Gente oque ele tem hoje?

— Hyunjin eu não tenho dinheiro - falei comendo pão. Ele olha pra mim e ri fofinho.

Aí tem coisa, vish!

 — bora pro parque hoje? - Seungmin se levanta e puxa Jeongin junto com ele, delicadamente.

 — que parque o que, bora pro shopping mermão - Hyunjin se levanta de sua cadeira, soltando, enfim, minha mão.

 — Eu não - Jeongin fala baixinho, ele estava muito cansado, pois eu, Seungmin e Chan fomos na sua casa e ele estava dormindo, claro né 08hrs quem tá acordado pra tomar café?

Coitadinho do Jeongin gente.

Seungmin olhou pra ele e o abraçou.

Gritei.

Eles juntos são tão fofos, aquele otp que você adora, mas tem Minho e Jisung pra fazer concorrência, só que eles perdem para Chan e Woojin porque, admita, oh casal da porra. E eu? Bom, problema não é meu, vou nem reclamar mais, preguiça.

 — que melação é essa? - Jisung finge vomitar e Minho ri dele.

Ixi vou ficar de vela junto conta Hyunjin e Changbin, que cu.

Me levantei impurrando Hyunjin pra sala e joguei ele no sofá, sentei no seu lado ligando a TV.

 — Felix - Changbin me chamou vindo até mim.  — eu-

 — GENTE PROMOÇÃO NO RESTAURANTE BRASILEIRO!! - Chan grita da cozinha nos assustando.

Ah manu, eu vou brigar com o caranguejo e beber um litro de açai hoje, espere, a gente bebe ou come o açai?  Se eu botar a farinha não fica tão líquido, mas ele é um líquido de base, aish que bugado.

Oque o Changbin queria falar?

 — oque? - perguntei para ele sem muito contato visual.

 — nada não. - ele esbarra em Minho e sobe as escadas.


 Que?


Pov's Jeongin 


Eu tô TRAUMATIZADO. Chan, Felix e Seungmin vieram até minha casa, endereço dado pelo Yun, aquela anta. Mano, eu fui acordado por tapinhas na bunda de Chan, Felix abriu a janela deixando os raios de sol entrar e bater na minha cara. Seungmin começou a revirar meu guarda-roupa e me deu um moleton btanco com um pequeno macacão, que faz, sei lá, 4 anos que eu não uso, eu não mudei tanto de tamanho então foi de boas. Felix "roubou" um chapéu estranho do Yun, e me deu. Yun disse que queria dormir e não queria sair, dei graças a deus, me arrumei e fui embora com os três.

No carro, enquanto estávamos a caminho da casa de Chan, Seungmin ficava me perguntando se eu tava bem e se eu queria dormir, claro que eu estava com sono né caraio, mas eu disse que estava tudo bem. Comecei a 'capotar' de sono e Seungmin me abraçou e ficou assim até a nossa chegada na casa.

Aí que bom.

Mas espera, tenho que fazer mais atenção pois eu ainda não esqueci aquele dia em que os meninos disseram que Seungmin de anjo tinha apenas a cara porque o resto nem chegava perto, onde foi que eu me meti?

Não tenho culpa se ele brinca com meu psicológico desde o dia que eu vi ele, alem de lindo ele é todo fofinho, mas não sei...

Ah chega de pensar no crush e presta atenção na tua vida caraio.

Eu tomei meu café dormindozinho no ombro do Seungmin, sério eu estava cansado de ontem.

Ah sim, Seungmin berrou muito ontem pois um besouro tava na roupa dele, Chan começou a gritar falando pra ele tirar aquele casado e Jisung começou a puxar ele para que ele largasse o casaco.

Eu e Hyunjin com Yun ríamos tanto, que Yun até se embebedou de risadas e se intalou com sua própria saliva.

Meus tímpanos foram para a casa da minha tia depois daquilo.

Hyunjin tava puxando saco do Felix, que tava corado por Hyunjin ter perguntado se um anel entrava no dedinho Felix. Hyunjin ta doidinho.

Não sei porque eu tô falando no diminutivo.

Chan queria ir no parque fazer um pinique, estava muito quente então geral quis ir pro Shopping, eu queria é ter ficado em casa, dormindo. Sentei em um banco na frente da casa do Chan.

— Ei Jeongin - Ouvi a voz de Seungmin atrás de mim. Me virei olhando ele. — posso te pedir a coisa? - ele fez uma carinha fofa.

 — Eu não tenho comida - brinquei.

 — Ei! - ele me dá um tapinhas no braço e logo depois cruza os braços. — Eu queria só um beijinho...

Oi? DEUS? É VOCÊ DEUS?

Desabei.

 — a-ai diz antes então ué - ih ala baitola. Tá parei.

Ele me olhou com os olhos semicerrados logo depois ele sorri e eu também. Tenso. Parecia até que era a primeira vez, oush.

Me aproximei dele deixando meu rosto na frente do seu, fechei meus olhos com força, sentindo meu rosto esquentar. Uma risadinhas de Seungmin foi escutada, senti suas mãos, um pouco frias, irem para meu rosto, fazendo carinho na minha buchecha. Ele selou meus lábios em beijo calmo, mas quanto ele ia parar eu puxei ele novamente, envolvi meus braços no seu pescoço, aprofundando o beijo, ele deixou sua mão passear por minha cintura me arrepiando.

Fui pro céu e voltei.

Me sentei de volta respirando pesadamente, nossa não estou bem. Ele ria feliz igual uma criancinha, e um pouco de babá caiu da minha boca, brincadeira, foi sangue mesmo, caraio ele feriu minha boquinha, aí.

 — eca eca eca

Hyunjin apareceu atrás da gente, fazendo Seungmin levantar e olhar para ele.

— aí porra, vaza e vai com teu noivo pra lá - Seungmin aponta para Felix que tinha acabado de sair pela porta. Ele olha pra gente com uma cara de "Atah".

— não me mete na treta de vocês - Felix responde.

Hyunjin apenas riu.

Riso dessa desgraça faz milagres, aí.

 — bora na van? - Jisung pergunta botando sua mochila nas costa.

 — Claro né - Chan responde.

Esperamos os outros e logo todos nós estávamos na van indo pro parque, já que é melhor do que ficar andando por aí no shopping.

Na van foi uma bagunça total, Hyunjin queria sentar au lado de Felix, mas Chan disse que eles ficarem lado a lado a van iria capotar com as risadas "MUITO" máscula deles. Então foi decido por Changbin que Felix iria ficar do lado dele, Felix se impactou com a atitude de Changbin, era visível na sua expressão facial. Hm, nao sei qual é a relação desses dois, e nem quero saber, Deus me dibre.

Hyunjin se sentou com Woojin enquanto no volante Chan mandava na porra toda. Vou nem falar com quem eu fiquei, pensa ai.

Seungmin? ERROU

Eu tô sentando com o Jisung, cê é loko eu ficar do lado da personificação de de Afrodite, prefiro guardar minha sanidade mental hoje.

35 fuckin minutos para chegar em um parque na puta que...opa não devo falar coisas erradas, haha ingraçadinho. Chegamos lacrando mesmo, Chan botou seu óculos e foi na frente, e a gente seguiu ele igual a Maria vai com as outras, parecia cena de filme onde o chefe chega com sua gangue pra matar geral.

E foi literalmente isso que aconteceu.

Meninas. Tinha muitas meninas por perto, umas BEM não discretas tirando foto nossa, se eu não me engano do Hyunjin, que nem tinha percebido e continuou sua vida, ajudando Chan a tirar os bagulho do saco. Não um saco, uma sacola gente.

Quem entendeu, entendeu.

Arrumamos tudo, ficamos na sombra pois sereias não podem se queimar, vulgo nós. Eu tava desconfortável com toda aquela gente por perto, tinha casal, meninas, meninos, cachorros, e mais meninas. Se bem que esse lugar é público e não privado, não posso fazer nada.

Nos sentamos na toalha amarela e começamos a converssar e comer uma fruta e comidinha que Woojin tinha pego.

Esses gulosos.

Escondi meu rosto quando vi que duas garotas tiravam fotos de mim.

Deve ser retardada, tirando foto de mim diski, oush.

Seungmin ficou na minha frente de costas para ela, ele comia pão de queijo e me olhava estranhamente.

Desabei pt 2.

 — seu amor me pegou...você bateu tão forte com o teu amor... - Jisung cantarolou baixinho, paramos de fazer as coisas e olhamos para ele.

— que música é essa? - Seungmin perguntou.

— tu canta? Não sabia - Chan joga um pedaço de pão na cara dele.

 — pronto, agora todos querem jogar as coisas em mim, aproveitem e joguem um hipopótamo e uma TV também - ele bufou irritado.

 — fala pra gente qual é a música se não eu realmente vou jogar uma TV em cima de tu - Hyunjin rica de joelho na sua frente. Minho nem ligava ele tava no celular.

 — Pablo vittar

 — que?

 — Pablo vittar mano.

 — Pablo? El dono de mi cu?

 — Hyunjin, tá vendo esse pé?  - Jisung levanta seu pé na altura da cara de Hyunjin.

— tô né não sou cego.

 — com esse pé suas bolas iram parar de funcionar e você nunca mais vai produzir algo na sua vida - Jisung responde empurrando ele, fazendo-o sentar novamente.

 — é essa? - Seungmin estava com seu celular nas mãos e tocava uma música bem ritmada e dançante.

Vamos todos mexer a raba.

Opa, falei alto de mais.

Olhei para os garotos com vergonha, ele riram e se levantaram em sicronia começando a dançar. E eu fiquei parado sentado rindo deles.

 — Vai mexer a raba também Jeongin - Seungmin me puxa e começa a dançar, eu ri dele e sem perceber eu já tinha começado a fazer uma batalha de dança com ele.

— Sai daí - Hyunjin impurrou Seungmin e começou a dançar na minha frente sensualizando.

Desabei pt 3.

Eu não sabia oque fazer, então o meu distúrbio psicológico falou mais alto e eu me joguei no chão fazendo ondinha, me levantei e sensualizei para Hyunjin.

Derrotado.

Felix entrou na brincadeira começando com uma sarrada no ar.

Se esse ar fosse um cu, estaria todo arrombado depois dessa.

Ele andou para trás e fez um mortal, logo voltou para sua posição normal e fez karaoke en quanto ele descia até o chão.

Alguém me ajuda. Help me. Ayuda mi corazion. Mi cu não aguenta, tá no time de Hajima queridos.

Apontei para ele, e comecei a, literalmente, mexer a raba, a música trocou e foi para um funk.

Funk?

 — YEEE - os garotos gritaram, olhei em volta e pessoas estavam paradas com suas bocas abertas. — Vai, vai, vai!! - ele gritaram batendo palmas no ritmo da música.

O calor subiu no meu corpo e eu fiz eu que tinha de ser feito.

VAI QUADRADINHO DE OITO~

Nem acredito que estou fazendo isso. Fiz meu quadradinho do glamour e dei uma sarrada no ar igual o Felix, ouvi grito de gazelas e Hyunjin deu uma de naruto e fez aquela corrida com os braços para trás, gritando. Me joguei no chão enquanto os outros pulavam e riam de mim.

Arrasei.

 — Calma senhora, não respire esse ar, ele foi sarrado pelo Joãozinho - Jisung disse para uma senhora, apontando para mim. Ela saiu do lado dele rindo com seu cachorrinho nas mãos.

 — fui acabado! - Felix senta do meu lado rindo.

— nem minha dança secsi deu certo - Hyunjin tinha voltado, pegou uma guarrafa e bebeu todo o líquido de uma só vez.

Eita.

Olhei para Seungmin e ele estava deitado, respirando com dificuldade, olhando para o céu. Me preucupei e fui até ele, engatinhando igual um gato.

 — Seungmin oque foi?

 — meu coração... ele-

 — GENTE SEUNGMIN VAI MORRER SAMU - gritei, ele riu balancou a cabeça.

 — eu não vou morrer

 — oque tu tem então?

 — meu coração tá disparado - ele pegou uma mão minha e botou no peito dele, seu coração estava a mil. — culpa sua - ele riu soprado.

Desabei pt...QUE ISSO DE DESABAR OQUE, EU MORRI ISSO SIM.

 — IIIIIIIIIHHH

Os meninos gritaram se jogando em cima de mim e Seungmin. Começaram a fazer cócegas em mim, quase tive um ataque cardíaco de tanto que eu ri.




Acho quer foi uma boa coisa ter conhecido eles.

Ainda mais Seungmin.


  


Notas Finais


Aaaaa
~~

Eh isto

Até mais bbs~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...