1. Spirit Fanfics >
  2. Sequelas >
  3. Ramen

História Sequelas - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite.

Capítulo 8 - Ramen


Trinta minutos. A Haruno olhou para o relogio na parede mas uma vez, Naruto devia ter chegado a trinta minutos. Ela estava sentada nos típicos banquinhos do Ichiraku, agora maior, devido ao crescimento do estabelecimento. Ela mordeu os lábios, ele não iria vir? Bateu o pé, a simples hipótese de levar um bolo fez sua barriga revirar. De repente, sua mente lhe fez uma pergunta, como ele se sentiu todas as vezes que ela o deixou plantando sozinho, nesse mesmo banco? Seu peito doeu, sua mente lhe torturava a todo momento, e quanto mais tentava se aproximar de Naruto, mais via o quanto errou com ele. Suspirou, devia esperar mais um pouco, ele iria vir, certo? Naruto jamais recusaria um ramen, principalmente de graça. E se aquele não for mais o Naruto? Mais uma pergunta cortou seus pensamentos, lhe incomodando, ele estava tão direto, se realmente não quisesse vir iria negar o convite. Expulsou, estava insegura, era fato. Mas devia esperar só um pouco mais, ele iria vir, ele iria.

Sakura havia se arrumado pra esse encontro, perdeu horas escolhendo roupas, colocou uma blusa vermelha justa que ia até um pouco a baixo da cintura, uma saia rosa parecida com a que usava na adolescência e um shorts preto que ia próximo do joelho. Passou gloss rosa na boca, deixando seus lábios seduzentes. Queria chamar atenção dele, fazê-lo reparar em si, olhar com aqueles olhos mais uma vez, olhos de quem viu a oitava maravilha do mundo, descobriu a verdadeira arte, o amor. Ela queria tê-lo outra vez, mas para isso ele teria que aparecer...

- Pra onde está olhando Sakura? - Naruto perguntou, aparecendo do lado dela, a rosada se assustou dando um pequeno pulo.

- Naruto! - Exclamou. - Estava longe, pensando. Nem te vi chegando... por que demorou?

- Fui parado por algumas fãs, está difícil andar pelas ruas. Principalmente agora que acabei de sair do hospital, as pessoas não me deixam em paz, tive que vir pelos telhados. - Ele explicou, se sentando também em um banquinho. Mas havia uma distância entre os dois, ele não se sentou exatamente ao lado dela, deixou um banco no meio, os separando. - Por que?

- Não, nada. Apenas achei estranho. - Ela sorriu meio triste, ele estava mantendo distância, percebeu. - Então, que ramen vai querer?

- De porco, por favor. - Sorriu para o senhor atrás do balcão, seu velho conhecido. - E você, vai querer qual?

- O mesmo. - Pediu.

- Dois ramens de porco saindo! - Ele cantarolou, virando de costas, adentrou a cozinha deixando os dois sozinhos.

O silêncio voltou, aquele de outrora. Deixando um clima esquisito outra vez. Sakura se remexeu, desconfortável. Era tão estranho estar assim com Naruto, inquieta, como se fossem desconhecidos. Talvez, fossem mesmo. A garota de cabelos rosas percebeu que sabia tão pouco do loiro que ficou surpresa. Era incrível, não, era horrível da sua parte perceber que sendo quem Naruto era, ela não sabia nada dele. Mesmo passando anos ao lado dele, era como se fossem desconhecidos.

- Você gosta mesmo de laranja, né? - Ela reparou na Blusa que ele usava, era laranja com mangás pretas. - Desde moleque adora usar essa cor.

- Não é que eu goste, sabe? eram as roupas que eu podia comprar na época. - O fazer lembrar do passado podia ter sido um erro, ela pensou. Mas o rosto dele não demonstrava nada, tristeza ou alegria. Estava neutro.

Outra vez o silencio reinou.

- E qual a sua cor favorita? - Ela insistiu.

Naruto a olhou sem entender.

- Acho que não tenho nenhuma... - Ele coçou o queixo. - Que tipo de pergunta é essa? - Indagou.

- Não é nada, apenas curiosidade. - Naruto estranhou as atitudes de Sakura, nunca a viu agindo assim. Principalmente com ele.

- Será que esse ramen vai demorar? Faz muito tempo que eu não como um. - Ele bufou. - Você não tá com fome, não?

Sakura se sentiu idiota, seu rosto queimou de vergonha. Ele se quer olhou para ela, se quer reparou nas suas roupas. No seu penteado novo, nem mesmo perguntou de volta sobre sua cor favorita. Ele só foi ali pelo ramen, sua ficha caiu. Como queria enfiar sua cabeça num buraco, devia ter deixado bem claro que era um encontro. Havia se arrumado atoa, ou ele simplesmente estava ignorando suas investidas? Não sabia, mas não teve coragem de perguntar, e se o clima ficasse estranho depois? Deveria se conformar, pelo menos ele aceitou o convite...

- Dois ramens de porco saindo, quentinho! - Teuchi falou.

(...)

Depois de quatro tigelas de ramen de porco, o loiro parecia satisfeito. Isso fez sakura rir, ele estava acabando com suas economias. Mas estava feliz, o Uzumaki parecia estar gostando, era tão bom... Sakura havia se esquecido de como esses momentos com Naruto eram bons. Lembrou-se de algumas missões, fora do pais do fogo, onde ela e ele provaram de tudo. Inclusive do amor, ela demorou pra perceber...
A tristeza teimava em apertar seu peito, lhe torturar a alma, eram muitos erros, alguns deles, incorrigíveis. Nem o tempo poderia apagar, era imutável. Estava sentindo o peso de todo o desprezo que desferiu sobre o loiro comilão ao seu lado. Ele quase morreu... por muito pouco não perdeu quem tanto amava. Só de pensar em não ter mais ele ao seu lado, lhe doía, mais do que seus erros.
Queria concertar, corrigir tudo. Voltar no passado e deixar de ser tão egoísta, medrosa. Deixar de lado seu ego e assumir para o Uzumaki que era recíproco, que o que ele sentia era mútuo. Ela o amava tanto quanto ele, talvez, até mais.

- No que está pensando, Sakura? - Naruto perguntou. - Está me encarando tem um tempo. - Ele parecia curioso, estranhava tais atitudes.

A Haruno se quer escutou, continuava a encara-lo, tinha uma expressão triste no rosto, naruto percebeu. Seu rosto estava apoiado em uma das mãos, enquanto olhava para ele. Fitando fixamente, brisada.

- Ei, acorda! - O loiro estalou os dedos em frente seu rosto. - Tá babando. - Provocou.

Talvez ele não tenha mudado tanto assim, continuava idiota.

- Acabou? - Ela perguntou, reparando nas tijelas que ele pôs de lado.

- Sim, senti falta disso. Hehehe. - Ele ficou sério, de repente. - Bom, acho que já vou indo... Obrigado pelo convite. - Ele se levantou, sem esperar uma resposta.

- Ei, calma! Eu vou com você. - Sakura jogou na mesa os yenes, sem se preocupar se o valor estava ultrapassando, não se importou. - Por que tanta pressa? Achei que ficaria um Pouco mais...

- Desculpe, eu já fiz o que fui mandado fazer. Tenho que ir.

- Hã?! Já fez o que foi mandando fazer, como assim? - Sakura não entendeu nada, havia feito algo errado?

Então, Naruto simplesmente explodiu deixando fumaça branca para trás. Fazendo o típico barulho de clones das sombras. E quando a fumaça se foi, só restou Sakura no meio da rua, de boca aberta.


Notas Finais


Pegadinha, hushsushs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...