História Senhor Kim "Perverso" - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Kim Taehyung, Tae
Visualizações 117
Palavras 4.568
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mas um hj amores de My life.
Boa leitura! 😘❤

Capítulo 24 - Vida nova ou um destino trapaceiro?


Fanfic / Fanfiction Senhor Kim "Perverso" - Capítulo 24 - Vida nova ou um destino trapaceiro?


S/N ON...

Quem diria que uma simples dança com Do Ji-Han faria com que nos decemos bem e moracemos juntos na mesma casa,não estou tão feliz assim,pois meu coração ainda se extremesse ao lembrar do rosto daquele que tanto amo ainda,talvez tenha me precipatado em morar assim tão facilmemte com ele,mas depois de longos dois meses com o mesmo tentando me persuadir, enfim ele me vence,talvez pelo cansaço ou até mesmo por eu ter decidido esquecer Kim de vez,algo que esta sendo impossível,apesar de estar morando a um mês com Do Ji-Han ainda não me sinto preparada para me entregar a ele. Os momentos intensos de prazer que tinha com Kim paira em minha cabeça quase que constantemente,seu corpo despido e totalmente perfeito pramim não me sai da mente e sinto um "fogo" me consumir por dentro,pois necessito dele de alguma forma, mas agora nem se quer durante esses três meses tenho mais notícias dele e nem sei o que se passa em sua vida,talvez ele tenha arrumado alguém que esteja fazendo ele feliz nesse momento.

Do Ji-Han é um homem bom e tenta a todo custo me fazer sorrir,porém a vida não me reserva algo ao lado dele,mas tenho que tentar,pois meu destino junto com o daquele homem que tanto mexe comigo depois de muito tempo caminham para lados opostos e devo esquece-lo a qualquer custo,pois ele deve ter feito o mesmo com relação a mim. Talvez eu esteja assim receosa por morar com Do Ji-Han por apenas um mês e quando se passar mas tempo tudo se encaixa em seu devido lugar. Me recordo da tarde longa no tribunal onde foi o último dia em que vi Kim naquela situação lastimável em que estava e seguro o choro, pois enquanto preparo o almoço nessa manhã de domingo, Do Ji-Han esta na sala assistindo tv. Não sei se fiz a escolha certa para minha vida,mas é o que tenho no momento mesmo amando ainda um outro homem.

No dia seguinte após aquela noite na boate me mudei para a casa de Patrick com o objetivo de reorganizar minha vida,mas uma simples ligação pedindo para Do Ji-Han ir pegar sua jaqueta resultou no que estou vivendo hoje! Em busca de despertar um outro amor ao qual não sei se vai realmente acontecer. O emprego na lanchonete que Patrick arrumou pramim não deu certo e estou parada vivendo as custas de Do Ji-Han que não reclama,mas não gosto de ser dependente e estou sempre a procura de emprego. Me assusto com Do Ji-Han envolvendo seus braços em minha cintura e me viro para ele forçando um sorriso.

Do Ji-Han-Hum que cheiro bom s/n! -Dito selando nossos lábios enquanto a mesma se encosta no fogão apoiando suas mãos sobre ele,agarro sua cintura e a mesma parece afastar-se enquanto te dou carinho. O que foi por que esta assim?

S/N-A comida pode queimar aqui! -Exclamo virando-me em direção ao fogão.

Do Ji-Han-Isso não impede de fazer carinho na garota que me conquista a cada dia que passa. Hummm amo sentir esse teu cheiro doce. -Dito selando o pescoço da mesma que esta concentrada no que faz. Aperto sua cintura e a puxo colando sua bunda contra minha virilha fazendo com que a mesma sinta minha leve ereção,mas logo ela se afasta e finje pegar algo na pia. Por que me evita s/n? Estamos morando juntos e dormimos juntos a um mês e você nem se quer deixa avançar o nosso relacionamento.

S/N-Por favor lhe peço que tenha um pouco mais de paciência comigo! Ainda não estou preparada para termos algo tão íntimo assim. -Dito olhando o mesmo fechar a cara pramim e balançar a cabeça de forma negativa. Ha por favor Do Ji-Han não fique bravo comigo! -Exclamo manhosa indo em direção ao mesmo e selando nossos lábios, o mesmo ainda permanece sério mas logo abre um imenso sorriso.

Do Ji-Han-Tudo bem! Você sempre me vence. -Dito sorrindo,me desculpe por isso,vou esperar o tempo necessário. Mas meu amiguinho aqui em baixo esta estremamente ancioso por isso.

S/N-Estou vendo mesmo! O almoço esta pronto. Vou colocar na mesa para comermos. O mesmo assente e me ajuda colocando os pratos sobre a mesa.

Do Ji-Han-Ja ia me esquecendo de lhe dizer uma coisa! Ontem la no restaurante onde trabalho,tinha dois rapazes ao qual não me lembro mais o nome, conversando algo sobre arrumar alguém para ajudar um senhor! Acho que ele é idoso.

S/N-Ajudar em que? Não acredito que você estava bisbilhiotando as conversas alheias Do Ji-Han?! Que coisa feia.

Do Ji-Han-Eu estava servindo ambos e eles estavam comentando. Pensei em falar algo para arrumar para você mas me sentir envergonhado e deixei de lado. Ja que você esta louca para trabalhar,pelo que me parece eles são bem de vida e devem pagar um bom salário.

S/N-Seria interessante cuidar de um idoso! Dizem que é igual criança. Ah seria legal,deu até saudades do meu avó agora. -Dito lembrando do mesmo e me sento a mesa para almoçar com Do Ji-Han,que parece pensativo mas não diz nada.

Do Ji-Han- Vejo s/n tão feliz com ideia. Talvez eu possa averiguar mais sobre isso e arrumar o emprego para ela,pelomenos para ela não ficar parada. -Dito em devaneios enquanto a mesma se serve.

S/N OF.

TAEHYUNG ON...


Durante esses três meses minha rotina é a mesma, acordo de manhã e ja tenho tudo a meu alcance pela senhora que trabalha para zelar de meus cuidados,situação chata pois odeio ficar como um inútil dependendo das pessoas para quase tudo que tinha costume de fazer. Sentir-se privado de tudo que se tinha costume de fazer é uma das situações mais ruins que eu estou enfrentando nesse momento.

Sofrer a cada dia que se passa com a ausência de s/n virou rotina pramim e me pergunto o que ela esta fazendo agora e se ela ainda lembra demim. Sorrio irônico com minhas questões em devaneios e tiro as conclusões de que ela se lembra,mas de uma forma desagradável, pois eu não media esforços em faze-la sofrer,sei que pode ser tarde, mas meus sentimentos por ela agora me preenche se tornando algo incontrolável. Como queria você comigo agora s/n! -Exclamo em devaneios sentindo um nó em minha garganta. Diferente das madrugadas solitárias que não me hesito em chorar, agora me contenho,pois mesmo sem enchergar percebo os olhares de meus amigos sobre mim nesse momento. A comida feita com tando carinho pela senhora Micha que trabalha a tantos anos pramim parece não querer desser. Alguém por favor me leva para meu quarto? -Indago com a voz embargada.

Jin-Que foi Tae? Esta passando mal?

Tae-Só me sinto cançado. Quero deitar,estou sem fome.

Kook-Pode deixar eu levo ele. -Dito me levantando e seguro em seu braço o guiando até a escada. Olho para o mesmo que permanece com a cabeça baixa. Chegamos na porta de seu quarto e ao guiar o mesmo até a cama ele se irrita retirando minha mão enfurecido.

Tae-Odeio ficar como um inútil dentro dessa maldita casa,sem enxergar nada Jeon! Eu sou um merda que não serve mais para nada! -Dito chorando.

Kook-É isso mesmo que te incomoda Tae? -Questiono olhando para o mesmo que chora sem se hesitar.

Tae-É isso sim. Não quero ficar dependendo de ninguém. Me sinto só nessa merda de vida que tenho! -Dito secando minhas lágrimas incistentes.

Kook-Calma Tae isso é passageiro, um dia você irá ficar bom e se livrar dessas tornozeleiras!

Tae-Eu daria tudo para ela esta aqui comigo Kook! Porque a vida esta sendo tão cruel comigo?

Kook-Eu não tenho respostas para lhe dar. Mas confie em seus esforços tudo vai dar certo.

Tae- Se eu amanhecer morto amanhã me jura que dirá a ela,que eu aprendir a amar ela de verdade.

Kook-Não diz tamanha besteira Tae. Você tem que viver para você mesmo contar a ela. -Dito me sentando a seu lado. Você tomou seus calmantes hoje?

Tae-Você acha que um cego inútil como eu saberei? -Questiono sentindo lágrimas rolarem por minha face.

Kook-Vou perguntar Yoongi ele que te deu os remédios hoje.

Tae-Ouço os passos do mesmo se distanciando e na escuridão em que me encontro agora me permito chorar ao perceber que talvez eu devesse dar um fim nesse maldito sofrimento que me consome agora. O único "pilar" que me mantinha equilibrado se foi para sempre e tentar me enganar que um dia eu possa encontrar ela parece impossível. Ouço alguém entrar e tento cessar meu choro. Kook?!

Yoongi-Não Tae. Olha vou lhe dar um calmante e daqui vinte minutos lhe darei seu antidepressivo,você parece muito mal agora. -Dito pegando no ombro do mesmo.

Tae-Me dopar é a única opção nessa merda de vida. -Dito um pouco revoltado.

Yoongi-Você precisa se acalmar Tae,se quer ela de volta tenha um pouco mais de paciência que a hora vai chegar. Não foi você quem me disse a três meses atrás que iria procuarar ela mesmo que se demorasse o tempo que fosse? -Questiono e o mesmo assente. Então,ergua sua cabeça e seja forte por ela,lute pelo amor que você sente por ela agora!

Tae-Você tem razão! Se eu quero ela de volta preciso estar vivo para isso. -Sorrio mínimo e bebo meu remédio.

Yoongi-Agora descance um pouco porque amanhã temos que te levar para examinar seus olhos e preciso procurar alguém para cuidar de você.

Tae-O que houve com a senhora que cuidava demim?

Yoongi-Ela teve que voltar para a família dela. Ela não me explicou ao certo o que houve,mas ela foi no sábado.

Tae-Talvez eu esteja sendo um fardo para ela. Deve ter se cansado dessa maldita rotina que é cuidar demim todos os dias.

Yoongi-Eu estava em um restaurante com o Jin falando sobre o assunto de procurar alguém, vi que tinha um garçom muito interessado em nossa conversa. Talvez ele conheça alguém que necessite trabalhar.

Tae-Então fale com ele amanhã,depois que me levar a clínica para examinar meu olho.

Yoongi-Sim irei fazer isso. Se minha hipótese for verdade ele avisa a pessoa para vir aqui para passarmos o que deverá fazer no dia seguinte.

Tae-Tabom que seja. -Dito ja sem paciência e me deito, pois o remédio é forte e esta fazendo efeito.

TAEHYUNG OF.

                                   (...)

S/N-Do Ji-Han resolveu que tinhamos que vir até a casa de Patrick e cá estamos. Me divirto um pouco em ver meu amigo extremamente bêbado dançando de forma sensual com o amigo de Do Ji-Han e logo o mesmo vem em minha direção animado.

Patrick- Mona esse é o paraíso que tanto esperava HUUUUUUUUU!

Do Ji-Han-Esses dois hoje a noite pega fogo.-Dito rindo enquanto olho s/n que bate palmas e incentiva seu amigo a seguir em frente. Invês de ficar incentivando seu amigo a dar o próximo passo,porque não faz isso comigo? Hum. -Dito contornando meu braço esquerdo seu ombro.

S/N-Hoje de manhã conversamos sobre isso! -Exclamo o repreendendo. E você me disse que iria esperar.

Do Ji-Han-Eu sei,mas é que, é tão difícil quando se tem uma mulher como você dormindo todos os dias na mesma cama e não poder fazer nada. -Dito manhoso.

S/N-Se tiver um pouco mais de paciência, prometo te compensar quando eu estiver preparada.

Do Ji-Han-Tudo bem,eu espero. -Dito respirando fundo e fazendo cara de desgosto com essa nossa situação. Vamos! Ja é quase uma da manhã e amanhã tenho que trabalhar.  -Chamo pela mesma que assente e logo trata de se despedir de seu amigo e do meu,faço o mesmo e logo saimos.

No caminho um silêncio prevalece,resolvo puxar assunto com a mesma que parece tão perdida em devaneios. No que tanto pensa? -Questiono assustando a mesma.

S/N- Ham?!

Do Ji-Han- Eu disse no que tanto pensa?

S/N- Em nada! -Dito forçando um sorriso. É só sono mesmo. Retorno a encostar minha cabeça no banco do passageiro e enquanto fito a rua meus pensanentos voltam-se para Kim. Ai Kim se você não fosse tão idiota, era para ser você comigo agora! Porque não consigo te esquecer? Mesmo estando ao lado de alguém que tanto me faz bem e faz de tudo para me agradar ainda não consigo! Quero muito poder arrancar esses sentimentos não correspondidos que tenho por ti mais parece envão. Como me odeio por isso! Queria não ser trouxa e "esmagar " esses sentimentos que sinto agora. Enquanto me perco em devaneios sinto uma lágrima solitária descer por minha face e a seco de imediato para Do Ji-Han não ver. Olho o mesmo que se concentra no caminho de volta para casa e retorno minha atenção para a rua com pouca movimentação. Sei que você me quer por completo Do Ji-Han,mas não sei se estou preparada para dar uma parte demim que reservei para um alguém que nem se quer deve se lembrar demim agora!

Dia seguinte...

Yoongi-Deixamos Kim na clínica com Jin e Namjoon. Estou a caminho daquele restaurante em que vimos o garçom observando nossa conversa. Talvez ele possa ser um simples curioso ou realmente deva ser alguém que conheça uma outra pessoa que necessita de emprego.

Chegamos no restaurante e o local estava vazio,pois ainda era nove e meia da manhã,de início tivemos um boa recepção,porém pergunto sobre o tal garçom e dou as características do mesmo. A pessoa que nos recepcionou diz ser um tal Do Ji-Han pelas características que damos e aguardamos chama-lo.

Kook- Será que isso é uma boa idéia?

Yoongi-Não custa tentar. Precisamos de alguém que cuide do Tae durante o dia,porque estamos todos ocupados e a noite revesamos cada dia um dorme lá para ele não ficar sozinho.

Kook-Verdade. Afinal Micha não da conta de arrumar a casa e cuidar de Kim. Yoongi me da uma cotovelada me chamando a atenção e logo avistamos o garçom se aproximar.

Do Ji-Han-Pois não! Em que posso ajudar vocês?

Yoongi-Oi tudo bom com você? Na verdade percebi que você estava um tanto interessado em uma conversa em que eu estava tendo com meu amigo na sexta feira.

Do Ji-Han-Me desculpem por minha inconveniência é que minha mulher esta procurando um emprego e não acha. -Sorrio sem graça. Ai ouvi vocês conversando a respeito e pensei em perguntar a vocês mas acabei deixando de lado. Me desculpem.

Yoongi-Pode ficar frio. Eu vim exatamente por isso,estamos procurando uma pessoa para cuidar do nosso amigo. Infelizmente aconteceu umas coisas que o deixou impossibilitado. Será que sua mulher não teria interesse em ir la na casa?!

Do Ji-Han- Tem sim ela esta louca para trabalhar. -Dito animado.

Yoongi-Se possível queremos ela la agora é porque a senhora que trabalhava olhando nosso amigo teve que ir embora por problemas familiares.

Do Ji-Han-Tudo bem ligo sim é só me dar o endereço de lá.

Yoongi-Ela não terá que fazer muita coisa. A senhora Micha esta na casa nesse momento e iremos informar ela que sua mulher esta indo para la. No momento ele esta em uma clínica aqui perto mas logo iremos retornar.

Do Ji-Han-Tudo bem ligarei para ela agora. Muito obrigado pela oportunidade.

Yoongi-Saimos do restaurante e nem se quer me lembrei de perguntar o nome da mulher do cara. Esquecemos de perguntar Kook! -Exclamo olhando para trás e o garçom ja tinha sumido de nosso campo de visão.

Kook-Acho que isso não interfere é só avisar senhora Micha que tem uma garota indo pra lá.

Yoongi-Verdade,afinal ninguém além de nós vai a casa de Kim.

.........................

S/N- Após ter feito tudo, me sento um pouco esperando o tempo passar. Aish como é ruim ficar sem fazer nada! -Exclamo audivio enquanto olho fixamente o teto e fecho meus olhos para pensar na vida. Ouço o telefone da casa tocar e me levanto para atender.

Ligação on...

-Oi!

-Oi s/n! Tenho uma novidade para você.

-O que? Fiquei curiosa agora.

-Sabe aquele rapaz que lhe falei,do senhor que precisava de alguém? Pois então ele veio me procurar. Falei sobre você.

-Sério?! E ai,eles disseram o que?

- Para você ir la agora. A empregada da casa irá te passar as instruções. Acho que a pessoa que você ira cuidar é um idoso,não sei porque mas fixei em minha cabeça que é um senhor de idade.Ele esta na clínica e chegará um pouco mais tarde.

-Tabom irei me trocar.

-Mandei um taxista ai te pegar e passei o endereço para ele,chegará ai em vinte minutos.

-Tudo bem. Beijo.

-Beijo,boa sorte. Te amo!

-Também.

Ligação of.

S/N- Quando Do Ji-Han diz me amar o respondo que "também" da boca para fora. Sinto algo e não é o mesmo sentimento. Talvez seja arrepedimento de estar me enganando e enganado esse homem ao qual esta sendo tão maravilhoso comigo. Mas tenho que seguir minha vida e esquecer Kim,ele nem sente nada por mim. Aish s/n tire Kim da cabeça! -Exclamo me repreendendo. Meu foco agora é o emprego então é melhor me arrumar...

Dentro do taxi vejo que estamos saindo do barulho da cidade e indo para uma parte bem afastada do centro de Seoul. Um lugar cheios de casas de campo,casas luxuosas diferente de tantas que ja vi. Será que está longe? -Questiono o taxista.

Taxista-Estamos chegando. Ja vim aqui várias vezes e pelo número da casa é a terceira. Esta vendo? -Questiono apontando e a garota ao meu lado olha encantada.

S/N-Nossa o dono dessa casa tem bom gosto!

Taxista-Sim. Vai trabalhar ai?

S/N-Tomara que sim. -Respondo animada e o mesmo para de frente a porta da casa. Pago o taxista e peço seu número para que venha me pegar mais tarde. Ajeito minha roupa e meu cabelo e toco o interfone da luxuosa casa. Sou atendida por uma senhora chamada Micha,muito simpática por sinal, sorrio para a mesma que pede para que eu entre e assim faço. O espaço interno da casa era aconchegante e luxuoso me deixando encantada com o bom gosto do dono. Na sala onde estou tenho a visão livre do grande jardim com sua grama verde e uma enorme piscina mais a frente.

Micha-Como se chama?

S/N-Me chamo s/n. -A respondo símplista.

Micha-Bem s/n o dono da casa é muito exirgente e o que você tem que fazer é somente cuidar dele nas necessidades que ele ainda não da conta de fazer. Como por exemplo dar os remédios nos horários e olhar os nomes. No quarto dele tem uma tabela com os nomes e os horários e alguns que ele tem que tomar em caso de crise de estéria ou algo do tipo. Vem vamos ao quarto dele.

S/N-Meu Deus quanta coisa! Já estou pirando antes mesmo de conhecer o sujeito. -Dito em devaneios enquanto sigo a senhora a minha frente. Chegamos no quarto e fico de boca aberta ao ver o quarto perfeito com uma grande janela dando acesso a visão de duas montanhas cobertas de árvores verdes deixando tudo mais perfeito. Nossa que paisagem linda!

Micha-Realmente. Meu patrão costumava vir aqui as vezes para refletir a vida e ver essas belas paisagens,mas agora não pode mais.

S/N-Vejo o seblante da mulher mudar,mas não questiono nada sobre o assunto. Ele tem quantos anos? -Questiono mudando de assunto.

Micha-Ele tem vinte e três é jovem mas com cabeça de homem feito. Então não se engane pela aparência.

S/N-Ele sempre morou aqui?

Micha- Na verdade ele morava no centro de seoul,mas a três meses ele veio para cá. Eu sempre cuidei dessa casa de campo,já tem um tempo,mas devido as circunstâncias dos acontecimentos ele preferiu um lugar mais tranquilo. Bom voltando ao assunto ,geralmente quando você chegar deixe a roupa dele pronta encima daquela cadeira acouxoada ali por que ja é costume, então ele sabe onde pegar. Quando ele acorda tem esses remédios que ele toma. Aqui esta a tabela,pego entregando nas mãos da garota que parece atordoada com tanta informação ao mesmo tempo. Não se preocupe você irá se encaixar na rotina dele. Agora preciso fazer o almoço, daqui a pouco ele chega. Vamos desser ai vou te explicando.

S/N-Tudo bem. -Sorrio para a mesma. Suas informações me enchem a cabeça e para absolver tudo fica meio complicado,mas preciso desse emprego. Irei me destrair e esquecerei de Kim. O tempo passa e ouço barulho de carro entrando no que deduzo ser a garagem.

Micha-Eles chegaram. Vem! -Chamo a garota que parece tensa.

S/N-Chego na sala e ouço vozes ecoarem ao lado de fora da casa e elas não me parecem estranhas. Dou de ombros e espero a pessoa de que irei cuidar entrar na casa. Me paraliso por inteira sentindo meu coração quase sair pela boca,minha respiração parece falhar nesse momento ao ver depois de três longos meses o verdadeiro dono de meus sentimentos. Yoongi se assusta como eu e sua reação e ficar calado assim como Jin. 

Minhas mãos ficam trêmulas ao vê-lo parado a minha frente com seus trages de cores pretas o deixando sensual como sempre,seus cabelos antes platinados agora se encontram negros e maiores cobrindo seu pescoço por inteiro na parte de trás. Meu Deus eu devo estar sonhando! -Dito em pensamentos e um silêncio constrangedor paira sobre o cômodo.-Porque todos se calaram? -Kim questiona quebrando o silêncio.

Yoongi- Nada! -Respondo tenso. A garota que vai cuidar de você está aqui.

Tae-A sim. Tudo bem? Prazer meu nome é Kim Taehyung. -Dito estendendo minha mão e logo sinto a mão da garota junto a minha. Porque suas mãos estão gélidas dessa forma?-Questiono sorrindo simplista. Não precisa ficar tensa,não sou tão ruim quanto parece.

Yoongi-Faço gestos para s/n de que quero conversar com ela,mas a mesma parece em grande trase ao rever Tae.

Tae-Então como se chama garota? Tem disponibilidade para o dia todo? Seu marido disse para meus amigos que você esta a procura de emprego. Você não fala! -Exclamo soutando sua mão.

S/N-Faço sinal para Yoongi que sou muda,pois ele pode reconhecer minha voz e não sei se estou preparada para isso agora.

Yoongi-Ela é muda Tae e seu nome é "Yara".

Tae-Ok então. Então Yara creio que Micha fez o almoço. Gostaria de lhe convidar para se juntar a mesa conosco e depois lhe explico minha rotina.

S/N-Uhum.

Tae-Interessante! Você é muda mais murmura alguns sons. Não me leve a mal.

Yoongi-Vou mostrar a tabela de remédios para a garota e ja voltamos. Micha me faz um favor! Chegamos em um lugar distante de Kim. Micha por favor em hipótese alguma fale nada sobre essa essa garota aqui e nem seu nome real.

Micha-Tudo bem.

Yoongi-A mesma vai em direção a cozinha deixando somente eu e s/n que parece agora desesperada. Primeiro que história é essa de estar casada e segundo porque não quer se identificar para ele?

S/N-Yoongi e....Eu não posso?! Não quero mais contato com ele. Por Deus preciso ir embora. -Dito chorando. Me deixe ir?

Yoongi-S/N ele precisa de você! Principalmente agora. Por favor? Não o abandone.

S/N-Eu não posso! Eu quero esquecer ele!

Yoongi-Por favor me escuta! Durante esses três meses ele mudou muito, nas atitudes e na forma de pensar,porém a única coisa que ele não consegue se livrar é a depressão. Ele está disposto a ir onde você tiver independente do tempo. Dê uma chance a ele.

S/N-Não posso Yoongi,tem uma pessoa em minha vida agora! Não posso apunhalar ele pelas costas depois de tudo que ele esta fazendo pormim. Ao contrário dele que só me destruiu e me enganou. -Dito apontado na direção em que Kim se encontra.

Yoongi- Então apenas fique. Ele necessita de você de alguma forma. Não o abandone!

S/N-Ele fez isso primeiro. Quando disse que ficou comigo pensando em Yangi Mi! Sabe o quanto isso me destruiu por dentro? Você não tem noção Yoongi. Me permitir sentir algo por ele mesmo depois de seus desprezos,de seus insultos e ele simplesmente fez questão de jogar tudo por água abaixo se fantasiando enquanto estava comigo. Tive minha vida destruida ao me ver diante desse homem que me punia e me impediu de voltar para casa,mas infelizmente obtive sentimentos verdadeiros por ele que simplesmente não deu valor.Está sendo difícil esquecer ele,muito por sinal por que eu o amava de verdade,mas ele brincou comigo e isso não vou permitir jamais.

Yoongi-Aposto que não é feliz por completo com aquele garçom! Sua reação ao ver Kim demonstra o quão você o ama. Pare de se enganar.

S/N-Não estou me enganado! Não amo mais seu amigo. -Minto.

Yoongi-Seus lábios me dizem mentiras s/n! -Dito a olhando sério enquanto a mesma chora a minha frente e logo Vejo Kim se aproximar com seu bastão guia.

Tae-Algum problema?

Yoongi-Não. Só estou explicando a ela algumas coisas que se deve fazer já que ela começa hoje mesmo. -Dito a desafiando e a mesma revira os olhos bufando de raiva. Precisamos conversar direito. -Dito mexendo apenas meus lábios e a mesma se levanta. Então "Yara" guie ele até a mesa novamente é bom que vai treinando. -Dito pegando o bastão guia das mãos de Kim e ando na frente os deixando para trás.

Tae-Então vamos "Yara" .-Dito estendendo meu braço para enlaçar com o da mesma.

S/N-Meu braço enlaça com o de Kim e me embriago com seu perfume inigualável. Me perco olhando sua face e seus lábios irresistíveis enquanto sinto meu coração bater incontáveis vezes parecendo querer sair de meu peito.Meu Deus a quem estou enganando? Eu o amo tanto. -Dito em devaneios. Seu olhar perdido ainda demonstram a mesma tristeza que o mesmo esconde atrás de sorrisos sem significados algum para ele. Permito-me chorar novamente por amar esse homem mesmo tentando esquce-lo e o destino me reserva ele novamente em meu caminho,o sento na cadeira e sobre olhares alheios começo a comer. Observo Kim tentando pegar algo com o Jeotgarak (hashi) para comer,Yoongi faz um gesto para que eu o ajude e assim faço. Me levanto e sento-me a seu lado e o sirvo na boca. Porém o mesmo é rude comigo.

Tae-Eu sei fazer isso sozinho! Só faça as coisas pramim quando eu lhe pedir.

Yoongi-Tae desse jeito a garota vai querer ir embora!

Tae-Me desculpe é que as vezes me estresso com isso. Ser tratado como um inútil. Estou sem fome,por favor leve-me para meu quarto. -Dito me levantando,porém ninguém reage. O que foi?

Jin-Tae ela disse que você tem que se alimentar e só vai te levar depois que você comer.

Tae-Ela esta achando que sou algum moleque. Falei que estou sem fome!

S/N- Me levanto frustrada com a pirraça do mesmo,parecendo uma criança mimada e o quão o mesmo muda seu humor tão rápido. Fico de pé a seu lado e de forma diferente enlaço nossos dedos juntando nossas mãos. Kim para por um instante soltando nossas mãos e acabo por perceber que fiz merda,o mesmo fecha a cara e enlaça nossos braços como feito anteriormente ao traze-lo para a mesa. Já no quarto olho para ele enquanto se senta na cama e após feito pego na maçaneta da porta e antes de sair o mesmo me diz algo:

Tae-Me desculpe pelo ocorrido agora pouco é que eu me estresso as vezes me sentimdo um inútil. Por que segurou daquela forma tão íntima em minha mão? Como queria uma resposta agora,mas sei que isso não será possível.

S/N-Me congelo com sua pergunta e saio fechando a porta.Meus Deus que loucura! -Dito em devaneios enquanto me encosto na porta de seu quarto. Será que ele desconfiou demim? Tomara que não! Respondo a mim mesma enquanto ando em direção a cozinha.Preciso me afastar mas sei que tenho que cuidar dele. Tenho que fazer ele se alimentar direito.

Horas depois...



Notas Finais


Hehehe enfim os dois se encontraram. O destino sempre unirá esses dois 😊 comentem adoroooo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...