1. Spirit Fanfics >
  2. Sensations >
  3. Pelos olhos dele...

História Sensations - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Pelos olhos dele...


Fanfic / Fanfiction Sensations - Capítulo 2 - Pelos olhos dele...

 Após atender a penúltima menina aguardava calmamente a última para finalmente poder iniciar meu dia, me levanto caminhando pela sala até a janela onde observo uma Nova York tranquila deste lado de cá, aquela cidade me encantava, mas nada se comparava a minha Alemanha com esse pensamento me distraio até a porta se abrir, oque me faz seguir com o olhar até encontrar com o da última menina entrando em minha sala, de alguma forma ela me parece familiar, mas antes que eu possa concluir qualquer pensamento eu me afasto da janela e me aproximo dela para a cumprimentar. 

— Sr. Schedeiman, obrigada por me receber. 

 Ela encara meu rosto e assim posso analisar melhor o seu, o conjunto como um todo é delicado ─ nariz arrebitado, lábios suavemente cheios e macios. Cabelos loiros e olhos azuis com nuances esverdeadas. Ela tinha algo de diferente que eu não sabia explicar exatamente, ela era sexy, ao mesmo tempo que inocente. Doce, mas ainda mal criada. Magra, porém curvilínea mesmo estando com a blusa levemente folgada. Observando assim tão perto consigo recordar de onde a conheço, se tratava de uma modelo do qual Melissa já havia mencionado ter trabalhado com ela antes, lembro-me vagamente de ler algum artigo sobre sua carreira, mas isso não me interessava no momento e eu preciso retomar o foco dos meus pensamentos a entrevista. 

— Claro, sente-se por favor. 

 Falo e aponto a cadeira me afastando dela e seguindo para minha mesa, me sento e pego seu currículo em mãos lendo seu nome rapidamente, logo volto o olhar a ela deixando seu currículo de lado por enquanto. 

— Então Srta. Cambridge me diga, porque eu deveria contrata-la? 

 Pergunto pegando uma caneta e trazendo novamente seu currículo ao meu olhar, já estava entediado de ouvir as mesmas besteiras padrões, mas o tom de voz dela entrega certo nervosismo — oque me deixa meio surpreso, mas não demostro nenhuma reação. 

— Bem, eu gosto de estar sempre aprendendo, gosto de desafios e aprendo rápido quando necessário... E tenho várias recomendações...Como já deve ter notado. 

 Somente quando ela termina de falar em um quase sussurro intimidado é que subo meu olhar a ela encontrando suas bochechas levemente avermelhadas, suspiro baixo descendo novamente meu olhar as cartas de recomendações já em minhas mãos, eram repletas de elogios assim como seu currículo fazia jus ao que as cartas diziam. 

— Tudo bem. 

 Olho ao redor e coloco os papeis de lado, me levanto e volto meu olhar a ela agora sério enquanto caminhava pela sala. 

— Sabe o que fazemos aqui? Porque o número de pessoas que eu atendi e não sabiam é alarmante.  

 Ela abaixou a cabeça desviando seu olhar do meu, percebo que encara suas mãos antes de me responder.

— Vocês são focados em empreender tecnologia de comunicação e energia sustentável. 

 Ao ouvi-la paro um pouco, podia ouvir o nervosismo na sua voz oque me faz virar e a olhar. 

— Pesquisou? 

— Eu estudo administração de empresas, eu meio que tenho que saber. 

 A olho com uma sobrancelha levantada e braços cruzados, porém ela simplesmente sorri timidamente desta vez trazendo seu olhar para mim enquanto me sento novamente de frente para ela. 

— É justo...Você não está errada, calma, mas você acha que fazemos apenas isso? 

— Sei que vocês tem um ótimo programa de estágio, além de desenvolverem alguns sistemas interessantes e com interesses em negócios inteligentes que buscam sempre inovações... Mas eu vou entender completamente se não faço o perfil de vocês...

 Fico a olhando enquanto ela responde, gostei do modo que conseguia contornar a situação, porém logo ela é interrompida por Vanessa que entra na sala após dar leves batidas na porta que me informa sobre uma reunião da qual eu confirmo e volto meu olhar a Alice. 

— Acho que já tomei demais do seu tempo, Sr. Schedeiman, eu...Fico grata pela oportunidade.

— Espere nossa ligação ou um e-mail...

 Me levanto abotoando meu terno e acompanho a moça até a porta logo estendendo a mão para ela. 

— Até mais, Srta. Cambridge. 

 A vejo sair pela porta após estender a mão para mim, caminho até minha mesa e olho o currículo dela e de outras duas meninas, Crystal e Valentina, separo os três e os entrego para Vanessa já a caminho da sala de reunião. 

 A reunião demora mais que o normal e isso toma maior parte da minha manhã, quando vejo já estava na hora do meu almoço com os japoneses do qual Vanessa me acompanha para o restaurante aonde a reunião ia acontecer e isso é o suficiente para tomar o resto da minha tarde. 

...

 Estava sentado na bancada da janela enquanto lia um livro distraído, ao levantar meu olhar a janela me pego admirando o jardim lá fora me arrancando um sorriso de lado, porém sinto uma mão em meu ombro e levanto meu olhar a ela, pego sua mão depositando um beijo e a faço se sentar em meu colo para observar a vista ao meu lado. A noite saímos para jantar e a deixei em sua casa. 

 Meu final de semana passa mais rápido do que os dias comuns, apesar de não ter lá muito tempo para descansar sem ser incomodado ainda conseguia levar uma vida consideravelmente calma fora da empresa, mas neste momento da minha vida havia muita coisa a se pensar já que um evento importante da minha empresa se aproximava, quando encontrava um tempinho livre me pegava pensamento em Melissa e em nossa relação, as coisas já não eram como antes e sentia que cada vez mais estávamos afastados um do outro. Nego com a cabeça afastando tais pensamentos e decido ir para o meu escritório trabalhar mais um pouco até que seja tarde o suficiente para assim pegar no sono. 
Desisti da ideia de trabalhar, já que não conseguia manter meu foco nem por um segundo se quer, talvez só no fato de que Melissa e eu estivessemos enganando um ao outro tentando levar esta relação adiante...Antes que eu possa concluir qualquer pensamento, desço meu olhar a minha melhor e mais fiel companhia deitada agora em meus pés, sorrio de lado olhando para ele e me aproximo o pegando em meu colo e caminho para fora do escritório, respectivamente seguindo o corredor até o meu quarto para poder descansar um pouco dos meus dias longos.

 A segunda havia chegado e eu havia sido acordado cedo por Vanessa avisando que tinha uma reunião de emergência com um gerente na Turquia. Ao chegar no edifício me apresso em pegar o elevador que sobe até o último andar, assim que as portas se abrem eu retiro meu sobretudo e jogo em cima de uma das três já posicionadas.

— Meu café daqui a três minutos.

— Sr. Schedeiman? Eu ou...

— Tanto faz! 

 Caminho diretamente para a sala de reuniões e peço desculpas pela demora, iniciamos a reunião abordando os pontos mais importantes. Algum tempo depois, estávamos em uma vídeo conferencia com o diretor de uma das filias da minha empresa, um projeto de instalação de painéis solares para a redução de custos havia sido boicotado e isso me deixa amargurado. Encerro a vídeo conferência e suspiro baixo enquanto meu advogado me entrega um documento onde trazia todos os gastos. Estava olhando para o documento quando a porta se abre de repente chamando a atenção de todos presentes na sala, mas eu opto por não olhar para evitar dar um esporro em alguém.

— M-mais alguma coisa, senhor?

 Uma xícara de café é colocada a minha frente e eu levanto meu olhar a menina, agora a encarando de forma impassível.

— Suma daqui. 

Falo sério pegando o café e tomando o mesmo, percebo que o gosto era diferente do que eu estava acostumado e isso não me agrada nem um pouco, deixo a xícara de lado e retorno aos documentos, assino o mesmo e entrego ao meu advogado, meu dia só estava indo ladeira abaixo e parecia testar os limites da minha paciência. 

 Após sair da sala de reuniões com mil coisas na cabeça sigo direto para minha sala, chamo por Vanessa que me acompanha junto as meninas e me sento em minha cadeira, começo a escrever um cartão não me importando muito com a presença delas ali e logo subo meu olhar a Vanessa. 

— Essas flores tem que chegar antes das duas, entendeu? 

Pergunto a olhando e olho para as três, uma delas se aproxima pegando o cartão e se afasta, dispenso todas elas e as espero sair, volto meu olhar a janela pensando no que acabara de acontecer, eu precisava me afastar de Melissa por um tempo, talvez tivera sido erro meu, porém pode estar sendo a melhor decisão que eu tomei essa semana. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...