1. Spirit Fanfics >
  2. .sentimentos confusos - nofya e jofya >
  3. Você não poderia nos deixar, Lamar.

História .sentimentos confusos - nofya e jofya - Capítulo 41


Escrita por:


Notas do Autor


Leia as notas finais.

Capítulo 41 - Você não poderia nos deixar, Lamar.



                  Sofya Plotnikova

Posso ser sincera? Está sendo tão desconfortável ficar nesse lugar minúsculo com a companhia do Josh e Noah.

O clima estava estranho, pesado, fora do normal, ou talvez não. geralmente, sempre que o Noah estava por perto, nada acabava bem.

Eu conseguia sentir o medo no olhar do Urrea, e ele também estava desconfortável. Já o Josh, estava calmo. Neutro. 

— Então, Noah... — Josh resolveu quebrar o silêncio. eu estava sufocada. 

— Sim? — Noah olhou para mim, logo em seguida para o meu namorado, este que entrelaçou nossos dedos. Pude sentir o olhar do Noah pesar sob nossas mãos laçadas, e subitamente soltar um suspiro longo e pesado.

— A sina é a sua namorada? — olhei ele, afinal queria saber também. Não sei onde exatamente o Josh queria chegar com aquilo. Talvez não quisesse chegar à lugar nenhum.

— Não. Apenas somos amigos, nos vemos como irmãos. — ele esboça um sorriso pequeno, e em seguida fixa o seu olhar em mim. Percebo o Josh desconfortável, pois aperta minha mão, mas sem intenção de machucar. 

— entendi. — ele responde, curto, como se não quisesse nada. Josh era ciumento, disso eu sabia bem, mas sabia controlar o seu ciúmes. Afinal, não queria ser possessivo comigo. 

O silêncio havia voltado. Estavamos trancados há pouco menos de 1 minuto, mas parecia ter se passado 1 ano já. 

Desconforto. 

— Eu não aguento mais todo esse clima com vocês. — Noah tornou a falar, eu e o Josh manteu a atenção nele. — Eu realmente me arrependo de tudo o que fiz, não queria nunca ter errado com vocês. — suspirou. — eu queria que tudo voltasse a ser como era antes, mas.. — Josh o interrompeu. 

— Nada será como antes. — Josh me deixou surpresa. — o seu "antes" tem a ver com a Sofya, e agora ela é a minha namorada, e espero que assim seja para todo o sempre. — Noah estava boquiaberto, e seus olhos se encheram de lágrimas. 

— Amor... — tentei cortar o assunto, mas o Josh não se daria por vencido assim, tão rápido. 

— Não, princesa. Você é muito inocente, nunca irá entender. — me olhou confiante, seus lindos olhos me fisgaram como sempre. — Eu compreendo o seu lado, Noah, realmente quero voltar a me entender com você, mas a Sofya agora é a minha prioridade. Gostaria que você deixasse as coisas assim mesmo, do jeito que está. Você já se entendeu com todo o resto, eles lhe amam, eu também lhe amo, acredite. Até mesmo a Sofya lhe ama, todos amamos você, Noah. Mas você pisou na bola feio conosco. Eu e a Sofya nos machucamos pra caralho, achamos conforto um no outro, e nos amamos. Eu pretendo ficar com ela até o fim, e acredite, Noah, eu não quero machucá-la nenhum pouco. Compreendo os seus motivos, me veja sempre como um bom amigo que eramos antes, mas agora terá de lidar com as diferenças. — Josh soltou minhas mãos, deu curtos passos até o Noah e apoiou ambas as mãos em seus ombros, o olhando fixamente nos olhos. — eu sei que você ainda ama a loirinha, eu sei. Mas por favor, não tente me separar dela... Ela é a minha única felicidade.. — ele suplicou, com lágrimas nos olhos. Aquela cena toda estava acabando comigo, eles agiam como se eu não estivesse ali. 

Eu queria que aqueles minutos passassem e eu pudesse sair dali o mais rápido possível. 

— Josh. — chamei seu nome, e ele me olhou. — eu sempre serei a sua garota, porquê eu te amo. — vi o desespero no olhar do Noah, eu sei que isso tudo é doloroso pra ele, e já foi pra mim também, no começo de tudo. — Noah. — continuo, e este tem seus olhos fixos em mim. — eu perdôo você. — vi sua tensão sumir, seus lábios se comprimir em um sorriso pequeno e uma lágrima rolar por sua bochecha. 

— obrigada. — ele sussurrou, e o Josh o abraçou forte. Meu namorado sempre teve o Noah como um irmão, e o Noah sempre via o Josh como um irmão. Eles estavam juntos novamente, e isso era tão bom. 

Em um movimento brusco a porta da lavanderia foi aberta pela Sabina, que estava espantada e chorando. Ela chorava tanto, tanto que poderíamos pensar que sua vida dependesse de todas aquelas lágrimas. 

— Sabi? Sabina. — Fui até ela, segurando em seus ombros. — O que houve? — ela estava imóvel, mas consciente. 

— O Lamar, So... — meu coração gelou. 

— O que aconteceu com o Lamar, Sabina!? — perguntei/gritei para a mexicana, ela apenas chorou mais, mas ainda assim me respondeu. 

— O Lamar morreu, Sofya. — sabina respondeu no mesmo tom, alterada. E, ao ouvir aquilo, o meu mundo desabou. 

— O QUÊ!? — Josh e Noah falaram/gritaram ao mesmo tempo, espantados. 

Eu cai sentada no chão, perdida, desamparada, sem saída e com um nó na garganta. 

Aquilo era demais para mim. 

O Lamar, "meu diamante negro" como eu costumava chamá-lo, havia ido para longe de mim. 

O meu melhor amigo havia deixado todos os que o amam ali. 

O Josh me chamava, eu conseguia ouvir a sua voz no fundo da minha imaginação, mas nada me importava naquele momento. 

— Lamar... — isso foi tudo o que falei antes de desabar em lágrimas.


Notas Finais


Me perdoem a demora, eu estava tão sem criatividade. Falta pouco mais de sete capitulos para a fanfic chegar ao fim, mas já tenho ideia para uma outra história de Nofya. É sobre um amor colegial, e isso é tudo o que tenho pra falar.
Obrigada por ler até aqui, nos vemos qualquer outro dia!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...