História Sequestro - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 14
Palavras 3.081
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um cap... TÁ ACABANDO... MAIS DOIS CAPITULOS E XAU! T^T
Boa leitura! Desculpe qlqr erro, tava nervosa!

Capítulo 25 - It's over


Fanfic / Fanfiction Sequestro - Capítulo 25 - It's over

Cada segundo sozinho dentro daquela casa deixava Yoongi mais insano, revirou o lugar somente para confirma se estava vazio, sem um ponto especifico para começar sua buscar, apenas se deu por vencido, até ouvir seu celular tocar. 

-Yoongi! - berrou o homem do outro lado. - Eu estou aqui... Abra a porta! 

-Namjoon? - balbuciou se levantando do sofá e indo até a porta. - Onde você estava? Você sumiu por dias! O Jin está no hospital e Jimin foi levado novamente-

-Droga... - ouviu o amigo resmungar parecendo estar sem folego. - Alguma vez Jungkook disse algo sobre voltar para casa? - perguntou. - Ou saudade do lar? 

Yoongi vasculho em sua mente em busca de suas lembranças com a criança, um arrepio percorreu sua espinha, o fazendo despertar. 

-Sim...Busan. - falou. - Há um lugar no litoral

Ponderou por alguns segundos suas próprias palavras, até se dar conta da breve associação do nome da cidade ao lugar de onde Jimin veio. 

-Busan! - repetiu. - É para lá que ele irá leva-lo! 

-Yoongi, me escuta com atenção! - O delegado afastado voltou a falar. - Não faça nada! 

-Vou usar seu carro! - Falou saindo de casa e indo até o automóvel do maior, estacionado bem a frente de sua casa. 

-Yoongi você não pode ir até ele sozinho! - Falou puxando o revoltado policial pelo braço. 

-Ele atirou em Hoseok, ele pode fazer qualquer coisa com Jimin! 

Namjoon fica em silêncio durante algum tempo. 

-Eu vou com você! 

-Não! Você precisa ir até Jin, ele esta em cirurgia agora, vá vê-lo.

O delegado observou o policial durante algum tempo, por fim apertou de leve o ombro do menor, e abaixou levemente a cabeça concordando com o amigo. 

-Tome cuidado! - falou. - Me avise assim que encontra-lo, tentarei mobilizar o máximo de policias que consegui parar ir ao seu encontro. 

Yoongi apenas assentiu brevemente abrindo a porta do carro, Namjoon vendo o amigo ligar o carro estendeu a mão para Yoongi, que a apertou. 

-Obrigado por ter ido até ele. - murmurou, o menor apenas assentiu, engatando a ré e partindo com o carro, viu pelo retrovisor Namjoon ficando cada vez menor, até desaparecer de seu campo de visão. 

 

A estrada estava incrivelmente vazia principalmente para um dia de semana, Yoongi seguia na velocidade máxima que podia, evitando entrar em um acidente desnecessário, seu desespero aumentava quando começava a pondera se Jungkook estivesse mesmo ido para aquele lugar, ou se havia ido para outro, e que poderia não fazer ideia de onde era. Seu corpo todo parecia ficar tremulo imaginando o pior, se algo acontecesse a Jimin, se o perdesse como pensou te-lo perdido da primeira vez, ficaria louco. Só de imaginar suas unhas cravam no acolchoado do volante, respirou fundo tentando manter se conciênte, relaxou os nós dos dedos deixando as palmas abertas sobre o volante. 

Mantinha o olhar fixo na estrada deixando o silêncio do carro fazer de sua mente sua pior inimiga. A cada suposição irracional que fazia o deixava mais aflito, o que nem mesmo o deixou perceber o tempo passando, para sua surpresa antes do previsto começou avistar o mar. 

Mais um problema; não sabia por onde começar a procura, se é que estavam por ali. 

Quis por um momento ter um meio de encontra-los. 

Parou o carro numa encosta qualquer, depois de ouvir seu celular tocar pela decima vez, seja quem for parecia desesperado para falar consigo, pegou o aparelho celular, mais que abandonado no banco do passageiro, e o atendeu. 

-Alô. - falou desinteressando, antes de confirmar que era o numero do amigo ligando mais uma vez. 

-Você o encontrou? - perguntou a voz do outro lado. 

Ao reconhecer a voz, percebeu que não era de Namjoon que se tratava, mas sim de Taehyung. 

-Não. - falou dando um leve soco de repulsa no volante. 

-Acho que sei onde ele pode estar... Se ele foi mesmo para Busan, ele com certeza esta nesse lugar. 

-Como tem tanta certeza? 

As palavras de Yoongi pairam no ar, do outro lado Taehyung parece reprimir um principio minimo de choro. 

-É um posto de observação. - falou com a voz alterada. - Pelo que me lembro fica na saída oeste da cidade, um ponto alto, uma encosta perto da estrada de frente para o mar. Um lugar isolado... Ele falava muito desse lugar. - comentou por fim. 

Durante um tempo ambos permaneceram em silêncio. 

-Suga... - Taehyung o chamou. - Não o machuque. - pediu. - Não o mate. - Implorou. 

Yoongi permaneceu em silêncio. 

-Ele precisa de ajuda! - Taehyung tentou mais uma vez, mas Yoongi já não o ouvia mais, havia desligado a ligação e voltando para a estrada. 

Pediu para que se algum Deus o estivesse ouvindo, que seja mesmo aquele o lugar!

 

Cruzou a cidade, indo para o lugar onde Taehyung o instruiu a ir, seguia pela estrada passando por uma rua inclinada, demorou a entender que era aquela encosta que o outro se referia, seguiu com os olhos atentos, via o mar pelo seu lado direito enquanto seguia em paralelo com uma parte mais alta da encosta, avistou um carro parado em um ponto mais afrente da estrada, ao se aproximar velozmente, viu que havia encontrado o local descrito por Taehyung.

Ao se aproximar de carro viu a alguns metros de distancia da estrada, da onde um carro prateado de passeio estava estacionado, sobre a extensão de piso de madeira, um extenso banco do mesmo material. Ao deixar seu carro se aproximou com cautela, viu além do banco a figura de duas pessoas, seu coração apertou no peito, sua mão gelou ao pegar a pistola, a deixando em mão em posição de alerta, e então se aproximou.  

Sentiu seu sangue ferver ao constatar que os dois diante do banco eram Jungkook e Jimin, teve a repulsa de descarregar o pente da arma em Jungkook, afinal vira os braços e mãos do maior em volta de Jimin, o apertando em um abraço silencioso. 

-JEON JUNGKOOK,  ESTA PRESO PELO SEQUESTRO DE PARK JIMIN. LEVANTE A MÃO E SE AFASTE DELE, AGORA! 

Berrou cada palavras como se fossem uma aviso prévio de sua raiva. 

Jungkook fungou escondendo o rosto contra o pescoço de Jimin, que encarava seu namorado com um olhar confuso, quase sofrego. 

-Como nós encontrou? - Murmurou Jungkook com a voz séria, parecendo outra pessoa diante daquele que visou tanto. 

Jimin desejou correr para os braços de Suga, mas sentiu as mãos de Jungkook se fecharem em volta de seu braço, mantendo o menor atrás de si. 

-Solte-o! - falou Yoongi autoritário. 

-Yoongi... - Jimin chama pelo namorado parecendo assustado e acuado.

-Vai ficar tudo bem, meu amor! - falou Yoongi sem tirar os olhos de Jimin. - Eu prometo!

-Shii! - Interveio Jungkook. - Você não deveria esta aqui! - falou desconcertado. - Você já o trouxe aqui? - perguntou com a voz grave. 

Jimin nega. 

-Não foi ele, foi Taehyung. - falou Suga mantendo a arma apontada para os dois. 

Jungkook riu. 

-Eu sabia que tinha que ter terminado aquilo. - balbuciou quase inaldível. 

-Jeon Jungkook desista! - falou Yoongi em um tom neutro. - Se entregue, solte Jimin... Você não tem escolha... Não tem para onde ir logo mais policiais estarão aqui! 

Por um segundo o homem ao lado de Jimin fraquejou, abaixou a cabeça tocando o nariz no pescoço do menor, aspirando o doce cheiro que este soltava, quis por tudo sair daquela situação vitorioso, não por si, mas por aquele em que depositava seu amor doentio

-Suga... - falou encarando-o. - Não era eu. - disse abrindo um sorriso. - Nunca foi um plano meu. 

-Não importa quem foi que mandou, foi você quem o fez!

-Você sabe não, é? - desdenhou arqueando um sorriso. - Acha que ele vai parar? Você o conhece melhor que eu, Suga! 

-D-do que esta falando? - balbuciou Yoongi. 

-Não se faça de sonso Suga, você nunca foi bom nisso! - falou Jungkook ainda se colocando a frente de Jimin, e o mantendo em suas mãos, fechou os olhos como se tentasse resgatar uma memoria antiga, sorriu. - Nunca foi bom mesmo! - continuou. - Sabe, Jimin... - murmurou. - Seu namorado nunca foi muito bonzinho comigo-

-Desde que te conheci eu tentei te ajudar! - berrou Yoongi. 

-Quer mesmo contar sobre nosso passado para ele? - retrucou. - Ele iria adorar saber que tipo de amigo você foi para mim... 

-Eu nunca fiz nada por mal! - Replicou, vendo a expressão no rosto de Jimin se modificar. 

Yoongi viu por um segundo nos olhos do amado decepção, um calafrio lhe subiu a espinha imaginando as coisas que Jungkook teria-lhe dito, ficou instantaneamente envergonhado, sempre viu Jungkook como uma criança fechada, nunca brincava, nunca queria sair do quarto, sempre monótono. Ficava rapidamente entediado quando se via obrigado a ficar na companhia do outro, quando menor. Uma vez foi longe demais tentando tirar o garoto de sua capsula mental, em que o tempo todo o via preso. 

Sua mente parecia mais interessante que a realidade. - Isso era o que Suga pensava de Jungkook, e este lhe dava certeza disso sempre que ignorava qualquer principio de aproximação do maior, até o dia em que este lhe tortura tanto perguntando sobre sua mãe, que acabou por ter uma crise de choro, Suga nunca havia visto o garoto daquela forma. Incrivelmente Jungkook tornou-se mais próximo de si, depois daquela crise. Suga por outro lado passo a ser cada vez mais inseguro com o menor. 

-Você foi embora sem nem mesmo se despedir. - continuou Jungkook. - Eu pensei que fossemos amigos, Suga. 

-Aquilo não envolvia você, eu fui embora por causa de meu pai! 

-Exatamente! - berrou. - Eu nunca fiz nada... nada para você, foi seu pai. - agarrou Jimin pela mão, e encarou o menor. - Era o ponto em que eu queria chegar... - voltou os olhos para o menor apontando para si uma arma. - Adivinha só, por ele estamos nessa situação, mais uma vez seu querido pai. - encarou Yoongi.

-Yoongi... - murmura Jimin contendo as lagrimas de medo. - Aquele homem, não...

-Sim Jimin, aquele homem orquestraria seu sequestro só porque o filhinho esnobe e mimado odeia o papaizinho! - falou Jungkook completamente alterado. 

Volto se diretamente para Jimin, ignorando a existência de Yoongi, e apertou o menor entre os dedos. 

-Se ele toca-se em você... 

-Mas foi VOCÊ, Jeon Jungkook! - berrou Yoongi. 

Jimin mira os olhos para o namorado. 

-Ele sabe que não estará seguro com você, Yoongi. E você também sabe disso. 

Yoongi mordeu os lábios negando para si mesmo as palavras de Jungkook. 

-Ele também não estará seguro com você... - disse Yoongi mantendo a arma em prontidão. 

-Como não? - desdenho. 

-Você será indiciado por sequestro, e homicídio! - berrou Yoongi serio. - Você não pode viver se escondendo! 

-O que? - murmurou Jimin. - Você matou alguém-

-Ele tirou a vida de Jung Hoseok! 

-O que você fez? - disse Jimin, começando a querer sair dos braços do menor. - Você nem mesmo sabia quem ele era! Por que fez isso? 

-Eu não quis... - desdenhou. - Ele nunca foi importante a esse ponto-

-Ele queria se livrar de Kim Taehyung, quem chamou tanto de amigo-

-Um passa tempo divertido... - disse Jungkook o encarando, seu tom de voz muda repentinamente se tornando diferente do tom calmo que usava com Jimin. - Ainda assim seu pai foi o culpado da morte de SeokJin!

-Eu o salvei! - falou Yoongi. - Jin está no hospital nesse momento... 

-Meu irmão... esta bem? - murmura Jimin sem acreditar nas palavras do namorado. 

-O que? - berrou Jungkook. - Impossível, SeokJin não pode estar vivo... Esse não era o acordo! 

-Acordo? - murmura Yoongi. 

-Ele... mataria SeokJin, ele o deixaria em paz - olhou de soslaio para Jimin - você nunca esteve ligado ao caso, e ficando comigo sairia do caminho de Suga, ele me perdoaria por desacatado uma ordem... - Jungkook nega com a cabeça. - Ele vai querer acabar com seu irmão. 

-Desista Jungkook! Suas palavras não passam de fabulas! - berrou Yoongi dando alguns passos a frente. 

-Parado ai! - berrou Jungkook. - Eu... preciso pensar. - continuou agora revelando a arma que estava presa na cintura sobre o casaco. - Jimin... acredite em mim! - falou Jungkook segurando o rosto do menor em sua mão. - Você precisa acreditar em mim... Ele - sua voz soa extremamente tremula. - Ele vai querer ir atrás de você também! 

-Jungkook... - murmurou Jimin próximo a seu ouvido. - Por favor pare com isso... - pediu. 

-Jimin, tudo o que eu disse antes é verdade! - disse mantendo o punho do revolve perto do rosto de Jimin. - Olhe para mim! - berrou, vendo o menor se encolher na sua mão. - Jimin... me ouve eu-

-Jeon... Você esta louco! - Yoongi o corta, chamando para si sua atenção. - Parou de tomar seus remédios de novo? Esta em um surto novamente... Meu pai por mais ruim que seja jamais mataria alguém, já seu ódio por ele... Você criou um vilão para essa historia, quando na verdade você é o único culpado. Aceite Jeon não foi por uma ordem de meu pai- 

-Não sou burro Suga! - retrucou Jungkook parecendo agitado. - Ele estava planejando sequestrar Jimin, fazer mal a ele! Eu sei! Meu pai me contou, quando eu disse que eu mesmo faria, ambos ficaram surpresos. 

-Estou com Jimin há mais de cinco anos... Por que agora? - disse Yoongi dando mais um passo em direção a eles, Jungkook puxou Jimin pelo braço, passava a se afastar também. 

-Eu... Não sei! 

-Seja sincero consigo mesmo Jeon! - berrou Yoongi. - Só agora você se sentiu preparado para se aproximar dele, para seu azar ele ainda estava comigo. - desdenhou. - Ele vai continuar não importa o que diga. 

Yoongi olha para Jimin. 

-Acabou Jeon... Desista! - disse Yoongi dando mais um passo. - Você vai para prisão! - continuou. 

Repentinamente Jungkook parou e puxou Jimin pelo braço, fazendo o menor lhe encarar. 

-Diga... - sussurrou. - Diga que acredita em mim. - continuou. 

-Você precisa de ajuda... - falou Jimin levando as mãos geladas ao rosto de Jungkook. - E eu não sou a ajuda que você precisa... Por favor me solte. - pediu entre as lagrimas que inundavam seu rosto. - Você não pode continuar a machucar as pessoas! 

-Por favor... Não diga isso, eu... Eu não essa pessoa, eu não sou um assassino, eu nunca... nunca quis te machucar, me perdoa... Não deixe Suga te convencer. 

-Não foi ele que me convenceu, como eu já disse eu não seria capaz de te salvar Kookie, me desculpe. 

Jungkook segurou as lagrimas, suas mãos lentamente se afastaram do corpo de Jimin, e caiem rentem ao seu, sentiu os dedos apertarem o cabo da pistola, sentia-se fraco, sentia como se a raiva fosse domina-lo, e acima de tudo sentia medo.

Voltou os olhos para Jimin, viu por um segundo a pele avermelhada das bochechas do garoto, levou a mão a pele aveludada, tocou com o polegar os lábios de Jimin, desejou beija-los mais uma vez, um sorriso sincero surgiu em sua mente, uma memoria, um garoto de cabelos loiros que sempre lhe protegia de todos, quis voltar no tempo, quis nunca ter deixado a cidade com pai aquele dia, quis não ter sido ele mesmo, e pior ainda ter mudado sua personalidade para convencer os outros que estava bem, por um segundo desejou ter feito as coisas diferente. Olhou nos olhos de Jimin e tudo o que sentia era arrependimento. 

-Desculpe... - disse. - Eu queria ter sido outra pessoa... Queria o seu amor. - continuou mantendo o tom de voz baixo. - Eu fiz tudo de errado. - engoliu em seco. - Me perdoe. 

Jimin voltou os olhos para o homem diante de si e negou com a cabeça. 

-Eu não seria capaz... Você não só me machucou fisicamente, mas também destruiu a imagem de alguém muito importante. - fungou. 

-Entendo... 

Disse. 

Olhou no fundo dos olhos de Jimin, e finalmente o soltou, baixou seu olhar para o precipício a sua frente, negou virar o rosto e ver Jimin correndo para os braços de Suga, se virou por completo desejando que ele tivesse permanecido ao seu lado, mas sabia que não estaria. 

Tudo seria diferente se Suga não existe-se? pensou. Ou talvez não... Tomou coragem e encarou o abraço dos dois, desejou ser um pouco mais forte mas as lagrimas já passaram a cair involuntariamente. Não, não seria diferente, ainda seria eu... Ainda seria Jimin, e teria alguém como Yoongi com outro nome. 

Jungkook deu sorriso amargo. 

A atenção de Suga estava reservada a Jimin e a de Jimin a Suga, Jungkook diante deles não passou de uma miragem, de um passado que ambos vão querer esquecer, percebeu o quanto foi falha todas as suas complexas decisões, suas escolhas de palavras, para que agora vise, que a droga do amor deles era mais forte. 

Ele havia se tornando a falha de seu próprio jogo, em sua cabeça muitos culpados, mas na verdade a culpa era meramente reservada a si, o sorriso ainda existia em seu lábios, finalmente os olhos de Jimin e Suga vieram até ele. 

Ponderou todos os seus atos. 

-Largue a arma. - disse Yoongi com Jimin protegido em seus braços. 

-A... isso? - falou levantando a arma e a mirando em Yoongi. - E se eu te desse um tiro bem no peito... ? - sorriu. 

-Não! - berrou Jimin antecipando o tiro que não vem. 

-Se entregue! - disse Yoongi mantendo sua mira em Jungkook. 

Jungkook riu. 

Vislumbrou mais um vez Jimin, seus olhos inchados e úmidos encaram Jungkook, desejou que ele visse aquele que um dia considerou que fosse, porque em algum lugar dentro de si, estava aquele garoto, e Jimin nunca mais o veria. Olhou para trás, viu o mar se chocando contra as pedras pontudas da encosta. Não tinha esperança, não tinha mais nada, sobrara em sua mente um fantasma, uma fantasia que desejava ser realidade. 

Seu rosto se modificou, e naquele ultimo segundo já não sentia mais o solo abaixo de seus pés, desejou repentinamente o consolo de Taehyung , ouviu a voz de Jimin, se arrependera de tudo, absolutamente tudo... 

Tudo que fez a Taehyung

A Hoseok... 

A Suga...

principalmente

A Jimin. 

 

-Acabou...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...