1. Spirit Fanfics >
  2. Ser ou não ser >
  3. Ana em uma versão mais ousada

História Ser ou não ser - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Ana em uma versão mais ousada


Fanfic / Fanfiction Ser ou não ser - Capítulo 2 - Ana em uma versão mais ousada

No outro dia, Thiago ficou confuso e ao mesmo tempo triste, pois era o dia de Ana ir embora. Ele ficou na cozinha pensativo. Ana desceu do quarto se espreguiçando e faminta.

- Bom dia!!

Ela já chegou dando um beijo no rosto dele. Ele mais uma vez não entendeu nada, ficou olhando para ela surpreso com todo aquele carinho.

- Que foi, estou com bafo?

- Não.

Ele abaixou a cabeça.

- Já está preparada?

Ela não entendeu nada, não fazia ideia do que ele estava falando. Chegou até a coçar a cabeça.

- O dia?

- É, hoje você vai embora.

- Vou é? 

- Sim, você não me disse isso antes?

- É mesmo..Eu já tinha esquecido, é que era hoje sim, mais Eu mudei de ideia.

Ele do balcão onde estava sentado ficou olhando para ela por alguns segundos estranhando o seu comportamento. Sua expressão facial era tão linda, na verdade ele ficava lindo de branco.

- Mudou de ideia, como assim?

Ela pegou a chaleira e um copo e começou a colocar café.

- Eu resolvi ficar aqui.

- Mais por quê? 

- Por que eu gosto daqui e também gosto de estar com meus amigos.

- Mais e sua família?

- Minha família vai ficar bem sem mim, já ficaram até hoje né.

Ela botou o café quente na boca e acabou queimando a língua.

- Tá quente. Você fez agora?

Ele falou pausadamente, não estava reconhecendo Ana, primeiro ela queria ficar com a família e agora já não mais, o que estaria acontecendo? 

- Sim..acabei de fazer..

- Eu fui com tanta sede ao pote que acabei me queimando.

Ele não falou nada.

- E você como dormiu?

- Bem, e você está melhor?

- Por que a pergunta?

- Por que ontem você desmaiou.

- Ah aquilo? foi só uma tontura básica. Agora deixa eu te contar uma coisa, sabia que essa noite eu sonhei a noite toda com você?

Ele ficou curioso.

- Sonhou o que?

- Que estamos tomando banho juntos..Foi uma loucura, era mão naquilo, aquilo na mão.. ui!

Thiago ficou olhando para ela todo sério   nunca tinha visto ela falar aquelas coisas. Ela sempre foi tão recatada e certinha, mais agora estava meio tarada..(risos). Ela percebeu que estava falando de mais e tentou se retratar.

- Não é nada disso que você está pensando..(risos). Só estava brincando.

- Tem certeza que está tudo bem?

Ela ficou olhando para ele vidrada em sua boca, desde que lia os livros e via as fotos dele se atentava aquela boca com a aparência tão macia, uma vez até beijou a foro dele na folga do livro..(risos).

- Sua boca..

- O que tem?

- Ela é..

Ela largou o copo na mesa e sem pensar muito o beijou. Ele não teve tempo de reação, sem dúvida não esperava aquela atitude de nenhuma maneira da parte dela, pois ela estava interessada em outro homem um dia atrás. Assim que terminou o beijo, ele ficou furioso.

- Posso saber o que significa isso?

- Um beijo..

- Você só pode estar de brincadeira comigo, está me achando com cara de tonto? Primeiro diz que não quer nada comigo e que seu amor é o Victor e agora me beija? Não vê que eu também tenho sentimentos?

Ela se sentiu mal com tudo isso, mais ela era outra pessoa então agiu como tal.

- Thiago, eu percebi que quem eu quero e desejo mais que tudo é você!

- De um dia para o outro? Quer que eu acredite nisso?

- Eu posso te dar uma prova do meu amor agora mesmo..

Ela segurou na mão dele e tentou o puxar em direção a escada.

- Vem, vamos para o quarto que eu me entrego a você é essa vai ser a maior prova de amor que poderei te dar.

Ele nem se mexeu.

- O que você está falando Ana? Eu nunca te pedi nenhuma prova de amor e nem considero sexo prova de amor. Sexo qualquer um faz, agora amor é diferente, o amor envolve muito mais que um ato físico, é o envolvimento de vidas, emoções e entrega total. Não vou ficar com uma garota que gosta de outro cara.

- Eu já te disse que gosto de você, o que posso fazer para provar?

- Nada, eu não sei se acredito mais em você.

Ele ficou bastante chateado e se retirou dali. Ela então ficou mais chateada ainda.

- Achei que seria mais fácil, mais pelo visto esse homem vai me dar trabalho. Ah mais desse corpo eu não saiu enquanto não for todinha dele. Isso não.

Dayse ouviu as palavras dela.

- Oi Ana.

Ela tomou um susto.

- Oi..Que susto.

- Desculpa..(risos). Vi que você estava bem distraída, até estava falando sozinha.

- Você ouviu?

- Sim. E particularmente não entendo, se você quer tanto o Thiago por que aceitou o Victor? 

- Eu fui uma burra mesmo, é que os dois são gos..

Ela parou no meio da palavra, pois Ana Não falaria daquele jeito.

- Os dois são bonitos, só que eu amo um moreno sabe.

- Continuo sem entender..(risos).

- É complicado. O Thiago mexe comigo de um jeito diferente, eu desejo ele com toda paixão e fogo do universo.

Dayse ficou até assustada com o jeito de falar dela.

- Nossa! Nunca havia te ouvido falar desse jeito.

- Ah não?

- Não, como você está diferente.

- É que eu quero partir para o tudo ou nada.

- Estou vendo. Então vai a luta minha filha, só que com calma. Thiago é bem reservado e assim como eu deve estar assustado e confuso com seu jeito de falar.

- Você acha?

- Sim. Mais ele gosta de você, se você explicar direitinho ele vai entender e vai até ficar com você como você quer.

- É o que eu mais quero..(risos). Beijar muito ele, sempre quis ter aquele corpo no meu.

- Que isso.(risos) . Você mudou mesmo em.

- Mudei sim e para melhor. Você tem uma  camisola sexy para me emprestar?

Dayse ficou toda envergonhada.

- Eu? Não.. (risos).

- Você não usa com o Pietro?

- Eu e o Pietro não chegamos a isso, vamos esperar até o casamento.

- Ah tá! Cafona isso em.

- Engraçado, uma vez você me falou que o certo era esperar e agora diz o contrário..Não consigo entender.

- É mesmo..Tinha me esquecido disso. É que as vezes nem eu mesma me entendo. Na verdade é isso, se vocação se sente preparada o melhor é esperar.

- Ah sim..É que faz muito pouco tempo que estamos juntos e o Pietro não é como os outros garotos, ele é fofo e assim como eu tem planos do nosso para o futuro e isso inclui casamento.

- É realmente lindo.

Ela na verdade não gostava muito da ideia de casar com alguém pois havia visto tanto casamento fracassado que achava que p casamento era uma instituição falida.

- Eu acho que não quero casar, apenas morar junto já está de bom tamanho.

Dayse cruzou os braços e olhou para ela.

- Eu sempre te admirei por você ser uma romântica sonhadora, sempre disse que queria casar de branco na igreja com o homem dos sonhos, já mudou de ideia?

Ela viu que estava se complicando, não que ela não soubesse a história que ela estava vivendo, mas por que sempre pulava algumas partes do livro para mais importante segundo ela, Thiana.

- Mudei..Hoje nasceu uma nova Ana.

- Estou vendo e essa Ana é muito diferente da antiga.

- Sim, com certeza! Essa mudança foi para melhor.

- Se você está dizendo.

Dayse achou aquilo tudo muito estranho, mais resolveu deixar quieto. Ela também colocou seu café e se sentiu na mesa.

- Seu Café esfriou.

Ela reparou que Ana havia deixado o copo de café na mesinha.

- É..Eu acabei me distraindo.

Ana voltou a se sentar à mesa. Abriu a garrafa e despejou café quente em cima do frio. Pietro apareceu por lá cheio de verduras e frutas.

- Bom dia meninas!

As duas responderam com um bom dia.

- Bom dia!

- Bom dia amor, hoje você madrugou em.

- Sim, fui comprar umas coisinhas para o almoço e acho que exagerei.

- Tô vendo..Você trouxe o super mercado todo.(risos).

Pietro sorriu.

- É que estava tudo na promoção. Aí, não resisti.

Ana não estava muito ligada no assunto, estava com o pensamento longe.

- É hoje né Ana?

Pietro se lembrou que era o dia dela ir morar com a família.

- Oi?

Ana Não se atentou a pergunta.

- É hoje que você vai nos deixar.

Ana olhou para Pietro e Dayse meio sem saber o que dizer, sorriu.

- Não.

Dayse estranhou.

- Não?

Pietro também não entendeu nada.

- Como não, se você disse ontem que sua família iria te buscar hoje?

- É que eu mudei de ideia.

Dayse nem acreditou.

- Outra mudança?

Pietro colocou a sacola na mesa e se apoiou nela.

- Como assim outra mudança? Não estou entendendo nada.

- É que a Ana não quer mais ir embora por causa do Thiago.

Pietro olhou para Ana todo sério e confuso.

- Como assim por causa do Thiago, você não disse para ele que seu grande amor era o Victor? 

- Sim, mais eu me enganei. 

Ela ficou incomodada e se levantou da mesa.

- Ah se enganou, assim do nada?

- É que eu pensei muito ontem e o Thiago foi a pessoa que mais esteve do meu lado esse tempo todo, não seria justo deixar ele sozinho.

Quanto mais tentava se explicar, mais ela se enrolava. Dayse deduziu a sua maneira oque Ana disse.

- Então você está com pena dele?

- Não..O que eu sinto pelo Thiago é amor.

Pietro olhou para Ana sem saber o que argumentar. Pegou a bolsa de cima da mesa.

- Sem comentários..

Dayse não sabia o que pensar do que estava ouvindo, assim como Pietro.

- Eu estou mais confusa do que você nessa história toda.

- Eu sei. Eu disse para o Thiago que gosto dele e até o beijei e queria dar uma prova do meu amor pra ele. Mais ele não quis e nem acreditou.

Dayse ficou curiosa, enquanto Pietro ouviu praticamente imóvel. Estava atento a cada palavra.

- Prova de amor? Que prova de amor?

- Eu queria ficar com ele.

- Ficar ficar?

- Aquilo sabe.. 

Dayse deduziu o que seria. Pietro não acreditou no que Ana estava falando.

- Está falando mesmo serio?

- Sim. Eu estava disposta a me entregar a ele.

Pietro ficou atômico.

- Definitivamente você não é a Ana que eu conheço.

Ela ficou toda sem graça, acho que foi a primeira vez que alguém a deixou sem graça.

- Que foi gente, eu mudei! Não se pode mais mudar?

Pietro e Dayse se olharam.

- Claro! 

- Mais você mudou muito de um dia para o outro, se eu não estivesse te vendo cara a cara, diria que estaria falando com outra pessoa.

- Bem..Ela tem direito de mudar de opinião não é Pietro? Somos seres humanos, sujeito a mudanças a todo momento.

- Pois é, mais imagina só a cabeça do Thiago. Uma dia ela diz que vai embora com o grande amor da vida dela e no outro dia já diz que ele é quem ela quer. Deve ter dado um bug daqueles. Eu que sou eu estou sem entender.

- É compreensível, mais tem prova de amor maior do que se entregar a pessoa amada?

- Ana, será que você esqueceu que o Thiago é evangélico?

Ana havia esquecido desse detalhe.

- É verdade..Já tinha me esquecido disso.

Pietro e Dayse estavam olhando para ela sem entender. 

A campanhia tocou.

- Eu abro.

Pietro já estava de pé mesmo, então decidiu abrir a porta. Ao abrir Pietro se deparou com Bia, a mãe e Victor.

- Oi Pietro, viemos buscar a minha irmã.

Bia estava com um sorriso contagiante, os outros também. Ao ouvir o que Bia disse, Aba se levantou correndo da mesa e puxou Dayse junto com ela para escada.

- Ana, o que foi?

- Não fala alto, vem comigo.

- Tá, mais..

As duas subiram as escadas.



Notas Finais


O que será que Ana vai fazer para se livrar disso?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...