1. Spirit Fanfics >
  2. Sequestrada por um demônio >
  3. Viagem nupcial

História Sequestrada por um demônio - Capítulo 19


Escrita por: Raiyara

Capítulo 19 - Viagem nupcial


Sarah

Não consigo tirar a sensação do beijo nos meus lábios, foi tão intenso....

Eu estou casada, é tão difícil de acreditar e pensar. Sou a rainha do inferno, isso me deixa tão nervosa e animada.

Estou me arrumando para a festa de noivado, quero muito falar com o vovô e com o Dylan.

Termino de me arrumar com um belo vestido vermelho que minha sogra me deu.

Niran —vamos, mestra?— confirmo com a cabeça.

Saio do quarto e vou para o salão que está acontecendo a festa, vejo minha família em uma mesa conversando, meus pais não parecem muito felizes, mas é compreensível.

Vou até lá com o meu mais falso sorriso estampado no rosto.

—estou muito feliz por estarem aqui.— falo sentando na mesa.

Dylan —esta mesmo?— pergunta com um sorriso curioso.

—talvez eu esteja.— falo com um sorriso de brincadeira.

Darlan —não parece infeliz.— meu avô fala me olhando.

—não estou.— falo bebendo vinho com sangue.

Derick —eu sinto muito por ter sido protetor demais filha, toma.— diz me entregando a chave da gargantilha, finalmente vou poder tirar para dormir.

—sobre o novo acordo,  vai ficar bem né vovô?— pergunto meio preocupada.

Darlan —seu marido não te contou?— vou ter que me acostumar com a parte do marido.

—não, só quero que fique bem, não me importo se é egoísmos não me importar com os outros.

Darlan —eu decidi seguir a regra, sou o primeiro rei, preciso dar o exemplo,  serei transformado em humano princesa, mas tudo bem, estou tranquilo com isso.— diz sorrindo, fico sem reação por alguns minutos.

Saio da mesa e vou em direção a Dantalion que está conversando com alguns demônios, pego a mão dele e o levo para pista de dança.

—precisamos conversar querido.— falo um pouco brava.

Dantalion —o que eu fiz dessa vez? — diz me olhando sem entender.

—é o que você não fez! Disse que minha família ficaria bem, mas meu vovô vai ser transformado em humano!— falo brava.

Dantalion —ele decidiu ser o exemplo, não fiz nada.— respiro fundo.

(...)

Estou morrendo de raiva enquanto viajamos para uma parte do inferno onde casais passam sua lua de mel.

Estamos voando até lá em silêncio, eu ainda não acredito que nos casamos, somos marido e mulher.

(...)

Quando chegamos fico maravilhada com o lugar, é lindo, as árvores tem as folhas vermelhas e tudo dá um clima mais romântico.

—é incrível.— falo sem perceber.

Dantalion —vamos entrar na casa, precisamos conversar, e as árvores são assim porque se alimentam de sangue dos mortos que fica no solo.— ele consegue acabar com o clima.

—estraga prazeres.— falo zangada.

Dantalion —estamos no inferno, tudo aqui tem uma explicação ruim, agora vamos logo.— diz entrando na casa de madeira.

—mais ruim que você não existe.— entrando na casa também.

Dantalion —você não sabe o que é ruim, ratinha.— diz olhando em meus olhos.

—pelo que falou, não iremos consumar o casamento né?— pergunto já não gostando da ideia de me entregar a ele.

Dantalion —só me diz que não tem hímen, que ele rompeu naturalmente correndo ou subindo em uma árvore.— ele está sério.

—sou virgem e meu hímen está completamente intacto, todas as minhas ginecologistas falaram isso, por que?— pergunto sem entender, vejo ele colocar a mão no rosto meio que tentando se acalmar.

Dantalion —quando a gente voltar de viagem e você ir na médica meus pais vão saber que esse casamento não valeu de verdade. Acabei de pegar o trono do inferno e já vou perde-lo.— é só com isso que ele se importa.

—podemos fazer um trato.— falo com um sorriso.

Dantalion — o quê?— pergunta me olhando.

—pensando bem, esquece.— falo me virando, mas ele segura minha mão.

Dantalion —pode falando.— diz mais como uma ordem.

—posso perder a virgindade com o Kailan, gosto dele.— vejo que ele trava quando falo isso.

Dantalion —você não conhece meu irmão a nem uma semana.— diz sem acreditar.

—tudo bem, já que já aceitou que perdeu o que tanto queria.— falo com um sorriso.

Dantalion —deixa eu ver se eu entendi, quer dormir com meu irmão e ainda pedir algo em troca?— pergunta incrédulo.

—sim, o que tem, não se lembra, não pode se meter na minha vida pessoal, então posso dormir com quantos irmãos seus eu quiser querido.— falo com um sorriso mais safado, vejo que o olhar dele contínua sério.

Dantalion —o que quer?— pergunta meio bravo, ele não vai nem dizer nada, realmente não sente nada por mim.

—quero poder viajar para ver mais meu avô.— falo e ele respira fundo.

Dantalion —esta bem.— diz entrando no quarto.

Entro e vejo ele começar a tirar a camisa, fico sem entender.

—o que pensa que está fazendo.— pergunto sem entender.

Dantalion —vai perder a virgindade comigo, ou nunca mais deixo você sair do inferno.— fico sem reação quando ele diz isso, como pode ser tão babaca.

—não pode fazer isso comigo, sou a rainha seu idiota!— falo brava.

Dantalion —eu sou o rei querida, esse reino é meu e para o povo quem comanda sou eu, você é só um enfeite que gera herdeiros.— quando ele diz isso sinto mais que ódio se formar em meu peito, sinto nojo.

—você merece a Vânia, não preciso fazer isso para romper meu hímen, posso fazer sozinha, irei dormir no sofá.— falo indignada.

Saio do quarto e vou pegar um pouco de ar, sinto lágrimas caírem do meu rosto, acho que é por ter percebido como as coisas realmente são.

Não preciso fazer nada hoje já que ficaremos duas semanas aqui, o difícil vai ser ficar ao lado dele, estou pegando ódio, eu realmente deveria ter ouvido mais meus pais.

Mesmo se eu não fizer nada e ele deixar de ser rei não deixarão eu sair do inferno.

Fico em baixo de uma árvore até pegar no sono ali em frente a casa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...