História Senhor Kim "Perverso" - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Kim Taehyung, Tae
Visualizações 339
Palavras 4.921
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura amores de my life ❤❤❤

Capítulo 23 - Julgamento e um novo alguém


Fanfic / Fanfiction Senhor Kim "Perverso" - Capítulo 23 - Julgamento e um novo alguém

Yoongi-Calma Tae! -Exclamo me aproximando do mesmo e de forma desesperada toco em seu ombro enquanto o mesmo coloca suas mãos a frente de seus olhos sem enxergar nada.

Tae-Calma?! Como você me pede calma Yoongi! Estou cego! Não consigo enxergar nada. Por Deus! -Exclamo sentindo meus olhos lacrimejarem.

Yoongi-Tae você precisa se acalmar. Eu sei que é complicado isso e nem eu acredito que esteja passando por essa situação agora,estou indo chamar o médico.

Tae- Yoongi sai desesperado enquanto me sinto um inútil agora,fecho meus olhos os apertando fortemente para ver se enchergo e a sensassão de estar preso em meu mundo sombrio e solitário parece me consumir agora por inteiro,me sinto inseguro e percebo que minha vida vai ser sempre uma merda porque nada nunca da certo pramim por mais que eu tente. Nada vai mudar,nada irá mudar nunca pramim. Sei que fui um homem ruim e merecer tamanho castigo seria bem relevante agora. Mas não quero! Preciso enchegar para procurar por s/n,mesmo que eu permaneça por muitos anos atrás das grades. Quero poder estar dormindo ainda e quando acordar ela estará aqui do meu lado me observando enquanto durmo. -Dito a mim mesmo e em um suspiro pesado caio na realidade enquanto coloco as mão de frente minha face sem encherga-las. Meu Deus não quero me tornar um cego inútil! -Dito a mim mesmo e sinto lágrimas invadirem minha face. Me assusto ao ouvir a voz de Yoongi e a do médico. O que esta acontecendo comigo? Eu vou ficar assim para sempre? Me diz? -Indago desesperado a procura de respostas.

Medic.-Taehyung acalme-se. -Dito para o mesmo que ja está sentado na maca com seu olhar sem direção tentando enchegar algo. A boa notícia é que você não vai ficar assim para sempre,infelizmente isso acontece a cada dois pacientes que fazem esse tipo de operação. Vou te explicar melhor. -Dito me sentando a seu lado. Provavelmente suas córneas estão inflamadas devido a cirurgia e a perca de visão é temporária, porém esse processo pode levar de um ano e meio a dois,isso se você tomar os devidos cuidados,sua visão irá voltar aos poucos e terá recuperação máxima com dois anos e meio ou até antes.

Tae-Dois anos é muito tempo! Não posso ficar assim.

Medic.-Isso é culpa sua,por ser tão teimoso,se tivesse feito essa cirurgia logo, não estaria passando por essa situação senhor Kim.

Tae-Eu sei! -O respondo cabisbaixo. Acho que de certa forma eu mereço tudo que esta acontecendo em minha vida.

Medic.-As coisas que nos ocorrem são necessarias para que possamos desfrutar da felicidade em um futuro próximo. -Dito otimista.

Tae-A felicidade esta longe de me alcançar,mais em compensação a solidão me abraça e não me larga de forma alguma.

Medic.-Não fique assim,um dia tudo passa e as feridas se curam. Agora vamos deixar de falar de coisas tristes,preciso de examinar.

Yoongi-Sentado no estofado no quarto onde se encontram Tae e o médico observo tudo sem ao menos dizer uma só palavra. Será que meu amigo merece tamanho castigo por tudo que ele fez? Cinceramente acho que chega de tanto sofrimento para esse "pobre homem" que nem ao menos teve chance de ser feliz um dia se quer em sua vida cheia de infelicidades e solidão. Preciso dar um jeito de unir s/n e Tae! Sei que ela me disse com toda a certeza que estava desistindo desse amor que ela tanto sente por Tae,mas acho impossível um amor verdadeiro poder ser apagado assim dessa forma. Sou desperto de meus devaneios com o médico saindo do quarto e dizendo para termos uma ótima tarde. Olho para o mesmo e o retribuo com um sorriso mínimo.

Tae-Yoongi! Você esta aí?

Yoongi-Estou sim. Quer alguma coisa cara?

Tae-O que realmente eu quero esta impossível agora! Essa é a pior situação em que posso estar agora. Minha vida é uma merda inútil.

Yoongi-Calma Tae,o médico disse que é passageiro,você voltará a enchergar.

Tae-Eu sei! -Dito seco. Ela esteve aqui enquanto estava cedado não foi? -Indago com o olhar perdido na escuridão em que me encontro agora.

Yoongi-Sim.-O respondo olhando minhas mãos,pois a mesma diz não querer mais saber de Tae e procuro as palavras certas para dizer a ele.

Tae-Porque o silêncio agora? Posso não estar enchergando mas sei que tem algo errado. Mas não precisa me esconder,sei que ela quer desistir demim. -Dito sentindo um grande vazio em meu peito. Eu estava cedado mais escutei cada palavra que a mesma me dissera. Você não sabe como eu lutei para acordar e pedir para que não desistisse demim,que me desse mais uma chance,porque simplesmente quero corresponder os sentimentos que ela tem pormim. -Dito tais palavras com a voz embargada. Quero amar ela da mesma forma que ela me ama Yoongi!

Yoongi- Cara! Sei que esse não é o momento certo mais vou lhe ser sincero,s/n simplesmente desistiu de você e de lutar por um amor que até então não estava sendo correspondido. Ela me disse que só quer terminar com isso e seguir a vida dela.

Tae-Terminar com o que? -Questiono me sentindo destruído por dentro.

Yoongi-Ela irá... Dou uma breve pausa deixando o mesmo inquieto. S/N irá depôr contra você.

Tae-Nesse momento sinto como se o céu tivesse desabado contra minha cabeça. Lágrimas involuntárias percorrem minha face e sei que a mesma fará de tudo para me ver na pior,pois fiz questão de destruir seu sonho e sua vida!

Ela irá se vingar demim com certeza! As coisas ruins que fiz com ela,a forma como eu a tratava. Simplemente estou provando do meu próprio veneno e vou ficar na pior com isso.

Yoongi- Ela terá que dizer a verdade ou ela estará conspirando a seu favor.

Tae-Eu sei disso. Mas de qualquer forma estarei na pior, pois matei meu irmão e isso é imperdoável, por mais que não éramos de sangue mas eu o considerava muito.

Yoongi-Mas enquanto a isso o seu adivogado poderá resolver e agora com essa situação em que você esta,as coisas poderão mudar. Quem sabe?!

Tae-A única coisa que quero agora é s/n comigo. Preciso dizer tudo que sinto e me desculpar com ela por tudo que fiz! Não fui justo e nem cincero em todos os momentos em que tivemos juntos,apesar de estar confuso com meus sentimentos eu a quero,eu preciso dela me dizendo palavras de confiança e me dizendo para não desistir de viver.

Yoongi-O nome disso é amor Kim! E você simplesmente desperdiçou enquando se ludibriava imaginando Yangi Mi em todos os momentos em que esteve com s/n.

Tae-Fico calado ouvindo as palavras cinceras de Yoongi e não tiro a razão do mesmo. Fui um idiota completo e joguei fora a oportunidade de amar alguém que me queria de verdade. Será tarde demais para ir atrás dela depois que resolver tudo isso que esta me acontecendo?

Yoongi-Não sei cara! Até lá muita coisa irá mudar e só o destino e o tempo para lhe dar as devidas respostas...

DOIS MESES DEPOIS...

S/N-Muito tempo se passara desde a última vez em que vi Kim cedado naquele hospital. Não tive mais notícias e nem se quer entrei mais em contato com Yoongi,também as mudanças de alojamentos não ajudam muito para que o mesmo me identifique em questão de localização,no dia seguinte em que voltei do hospital com o mesmo, recebi a notícia de que iria mudar de alojamento. Minhas tentaivas falhas de esquecer Kim estão em ação porém parecem impossíveis. Em meus devaneios sou "traida" em questão de minhas decisões com relação a esquece-lo. Nesse momento encontro-me deitada agarrada a um simples travesseiro com seu tecido branco me recordando do momemto árduo que tive com o mesmo em sua casa, mesmo sabendo que ele imaginava a outra. 

Seu sorriso inesquecível paira em meus pensamentos e a vontade de chorar vem a tona parecendo que esse sentimento chamado amor consome meu coração que agora acelera em batidas incontáveis. Preciso encontrar alguém para poder esquecê-lo, é isso que devo fazer! -Dito em devaneios,deixando de lado o travesseiro,me sento na cama determinada e me direciono ao banheiro lavando meu rosto,ouço batidas na porta e me assusto com visitas a essa hora da manhã. Nossa s/n! Quanta visita você recebe nesse alojamento. -Dito em devaneios a mim mesma com irônia. Só um momento! -Dito e escovo meus dentes.Já devidamente tudo feito saio do banheiro e abro a porta revelando um oficial da embaixada,ou seja,senhor Chang novamente. -Bom dia!

Chang-Bom dia s/n. Vim lhe trazer essa carta do tribunal da justiça aqui da Coréia, lhe convocando para o julgamento do caso Kim Taehyung. Iremos vir lhe pegar as quatorze horas,esteja pronta até lá. -Dito e me despeço da garota que olha incrédula.

S/N-Meu Deus o destino desse homem esta literalmente em minhas mãos. O que devo fazer? -Me questiono enquanto olho o papel em minhas mãos. Abro a tal carta e nela diz que serei acompanhada por um adivogado público e mais uma testemunha de nacionalidade Mexicana e deduzo ser Patrick,sorrio involutariamente pois irei ver o mesmo novamente,nada diz sobre Irene na carta o que acho estranho. Será que eles não a identificaram?-Questiono-me e dou de ombros,pois ela não fará nenhuma falta. Na carta também diz que meu depoimento será contra Kim,fato que eu ja sabia e que minha contribuição com a verdade é algo essencial para tirarmos infratores da lei da sociedade e blá,blá,blá. Apesar de tudo ter um grande significado que é a prisão de Kim,não sei se isso tudo será justo para com ele. Um homem cheios de problemas que talvez só queira se livrar da solidão imensa que lhe consome e o fato de se culpar pela morte de uma mulher que lhe fez mal e até mesmo uma fatalidade que houve com Hobi naquela maldita sexta feira. Enfim espero que tudo dê certo para nós dois e que cada um trilhe sua vida da forma que for necessário. -Dito suspirando pesado e sento-me em minha cama pensando na tarde cansativa que será hoje.

                                   (...)

S/N-Sentada na frente e ao lado de Patrick que me olha tenso assim como eu, esperemos o réu chegar,ou seja o homem que tento esquecer. Percorro meu olhar até as cadeiras atrás demim e vejo os meninos sentados,sorrio para ambos que acenam pramim cada um com seu jeito, porém de forma discreta,retorno meu olhar para frente enquanto nosso adivogado entrega alguns papéis para o juiz.

Patrick-Tomara que tudo dê certo! S/N faça o que você achar melhor que eu irei te apoiar. Ele podia ser ruim do jeito que foi, mas vi que você conseguiu mudar ele mesmo que de forma mínima.

S/N-Sorrio para o mesmo que tenta ser otimista comigo,mas nesse momento me encontro aflita para os possíveis acontecimentos. Nosso advogado se aproxima de nós e nos pede para detalhar todos os fatos que ocorreram durante nossa estadia na boate, inclusive o dia em que fomos traficadas.

Juiz-Bem iremos dar início ao Julgamento de Kim Taehyung,acusado de tráfico de mulheres e homicídio. Guardas podem ir buscar o réu!

S/N-Meu coração gela nesse momento,porque irei vê-lo em uma situação nada agradável com suas mãos algemadas. O advogado do mesmo se põe em seu devido lugar do outro lado da sala. Ouço a porta dos fundo da sala se abrir e nem me atrevo a olhar para trás, pois sei que quem entra por ali é a pessoa que mais mexe com meus sentimentos ao qual não são correspondidos. 

Vejo o mesmo passar ao meu lado e sinto um frio percorrer por meu corpo,seu traje de prisioneiro e suas mãos algemadas a frente de seu corpo me deixam um tanto quanto perplexa com a situação que o mesmo se meteu. Kim é guiado pelos guardas até uma cadeira ao lado de seu advogado,o mesmo mantém seu olhar perdido sem rumo algum,ato que me deixa curiosa, fico o observando vez ou outra e agora sua cabeça permanece baixa parecendo fitar o chão. Em sua cabeça posso ver ainda o curativo feito onde foi realizado a cirurgia,o julgamento da início e nem se quer presto atenção nas palavras do Juiz,porém Patrick me cutuca me chamando a atenção.

Patrick-Pare de ficar olhando s/n! Ele deve estar constragido com toda essa situação e você fica olhando para ele. Sei que ele é um lindo,mas não precisa ficar secando ele assim mona.

S/N-Você não esta achando estranho?!

Patrick-O que mona?

S/N-O fato dele não olhar para nada! Ele parece perdido procurando algo,mas seus olhos não se fixam em nada.

Patrick-Pramim ele parece normal. Só esta constrangido e também não esta lhe dando ousadia.

S/N-É eu tenho que parar de ser trouxa! -Exclamo agora prestando atenção nas palavras ditas pelo Juiz e os advogados divergentes do caso de cada um de nós.

Adv. S/N-Juiz o caso é que s/n e Patrick sofriam abusos do réu Kim Taehyung,como maus tratos e até mesmo questões de espancamentos,segundo relatos.

Adv.Tae-Mas o que ambos tem que saber é que meu cliente sofre de depressão e bipolaridade o que pode acarretar em seus atos lastimáveis contra a garota e seu amigo.

Adv.S/N- Senhor Juiz se me permite quero fazer algumas perguntas a Kim.

Juiz.-Perguntas concedidas.

Adv.Tae- Recuso,pois meu cliente esta emocionalmemte abalado com a situação.

Juiz-Pedido negado. Prociga.

Adv.S/N- Kim Taehyung,se seu advogado diz que você sofre desses problemas, como pode erguer um império através de uma boate onde você traficava mulheres e usufruia do dinheiro que elas obtinham vendendo seu corpo?

Tae-Eu não traficava, tinha pessoas que faziam isso. Eu era apenas um comprador. -Dito me sentindo incomodado pelo fato de não poder enxergar nada principalmente s/n. Fico imaginando como ela deve estar nessa sala agora,me odiando e me fuzilando com seus olhos afim de me colocar atrás das grades por longos anos.

Adv.S/N-Bom meritíssimo com isso podemos deduzir que ele estava lúcido o bastante para cometer seus atos de pura insanidade para essa garota cujo foi enganada.

Adiv.Tae-Nego meritíssimo, pois o adivogado da garota expôs os fatos,forçando meu cliente a falar o que ele simplesmente quer ouvir.

Juíz-Aceito os fatos, prociga.

Adv.Tae-Pois bem,tenho provas o suficiente que após um tempo,meu cliente Kim deixava as garotas da boate livres de sua suposta prisão, as possibilatando de irem embora. As que ficaram la na boate foi por conta própria.

Adv.S/N-Meretissimo,nego os fatos dito por meu colega!

Juiz-Prociga.

Adv.S/N- Se isso é verdade,porque ele não libertou a garota s/n em questão?

Adv.Tae-Pelo simples fato de haver um romance entre os dois.

S/N-Nesse momento, meu corpo se congela e olho estática para o Juiz,pois as as palavras ditas não passam da mais pura verdade, porém esse nosso romance não passava de uma ilusão criada por Kim,o que me machuca instantaneamente.

Juiz-Nesse caso,convido você a frente s/n para depôr.

Patrick-Vai lá mona,você consegue,seja confiante e o que você decidir eu irei lhe apoiar.

S/N-Ouço o que Patrick me dissera e me direciono ao lugar indicado pelo Juiz me sentando em seguida. Olho em direção a Kim que parece me procurar com seu olhar sem direção e fico cada vez mais curiosa.

Juiz-S/N espero que nos fale a verdade sem mentiras,pois seu depoimento é primordial. Muito bem pode começar.

S/N-Sim meritíssimo,realmente houve um relacionamento entre mim e o réu. -Dito tais palavras e meu adivogado me olha vendo que estou pondo tudo a perder ao dizer tais palavras. Mas não me importo e continuo a falar e alimentar a mentira que o mesmo disse no dia em que foi preso. Meus documentos foram jogados no Rio Han,fui várias vezes na casa do mesmo e ele até me deu a oportunidade de ligar para meus pais. Um certo dia quando ele passou mal e estava no hospital tive a oportunidade de procurar a justiça e denunciar o mesmo mas não quis. -Dito tais palavras e meu advogado me interrompe.

Adv.S/N-Nego meritíssimo a minha cliente esta sofrendo de síndrome de Estocolmo, onde a vítima se apaixona pelo sequestrador.

Adv.Tae-Contesto!

Juiz-Pedido aceito. S/N como era esse relacionamento que mantinha com o réu,era algo forçado?

S/N-Não era forçado, aconteceu espontaneamente durante o tempo em que estive lá.

Adv.Tae-Tenho uma pergunta. S/N como você ficava a maioria do tempo com meu cliente, você sabe dos preblemas dele certo?-Indago e a mesma assente positivo. Então você sabe que ele tem um problema em ser possessivo correto? -Questiono novamente e a mesma assente. Então você confirma que a morte de Hoseok foi devido a um deslize seu em desafiar Kim?A mesma assente positivo. Meritíssimo com isso encerro minhas perguntas.


Adv.S/N- Meritíssimo ele colocou palavras na boca da garota sem lhe dar espaço para expôr o que de fato houve naquela noite.

Juiz- Pedido negado! S/N Prociga os relatos daquela noite fatídica.

S/N-Infelizmente eu aceitei um pedido de beber um drink com Hoseok,mesmo sabendo das condições de Kim com relação a sua possessão sobre mim. Os dois começaram uma discursão, eu tentei separar a briga porém no impulso me desquilibrei e cai no chão,Kim ficou preocupado em me ajudar,ai quando Hobi foi partir para cima de Kim que de súbito o empurrou para que ele se afastasse, Hobi caiu e bateu a cabeça.-Minto nessa parte, pois fui atingida por Kim que estava me mandando calar a boca.

Juiz-Então dizendo esses fatos você concorda com as palavras ditas pelo adivogado do réu?

S/N-Sim meritíssimo. Confirmo olhando para Kim que se permite chorar,com meu último ato de amor para com o mesmo que nem ao menos me "olha" agora.

Juiz-Muito bem s/n,pode sentar-se em seu lugar.

Tae-Permito-me chorar aqui mesmo nesse lugar ao ouvir a mesma dizendo tais palavras mentindo sobre os fatos e alimentando a mentira sobre seus documentos. Talvez as coisas não estão totalmente perdidas entre nós. Queria poder encherga-la e ver seu rosto que ainda permanece guardado em meus pensamentos. Sua voz alimenta o que procuro sentir por ela e sinto meu coração acelerar incontáveis vezes sentindo seu olhar sobre mim. Desperto de meus devaneios com meu advogado se levantando para mostrar as provas necessárias a respeito de meus problemas psicológicos segundo ele.

S/N-Observo o advogado de Kim entregar alguns papéis para o Juiz enquanto meu adivogado resmunga dizendo que joguei o caso no lixo. Não lhe dou ousadia e agora olho Kim que seca suas lágrimas antes derramadas.

Juiz-Bom os fatos foram apresentados por ambas as partes e peço que aguardem um pouco para chegarmos a conclusão.

                                      (...)

Juiz-Depois de analizar as partes aqui presente eu e a corte chegamos a conclusão que o réu kim Taehyung iria prestar serviço comunitário durante cinco anos durante oito horas por dia e ficaria a noite em sua casa com tornozeleira podendo ficar apenas cinco metros fora de sua residência,ou seja prisão domiciliar. Mas como réu esta sem sua visão devido a cirurgia, ele irá ficar em prisão domiciliar em tempo integral sem sair de casa para nada,como dito antes com a tornozeleira. Caso encerrado!

S/N-Que! Kim está sem a visão? Fico perplexa com o que acabo de ouvir e em meus olhos se formam lágrimas.

Patrick-Nossa isso é realmente algo que me surpreendeu! Mulher se controla. -Dito segurando em sua mão.

S/N-Por isso que ele não esta tendo direção em fixar seu olhar em nada! -Exclamo ainda perplexa e o mesmo é trazido na direção em que estou e minha vontade é de abraça-lo e dizer que vai ficar tudo bem,mas irei manter a promessa que fiz a mim mesma de esquecer esse amor que sinto por ele,pois nossos destinos traçam caminhos opostos e agora será mais impossível ainda de ficarmos juntos. Vejo o mesmo saindo da sala sendo guiado pelos guardas. Yoongi vem em minha direção e eu o olho tentando conter minhas lágrimas.

Yoongi- Vejo que soube da notícia da pior forma possível. Procurei em vários alojamentos por seu nome,mas não a encontrava. S/N obrigado por livrar meu amigo de viver por muitos anos atrás das grades.

S/N-Ele vai ficar assim para sempre?-Questiono com voz embargada e ele me explica que é algo temporário e que ele retornará a enxergar novamente,fico aliviada com que o mesmo me dissera e mesmo assim permito que minhas lágrimas dessam por minha face nesse exato momento.

Yoongi-Você o ama s/n?

S/N-Muito. Mas irei manter minha palavra em esquece-lo,o mesmo ia me dizer algo mas o impesso. Por favor Yoongi! Kim e eu não somos feitos um para o outro e mesmo que eu force um possível relacionamento isso jamais daria certo.

Yoongi-Tudo bem, eu respeito suas palavras. Até qualquer dia s/n!

S/N-O mesmo sai,me deixando confusa com sua pergunta ao qual ele já sabe a resposta e percebo que agora é realmente o fim de tudo.

Patrick-Mona eu sei que esta sendo complicado mas devemos comemorar! Seu boy magia,não vai ficar atrás das grades! -Dito animando a mesma,que me olha fazendo pouco caso. -Que foi?

S/N-Ele precisa de cuidados e eu não vou estar por perto para fazer isso! -Exclamo triste e andamos em direção a saída.

Patrick- Anime-se ele deve contratar alguém que cuide dele ou até mesmo a mulher que trabalha lá. Também não te entendo você fala para o Yoongi que ama o senhor bonitão mais que desistiu dele?!

S/N-É eu sou uma tola Patrick! Eu posso amar ele,mas é algo que não é correspondido. Você ainda quer sair para comemorar que ele não foi para a prisão? -Faço aspas com os dedos,pois ele vai estar aprisionado na casa dele,porém acho que será mais confortável.
E como irei fazer isso? Não posso sair daquele maldito alojamento!

Patrick-Hum,vamos pedir para o responsável por você.

S/N-Tudo bem,mas acho que ele não vai conceder. -Dito tais palavras seguindo o mesmo que me anima um pouco. Acho que sair um pouco irá me destrair.

Patrick-Ha deixe de ser negativa. Vamos logo! -Dito a puxando. Chegamos no responsável por s/n e ao pedir o mesmo concede e diz que a mesma pode sair quantas vezes quiser,pois o período de observação para que a mesma não "fuja" ja foi estabelecido segundo protocolo do alojamento e ainda diz que se ela arrumar uma casa poderá viver livre em meio a sociedade coreana,com um visto de permissão até os seus documentos serem feitos a segunda via vindas do Brasil. Fico feliz pois ela mal sabe que estou morando aqui e ela poderá morar comigo. Retorno até a mesma que esta sentada esperando a resposta,finjo que não deu certo e faço uma cara de reprovação.

S/N-Sabia! Essa sua cara ja diz tudo Patrick. É melhor eu ir logo!

Patrick-É melhor ir mesmo,porque vamos sair. -Dito animada,explico tudo a s/n e a mesma fica feliz,pelo menos com essa notícia agora. E tem mais uma coisa,estou morando aqui na Coréia e se você quiser pode morar comigo até tudo se resolver em questão de seus documentos. O que acha?

S/N-Ai não quero te dar despesas!

Patrick-Na lanchonete onde eu trabalho estão precisando de mais uma pessoa e posso arrumar para você. Que tal? Hum! A gente pede uma autorização e você trabalha tranquila.

S/N- Ain Patrick,você é um anjo que caiu do céu. -Dito sorrindo depois de muito tempo. Claro que aceito, então vamos sair para o lugar onde quer me levar.

Patrick-Huu,isso mona! Vamos arrasar,a noite só está começando. Vida nova gata!

KIM TAEHYUNG ON...

Perdido em devaneios relembro do julgamento e o quão a mesma fez de tudo para me livrar da prisão, mesmo depois de tudo que eu fiz a ela. Não sei como será minha vida de hoje em diante,mas estarei com o rosto dela guardado em meus pensamentos e quando me livrar dessa situação procurarei por ela e direi tudo que estou disposto a fazer para corresponder o amor que a mesma tem pormim...

Flashback on

{...}Juiz-Pedido aceito. S/N como era esse relacionamento que mantinha com o réu,era algo forçado?

S/N-Não era forçado, aconteceu espontaneamente durante o tempo em que estive lá. {...}

{...} S/N-Sim meritíssimo,realmente houve um relacionamento entre mim e o réu.

Flashback of.



Em meu peito bate um coração desolado que sente falta da garota que tanto me limitei em entregar meus sentimentos. 

Nessa sela fria e desconfortável aguardo minha prisão domiciliar para o dia seguinte,deitado em um fino colchão me lembro das palavras cinceras ditas pela mesma quando se deitava comigo,sinto lágrimas rolarem por minha face me sentindo arrependido de tudo que fiz para ela. Você é um perfeito idiota Kim! Um grande e inútil idiota. -Me repreendo em devaneios e agora percebo que nunca chorei assim por ninguém,em meio a soluços percebo que me perco novamente em devaneios agora me recordando de seu belo rosto com espressões de prazer enquanto a mesma fazia amor comigo. Sua boca semi aberta gemendo meu nome em seguida, me deixava escitado,enquanto lhe proporcionava prazer...
Oh s/n como sinto sua falta agora! Me perdoe por tudo. -Dito inaldivo e com a voz embargada seco minhas lágrimas que saem insistentes. Quero começar do zero com você e poder te amar da mesma forma que me ama...

TAEHYUNG OF.

                                    (...)

S/N- Não me surpreendir que Patrick me trouxe para uma boate,tento me animar mas é envão,o mesmo insistiu que eu fosse dançar mas cá estou, sentada o observando dançando com um coreano e ambos parecem se interagir bem. Ai ai,acho que vou ficar de vela hoje! -Dito olhando ambos se flertando enquanto dançam seguindo as batidas animadas da música que toca no momento. Dou mais um gole em minha bebida que esta quase no fim e sinto olhares alheios sobre mim,de longe um homem muito bonito por sinal me observa e sorri ladino,seu jeito sensual e encantador me chamam a atenção, porém desvio meu olhar, pois passei por muita coisa e não estou com cabeça para flertes agora.

Começo a comer alguns pestiscos e sorrio ao ver Patrick dançando que nem louco se insinuando para o homem a sua frente. Sinto uma aproximação e me paraliso ao ver o homem que antes me observava de longe se aproximar com dois drinks em mãos.

??-Me acompanha com esse drink?

S/N-Melhor não.-Dito sem jeito. Nem ao menos lhe conheço.

??-Ha me desculpe meu nome é Do Ji-Han e vejo que nossos amigos estão se dando muito bem. -Olho na direção de ambos.

S/N- Prazer s/n, Do Ji-Han. -Me apresento meio receosa.

Do Ji-Han-O prazer é todo meu. -Sorrio simpático para a estrangeira a minha frente. Posso me sentar com você.

S/N-Ham não vejo problemas. -Dito e o mesmo se senta.

Do Ji-Han- Então o que trás você aqui na Coréia?

S/N-Eu vim tentar algo novo, de repente morar,não sei ao certo ainda! -Minto. E você faz o que da vida?

Do Ji-Han- Eu trabalho em um restaurante. -Dito sorrindo. Então s/n que tal dançarmos um pouco? Afinal de contas uma garota tão bela como você tem que se divertir um pouco,ficar sentada observando, não parece muito legal para uma noite tão divertida como essa. -Dito me levantando e estendo a mão para a mesma que se hesita um pouco em levantar-se. Se você não aceitar ficarei muito triste.

S/N-O que estarei perdendo se eu aceitar uma dança? -Me questiono em devaneios e resolvo me levantar.

                                    (...)


Após ter dançado com o homem simpático hoje,cujo se chama Do Ji-Han,me encontro em um canto mais tranquilo com o mesmo o beijando sem ipencilios algum para nos atrapalhar,sua forma educada e carinhosa me deixa encantada,me permitindo esquecer por um momento o quão Kim me faz sofrer. Bebo mais alguns drinks com o mesmo e ja me sinto mais animada do que horas atrás,Patrick me olha e faz um jesto pramim investir no sujeito a meu lado e eu sorrio ao sentir os braços do mesmo rodearem minha cintura, fazendo com que eu me vire em sua direção,seus lábios carnudos entre abertos vem de encontro aos meus novamente selando nossos lábios,fecho meus olhos sentindo o gosto da bebida que tomamos se misturarem e de súbito me lembro de Las Vegas quando Kim me beijou fazendo com que eu sentisse o gosto de Whisky que ele tinha acabado beber. Permito me ludibriar imaginando ser o mesmo aqui comigo e o abraço aprofundando nosso beijo,o homem a minha frente cessa o ato por ausência de ar e ao abrir meus olhos vejo não ser Kim e me sinto uma idiota por isso,fico triste com meu ato e o mesmo me olha estranho.

Do Ji-Han-Que foi s/n parece triste agora? Quer tomar um ar la fora? -Questiono e a mesma assente,saimos da boate e ficamos próximo ao estacionamento,procuro entender o motivo de tal tristeza e a mesma prefere não tocar no assunto,não incisto e respeito a vontade dela.

S/N-Me desculpe por isso! -Dito forçando um sorriso.

Do Ji-Han-Tudo bem! Quer que eu a leve para sua casa? Prometo que só irei te levar.

S/N-Melhor não. -Sorrio sem jeito,vou chamar meu amigo para irmos. Me divertir muito com você Do Ji-Han.-Dito sentindo frio e passo a mão por meus braços despidos.

Do Ji-Han-Foi um prazer lhe conhecer s/n. Posso te dar meu número? -Questiono e a mesma assente,porém diz ter perdido seu aparelho. Sei que provavelmente a mesma não me ligue,mas me arriscarei assim mesmo em passar meu número,pois essa desculpe de ter perdido seu celular parece muito fajuta. Anoto em um papel com uma caneta que peguei em meu carro e entrego a mesma. Promete me ligar para sairmos,sei la para comer algo?!

S/N-Ligo sim. -Sorrio simpática para o moreno a minha frente. Do Ji-Han retira sua jaqueta colocando em mim para cobrir meus braços e sela nossos lábios seguindo de um lindo sorriso ao cessar o ato, me deixando sem jeito com o que fizera nesse momento. Bom é melhor entrarmos.

Do Ji-Han- Como quiser!

TRÊS MESES DEPOIS....


Notas Finais


Eita alguém novo na vida de "s/n" comentem adoroooo. 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...