1. Spirit Fanfics >
  2. Senhor >
  3. Provocação

História Senhor - Capítulo 4


Escrita por: Hade_Scorpions

Capítulo 4 - Provocação


Fanfic / Fanfiction Senhor - Capítulo 4 - Provocação

Uma única coisa estava fazendo o Sasuke ter um surto, que era com que cara ele olharia pra cara do Naruto, só de lembrar dos acontecimentos de sexta fazia seu rosto corar fortemente. Cada coisa que o moreno fez ontem passava pela sua mente, e sabe aquilo que aparece em vários livros e filmes? Que quando você exagera na bebida esquece de tudo que aconteceu, como um tipo de amnésia momentânea. E isso pode até acontecer, mas com o Sasuke ele lembrava de cada detalhe sem faltar nenhum. Parecia que aquilo era um castigo divino, e as coisas ficavam cada vez pior quando o Uchiha lembrou de um certo acontecimento. Que era uma promessa onde ele não tentaria se aproximar do Naruto, e nem deixaria o loiro criar esperanças pra que algo acontecesse.

Quem o Sasuke queria enganar com essa promessa, ele na tinha criado mais esperanças do que o Naruto. E ter os olhares de segunda intenções do loiro sobre si não ajudava muito, ele moreno não podia negar que gostava desse olhares, mas bem que podia ser mais do que olhares.

Enquanto o Sasuke raciocinava o que fazer o Naruto mandou mais uma mensagem pra ele, onde o loiro perguntava se estava tudo bem depois de ontem. O moreno não entendeu o porquê da pergunta, mas era que o loiro achava que depois do Sasuke ter bebido tanto no mínimo em coma alcoólico ele estaria. Mas o moreno conteve seu surto pra responder o Naruto e depois disso ele foi tomar um banho.

A água escorria pelo corpo do moreno enquanto ele pensava em cenários que poderiam acontecer na segunda, e o Sasuke torcia pra um asteroide cair na terra pra ele não ter que passar pela humilhação de encarar o Naruto. Mas pra má sorte do moreno ele não tinha um asteroide ao seu favor, e agora o Sasuke estava andando em rumo a Uzumaki Company, e era um surto a cada passo. O Uchiha pensava que se ele fosse atropelado nada disso estaria acontecendo, mas deixando as possíveis tragédias que poderiam acontecer de lado o moreno estava pensando em como o loiro reagiria depois de tudo. Eu não sei se fiz uma merda na minha vida passada mas eu não mereço passar por isso, porra destino! Eu só queria um emprego e eu consegui, mas meu chefe é o cara que eu transei depois de uma balada. E eu ainda sair de fininho da casa dele e roubei uma blusa, mas quem mandou aquele filha da puta rasgar a minha blusa. A é mesmo! Fui eu! Otário é assim que você se fode pelo resto da vida. Pensou o Uchiha e ele estava tão emerso em seus pensamentos que acabou batendo com a cara em uma placa.

— Você tá bem?— Uma mulher loira pergunta ao ver o nariz do moreno sangrar.

— Não muito.— Sasuke responde e a mulher oferece uma toalha de rosto pra ele parar com o sangramento, e depois disso ela foi embora já que pelo que ela falou estava bem atrasada pra um compromisso. O moreno quando conseguir controlar o sangramento voltou a fazer o caminho pra empresa, e ele acabou chegando dez minutos atrasados por causa do incidente da placa. O que ocasionou uma situação mais constrangedora do que ele tinha imaginado, o Uchiha até explicou pro Naruto o que aconteceu mas parecia uma desculpa esfarrapada pra esconder a incompetência dele em não chegar na hora. Foi o que o Sasuke pensou pela cara que o loiro fez quando o moreno acabou de explicar o que aconteceu, mas tirando isso o Sasuke estava fazendo seu trabalho como normalmente.

Enquanto o Sasuke trabalhava ele teve um pressentimento de quem alguém estava observando ele, então como a opção mais óbvia ele olhou pra sala do Naruto, e pela janela o moreno teve a vista da sala do loiro, mas o Naruto estava em pé andando de um lado pro outro enquanto falava com alguém pelo celular. Então o Sasuke descartou a ideia de ser o Naruto que estava observando ele, o moreno olhou pro lado e viu uma sombra preta. Talvez seja alguém da limpeza, deduziu o Uchiha.

O pressentimento de está sendo observado continuou e isso estava irritando profundamente o Sasuke, mas por conta do grande excesso de filmes de terror o moreno nem morto iria checar pra ver quem era.

— Garoto!— Exclamou um homem de cabelos grisalhos que fez o Sasuke olhar pra ele confuso por não ter percebido sua presença, mas o moreno ficou mais confuso ainda quando o cara olhou pra ele de maneira mais confusa ainda.— O garoto do bar! Caralho, você é mais bonito de perto.

— Porra, que bom que você tá aqui projeto de filha da puta. Vem comigo só pra eu te matar legalzinho.— Naruto fala puxando o grisalho pela gola da camisa, e o Sasuke estava ficando mais confuso ainda.

— Pra que tanta agressividade amigo?— Kakashi fala quando o Naruto empurra ele pra dentro do escritório, pela cara do loiro ele não estava muito feliz, na verdade ele estava bem irritado.

— Amigo é minha rola seu merda! Qual é a porra do teu problema? Tu vazou meu número pra todo mundo e agora eu tô pior que site porno, sabia que eu posso te processar por isso?— Naruto diz irritado.

— Vai processar seu advogado?

— Sim! Eu tenho muito dinheiro posso arrumar outro advogado tão bom quanto você, posso fazer você sumir do mapa se eu quiser.

— Tá me tratando assim só por que vazei seu número?— A fala do Kakashi fez o Naruto ficar mais irritado, não era só um número, o loiro é alguém relativamente famoso principalmente pela aparência dele e do dinheiro. Então quando o número dele foi vazado pra milhões de pessoas abertamente em uma rede social um ódio inimaginável cresceu dentro dele, o celular do Naruto estava travando de tanta mensagem e fotos.

— Só? Eu vou te matar! Você acha isso pouco? Você espalhou meu número no twitter! Cara o meu número é onde eu consigo entrar em contato com os meus sócios e funcionários, isso faz parte do meu trabalho, então não é só um número.

— Eu posso explicar.

— Explicar? Explicar o que? Que você vazou meu número e agora eu mal consigo mexer no meu celular, bem, se você não se retirar da minha empresa eu vou chamar os seguranças ou eu mesmo te jogo pra fora daqui.

— Não fui eu que vazei seu número.

— Quem foi então?

— Sabe aquela garota que eu tava ficando? Bem, ela pediu meu celular pra fazer uma ligação e quando ela foi fazer essa ligação eu fui bebê água, e quando eu cheguei no quarto ela tinha sumido, e o meu celular também.

— Cara, tu tem que se foder mesmo. Sabe por que? Eu disse que ela é uma ladrazinha de merda e mesmo assim você ficou com ela. Ter a sua carteira roubada não te ensinou nada?

— Ela falou que precisava do dinheiro.— 
Kakashi fala e o Naruto bufa irritado indo em direção a mesa, o loiro pegou um objeto que logo ele lançou na direção do amigo.— Que porra!

— Idiota! Você merece ser roubado mesmo! Nunca vi alguém tão iludido que acredita em uma desculpinha esfarrapada dessa, "ela precisava de dinheiro"— O loiro fala imitando a voz do amigo que ficou calado observando o surto de raiva do amigo.— Que se foda ela seu merda! porque eu vou caçar essa filha da puta até o fim do mundo se for preciso, se a ladrazinha não tinha dinheiro antes não vai ter agora, porque vou fazer questão que ela responda judicialmente.

— Calma aí, respira primeiro. Eu compro um chip novo pra você, e eu faço o que você quiser por uma semana, claro que sem ser algo sexual eu tô dentro. O que acha?

— Fechado, mas sem gracinha pra cima do meu secretario.

— Falando no secretario, ele não é o garoto do bar que te deu um fora?— Kakashi diz já que ele não sabia sobre o que aconteceu naquela noite entre o Sasuke e o Naruto.

— Que garoto do bar?

— Não se lembra dele?

— Não, e até o Shikamaru tá enchendo meu saco com isso de garoto do bar. De quem vocês estão falando?

— Ninguém, mas você acha que eu consigo o número dele?

— Não, não consegue e se conseguir eu quebro sua cara e seu celular.

— Ui! Tem certeza que você não se lembra dele? Tá muito possessivo pra alguém que você não se lembra.

— Sai da minha empresa antes que eu bata em você.— Naruto fala começando a se irritar novamente, e o amigo sorrir de lado e após isso ele sai do escritório do loiro mas antes uma ideia veio em sua mente. Que foi ter ido na mesa do Sasuke, mas pra sua má sorte o Naruto viu o que ele estava fazendo.

— Sabe, poderíamos conversar, claro só se-

— Sai daqui!— O loiro exclama e o amigo levanta as mãos se dando por vencido e depois ele foi embora, e o Naruto voltou pra sala dele onde seu celular ficava fazendo um barulho irritante pelo número de notificações que não paravam de ser mandadas.

O resto do dia foi relativamente normal pro Naruto, claro que tirando o fato do número dele ter sido vazado, mas agora ele já tinha resolvido esse problema e até que o loiro estava em paz. Todos os contatos do Uzumaki já sabiam sobre o número trocado, e a paz de espírito reinava no corpo do loiro por ninguém está enchendo seu celular de mensagens. Mas alguém lhe mandou uma mensagem, o Naruto já estava pensando em que xingamento usar pra pessoa que lhe mandou a mensagem, mas logo ele mudou de ideia quando viu que era o Sasuke. O moreno tinha mandado um vídeo e no vídeo tinha uma frase que era "você vai me mandar uma foto de cabelo molhado depois do banho" logo após isso um fundo de hipinose aparaceu no vídeo.

Naruto riu quando o vídeo acabou, mas pra sorte do Sasuke ele tinha acabado de toma um banho e os seus cabelos ainda estavam molhados. Mas o loiro antes de enviar a foto ele respirou fundo, já que é um pouco constrangedor pro Naruto tirar fotos dele mesmo, não é em relação a aparência dele mas o Naruto não era muito de tirar fotos. Só que ele tirou uma pro Sasuke e enviou pra ele, e o moreno com essa situação surtou mais do que ele estava surtando antes, porque o vídeo foi mandado incidente pro loiro, aquela mensagem era pro Omoi para os dois tirarem onda com o vídeo.

Quando o Naruto mandou a foto o moreno ficou um bom tempo observando ela, era como se fosse uma hipnose que você não conseguia tirar o olho, e por conta disso alguns flesh da noite da balada passou pela mente do Sasuke. O corpo do moreno estremecia só de lembrar desse dia, e isso não era algo muito normal, o Sasuke não é sensível em relação a toques ou coisa do tipo mas de alguma forma o Naruto conseguia fazer o corpo do moreno tremer de excitação só com um olhar. O Sasuke pensava que isso era por causa da adrenalina de ter ficado com seu chefe, talvez um romance proibido, mas não era bem assim.

Sasuke
|– Você mandou mesmo

Gostosão
|– Mas não é esse o propósito do vídeo?

Sasuke
|– Sim

Sabe é que eu pensei que você não mandaria a foto

Era mais pra zoar

Sabe

Gostosão
|– Entendi

Mas eu já mandei mesmo então deixa pra lá

Sasuke
|– Claro

E como foi o seu dia?

— Como foi o seu dia? Que tipo de pergunta é essa idiota? É claro que o dia dele não foi bom, parece que eu tenho problema mas não dá nem pra apaga a mensagem e fingir que nada aconteceu. Droga!— Sasuke exclama quando a mensagem foi enviada, o moreno se sentia um adolescente que não sabia o que fazer quando está conversando com a pessoa que ele gosta.

Gostosão
|– Não muito bom

Acho que você percebeu isso

Sasuke
|– Percebi

Desculpe pela pergunta idiota

Gostosão
|– De boa

Mas como foi o seu dia?

Sasuke
|– Bom

Eu encontrei dinheiro na rua

Chamo isso de sorte ou roubo?

Gostosão
|– Sorte

Sempre é bom encontrar dinheiro na rua

Sasuke
|– Se você diz

Os dois mantiveram essa conversa por um longo tempo, mas parecia que o tempo não passava pra eles, os dois ficaram tão entretido um com outro que nem viram as horas passando. O Sasuke foi o que encerrou a conversa já que ele tinha que fazer algo pro jantar, e o loiro ficou um pouco chateado já que ele queria conversar mais com o moreno mas como ele não queria ser incomodo ele se despediu e deu uma boa noite pro Sasuke.

O tempo passava e com isso o Sasuke e o Naruto ficavam bem íntimos, quase amigos, os dois estavam sempre conversando por mensagem ou por ligação. Onde eles falavam sobre o dia a dia e em relações a filmes e séries que eles gostavam, e algumas vezes os dois flertavam lançando certas indiretas. Expectativa é a palavra perfeita pra o que os dois estavam sentindo, era como uma esperança pra que algo acontecesse. E a situação no trabalho não era muito diferente, na pro Naruto já que o Sasuke queria se manter profissional mantendo sua vida pessoal e profissional separadas. Algo que não estava dando muito certo principalmente em uma situação que aconteceu no elevador, um lugar bem apropriado pra o que iria acontecer.

— Então vai assistir todos os filmes da Marvel, só que em ordem cronológica, isso que eu chamo de força de vontade.— Naruto fala depois do comentário do moreno.

— Não é pra tanto, os filmes são bons só que eu preciso mesmo de força de vontade, que tal maratona esse filmes comigo.

— Se eu dormi em algum deles, você vai me bater?

— Depende de que filme.

— Ok então, vai ser na minha casa ou na sua?

— Vai assistir mesmo?— Sasuke pergunta animado, podemos dizer que o moreno é o tipo de pessoa que prefere assisti um filme acompanhado, porque era algo mais divertido, conversa com alguém teorias durante um filme é algo que deixava o Sasuke em euforia.

— Sim, mas eu vou querer algo em troca.

— Entendi, tipo o lance de uma alma por uma alma.

— Não quero matar ninguém, é uma troca, assisto todos os filmes com você mas...

— Mas? Fala logo e parar de enrolar.

— Quero um beijo em troca de maratona os filmes com você.

—  Não tem câmera nesse elevador?

— Nesse não.— Naruto fala andando e logo ele ficou de frente pro moreno, e por conta disso o Sasuke ficou um pouco travado tentando pensar no que fazer.

— Espera você é o meu chefe.— Sasuke fala e o Naruto se curva ficando com o rosto dele próximo ao do moreno, estava perto, perto demais.

— Se você se importasse mesmo com isso não daria em cima de mim.

— Estamos no trabalho.

— Só tem eu e você aqui, e sei que você quer isso, consigo ver isso.— Comentou o loiro aproximando mais ainda seu rosto ao do moreno, e o Sasuke queria isso, mas fazer isso no trabalho fazia um sentimento de culpa crescer nele. Mas, tirando o emprego o Sasuke não tinha nada a perde.

— Tá bom então.— Sasuke sussurrou mas em um volume que o Naruto conseguiu escutar com clareza, isso deixou o loiro surpreso, mas o Uzumaki não enrolou muito em junta os seus lábios ao do moreno. E quando o Naruto esfregou os lábios dele nos do Sasuke o corpo do moreno estremeceu, o loiro ao perceber isso sorriu de lado e depois ele  beijou o Uchiha mais profundamente, que abriu a boca dando permissão pra ele aprofundar mais o beijo, algo que o Naruto fez. O beijo foi lento e profundo, o Sasuke sentia seu corpo esquentar enquanto o loiro o apalpava de forma urgente.

Enquanto os dois estavam submessos naquela euforia o elevador ia subindo, e aquele beijo estava ficando cada vez mais profundo e sedento, os arrepios subiam fortemente pelo corpo do moreno e ser apalpado não ajudava muito com esses arrepios. O corpo do Sasuke estremecia e novamente as mãos do Naruto era a coisa que mantinha ele em pé. E quando o ar faltou em seus pulmões eles encerraram aquele beijo, mas quando o Sasuke pensou que teria tempo pra se acalmar o loiro atacou seu pescoço o beijando, e enquanto isso ele ainda apalpando a bunda do moreno de forma possessiva. E por conta disso um gemido saiu da boca do Uchiha, e podemos dizer que isso não fez bem a sanidade do Naruto.

Sanidade, era o que Naruto estava tentando ter naquele momento, mas chegava a doer no quesito se controlar com o moreno. O loiro queria tanto arrancar as roupas do Sasuke e fazer a mesma coisa que eles fizeram em sua casa, mas está em um elevador não favorecia muito em fazer algo do que o Naruto estava pensando.

— Espera, você disse que seria um beijo.

O Naruto não queria ter parado mas só o "espera" do Sasuke fez seu corpo parar automaticamente, era como a voz de controle que alguns alfas tem, e por mais que o loiro quisesse continuar seu corpo não permitia.

— Foi mal, eu acabei me empolgando um pouco.

— Um pouco?— Sasuke diz um pouco indignado, já que ele estava ainda estava sendo segurado pelo Naruto e seu rosto estava um pouco avermelhado. Sem falar do moreno está completamente ofegante, e o Naruto ao percebe esses detalhes teve que admitir que ele se empolgou até que demais com um simples beijo.

— Eu me empolguei muito, mas-

— Mas nada, e por que até agora não chegamos no nosso andar.— Sasuke fala e o Naruto percebe o elevador estava parado, então ele tirou os braços do moreno e foi ver o que estava acontecendo. E foi aí que os dois perceberam que estavam presos naquele elevador, o loiro informou isso a uma pessoa da recepção que falou que chamaria um técnico. Agora os dois estavam presos e sua única salvação era esperar o técnico, o moreno se sentou no chão já que provavelmente iria demorar muito até o elevador ser concertado. E o Naruto se sentou ao lado do Uchiha, ficou um silêncio um pouco constrangedor naquele ambiente.

— Você tá com sinal?— Naruto pergunta depois de olhar o celular dele.

— Sim, só não tô com internet. E você?

— Tô com sinal e internet, pensei que seria igual aqueles filmes que quando isso acontece o celular fica sem sinal e internet.

— Você tá assistindo muito filme de terror, e eu vi um vídeo a um tempo que falava que quando o elevador tá despencado você tem que se deitar no chão com os braços e pernas abertos.

— Por que?

— Porque o impacto vai ser menor e você não vai ficar com todos os ossos destruídos, acho que era algo assim.

— Bom saber, quer ouvir uma história?

— Hum? Quero.

— Tinha duas pessoas presas em um elevador, antes deles terem ficado presos nesse lugar aconteceu algo entre eles, uma pegação de leve pra ser mais exato. E de vez deles ficarem imaginando a morte dolorosa que pode acontecer uma dessas pessoas sugeriu continuar com a pegação de antes, mas do jeito que é a outra pessoa isso provavelmente não vai acontecer. Porque ele não consegue admitir o que está sentindo.

— E o que ele está sentindo?

— Excitação, o cheiro dele estava tão forte que daria pra sentir ele a metros de distância.— O loiro responde e o rosto do moreno pega uma coloração vermelho forte, o Sasuke reprimia todos os seus feromônios então não entrava na sua cabeça o Naruto conseguir sentir a excitação dele.

— Como a outra pessoa sabe que ele está excitado sendo que essa pessoa não libera seus feromônios? E não tem como essa pessoa sentir o que ele está sentindo já que não existe uma marca.

— Podemos dizer que essa outra pessoa tem um ofato muito bom, então ele não precisa que essa pessoa libere os seus feromônios pra saber o que ele está sentindo.

— Não tem essa de meu ofato é bom, como você consegue sentir o que eu estou sentindo?— Sasuke pergunta segurando o Naruto pela gola da camisa.

— Não sei eu só sinto.

— Como?

— É... Como eu posso explicar isso? Bem, é tipo pau duro, eu não controlo.

— Que porra de exemplo é esse que não faz sentido?

— Foi a primeira coisa que veio na minha cabeça.— Responde Naruto e o Sasuke encara ele antes de solta-lo, podemos dizer que a ideia do loiro conseguir sentir o que o moreno sente sem eles terem uma marca é algo que não entrava na cabeça do moreno. Ofato bom? Isso só pode ser brincadeira, mesmo ele tendo um ofato bom não faz sentido ele conseguir saber o que eu sinto sem eu liberar meus feromônios. Eu tô ficando paranóico? Tipo, ele pode tá falando a verdade e eu que tô procurando coisa onde não tem. Pensou o Sasuke.

— Como você consegue se sentar desse jeito.— Naruto pergunta ao perceber que o Sasuke estava sentado em cima das pernas dele em formato de W.

— Sentando?

— Se eu sento desse jeito eu não levanto mais.

— Deve ser por causa da sua idade.

— Você adora fazer piada com a minha idade, mas alguns minutos atrás você não estava ligando pra minha idade.

— São situações diferentes.

— Se você diz, mas em relação a minha propos-

— Não.

— Droga.— Depois disso os dois ficaram esperando por quase meia hora até o técnico até que fim arrumar o problema do elevador, e quando o problema foi arrumado o Naruto e o Sasuke chegaram no andar deles, onde os dois foram pra caminhos diferentes.

O dia pra maratona foi marcado, seria na tarde de uma sexta-feira onde tanto o Naruto quanto o Sasuke estavam com horário livre. E esse evento seria na casa do moreno já que foi ele que perdeu no pedra, papel e tesoura. Os dois sabiam que não daria pra assistir tudo em um dia, mas o bom era que depois de sexta era o final de semana onde os dois também estavam livres, então seria uns três dias de maratona.

Quando sexta chegou, que era o dia que o Sasuke e o Naruto tinham combinado de fazer a maratona. E por conta disso o loiro levou uma mochila pro trabalho, já que ele iria sair do trabalho direto pra casa do Sasuke, que foi onde eles combinaram de fazer a maratona. E por conta disso o Naruto estava tendo diversas borboletas no estômago, algo que ele não tinha desde a adolescência, e isso acontecia principalmente porque ele dormiria na casa do moreno, algo que lhe dava uma certa euforia. E o Sasuke estava com esse mesmo sentimento, as borboletas e a euforia também dominava seu corpo.

Borboletas no estômago... Falam que o motivo para as pessoas terem isso é por conta de nervosismo ou quando você tá apaixonado, claro que tem outras coisas além dessas duas opções mas elas são as mais recorrentes, e está apaixonado não foi uma experiência muito boa pro Naruto e pro Sasuke. Relacionamentos amorosos que davam nó no estômago quando você contava o que acontecia, lembranças que davam vontade de vomitar, nenhum dos dois pediram pra passar por isso mas é o destino. Se é que ele existe, você já ouviu falar em que tudo que fazemos já está planejado? Meio que você não tem livre árbitro já que tudo está seguindo com o que alguém planejou, e quem seria esse alguém? Um ser poderoso que nem nossa mente séria capaz de processar, talvez... Nunca se sabe, chamo o destino de algo imprevisível já que eu não sei o que vai acontecer.

— • —

— Viro na esquerda ou na direita?— Naruto pergunta e o Sasuke responde direita, os dois estavam a caminho da casa do moreno, e por conta dos dois estarem indo pro mesmo lugar o loiro ofereceu uma carona que foi aceita de bom grado. No caminho o Naruto percebeu que a casa do Sasuke é bem longe do trabalho, devia ser por isso que tinha vezes onde o moreno chegava tarde, mas o loiro sempre relevava isso porque até ele chegava tarde quando estava com mal vontade.

— Pelo que a internet fala o primeiro filme é capitão América o primeiro vingador.— Sasuke fala sem tirar os olhos do celular onde ele estava vendo a ordem cronológica.

— Não diga.— Naruto fala irônico.

— Você disse sem julgamentos!

— Desculpa eu não consegui me segurar.

O caminho continuou com algumas conversas aleatórias em relação aos filmes que eles iriam assistir, o Naruto via a empolgação do Sasuke pra maratona que eles iriam fazer e isso chegava a dar empolgação pra ele também. E quando até que fim eles chegaram na casa do Sasuke os dois desceram do carro, e na casa vizinha tinha uma mulher sentada em um banco enquanto olhava pra rua.

— Boa tarde vovó.— Sasuke fala cumprimentando a mulher de meia idade.

— Vai pro inferno.— A mulher rancorosa fala parecendo está irritada, e o Naruto estava sem entender já que os dois não pareciam ser parentes de verdade parecia mais uma brincadeira entre vizinhos.

— Logo logo é pra lá que você vai ir.— Comentou o moreno e isso fez a mulher olha pra ele chocada e com raiva, ela se levantou e bateu na mão do moreno.— Velha maldita!

— Olha aqui seu merda eu nunca gostei de você! E eu não sou sua vó isso seria decepção demais pra uma pessoa.

— Que seja.— Sasuke fala colocando a chave na fechadura, ele queria entrar logo em casa antes que ele falasse algo não muito agradável.

— Você é bonito garoto.— A mulher fala e o Sasuke olha pra ela que estava olhando pro Naruto, que ficou com um certo olhar de desespero, então ele fez a primeira coisa que veio na sua mente.

— Desculpa eu sou comprometido.— Naruto mente segurando na cintura do moreno que queria muito rir mas ele se segurou até entrar em casa onde o loiro suspirou aliviado quando a porta foi fechada, e o Sasuke não se aguentou e começou a rir pela situação que eles acabara de passar.

— "Eu sou comprometido".— Sasuke diz imitando o loiro caindo em pura gargalhadas.

— Não enche, eu não sabia o que fazer.

— Agora ela vai achar que estamos realmente em um relacionamento, sabia que ela é uma das pessoas mais fofoqueira dessa cidade? Deus, meu pai... Ele vai me matar, que dizer vai te matar.

— Se preocupa não, eu me mato antes.

— A gente pode cometer um suicídio duplo.

— Essa é a coisa mais romântica que já me disseram, mas a gente precisa assistir os filmes.

— Concordo com você, e você pode tomar banho primeiro. A casa é pequena então você vai encontrar o banheiro rápido.— Sasuke fala indo em direção a cozinha onde ele foi beber um pouco de água, e o Naruto concordou e foi como o moreno disse, então ele encontrou o banheiro assim que abriu a primeira porta onde ele entrou e trancou a porta. O loiro estava se sentindo em uma festa do pijama, a diferença era o sentimento um pouco diferente da época de criança.

Durante o banho o Naruto estava pensando em que coisas poderiam acontecer naquela noite, mas logo seus pensamentos foram interrompidos pelas batidas na porta.

— Desculpa atrapalhar seu banho mas eu não sou dono da compesa ou seja lá a empresa de água daqui, enfim, não demora muito.— Sasuke fala e o Naruto logo desliga o chuveiro, podemos dizer que o loiro ficou muito distraído com seus pensamentos que esqueceu que não era ele que pagava a conta de água. Então o Naruto se secou e vestiu sua roupa, que era algo simples mas confortável, uma blusa branca padrão e uma calça moletom preta. Conforto é a coisa que o Naruto mais queria ter naquele momento.

— Desculpa por ter demorado no banho, eu acabei me distraindo.— Naruto fala quando sai do banheiro onde ele meio que dá de cara com o Sasuke.

— Tudo bem, você tá com fome ou quer alguma coisa?— Querer eu quero mas difícil é fazer você querer, pensou o Naruto e o moreno olha pra ele sem entender já que a expressão que o loiro fez era um pouco indecifrável.

— Eu não quero nada, e onde vamos assistir?

— Na sala, e você sabe fazer pipoca?

— Sim.

— Ótimo, tem milho de pipoca no armário de baixo e as panelas ficam no armário de cima. Eu vou tomar um banho e você faz esse favor pra mim.— O moreno diz e depois ele entra no banheiro, e o Naruto percebeu que ele segurava alguma coisa na mão, e o loiro supôs ser as roupas dele.

Quando o Naruto escutou o barulho do chuveiro ele saiu de seus pensamentos e foi colocar sua mochila em um lugar pra ir fazer a pipoca, e o loiro deixou a mochila em um lugar fácil de se encontrar que foi colocar ela encostada em uma parede. Depois disso o Naruto foi fazer a pipoca e ele exagerou na quantidade, e o Sasuke quando entrou na cozinha e viu dois potes de pipoca quase transbordando e ainda tinha na panela ele arregalou os olhos.

— Eu errei um pouco na quantidade.

— Um pouco? — Pergunta Sasuke meio triste porque sobrou pouca pipoca pra se preparar em outra hora, e o Naruto percebeu isso.

— Eu posso comprar mais pipoca pra você, pra recompensar o desperdício.

— Não precisa, leva a pipoca pra sala e eu vou pega o refrigerante.— Sasuke diz e o Naruto concorda levando a pipoca até a sala de estar onde ele se sentou no sofá, já o moreno ficou na cozinha onde ele encheu dois copos de refrigerante e depois ele foi pra sala. Mas antes do Sasuke pode se sentar alguém bateu na porta, pra infelicidade do moreno que deu os copos pro loiro e foi atender o incomodo.

— Sasuke ainda bem que você tá em casa, eu mandei mensagem e te liguei mas você não atende. Então me responde uma coisinha, que arma é essa?— Omoi pergunta entrando na casa sem muitas delongas, e ele amostrou uma foto pelo celular de uma arma algo que o Sasuke conhecia muito bem principalmente por causa do pai dele.

— É uma carabina, agora sai da minha casa.

— E essa?

— Um revólver, você não sabe o que é um revólver? Isso é o básico.— Sasuke fala indignado.

— Qual é eu não sou fanático como você, e oi.— Omoi fala pro loiro que fala "oi" também, depois ele voltou o olhar pro Sasuke mas ele voltou o olhar de novo pro Naruto.— Pera por que o teu chefe tá aqui?

— Não é da sua conta, agora sai da minha casa.

— Espera, não que saber o motivo das perguntas?

— Não, agora sai da minha casa!

— Ei gostosão! Você faz academia?

— Sim.

— Onde você faz? Tô pensando em começar a fazer também.— Omoi fala mas ele é empurrado pra fora da casa pelo Sasuke, que estava irritado e fechou a porta na cara do amigo.

— Pensei que ômegas fossem gentis.

— Cala boca ou você é o próximo.— Sasuke fala indo em direção ao sofá onde ele se senta e pega um pote de pipoca e depois o controle.

— Tiro esportivo?

— Hum? O que que tem?

— Você quer fazer tiro esportivo?

— Sim, é um sonho que eu não sei se vou realizar.

— Por que você acha isso?

— Bem, eu quero fazer tiro esportivo no Brasil onde esse esporte não é muito reconhecido. Não pelo o que eu me lembre.

— Brasil?

— Sim, eu nasci e cresci lá.

— Não brinca, pensei que você fosse daqui.

— Acontece.

— Por que você que fazer tiro esportivo?

— Por que você está tão interessado em saber isso?

— Não quero ser intrometido mas agora você me deixou curioso.

— Bem, o velhote trabalhou pra polícia e ele me ensinou as coisas que ele sabe. E eu acabei me interessando mais eu não quero trabalhar pra polícia, a única parte que me atraí são as armas, e a culpa disso é do velho que me levava sempre que podia em um estande de tiro.

— Se o seu sonho é fazer tiro esportivo por que você fez faculdade de administração?

— Porque eu precisava fazer uma, ter dinheiro era o meu objetivo pra vim pra cá. Queria sair do país mas meu pai não iria me ajudar, ele falou que eu teria que fazer isso com os meus próprios esforços, e eu fiz. A nota que eu tirei se encaixava em administração então foi a faculdade que eu fiz mesmo não tendo interesse, quero conseguir juntar dinheiro pra realizar esse sonho mas até agora nada.


— Se você for bom no que faz eu posso te financiar.

— Não.

— Por que não?

— Deus, você não entendeu, é o meu sonho. Quero realizar ele com os meus esforços sem a ajuda de uma pessoa sem ser um treinador, entendeu?

— Sim, mas acho que foi você que não entendeu, deixa pra lá.— Naruto fala e o Sasuke até que fim encontrou o filme, mas antes de dar play ele olhou pro Naruto que lhe encarou de volta.— Pelo que você fala sobre seu sonho deve ser porque é muito importante pra você, e com essa sua confiança deve ser porque você é muito bom no que faz. Espero conseguir ver você em uma competição.

— Depois eu que sou confiante.

— Não enche, e do jeito que você é provavelmente vai ficar em primeiro lugar.

— Não é pra tanto, você tá sonhando mais alto que eu.

— Sou otimista e coloca logo o filme, a pipoca já tá esfriando.

Quando o Sasuke deu play no filme a atenção dos dois foi direta pra televisão, no decorrer do filme ele foi várias vezes pausados pelo Sasuke e por Naruto, porque tinha certas partes que faziam a cabeça dos dois lembrarem dos filmes anteriores. Então tinha certos pontos que os dois estavam tentando interligar com o primeiro filme.

— Ele é o caveira vermelha, que virou protetor da jóia da alma.— Naruto fala tentando lembrar de outras coisas que se ligavam com esse detalhe.

— Sim senhor óbvio.

— Vai se fuder.

— Nossa eu adoraria.

— Qualquer coisa eu tô aqui.

— Vamo volta a assistir.— Sasuke diz dando play de novo no filme, e os dois voltaram a assistir o filme mas a pipoca do loiro tinha acabado então ele começou a comer a do Sasuke.— Ei! Não se bota a mão no meio das pernas de alguém, qual é o seu problema?

— No momento eu quero a pipoca, então a coisa que você tem entre as pernas pode ser deixada pra depois. Claro, só se você quiser, e se você quiser trocar a ordem pra mim tudo bem.

— Cara você não perde uma.

— Verdade garoto, vem as vezes de forma tão aleatória que eu não consigo controlar.

— Odeio quando você me chama de garoto, pareço um adolescente sendo chamado desse jeito.

— Garoto não, tem um mais você odiaria e tem pequeno. O que você acha?

— Pequeno? Eu sei que sou baixo perto de você mas é porque você tem um e noventa e três e eu um e setenta e oito.

— Eu tenho um e noventa e seis.

— Viu! Você que é grande demais!— Sasuke fala e o loiro dá um sorriso pervetido.— Como você puxou malícia nisso?

— É inevitável.

O dia seguiu com os dois assistindo os filmes, que foram cinco já que depois de ficar tanto tempo em frente pra televisão fez os dois ficarem com uma dor de cabeça muito forte. E agora os dois estava deitados na cama em um silêncio pela dor se cabeça ainda está sendo incomoda, a dor era tão forte que chegava a latejar.

— Deus, tá vindo toda hora aquele "hi hidra" na minha cabeça.— O loiro choraminga.

— Isso aí é de boa, toda hora que eu fecho o olho aparece o capitão América falando "eu sou o capitão América" eu não aguento mais.— Choramingou o Sasuke também.— Vamos pensar em algo que não seja irritante, bem... Me chama por aquele apelido.

— O que?

— Aquilo que você me chamou hoje cedo.

— Pequeno?

— Sim, isso saiu bem da sua boca, muito bem...

— Depois sou eu que puxo malícia nas coisas.

— Você puxou malícia em coisa que eu não sabia que dava pra puxar, que mesmo fazer uma comparação?

— Desculpa meu espírito de quinto ano resolveu habitar em mim hoje.

— Eu tô com sono.— Choramingou o Sasuke novamente.

— Então dorme.

— Eu não consigo.

— Que cafuné pra dormi mais rápido?

— Quero.

— Eu falei meio que na brincadeira.

— Por que você tá fazendo isso comigo? É um tipo de vingança por eu não querer continuar o beijo no elevador?— Sasuke pergunta, é por isso que falam que a maioria dos ômegas são bipolares. Pensou Naruto esticando os braços para o lado do Sasuke.— Você tá com a mão na minha cara.— Naruto ao escutar isso subiu a mão dele até chega nos cabelos do moreno, o loiro começou a fazer o cafuné e ele escutou um suspiro pesado vim do moreno que depois de um tempo se sentou na cama.

— Por que você não para quieto?— Naruto fala se sentando ao lado do moreno.

— Pensei que cafunés fossem melhores mas pelo visto eu me enganei.— Filho da puta, você pediu pela porra do cafuné, e agora você vem me falar que não é tão bom assim? Deveria te arrancando seu cabelo, ingrato! Pensou Naruto irritado, mas sua irritação foi embora quando ele viu o Sasuke ligar a televisão do quarto. O moreno colocou um filme infantil, que era "LORAX" e a atenção do Naruto ficou presa no filme junto com a do Sasuke. Os dois ficaram assistindo o filme normalmente até eles chegarem em uma parte que deixou o Naruto profundamente irritado com o Sasuke.

— Não tem nada haver.

— É igual! Combina com você na parte de "vou crescer a minha riqueza, veja como meu negócio cresceu."

— Não combina!

— Combina perfeitamente!— Sasuke exclama e o Naruto sobe em cima dele e começa a fazer cosquinhas no moreno que com isso começou a rir, e eles ficaram assim por um tempo até o Sasuke pedi arrego. Quando as risadas acabaram os dois ficaram se encarando e um certa tensão se criou, então o Naruto aproximou o rosto dele ao do moreno e quando os lábios dele estavam quase se roçando o telefone começou a tocar e o loiro atendeu parecendo está irritado.

— Alô?... Acho que você ligou pro número errado... Hum?— Naruto falava com a outra pessoa na linha, até ele tira o celular do ouvido assim checando o eletrônico. Depois ele deu o celular rapidamente pro Sasuke falando que a ligação é pra ele.

— Alô.— Sasuke fala e logo ele escuta a voz de seu pai que falava de uma forma confusa e ele parecia está irritado algo não muito normal, o velho por mais que parecesse está de mal humor o tempo todo ele era umas das pessoas mais calma e compreensiva que o Sasuke conhecia.

— Quem atendeu o seu celular?

— O fantasma camarada, acredita? Tô tentando encontrar um exorcista mas até agora nada.

— Fala logo pirralho, tá namorando escondido?

— Não é da sua conta velhote, e eu sou maior de idade não preciso fica dando satisfação da minha pra você.

— Você falou isso naquela outra vez também, se você tivesse contado pra mim ou pro Akashi antes nada daquilo teria acontecido.

— Tem como fala logo o que você quer.

— Tive que demitir o meu ajudante e eu e o Akashi não damos conta do trabalho sozinhos, nos dias de semanas a gente consegue manter o ritmo mas em finais de semana e feriados a gente não consegue dá conta de tudo sozinho. Ainda não encontrei um funcionário então pirralho, pode me ajudar com esse problema? Sei que deve ser cansativo fazer dois trabalhos, e eu não quero que você se esforce demais. Faça só se quiser e puder.

— Eu posso te ajudar velhote, e boa noite pra você também.— Sasuke fala e depois o velho Rick desliga a ligação, naquela altura do campeonato o Naruto já estava deitado esperando o Sasuke acaba a ligação pra ele pode dá o play no filme.

A noite continuou com eles assistindo vários filmes até o sono chega, mas quando o sono chegou os dois ficaram completamente capotados, e antes deles dormirem eles fizeram um pequeno acordo onde nenhum deles iriam toca um no outro ou ficariam se encoxando. Esse acordo foi aceito de bom grado pelos dois e eles nem discutiram nada pela grande sonolência. E quando foi de madrugada o Sasuke bem cedo pelo costume, e por conta da sonolência ele manteve os olhos fechados mas o moreno não estava em uma posição confortável, então o moreno foi tentar arrumar uma posição mais confortável. E por conta do Sasuke ter sentido algo atrás dele ele supôs ser a parede, então o moreno começou a procurar uma posição mais confortável pra ele volta a dormir.

— Tem como parar de rebolar no meu pau?— Naruto fala com a voz sonolenta e o Sasuke travou no lugar, no pensamento do moreno ele estava se ajeitando de costa pra parede mas bem que a "parede" tava um pouco torta.

Vou me fingir de sonâmbulo, vai que ele cai nessa, mas eu também só faço merda. Puta que pariu, ainda não mudei de ideia em relação ao asteroide. Tá ouvido deus? Sasuke peegunta e começou a chover, que fez ele se assustar mas talvez seja um sinal divino ou uma das várias coincidência da vida do moreno.

— • —

O final de semana tinha chegado ao fim e com isso a segunda chegou, pra infelicidade do Sasuke e do Naruto, os dois tinham se divertindo muito com a maratona e com as conversas que eles tiveram. Sem falar de certas provocações que aconteceram e com essas provocações veio as mãos bobas e beijos intensos sempre com o gosto de quero mais. Mas os dois não chegaram em um nível a cima disso, pra infelicidade dos dois. E agora o Sasuke estava fazendo o trabalho dele, atender ligações e fazer anotações era um pouco cansativo, e o Sasuke se sentia entediado. Bem que algo emocionante poderia acontecer hoje. O moreno pensou mordendo o lábio, isso era um tipo de mania do Uchiha, ele fazia isso pra pode tira a pele do lábio porque se ele não fizesse isso o jeito era roer unha.

A atenção do Sasuke foi tomada pelo telefone que começou a tocar, então o moreno atendeu e fez a abordagem padrão que ele foi ensinado a fazer, e era o Naruto na ligação pedindo pra ele ir pro escritório dele. Então o moreno se levantou e pegou o tablet pra caso ele precisasse fazer uma anotação, e após isso o Sasuke foi pro escritório do loiro.

—  Como posso te ajudar, senhor Uzumaki.—Sasuke fala e o Naruto o olha parecendo está confuso, que fez o moreno ficar confuso.

— Senhor Uzumaki? Que porra é essa?

— Todo mundo te chama assim.

— Você me chamando desse jeito parece que eu tenho quarenta e cinco anos.

— E essa não é a sua idade?— Provocou o moreno e o Naruto se levantou e andou até ele, assim ficando na sua frente.

— Sabe que eu posso te demitir, não sabe?

— Sinto muito, senhor Uzumaki, isso não vai se repetir novamente.— Sasuke fala e o Naruto o olha antes de puxa-lo até a mesa dele, onde ele colocou a perna dele no meio das do Sasuke, e depois o loiro pegou o tablet da mão do moreno e o colocou em cima da mesa.— A gente tem um trato, você falou que não faria nada comigo no trabalho.

— Falei? Não me lembro desse trato.— Falou o loiro começando a fazer uma trilha de beijos pelo pescoço do moreno, que levou as mãos dele pra camisa do Naruto.— Eu deveria parar?

— Sim.— Você é um péssimo mentiroso. Do mesmo que o Naruto conseguia sentir a excitação do Sasuke ele conseguia saber se ele estava mentindo, o loiro conseguia saber o sentimento que o Sasuke estava sentindo só com o cheiro dele, o Naruto se sentia culpado com isso mas ele não podia controlar essa possível habilidade.

— Então por que você não me empurra? Você tem força pra fazer isso, não tem?— Sim, eu tenho força pra isso mas eu não consigo te empurrar. O moreno pensa, ele realmente poderia empurra o loiro mas seu corpo não permitia isso. O Sasuke queria ser tocado, e como ele queria, mas por ele está fazendo isso com o seu chefe e um sentimento de culpa dominava sua mente. Mas ter o Naruto o tocando era algo que deixava o moreno muito excitado e com um tipo de desejo quase incontrolável, e o Sasuke não queria que o loiro parasse, ele queria que o Naruto o tocasse como a vez da balada.— Por que você resisti tanto sabendo que quer isso tanto como eu?

— Porque você é o meu chefe.— Essa frase saiu de maneira tão sofrida da boca do moreno que era como se ele dissesse " continue por favor" e era isso que o Sasuke queria, mas sua voz morria na garganta quando ele tentava dizer isso ou algo parecido, parecia um tempo de bloqueio que não permitia que ele falasse o que tanto quer.

— Isso não é desculpa.— Respondeu Naruto colocando a mão dele atrás da nuca do moreno, o loiro aproximou o rosto dele ao do Sasuke chegando tão perto que dava pra senti a respiração um do outro. A mente do Sasuke se mantinha em apenas um pensamento, que isso não seja mais uma dos seus joguinhos pra me provocar, e isso poderia ser mais um dos jogos do loiro, já que ele tinha alcançando um ponto onde o moreno estava com o cheiro tão forte de desejo que fazia seu membro pulsar dentro da calça. E o Naruto logo realizou esse desejo juntando seus lábios ao do moreno, e o Uchiha sentiu seu corpo esquentar ao sentir a língua do Uzumaki adentra sua boca.

Era como se o corpo do Sasuke estivesse derretendo com aquele beijo, excitação é a palavra perfeita para o que o moreno estava sentindo, seu corpo estremecia e ele sentiu sua cueca ficar úmida, provavelmente estava molhado com o lubrificante natural do moreno. E o Sasuke sabia que o Naruto conseguiria sentir seu cheiro, mas não dava pra controlar, senti a mão que estava na sua nuca desce até a sua bunda que foi apalpada fortemente fez a excitação do moreno crescer ainda mais.

Sentir o cheiro do Sasuke tão fortemente fez a mente do Naruto ficar nebulosa, aquele cheiro estava enlouquecendo o loiro e em pensar que esse cheiro continuaria no seu escritório por sei lá quanto tempo fazia seu corpo esquentar. O loiro levantou o Sasuke assim o colocando em cima de sua mesa, e depois disso ele deitou o moreno no móvel ficando por cima dele.

Prazer, esse é o objetivo do Naruto naquele momento, e ele queria dar o máximo de prazer que ele podia pro moreno. Então ele fez a primeira coisa que veio na sua mente, que foi começar a esfregar o membro dele no do moreno por cima dos tecidos da roupa. E mesmo o loiro estivesse apenas se esfregando ainda era muito pro Sasuke, o moreno estava com o corpo sensível e excitado então logo o Naruto provocou uma ereção nele. Quando o assunto era o loiro o corpo do moreno sempre ficava sensível.

O Naruto queria mais então ele desceu os beijos dele pro pescoço do moreno que arfou com isso, e o loiro começou a desabotoar a blusa do Sasuke um pouco impaciente já que aquele tipo de blusa ainda o irritava.

— Por favor não rasgue minha camisa dessa vez.— Sasuke disse ao perceber a impaciência do Naruto ao desabotoar sua blusa e isso fez o loiro olhar pra ele, mas ele voltou a desabotoar a blusa do Sasuke mas até o moreno conseguia ver o problema do Naruto ao fazer isso.— Você quer ajuda?

— Não precisa.

— Certeza?— Provocou Sasuke fazendo o Naruto parar o que estava fazendo novamente, então ele beijou o moreno de forma tão intensa que quando o beijo acabou o moreno estava completamente entorpecido. E essa foi a maneira mais fácil de fazer o moreno ficar quieto.

Quando o Naruto até que fim acabou de desabotoar a blusa do moreno ele abocanhou o mamilo do Sasuke que com isso gemeu prazerosamente, e o moreno iria levar a mão dele pra tampar sua boca mas o loiro segurou o braço do Sasuke o impedido de tampar a boca. E o loiro após fazer isso começou a dar beijos pela barriga do moreno até ele chegar na barra da calça do moreno, que desabotoou a calça e a abaixou junto com a cueca e antes dele colocar o membro do Uchiha em sua boca o moreno segurou o rosto dele como as suas coxas.

— Eu não gosto que façam um oral em mim.— Podemos dizer que o Sasuke não teve boas experiências com os orais que já fizeram nele, e só de lembrar de algumas situações sua excitação diminuía, mas se o Naruto conseguia deixar ele entorpecido apenas com um beijo imagina com um oral. Talvez valesse a pena arriscar, o que o moreno tinha a perde ao arriscar fazer isso?

— Garanto que você vai gostar.— Falou Naruto e o Sasuke mordeu o lábio inferior pensando em que resposta ele poderia dar, que foi sim, então o moreno soltou o rosto do loiro que passou a língua dele pela extensão do membro do Sasuke e apenas com isso o corpo do moreno tremeu em excitação. O Naruto colocou todo o membro do Sasuke em sua boca e começou a chupa-lo, e céus, o moreno se sentia no paraíso sem ao menos entra lá.

Um gemido saiu rasgando na garganta do moreno que ele estava tanto estava tentando conter, o corpo do Sasuke estava sensível e ter o Naruto o chupando de forma tão intensa estava sendo algo tão prazeroso que seus olhos reviravam. Os gemidos do moreno saiam de forma um pouco alto mas com suas mãos sendo seguradas pelo Naruto ele não conseguia controlar sua voz, e quando o loiro passou a língua pela sua glande o Naruto chegou ao seu ápice rapidamente. E seu orgamos veio de forma colossal, todo seu corpo estremeceu quando até que fim seu ápice chegou

— Pra quem não gosta de um oral você parece que gostou até que demais.— Naruto diz quando ele acaba de engolir o gozo do moreno.

— Precisamos conversar.

Página 4


Notas Finais


Espero que tenham gostado e comenta aí


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...