1. Spirit Fanfics >
  2. Sequestrei um K-idol >
  3. Cap.45

História Sequestrei um K-idol - Capítulo 45


Escrita por:


Capítulo 45 - Cap.45


Fanfic / Fanfiction Sequestrei um K-idol - Capítulo 45 - Cap.45

_Yuna on_


Eu estava pegando algumas coisas que eu iria precisar pra passar a noite no quarto do meu irmão, sinceramente o quarto dele é uma bagunça, pegeui um colchão e arrumei um lugar pra eu poder colocá-lo, todos estavam na sala assistindo TV, alguns minutos depois consegui arrumar tudo pra que eu pudesse passar a noite ali naquele quarto.

Me jogo no colchão cansada, mais uma coisa chama minha atenção, vejo o telefone do meu irmão em cima de sua mesa, para a minha surpresa, o telefone está desbloqueado, ele nunca foi de deixar o telefone dele desbloqueado, e como sou curiosa pegeui seu telefone e começei a olhar.

Como imaginava, não tinha nada de interessante, mais ai, do nada a conta dele abriu.


_Yuna: Mais o que é isso?


Fico surpresa com a quantidade de dinheiro que ele tem em sua conta.


_Yuna: Como ele conseguiu 15 mil assim do nada? Ele nunca nem saiu daqui pra trabalhar, isso é impossível... Como ele...


Fico ali, olhando para a conta bancária de Chung-he de boca aberta por alguns minutos, até que do nada ele entra no quarto.


_Chung-hee: Yuna você sabia que aquele cara da novela era na verdade o....


Assim que fecha a porta, olha pra mim e para de fala assim que vê seu telefone em minhas mãos e meu rosto de espanto


_Chung-hee: O que você está fazendo com meu telefone garota?


Ele fala em um tom que eu nunca ouvi ele dar antes, era um tom ameaçador, naquele momento, pela primeira vez na minha vida, senti medo dele, ver aquela quantia toda de dinheiro em sua conta, me fez pensar tudo de ruim que ele poderia ter feito pra conseguir aquela quantia, até porque semana passada deu uma olhada em sua conta bancária e não tinha nenhum dinheiro, e é impossível alguém como ele, que não faz nada conseguir 15 m de uma hora pra outra.


_Chung-hee: ME RESPONDE!


Ainda sem conseguir dizer uma palavra, ele arrancou o telefone violentamente da minha mão, assim que ele viu sua conta bancária, olhou pra mim, e um olhar apareceu em seu rosto, seu olhar me deu medo, meus olhos se encheram de lágrimas,me levantei e finalmente falei.


_Yuna: Chung-hee... O que você fez? Por que tem tanto dinheiro na sua conta?

_Chung-hee: Isso não é da sua conta! O que importa é que eu finalmente vou poder dar tudo o que essa família sempre quis

_Yuna: 15 mil não aparece assim do nada Chung-hee, essa família não precisa de mais nada, ela tá perfeita do jeito que tá. Chung-hee no que você se meteu? Como conseguiu esse dinheiro? 

_Chung-hee: ISSO NÃO É DA SUA CONTA GAROTA! VOCÊ NÃO TEM QUE SE METER NOS MEUS ASSUNTOS! VOCÊ NÃO TINHA O DIRETO DE MEXER NO MEU TELEFONE! QUEM TE DEU A PREMIAÇÃO DE PEGA-LO?? PELO MENOS EU ESTOU FAZENDO ALGO PRA ESSA FAMÍLIA, EU VOU DAR TUDO O QUE A OMMA E O APPA SEMPRE QUISERAM, DIFERENTE DE VOCÊ, O AUE VOCÊ JA FEZ PRA AJUDAR NOSSA FAMÍLIA? VOCÊ NUNCA TRABALHOU NA VIDA, VOCÊ SÓ FICA ESTUDANDO, ACHA MESMO QUE ESSES LIVROS VÃO TE SUSTENTAR? VOCÊ É O MAU DA NOSSA FAMÍLIA, O APPA SE MATA DE TRABALHAR PRA PAGAR SUA FACULDADE, VOCÊ NUNCA TROUXE DINHEIRO PRA DENTRO DEDSA CASA, ENTÃO NAO VEM SE METER NOS MEU NEGÓCIOS!


Eu não aguentei, aquelas palavras foram como uma faca no meu coração, mesmo com as brigas, desde de pequena sempre vi meu irmão como um herói, sempre o adimirei, na escola ficava me gabando pro meus colegas, dizendo que meu irmão era o melhor, mais depois de ouvir as palavras dele, meu coração quebrou em pedaços, as lágrimas caíram, sai correndo sem olhar pra trás.

Sai pela porta dos fundos, estava tudo escuro, todos provavelmente já estavam em seus quartos, até porque estava tarde, fui até o nosso esconderijo, que ficava atrás do estábulo.

É um quarto de ferramentas, que papai fez a muitos anos atrás, mais acabou de esquecendo dele, e um dia Chung-hee e eu estávamos andando por ali e acabamos encontrando, nós o reformamos e fizemos dali nosso esconderijo, Appa e Omma nunca desconfiaram, sempre que ia apanhar corrriamos pra li e nos escondiamos, nossos pai nunca nos encontrava.

Assim que entro no quarto, me lembro de toda a nossa infância, não conseguia parar de chorar, sento em um puff que havia ali, pego um ursinho que Chung-hee me deu quando tinha 14 anos, começo a abraça-lo com muita força, lembro como se fosse ontem que ele me deu.

Eu tinha um namorado e acabei descobrindo que ele me traiu, foi minha primeira paixão, eu estava arrasada, então eu vim pra esse quarto, estava chorando muito, aí Chung-hee apareceu, ele fez de tudo para eu sorrir, aí me deu o ursinho e disse que os dois, Chung-hee e o ursinho sempre estariam comigo, ele disse que nunca ia me abandona, sempre ia me defender, disse que sempre seria meu herói, ele me fez sorrir como nunca antes naquele dia. 

Olho pra um canto do quarto e vejo, escrito na parede: "Yuna & Chung-hee sempre juntos". Lembro que escrevemos no dia que reformamos esse quarto, ele tinha 10 anos e eu, 6 anos.


_Yuna: O que aconteceu com você Chung-hee? Você não é o cara com quem eu cresci, você não é o meu herói. Seja lá o que você fez ou está fazendo, eu não vou deixar, vou descobrir e dessa vez serei que vou te salvar.


Acabei adormecendo entre as lágrimas no pequeno quarto.


_Yuna off_ 







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...