História Separados por uma janela (NAMJIN) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin)
Tags Namjin
Visualizações 32
Palavras 269
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Não pode ser


Depois daquele ocorrido, eu nunca mais o vi.  Eu entrei em depressão e acabei me isolando de todos, até de meus pais.  Meus pais cansados de tudo isso, resolveram me colocar em uma espécie de Internato. Isso me fez super bem, fiz muitos amigos, era como se nada tivesse acontecido. Acabei entrando na faculdade e até mesmo me formei cedo por ter um QI alto.


(Nos dias de hoje)


Minha vida tem sido perfeita, vamos dizer assim. Meu pai é dono de uma empresa grande e bem sucedida, o mesmo não me permite trabalhar, mas não quero ser um incômodo para o mesmo, por isso trabalho em uma loja de conveniência escondido de meus pais. Não ganho muito, mas é o suficiente para comprar algumas coisas.


Eu estava viajando com uns amigos de minha faculdade, fiquei duas semanas fora.


Quando cheguei em casa, pude matar a saldade que eu sentia de meus pais. Apertei os dois em meus braços, eu estava com muita saudade deles. Subi as escadas carregando minha mala, preciso de um banho. Coloco minha mala na entrada do quarto. Observo o mesmo no qual não havia mudado nadinha.

— Tcham... —Me espreguiço deixando um sorriso em meus lábios. —Não mudou nadinha.

A janela estava fechada. Me aproximo da mesma a abrindo com um sorriso em meus lábios. Fecho os olhos respirando o ar puro que eu tanto amava. Olho pela janela ainda com um sorriso enorme. Olho da janela a fora e vejo algo me deixando confuso.


A janela que havia em frente a minha, estava aberta.

— Não pode ser. —Meu sorriso desapareceu de meus lábios.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...