História Sentimentos; - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, Personagens Originais, Xiumin
Tags Chenmin, Drabble, Drama, Homofobia, Hotup, Lindiane, Linn, Maus Tratos, Religião, Violencia
Visualizações 38
Palavras 450
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Dscp, o plot veio do nada e brotou isso aí.
Vou nem dar meu "OirOir" animado de sempre, já que isso é trágico.
Boa leitura :') Chorey msm escrevendo esse treco </3

~~Linn

Capítulo 1 - Capítulo único: - Sentimentos;


🇸 🇪 🇳 🇹 🇮 🇲 🇪 🇳 🇹 🇴 🇸 ;


Mamãe, desculpe por não ser quem você queria.

Mamãe, desculpe por ser uma "menininha".

Mamãe, desculpe por ter apaixonado-me por um menininho.

Mamãe, desculpe por vestir-me em vestidos.

Mamãe, desculpe por ter roubado teu delineador.

Mamãe, desculpe por ser uma aberração, mamãe.

Mamãe! Desculpe-me, mas meu primeiro beijinho foi com o JongDae; e mamãe! Ele me ensinou coisas erradas, daquelas que em anos me privastes, daquelas que em anos foi ensinado-me ser errado nos seminários que ia; nas cataqueses.

Mamãe! Ele foi o primeiro à tocar em meu corpo, mamãe! Ele foi o primeiro à tirar minha inocência, o primeiro à corromper minha inocência e me mostrar o prazer carnal.

Ele foi o primeiro à fazer-me xingar, mamãe!


Eu sei mamãe, apesar de já saberes de tudo isto, agora já devias estar chorando. Mas eu o amo, mamãe! O amo muito; amo o jeito que ele me estoca com força enquanto sussurra o quanto eu sou gostoso, o quanto ama me foder.


Eu simplesmente amo o jeito sujo e pecamioso dele, mamãe!


Mamãe, eu errei, eu sei. Errei feio. Perdoe-me, por favor!


Sei que por mais que peço nunca iria ouvir-me... E se quer saber mamãe, perdôo-te por ter jogado minhas coisas pela janela, perdôo-te por ter batido-me e socado-me com fúria quando gritava o quanto eu era uma aberração. Perdôo-te por ter deixado-me com o rosto completamente roxo; e perdôo-te em fim, por ter expulsado-me de casa.


Perdôo-te pelos xingamentos, perdôo-te pela surra que levei. Perdôo-te por tudo mamãe. Mas será que não sabes que tenho um coração? Que sou um ser humano: livre para amar, xingar, cometer delitos e ser abusado deliciosamente pelo homem de minha vida? Quê, além de tudo, tenho também o direito de fazer as coisas do meu jeito e ser feliz? Sabe mamãe, já se faz muito tempo desde que perdestes aquele alegre menino de sete anos que ia ao seminário contigo contente e saltitante de felicidade. Este menino já não existe mais, mamãe.


Não perdi a crença em nosso Deus vivo por causa de ti... Mas acabei aprendendo um novo sentimento, chamado mágoa, mamãe.


Eu sei, deves estar chorando de novo. Peço desculpas por ter feito-à quebrar a promessa que fizestes à Deus, de que seria um menino feliz e puro que nunca saberia da tristeza. 


Porém, hoje eu sei muito bem e enfrento minha depressão sozinho, mamãe. Eu tenho Chen agora, não preciso mais de você. 


E eu cheguei em tudo isto por culpa tua. Sim, mamãe. Se não tivesse batido-me, se tivesse aceitado-me... 


Porque, mamãe, eu já disse-lhe mais de uma vez; eu tenho sentimentos! 

Eu sou um ser humano, mamãe. 

Eu rio, eu choro, eu fico com raiva.

Então por que continuas tratando-me assim? 


... 


Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...