1. Spirit Fanfics >
  2. Sens no ai. >
  3. Irmãos Kitsune

História Sens no ai. - Capítulo 4


Escrita por: e yumyanyy


Capítulo 4 - Irmãos Kitsune


Fanfic / Fanfiction Sens no ai. - Capítulo 4 - Irmãos Kitsune

— Nīsan

O homem de cabelos azulados se assustou, fazendo sua irmã rir, enquanto ele bufava, irritado.

— O quê foi, Nayume? — exclamou Haruki, enquanto caminhava pelas ruas iluminadas de Tokyo.

— Você está pensativo demais. Pode me dizer o que você tem? — perguntou a garota de cabelos negros, virando seu rosto em que a máscara escondia. 

— Uma garota ficou me encarando, eu achei.. estranho.

— E quem não olha, sendo que nenhum momento retiramos isso? — indignou a garota, referindo a máscara que usava. — E nīsan. Não se aproxime de outras pessoas, sabe o quão isso atrapalha nosso trajeto. — resmungou, voltando a caminhar. — As pessoas, não gostam de nossa presença por aqui.

Nayume caminhou na frente de Haruki que parou de andar por um momento. Ele notava que a irmã usava um kimono preto com rosas vermelhas, e não usava sandálias, caminhando descalça. Ele notou o quanto a irmã cresceu, e já desde de pequenos matavam pessoas sem piedade ou remorso. Ela se expressava feliz com ele, pois eram irmãos e com outras pessoas mostrava ser fria e cruel.

Igualmente a ele.

Nīsan! Olha estão vendendo lamen. — a garota correu até ele, puxando seu kimono. — Pare de viajar e me responda! Ou irei cortar você.

— Hai hai. Vamos lá.

Haruki e Nayume caminhou pelo beco escuro que ia em direção a barraca de lamen, sendo parados por espadachins comuns.

— Vejamos os irmãos kitsune. — caçoou um deles, abrindo um sorriso, rindo. — Veja só, parece que nossa recompensa pela cabeça deles está bem fácil. Não acham?

Os homens riram, ganhando uma gargalhada de Nayume. 

— Pobres coelhinhos... 

Nayume pegou sua katana, que brilhou com iluminação, transparecendo ser da cor azul. Haruki também pegou sua katana, que era da cor negra. Que também soltou uma risada.

— E então cavaleiros, qual é o preço da recompensa? — cantarolou o homem de cabelos azulados, girando sua katana rapidamente, seu sorriso sendo escondido pela máscara que usava.

— Quando revelamos a identidades de vocês e expor suas cabeças, no inferno vocês vão descobrir o preço. — exclamou um dos homens, que braindo sua katana, correu em direção a Haruki que desviou facilmente do ataque.

— Quanta arrogância, não respondendo uma simples pergunta. — soltou uma risada sádica, fazendo o homem virar, percebendo que estava ao lado da garota de cabelos negros. — Parece que temos mandar vocês para o inferno. Certo, airashī imöto

— Sim, nīsan. — cantarolou a garota da máscara negra, girando sua katana. — Depois podemos comer lamen! — falou infantil, olhando para o irmão e depois virou o olhar para os homens parados a sua frente com posição de batalha. — E vocês coelhinhos, querem descobrir a dor? Afinal... nós somos os demônios conhecidos como "irmãos kitsune". — parando de girar a katana, correu em direção em um dos homens, enfiando sua katana no abdômen, fazendo o espadachim gritar em agonia, ganhando risadas de Nayume.

Retirando sua katana, o espadachim caiu no chão, pressionando o local ferido, contorcendo no chão, a garota de cabelos negros se aproximou, e com seus pés descalços pisou na ferida do homem que gritou.

— Ora ora. Vocês não iriam nos mandar para o inferno? Coelhinhos fracos..

Outros espadachins avançaram na garota de cabelos negros, sendo cortado suas cabeças por Haruki que cantarolou.

— Preste atenção no seu redor airashī imotö. — Ele se aproximou em um dos homens que avançou até ele. — Vocês são apenas lixos que merecem ser eliminados com rapidez. — girando a katana eliminou os oponentes com rapidez.

O espadachim que estava no chão, derramava lágrimas de medo, enquanto tentava se arrastar para longe. Ele precisava sobreviver e avisar o general, para comandar aos espadachins de Nara. Mas, antes que estivesse fora do beco escuro, ele é chutado para a parede, sentindo contorcer ainda mais de dor. Ele suplicou.

— N-não porfavor.

— Coelhinho... — Nayume cantarolou. — Pobre coelhinho.

Nayume e Haruki levantaram suas máscaras, seus sorrisos sádicos mostrados, dando calafrios para o espadachim. Ele notou os olhos azuis de ambos brilharam.

Era um pesadelo.

— Pena que nunca irá contar alguém sobre nossa identidade. — Haruki caçoou friamente, soltando uma risada baixa. — Mas como eu disse..

Haruki usando sua katana, perfurou a cabeça do homem.

— Lixos devem ser eliminados.

Guardando sua katana, ambos abaixam suas máscaras. E Nayume cutucou o homem de cabelos azulados, que suspirou.

— Deixa eu pensar. Você ainda quer o lamen? — ele notou a garota de cabelos negros, em que sua máscara preta com formato de raposa escondia seu rosto, acenou com a cabeça.

— Lamentável...

— Posso ter lutado, mais estou com fome! — continuou a cutucar o homem de cabelos azulados que levantou a palma de sua mão e bagunçar os cabelos negros dela.

— Ok, vamos logo. Apenas porque desta vez, não está com o kimono sujo. 

— É porque eu apenas sujei meus pés!



Notas Finais


Eae! Akai_hitoni por aqui!

Eu simplesmente estou amando escrever sobre esses dois como irmãos. Parece que a idéia não foi tão má assim.

Byee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...