História Seoul Become Human - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias (G)I-DLE, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXID, EXO
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V), Rosé
Tags Android, Aventura, Connor, Jungkook, Kara, Markus, Roseanne, Seoul, Taehyung
Visualizações 5
Palavras 854
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá Babe

Vimos trazer uma história um pouco diferente para vocês, bom essa história e inspirada no jogo "Detroit: Become Human" jogo produzido pela Quantic Dreams, Se ainda não conhece o jogo, Índico procurar Pelo YouTube, Vídeos sobre, pois o que estou prestes a escrever aqui, Mudará algumas coisas da história, não será mudanças tão grandes, mais também tô jogo tem vários tipos de escolhas que você pode fazer, Porém, eu selecionei Escolhas de meu gosto, Espero que gostem ;)

Eu sou lembrando;
Jeon Jungkook: Connor
Kim Taehyung; Markus
Park Roseanne; Kara

Capítulo 1 - Tornar-Se Humano


Jungkook

Lá estava eu, Subindo pelo elevador do prédio onde iria concluir minha missão, assim que cheguei no andar escutei choros e andei para frente Onde uma mulher me segurou pelos braços, E ela estava acompanhada de um policial

-Por favor, Salvador minha filha-ela chorava, mais assim que olhou melhor para mim ela Balançou a cabeça em negação, rápidamente-Vocês Trouxeram um Android? PORQUE NÃO TROUXERAM ALGUÉM DE VERDADE?-Gritou e foi puxada pelo policial- NÃO DEIXEM ESSE NEGÓCIO ENCOSTAR NELA- Desesperada gritava e foi levada para o elevador, Continuei andando assim chegar na casa, E Fui direto para com o Capitão Allen

-Capitão Allen?-Chamei sua atenção já que o mesmo se encontrava olhando para o monitor com o outro militar- Sou Jungkook, O Android enviado pela Cyberlife-Falei e o mesmo voltou a olhar para o monitor

-Aquela coisa tá atirando em tudo oque se move, matou dois dos meus soldados, Da para atirar nele mais a menina caira junto

-Sabe o nome dele?

-E isso importa?

-Preciso de informações para poder escolher a abordagem certa-Me calei por segundos- Ele sofreu algum choque emocional?

-Olha aqui- Se pôs a minha frente- Oque precisamos é que vá lá, pare aquela coisa é salve a menina,e só

 Sai de lá em busca de informações, Assim vi uma mala no chão, Escaneei; O divergente pegou a arma do pai, sai de lá e fui para a sala onde havia o pai morto no chão, Examinei ele e assim reconstitui oque tinha acontecido, então vi que o pai tinha algo na mão e o divergente veio por trás e deu três tiros no mesmo

Vi algo jogado no canto da sala e fui até lá e vi que era um tablet, Desbloqueio e vejo que estava no site da Cyberlife, e pude ouvir a Voz que saia do tablet

Compra do Android AP700 foi confirmada!

Então o divergente estava sendo substituído

Andei para perto de um policial morto e Examinei e reconstitui, e vi que a Vítima Testemunhou  o tiroteio do divergente e do polícial, E o polícial deixou sua arma cair embaixo da mesa, Fui lá ver, Android se não usam armas então deixei lá mesmo, Examinei o sapato da vítima: Ela pode estar machucada.

Andei até a cozinha e vi que a panela estava quente demais e a água caia, Desliguei o fogo; A família iria começar a Jantar

Fui ao quarto da vítima, e peguei o fone que estava no chão e aproximei de mim ouvindo o som alto; a vítima não ouviu o tiroteio

Em sua mesa havia um tablet, desbloqueei e vi o vídeo que passava; O nome do divergente e Daniel e ele é a vítima tinham uma relação de melhores amigos gosta

Acabei de coletar informações por ali, assim que ouvi um tiro, andei até a varanda Onde o divergente se encontrava segurando uma arma e a vítima, assim que entrei ele me deu um tiro de raspão

-Se afasta ou eu me jogo

-Não, porfavor eu imploro- A criança chorava desesperadamente e os policiais militares se preparavam lá atrás

-Oi Daniel...-Falei para o divergente

-Como...

-Eu sou Jungkook

-Como sabe meu nome?-

-Sei varias coisas sobre você, E eu vim te tirar dessa situação- Assim que falei o helicóptero se aproxima de nós- Eu não vou te machucar, quero conversar, e achar uma solução

-Falar? Eu não vou falar nada, Já é tarde demais, Tarde demais- balança a cabeça negativamente

-Sei que você é a Emma eram apegados, acha que te enganaram, mais ela não errou com você

-Ela mentiu para mim, achei que ela me amasse, maish eu estava errado... Ela é igualzinha aos outros humanos

-Daniel não- a refém estava assustada

-Eles estavam prestes a te trocar e você ficou magoado,Não foi?

-Eu achei que era parte da família-Divergente fala abaixando a arma- Achei que me amassem- ergueu a arma novamente- mais eu era só um beinquedo do que iam jogar fora quando se cansassem

-olha, sei que a culpa não é sua, essas emoções que está sentindo são apenas erros em seu software

-Não, a culpa não é minha, eu não queira isso,Eu amava eles, entende? Mais eu não era ninguém, Só um escravo para obedecer ordens- falou triste- aaah Não aguento mais esse barulho- O divergente fala do helicóptero- Esse helicóptero tem que sair daqui agora

Fiz sinal para que tirassem o helicóptero dali

-Viu? Fiz o que você queria,Tem que confiar em mim Daniel, Solte a refém e prometo que tudo vai acabar bem

-Quero meu caminho livre.... É quero um carro, e Quando estiver fora da cidade solto ela

-Isso é impossível Daniel... Solte a refém e prometo que não vão te ferir

-Eu não quero morrer

-Você não irá morrer, só iremos conversar- tranquilizei o Divergente- nada vai acontecer com você, eu te prometo

-Ok... confio em você- Soltou a Refém  e caiu no chão já longe do divergente 

E assim os militares atiraram várias vezes em Daniel fazendo ele cair de joelhos

-Mentiu para mim Jungkook, mentiu pra mim

Olhei para a refém e então virei para trás e comecei a andar

Missão cumprida 


Notas Finais


Gostaram?
capítulo não revisado, qualquer erro de português me desculpem

♡Não sejam leitores fantasmas, Um simples "Gostei" ou "continua" Significa muito para mim♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...