História Separados por um incesto -imagine Jeon Jungkook (Incesto) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, TWICE
Visualizações 65
Palavras 594
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Incesto
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Desgosto


Fanfic / Fanfiction Separados por um incesto -imagine Jeon Jungkook (Incesto) - Capítulo 8 - Desgosto

Ele, enfurecido, empurrou-me com violência e saiu em disparada, gritando enquanto subia as escadas:

"Se pensam que vão se divertir à  minha custa, estão muito enganados.  Não estou aqui para apoiar depravações"!!


Jungkook e eu nos abraçamos e começamos a chorar. Nós nos sentimos injustiçados, incompreendidos, rejeitados, e, com isso, só fazíamos alimentar a mágoa que sentíamos de nosso pai. Não preciso dizer que não houve festa alguma
Quando tia Jennie ligou novamente, papai mesmo atendeu o telefone e tratou de despachá-la . Ela ficou indignada com a sua reação. Desde que mamãe morrera, papai passou a destratar todos os parentes principalmente o tio Kim que era seu irmão mas velho , o que acabou
por afastá-los de nós. Fomos nos isolando cada vez mais, até que acabamos por ficar sozinhos , sem aquele convívio amistoso dos tios e primos como era antigamente.

O ambiente em nossa casa era praticamente insuportável. Havia ocasiões em que papai fingia que não existíamos . Lembro-me de quando terminamos o curso científico.
Em nossa escola, procurávamos ficar um pouco afastados dos demais alunos. Conversávamos com eles sem, contudo, nos deixar envolver. Nunca os convidávamos para ir à nossa casa, recusávamos quase todos os convites para sair , à exceção de uma festa ou outra, e não nos demorávamos depois da aula. Mesmo quando havia algum trabalho em grupo, Jungkook e eu sempre integrávamos o mesmo e marcávamos na casa de outros colegas para fazer o trabalho, nunca na nossa , com a desculpa de que não tínhamos  mãe, e que nosso pai ficava fora o dia todo. Tínhamos  medo de que os colegas descobrissem nosso segredo e procurávamos agir da forma mais natural possível.  Com tudo isso, conseguimos nos formar e nos sentíamos  orgulhosos.

Foi com a alegria que Jungkook levou a meu pai o convite de formatura. Papai pegou o papel e, sem olhá-lo , atirou-o na cesta de lixo. Jungkook ficou chocado, e eu tive vontade de esmurrá-lo . Frustrado, Jungkook argumentou:

"Pai, estamos nos formando no curso científico.  Não está orgulhoso de nós "?

Meu pai não respondeu, e Jungkook insistiu:

"Não está feliz? Não quer ir conosco? Não  sente nada? Por favor, Pai, fala alguma coisa ". Falava Jungkook, com lágrimas nos olhos. 

Não adiantava.  Ele simplesmente nos ignorava.

Naquele dia, pude sentir a frustação  nos olhos de meu irmão.  Apesar de tudo , era nosso pai, e seria extremamente constrangedor comparecer à  cerimônia de formatura, que seria seguida de uma missa e de um baile , sem a presença de nosso pai. Eu me acerquei de Jungkook, segurei sua mão  e levei-o dali, tentando consolá-lo da melhor forma possível. 

"Não se preocupe , Jungkook.se ele não quer ir, deixe para lá "

" Mas , Jisso, a família de todos os nossos colegas "

" a nossa também . Convidaremos nossos tios, nossos primos. Eles irão , você vai  ver"...

Mas não foi assim que aconteceu . No dia da formatura, ninguém apareceu. Todos estavam chateados com papai e cheios de suas grosserias, e não queriam correr risco de ter que aturar novas desfeitas. Nós  nos formamos  sozinhos e, logo após a missa, deixamos a igreja e fomos para casa.

Não queríamos  ir ao clube onde se realizaria o baile, ainda mas porque  todos iriam perguntar, COMENTAR, bisbilhotar .

Isso foi  causa de grande mágoa  para nós, principalmente  para Kook, que, mais sensível, sonhava em terminar com aquela desavença  e se iludia, pensando que papai, um dia, poderia nos entender e nos aceitar. Isso nunca aconteceu , e papai morreu levsndo consigo  o imenso desgosto que nós  lhe havíamos  causado. Ou melhor.. eu havia 


Notas Finais


Gostaram? Aaaa
Até o próximo 💗💗💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...