1. Spirit Fanfics >
  2. Sensations >
  3. Pelos olhos dela...

História Sensations - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oii, tudo bem? Queria agradecer por vir conferir minha historia. Perdoe-me se encontrar alguns erros durante a leitura, é a primeira vez que estou fazendo isso (rs) então relevem, mas estarei aberta a correções por erros persistentes. Espero que apreciem cada detalhe e gostem dessa história tanto quanto eu. <3 Bejinhos...

Capítulo 1 - Pelos olhos dela...


Fanfic / Fanfiction Sensations - Capítulo 1 - Pelos olhos dela...

Naquela manhã de Outono, os céus estavam claros e bem iluminados por um sol que engana facilmente qualquer turista desinformado sobre o clima em Nova York. Apesar do frio persistente as ruas eram de tirar o fôlego, na verdade eu sempre fico admirada com a beleza que esta cidade transmite em qualquer época do ano. Eu vim da Califórnia, mais especificamente de Malibu, com minha melhor amiga de infância Maggie Evans, que sempre me apoia e me ajuda a conciliar minha vida acadêmica com minha vida artística, no começo foi muito difícil para me acostumar com minha rotina, estava sempre dividida entre ser uma adolescente "comum" e ser uma adulta responsável. Mas hoje, 4 anos depois de embarcar numa "aventura" do qual eu jamais imaginei ser capaz de concluir, finalmente estarei livre para seguir os meus sonhos e por um fim numa carreira que eu jamais quis seguir.

Uma sexta-feira de outono...

Demoro um tempinho a mais no banheiro por puro deleite, já que estava a horas adiantada da minha entrevista de emprego, é a primeira empresa que irei visitar e é a mais recomendada pelos meus professores, para ser sincera não tinha nenhuma expectativa positiva para conseguir entrar na Schedeiman Enterprises, na realidade meu foco é uma empresa pequena assim não chamo muita atenção, porém temo que pela minha reputação e minha vida pública acabe tornando isso inalcançável em qualquer lugar que eu for. Ao sair do banho percebo que Maggie estava dormindo no sofá da sala com a TV ligada e algumas pipocas estão espalhadas pelo chão, sorrio comigo mesma ao olhar tal cena e apenas me aproximo limpando toda a comida, desligando a TV e a enrolando com a manta que também havia caído de seu corpo. Minha roupa era bem simples: uma saia rosé com uma blusa branca de seda e um blazer no mesmo tom de cor da saia, opto por usar sapatilhas visando meu conforto, já que agora podia me dar esse luxo. Espirro só um pouquinho do perfume La Nuit Tresor em minha nuca para evitar exageros e em seguida me olho no espelho mordendo um pouco do meu lábio inferior em um ato nervoso, é, talvez estivesse apresentável. Confiro minha bolsa uma última vez e já pego as chaves do meu carro, por um momento considero deixar um bilhete para Maggie , porém desisto da ideia já que ela sabia onde estava indo.

As folhas já caídas traziam certo charme as ruas de Nova York, um show de cores a cada esquina, era bom pois me fazia apreciar a paisagem e esquecer o trânsito e a entrevista que teria que enfrentar. Quando estaciono em frente a Schedeiman sinto meu coração praticamente saltar pela boca, calma Alice, você já enfrentou multidões, o que é uma simples entrevista de emprego? Inclinei a cabeça e segui o contorno do edifício até encontrar o azul do céu - uma torre imponente com um brilho safírico que parecia chegar até as nuvens. Havia portas giratórias ornadas com cobre, pisos revestidos de mármore cinza e catracas de alumínio polido. Me apresso em passar pelas portas giratórias percebendo alguns olhares sobre mim oque me faz corar um pouco olhando para o chão, para minha sorte o elevador ia subir vazio, com uma grande exceção da presença ilustre do meu nervosismo, mordo o lábio de leve encarando o indicador de andares e dou um suspiro longo assim que as portas se abrem, só uma entrevista...

- Srta. Cambridge, deixe-me guardar seu casaco.

- Oh sim, claro... Obrigada.

Uma mulher já parecia aguardar minha presença, imagino que seja uma das recepcionistas do Sr. Schedeiman, ela estava incrivelmente bem arrumada em um traje social e comportado, seu cabelo era de um cacheado bem volumoso e começo a me perguntar como é possível alguém estar tão bem produzida a essa hora da manhã. Não é possível que ela se arrume sozinha, eu mesma sempre preciso de uma equipe grande para me produzir. Assim que ela some com meu casaco não demora muito para outra mulher vir ao meu encontro - dessa vez mais nova, porém igualmente deslumbrante.

- Por aqui por favor, o Sr. Schedeiman está a sua espera.

Sorri de forma simpática e a segui passando pelo hall de entrada observando discretamente cada detalhe daquele lugar, aquele andar era consideravelmente grande e decorado de maneira moderna e luxuosa de uma forma discreta e bem modesta, o clima era bastante agradável para se trabalhar. A moça para de frente para uma porta de vidro embaçado e faz um gesto com a mão, seguido por um sorriso meigo, indicando que eu entrasse. Hesito um pouco a principio, mas acabo entrando devagar já percebendo uma figura de pé em frente as grandes janelas com uma vista incrível para a cidade. Nicolas Schedeiman, o mais novo empreendedor em seu ramo e o jovem mais bem sucedido na área, de certo modo eu o invejava por ter conseguido ir tão longe sendo tão novo, por vezes me pegava sonhando em ser como ele já que ambos de nós entramos neste ramo na mesma idade - aos 20 anos. Atualmente ele estava em seus 26 e já havia construído um império, penso que por sorte talvez, sorte essa que eu jamais irei ter. Me dirijo até ele quando traz sua atenção para mim e estendo a mão para me apresentar olhando bem para o seu rosto. Tão jovem e atraente. Seus traços pendiam numa linha tênue entre a suavidade e a grosseria, os dois andavam de mãos dadas garantindo um visual sedutor e charmoso, mas sem exageros. Ele consegue ser mais alto do que eu e estava vestido em um fino terno preto, camisa branca e gravata azul marinho. Seu cabelo loiro parecia incrivelmente macio ao toque, com luminosos olhos verdes que me observavam atentamente.

- Sr. Schedeiman, obrigada por me receber...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...