1. Spirit Fanfics >
  2. Sequestradas por Vampiros >
  3. Entre irmas.

História Sequestradas por Vampiros - Capítulo 38


Escrita por: e Boo-chan123


Capítulo 38 - Entre irmas.


Cristal: (Visto o biquíni e o roupão por cima fiquei de boca aberta quando vi alguns seguranças). Aí que gostosos. (Logo fui até ele). Que delícias.

Bruno: pode ir tirando os olhos deles. (Falei com certo ciúmes). 

Cristal: Não estava falando deles amor. (Tiro o roupão me exibindo).

Bruno: sei.. (olho para ela e percebi que uns seguranças também, olho mortalmente os dispensando). 

Cristal: Toda sua. (Falei passando a mão no meu corpo e aproveitei que ele não estava olhando e pisquei pra um. Ainda estava com a marcar da não dele na minha bunda).

Bruno: devia sossegar. (a olho segurando sua cintura). 

Cristal: Estou quieta querido. (Falei passando os braços envolta de seu pescoço).

Bruno: espero. (a beijo). Vai nadar, você fica linda toda molhada.

Cristal: Vou tirar o sutiã do biquíni aí fica melhor.

Bruno: contando que ninguém além de mim veja.

Cristal: Tenho certeza que ninguém irá ver. (Falei tirando ele devagar). Lindos né.

Bruno: são maravilhosos.

Cristal: (Entro na piscina relaxando e mergulhando).

••••

Nathan: (Vejo Bruno e vou falar com ele). E aí? Como ficou tudo lá.

Bruno: de boa, só não olha para a piscina se não quer morrer.

Nathan: Eu já vi. Não precisa ameaçar. (Falei me sentando na espreguiçadeira).

Bruno: é bom sempre avisar.. cadê a Cassie?

Nathan: Passeando pela casa. Estou sem fazer nada e não posso atormentar ela se não fico de castigo.

Bruno: castigo? (Ri da cara dele). Bem feito!

Nathan: Não rir não. Que a Cristal pode se revoltar e te deixar por uma semana ou mais sem fazer.

Bruno: nem deixe ela lhe escutar, que é capaz mesmo de o fazer

Cristal: Eu escutei isso. E não é má ideia. (Falei apoiada na beira da piscina).

Nathan: (Sorri vendo aquilo).

Bruno: Nem vem com essa, que eu não lhe fiz nada pra isso. 

Cristal: Sabe que posso arrumar motivos. Você não é santo e nem seu celular. Vi todas as suas mensagens e algumas conversas bem íntimas e não são de outros tempos não. Eu vi a data e são de agora. (Falei o olhando e lembrando o porquê eu estava com raiva dele).

Nathan: Se lascou. (Sorri. Sinceramente ainda bem que não faço esse tipo de coisa. Com a senhorita que eu tenho prefiro andar na linha).

Bruno: então você viu que era só das parte delas, não minhas.

Cristal: Não se faça de inocente que algumas você deu corda. (Falei saindo da piscina e pegando meu sutiã e cobrindo meus seios sem que Nathan os veja).

Bruno: (Fiquei quieto, não tinha muito o que falar). Então também vou estar de " castigo "?

Cristal: Não. Se você fica de castigo automaticamente eu fico também. (Olhei pra ele com uns olhos de assassina).

Nathan: (Os casais problemas estão perdendo feio pra esse casal complicado aqui).

Bruno: Ok, eu não falo mais com elas até as bloqueios e excluo do meu celular, mas não me olhe assim.

Cristal: Mude seu perfil pra relacionamento sério. (Falei pegando o roupão e saindo).

Bruno: como?!.. (a vi sair). 

Nathan: Foi o que você ouviu. Não tiro a razão dela já olhou o meu. Nem precisa a Cassie mandar já faço antes. Até porque eu sei tratar uma mulher como ela. (Falei lembrando dela sem roupa).

Bruno: olha se ele não virou um homem de família! (disse debochado). Você esta muito baba ovo da Cassie. (peguei meu celular e fiz o que tinha dito). 

Nathan: Só gosto de tratar ela bem. Ela merece é uma garota incrível que desperta o melhor em mim.

Bruno: (termino e olho para ele ). Até ela mandar você pra longe, se fez uma vez vai fazer de novo. (me levanto saindo). Você não parece mais o mesmo.

Nathan: Nem você. (Falei indo pro meu quarto pensando. Em algumas coisas. Ele está certo se ela já fez uma vez. Nada impede que ela faça de novo. Me deito pensando nisso. Eu não deveria colocar sentimentos onde não a nada).

Cassie: (fiquei um tempo perdida, mas logo fui me guiando, fui até onde sentia o cheiro da Cris). oii! (apareci atrás dela, a olhei e a vi brava?). O Bruno fez algo de novo?

Cristal: Conversando com algumas piriguetes pelo celular. Sou ciúmenta ele sabe disso.

Cassie: vocês dois, só arranjam problemas, não fique assim logo ele para de dar atenção para ela e foca só em você.

Cristal: É verdade. Ele estava com ciúmes porque os seguranças estavam olhando pra mim e eu olhando pros seguranças pra ele saber o quanto da raiva.

Cassie: viu? Se ele tem ciúmes é por que gosta de você.

Cristal: As vezes nem parece. Mais fazer o quê? É o jeito dele não adianta eu tentar muda-lo. Tenho certeza que ele é a mesma coisa comigo. (Sorri um pouco). Acredita que ele sentiu quando agi na frieza com ele.

Cassie: vocês só são complicados, mas se gostam ou amam, só depende de vocês descobrirem os sentimentos que tem um pelo outro e deixar essas brigas bobas de lado.

Cristal: Você está me dando uma faca nos peitos dizendo pra mim deixar brigas bobas de lado. (Sorri pra ela).

Cassie: besta! (Sorri). 

Cristal: Vamos descansar. Amanhã tenho muitos seguranças pra mim chavecar longe da vista de Bruno.

Cassie: tem nem vergonha. (Sorri subindo para o quarto). 

Cristal: E você tem. (Sorri indo pro meu). Sabe que não faço isso. Sou apaixonada pelo meu ídolo de infância.

Cassie: apaixonada não! Obcecada isso sim.

Cristal: Nem tanto. (Sorri pra ela). Tá que um pouco.

Cassie: um pouco?! Isso é uma ofensa, só faltava você o sequestrar, só que ele fez isso antes.

Cristal: Nem me lembre disso. Se eu tivesse tentado essa loucura antes. Eu acho que teria morrido. Ou dado ficado com ele antes. Não sei.

Cassie: (ri). Talvez, esses dois são imprevisíveis, ainda mais o Bruno.

Cristal: Nem me fale. Eu achei que a mal humorada era eu. Mais ele ganhou essa. Quer ver ele ficar pra morrer é eu dizer que vamos passar um dia sem sexo.

Cassie: Você também não fica para trás, chega a ser igual nesse requisito.

Cristal: Nem tanto. (Sorri cínica pra ela).

Cassie: sei, sua poluída (ri parando de frente ao meu quarto). Boa noite sem vergonha.

Cristal: Boa noite santinha. (Entrei no quarto e Bruno estava deitado sem camisa com aquelas tatuagens a amostra. Com uma cara de poucos amigos. Bem é a única que ele tem. Está com uma taça bebendo normal vindo dele). Oi!Amor. (Lá vou eu cutucar onça com vara curta).

Bruno: oi. (nem dei muita atenção, continuei bebendo). 

Cristal: (Ah...é assim é. Mais eu te mato seu infeliz. Me deitei ao lado dele e servi outra taça pra ele e fiquei o beijando. Nossa como eu quero da uns tapas nele. Sorri com esse pensamento).

Bruno: (a olhei). Não estava brava comigo?

Cristal: Não só sai dando privacidade pra você e Nathan conversar. (O que passa pela cabeça dele? Nem sempre eu estou brava quando saio daquele jeito).

Bruno: ok. (bebo um gole do vinho). vai querer ir a praia amanhã?

Cristal: Não. Quero ficar curtindo você. Ficar só com você. (Falei me aconchegando e tomando um gole da bebida dele).

Bruno: Ficaremos então. (deixei ela beber, não ficaria de olho para não exagerar). 

Cristal: (Logo devolvi não quero ficar bêbada). Me desculpa amor.

Bruno: Não tem problema beber um pouco. (Termino de beber e coloco a taça em um canto).

Cristal: Não estou falando disso. Estou falando de brigar com você por besteira. (Sério mesmo que eu ouvi minha irmã não estou me reconhecendo mais. Se ela souber vai ficar se gabando por dias).

Bruno: ( A olho por um tempo) também não sou algo fácil, me irrito atoa.

Cristal: Na verdade a maioria das vezes eu que te irrito.

Bruno: verdade (sorri e beijo sua testa, acho bom o Nathan não saber nada disso, se não vai ficar me enchendo o saco). Eu lhe desculpo por isso.

Cristal: Bom melhor eu ir vestir uma roupa estou nua de baixo do roupão. (Sorri pra ele).

Bruno: Não séria algo ruim estar assim .

Cristal: Não me olha com esses olhos. (Falei vestindo um vestido bem folgado no corpo).

Bruno: que olhos. (me fiz de desentendido). 

Cristal: Esse bem aí senhor Bruno. (Falei indo deitar com ele de forma que não me machucasse por ainda está dolorida).

Bruno: Ta bom! Não estou mais olhando (sorri a abraçando com cuidado). 

Cristal: (Logo pego no sono bastante cansada).

Bruno: (Escosto minha testa na sua e durmo). 

••••

Nathan: (Estava pensativo no quarto. No que Bruno havia me falado).

Cassie: (entrei no quarto indo até a cama). Oii!

Nathan: Oi. (Falei não dando muita atenção. Será que ela seria capaz de fazer isso de novo).

Cassie: o que foi? (olho para ele sem entender). 

Nathan: Nada só estava pensando em alguns problemas. Vem. (A chamei pro meu colo). 

Cassie: que tipo de problema? (Me deito junto dele). 

Nathan: Trabalho. Minha flor. (Falei a abraçando. Melhor nem deixar ela perceber isso).

Cassie: Você está estranho (olho ele desconfiada).

Nathan: Meu docinho deixa isso pra lá. (Falei beijando ela e a confortando no meu colo).

Cassie: Está bem (não insiste, mas ainda saberei o do porque ele estar assim). 

Nathan: Boa noite docinho. (Falei fechando os olhos).

Cassie: boa.. (durmo em segundos). 


Notas Finais


Link do biquíni
https://pin.it/Ql8NiP2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...