1. Spirit Fanfics >
  2. Sentimentos Perdidos >
  3. O meio do Fim 5

História Sentimentos Perdidos - Capítulo 8


Escrita por: lariasaa

Notas do Autor


Oiii, tudo bem passarinho??? Temos muitas revelações nesse cap e eu achei que ele ficou bem fofis então deixem 🌟votinhos🌟 e 💬comentem💬 o que acharam🤍
Só...Boa leitura🤍

Capítulo 8 - O meio do Fim 5


🤍


P.O.V ~ J-Hope~ 


Eu senti mãos percorrendo meu rosto e antes de abrir os olhos, apertei mais o Tae que estava deitado em cima de mim naquele sofá minúsculo do meu studio. Pera o que a gente tá fazendo no meu estúdio? E aí as memórias da noite passada rodaram pela minha cabeça até eu não conseguir segurar um sorriso.


— Bom dia Hope. — ele disse quando me viu piscar e bocejar, também sorrindo para mim.


— Bom dia Tae. A gente esqueceu de colocar alarme. Que horas são? — Ele riu pequeno resmungando algo sobre dormir mais.


Me estiquei até a beirada da mesa para alcançar meu celular que no visor mostrava que já  quase nove da manhã. Eu me assustei e levantei o tronco ainda com o Tae sentado no meu colo, só que por que eu não lembrava que ele não tinha nada por baixo da camiseta que eu emprestei além de uma cueca e eu estava só com uma calça de moletom, o gemido manhoso me espantou.


— Você assim tão cedo Vante? — Ele envolveu meu pescoço como resposta às minhas mãos, agora na sua cintura, depois de colocar um alarme e largar o celular no chão.


— Hope...eu só...to sensível de ontem. — Eu deixei beijinhos por todo o seu rosto enquanto ele ainda bocejava. — Você não tem que ir trabalhar? Eu posso pedir pro Woo me levar pra casa.


— Não, tá tudo bem eu ainda tenho uns minutos até que o Namjoon venha me procurar. Passa o dia aqui comigo? — Voltamos a nos deitar como dava, agora os dois de lado e olhando nos olhos do outro.


— Eu não sei Hope, vai que eu te atrapalho ou alguém descobre que eu to aqui? Vão fazer perguntas que eu não posso responder. — Meu sorriso murchou ao que ele passou os dedos pela minha bochecha e se levantou.


— Tá tudo bem mesmo Hope, não se preocupe ok?— Acenei que sim enquanto ele juntava as roupas de ontem e mandava uma mensagem para o tal Woo. — Trabalhe bastante que eu vou estar em casa te esperando, a gente pode até ver um filme hoje a noite.


— Mas se você ficar aqui, a gente pode ir almoçar em um daqueles cafés que você viu, ou lá na Moon mesmo. Por favor? — Também me levantei e segurei seu rosto com as duas mãos para deixar selinhos rábidos no sorriso quadrado dele.


— Eiii é injusto eu ter que ir embora com você sendo fofo pro meu lado. — Rimos baixinho enquanto meu celular tocava com uma ligação do Nam.


Quando eu desliguei a chamada com a promessa de talvez ligar de volta depois e me virei outra vez para o Tae, ele já tinha todas as suas coisas em uma mão e a outra na maçaneta.


— É só ficar aqui comigo.


— Outro dia, eu prometo que fico contigo, mas eu preciso mesmo ir pra casa e eu só vou te atrapalhar. Além do mais, quem vai regar minhas plantinhas? — Ele sorriu e deixou um beijo demorado na trave dos meus lábios antes de se virar para a porta.


— Ótimo, fui trocado por plantas. Me manda mensagem quando chegar ok? — Ele levantou um polegar positivo— E eu vou passar pra te pegar e irmos almoçar juntos. 


E com os dois polegares levantados ele andou até a porta. Mas antes que ele chegasse até lá, ela foi aberta por um Namjoon bem irritado que quase quebrou a parede quando escancarou ela.


— Hoseok, por que você não me... Ah, é...eu...volto mais tarde. — Seus olhos, primeiro em mim alcançaram o Tae e começaram a ir de mim a ele várias vezes até que ele parar de gaguejar.


— Não tudo bem, eu já estava de saída. Tchau Sr. Hoseok. — Tae piscou para mim e seguiu até o corredor.


— Tchau Vante. Não esquece de me mandar mensagem.


Depois que ele saiu fechando a porta, Namjoon andou até perto da minha mesa, onde eu sentei e agora fingia ler e-mails da empresa para ignorar sua presença ao meu redor.


— Então esse é o V?— Ele me olhou escorando na parede.


— Sim. — Continuei encarando a tela sem conseguir ler nada.


— E você já contou para ele sobre vocês e tudo aquilo? — Agora sim eu me virei para vê-lo com uma expressão curiosa na cara.


— Óbvio que não. — Ele começou a me encarar como se tivesse uma bronca pronta para me dar — Ainda, ainda não. Eu só tenho que arranjar o momento certo.


— E quando vai ser isso? — Namjoon passou a andar em círculos pelo meu estúdio, parecendo procurar alguma coisa.


— Eu sei lá, algum dia... talvez.


— Você sabe que se ele descobrir sozinho vai ser pior, e essa sua cara de apaixonadinho não vai ajudar muito a esconder. — Ele apontou para o sofá que ainda estava bagunçado da noite passada.


— Eu sei tá legal? Mas não é simples assim. Eu não posso chegar nele e falar: Ah então Tae eu sou seu ex-namorado-de-infância, desculpa ter sumido todo esse tempo, mas olha, a gente pode ficar junto agora, o que você acha? — Disse me levantando e ficando frente a frente com o Nam.


— É, mas você não pode só esconder isso e viver um romance adolescente como se nada estivesse acontecendo. Você só vai machucar os dois assim. Tenta falar com ele, pelo menos aos poucos, não solta essa bomba assim do nada mas conta para ele.— Mesmo que ele só estivesse me aconselhando ainda parecia uma bronca.


— Mas agora que eu finalmente encontrei ele, você sabe o quanto demorou e como eu tive que me segurar para não ir correndo até ele quando você me mostrou a foto dele com o G-Dragon, eu não posso perdê-lo. Não agora. E ele parece não saber de nada então eu não to enganando ele, só...


— Só omitindo que vocês já se conhecem. Sua fantasia de namoro perfeito não vai durar muito Hope, quanto tempo dura o contrato?— Ele disse, agora me encarando com os braços cruzados sentado no sofá. 


— Um mês, até o comeback. Foi tudo eu consegui com a agência dele.


— Então se você realmente não quer acabar com o limite desse contrato...


— É a única coisa que eu quero. — Disse como se ele já não soubesse disso das outras mil vezes que tivemos essa mesma conversa.


— Conta pra ele. Com calma e aos poucos, se tudo que me falou sobre a infância de vocês for de verdade, ele vai gostar de saber que você é você. 


— Mas Namjoon...


— Hoseok. Só pensa que para ele isso não passa de trabalho e tenta não se entregar tanto assim . Sabe que eu falo isso para o seu bem e o da empresa. Só vai com calma ok?


— Tá. Eu vou falar com ele, mas não hoje. Eu sei que essas memórias podem machucá-lo mais do que você acha, não são tão felizes quanto eu gostaria que fossem e eu não quero fazer ele reviver um passado que talvez ele nem se lembre.


— Mas vocês podem fazer novas memórias, felizes agora, se você conversar com ele. Mas não foi pra te falar o que devia estar na sua cara que eu vim aqui. O Pddog quer falar com você sobre o comeback e ele ficou a manhã inteira me enchendo o saco por que você não chegava enquanto você ficava aqui brincando de casal. 


— Falou O santo. Seu estúdio tem o cheiro do Jin-hyung, Namjoon o prédio inteiro já sabe que não pode te procurar depois das nove da noite para não ficar surdo com os gemidos de vocês. 


— É, mas pelo menos eu vou nas minhas reuniões, e você se acha o silencioso né? Eu só vim buscar meu celular ontem e abandonei ele aqui para não passar no corredor da sua sala. Enfim, ele tá te esperando tem duas horas, boa sorte Sr. Casalzinho.


E assim ele me deixou sozinho, saindo e quase quebrando a porta de novo. Eu rodei na cadeira de voltando a encarar a tela que brilhava com mensagens do meu celular. Mas só tomei coragem de levantar e ir atrás do Pddog  depois de ver uma foto que o Tae tinha mandado dele com um pedaço do meu bolo favorito da Moon em casa. Avisei que não daria para comermos juntos, já pensando na outra bronca que eu ia levar e não eram nem dez horas.


Fui sorrindo pelos corredores da empresa até meus compromissos, mas ainda pensando em como contar tudo para o Tae, como contar para o meu V que eu era o seu J.


🤍


 P.O.V ~ Taehyung ~ 


Passei um dia tranquilo, depois do incidente da manhã na empresa do Hope, trocando mensagens com o Jimin e o Jin-Hyung e cuidando das minhas plantinhas até que o Hope chegasse em casa para a gente ver filme.


Deixei tudo arrumado durante a tarde até ficar tudo pronto e eu esperar ele enquanto stalkeava seu insta. Na sala coloquei um cobertor quentinho e várias almofadas para gente deitar no tapete, também fiz um balde de pipoca e comprei um bolo pequeno da Moon quando passei lá depois de sair da empresa. 


Ele tinha combinado de almoçar comigo, mas pediu que eu fosse sozinho por que ele tinha uma reunião ou algo assim com os produtores de então eu comprei seu bolo favorito e trouxe para comermos juntos agora a noite.


E eu esperei. Meia hora. Uma hora. Duas. E então desisti. Ele não respondia as mensagems que eu mandava perguntando se ele ia vir, então só achei que ele tinha esquecido ou ia passar a noite na empresa praticando. Guardei tudo que eu tinha arrumado, menos o cobertor e as almofadas por que resolvi dormir ali mesmo já que tinha dado muito trabalho fazer o tapete ficar confortável.


Enquanto ficava deitado, com os olhos fechados fingindo dormir até que eu dormisse de verdade, pensei sobre o que tinha acontecido ontem e hoje.


Mesmo que não tivesse sido um encontro tão romântico assim, eu não tinha palavras pra descrever a noite de ontem e as marcas pelo meu corpo, o harness jogado no fim do armário e meu terno na lavanderia não pareciam bons o suficiente para justificar o quão carinhoso Hope tinha sido hoje de manhã comigo. Por um momento, logo quando eu acordei e fiquei o olhando eu quase esqueci sobre toda a merda do contrato e do prazo de serviço.


Eu fingi, só por um segundo, que ele era meu também. E quando ele falou que me queria com ele ali para passar o dia, não consegui segurar meu coração de pular algumas batidas e começar a tremer desregulado no meu peito. Por mais que, no fundo eu saiba que não é real, não como eu queria que fosse, era isso que parecia.


Dois namorados apaixonados que não iam conseguir se separar. Meu Deus Taehyung o que você tá fazendo?


Não que eu estivesse apaixonado por ele. Mas...eu não podia evitar suspirar com seus olhos sempre encarando os meus, e suas mãos se encaixando em mim com perfeição não importa o contexto.


Desde que esse sentimento não mude, e continue apenas em suspiros e coração acelerado eu devo ficar bem. Não posso me deixar levar, outra vez, por encantos apenas para ser abandonado, outra vez.


Não vou deixar isso acontecer de novo. Eu estou bem agora, e vai ficar tudo bem, só preciso aguentar mais um mês e tudo vai ficar bem...


Não é?


🤍



Notas Finais


Sorry acabar assiiiiimmm, mas como eu achei que o cap tem bastante informação nova ele vai ficar mais curtinho mesmo. Deixem 🌟votinhos🌟 e 💬comentem💬 pleasee🤍
Altas revelações né.
A partir de agora vou tentar postar algumas coisas no Twitter para vocês não ficarem tão perdidos então qualquer dúvida me perguntem lá: @lariasaaa   🤍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...