História Será amor? - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Drama, Romance, Sobrenatural
Visualizações 6
Palavras 2.423
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


boa leitura

Capítulo 2 - Capitulo 2


-Noah ON-

jacob: mas por que ela tem que ficar aqui?

Dylan: se acalme jacob. Essa é uma discussão amigável. 

(meu irmão bufou e virou a cabeça)

Dylan: bom, continuando, essa garota não é uma simples humana. Ela tem algo que mais nenhuma outra pessoa que já vimos tem.

Noah: e o que seria?

Dylan: eu não sei ao certo, só sei lhes dizer que ela é especial, eu preciso que ela fique aqui para que eu posso descobrir. Ela ainda está confusa e com certeza não vai nos falar nada. Mas eu tenho minhas teorias que ela pode ser a garota da profecia.

Noah: não.. não pode ser.

Dylan: talvez ela não seja totalmente humana.

Ivan: e o que vamos fazer?

Dylan: por enquanto, vamos deixa-la clarear sua mente, depois veremos.

(ela não pode ser a garota da profecia..)

(há muitos anos atrás, a raça das bruxas recebeu uma profecia de que um dia uma garota diferente nasceria. Uma garota que seria a bruxa mais poderosa, podendo assim, ter controle sobre todos os elementos e outras criaturas. Dizem que ela é a Reencarnação de Liz, uma antiga criatura que ninguém sabia ao certo o que era. Era simplesmente muito poderosa)

(droga)

noah: e como você pode ter certeza?

Dylan: como você ainda não sentiu? você é o mais sensitivo de nós!

(eu dei de ombros)

Dylan: ocupado com suas coisas hein?

Noah: não se meta.

Dylan: Jacob previu. E além disso, eu não usei remédios especiais, ela própria se curou.

noah: hum..

(cada um de nós tem um poder especial. O jacob tem visões proféticas, o Dylan tem um escudo psíquico, o Ivan tem a manipulação do tempo/ realidade, e eu tenho  a manipulação de elementos. Claro esses são os que somos melhores, mas como vampiros, temos diversas outras coisas. Como: manipulação da mente, super força, super velocidade, invisibilidade, controle mental, os 5 sentidos mais avançados e etc)

-Scarlet ON-

(quando eu acordei tinha umas mudas de roupas em cima da cama)

(eu realmente não sei como 4 meninos que moram sozinhos tem tanta roupa de mulher)

(eu peguei uma delas e fui para o banheiro, eu tomei um banho e coloquei uma das roupas, era um vestido branco com alguns detalhes em pedrinhas e coloquei uma sapatilha branca, no meu cabelo eu fiz um rabo de cavalo e desci)

(todos estavam na mesa)

Dylan: bom dia!

(eu sorri)

scarlet: bom dia. 

(eu sentei ao lado do noah que sussurou)

noah: bom dia princesa, hoje são margaridas?

scarlet: mas como você sabe? está me espiando tomar banho?

noah: não, mas não é uma má idéia.. 

(eu lhe empurrei e ele riu)

scarlet: ah, eu tinha que perguntar uma coisa.

Dylan: sim?

scarlet: vocês não pegaram nada meu quando me salvaram não é?

Dylan: sim, desculpe, acabamos esquecendo de te avisar. Depois eu te entrego. Tem umas roupas e acho que, um celular.

scarlet: obrigada. 

(ele sorriu)

Dylan: ah é: como eu sou o mais velho, eu não vou para o colégio, mas todos os outros vão. Como você é jovem, presumo que ainda vai a escola, não?

Scarlet: sim.

Dylan: pois bem, eles estão de férias, tem um mês inteiro. Gostariamos de saber se a senhorita gostaria de morar conosco ou voltar a sua cidade.

scarlet: eu... eu não sei. é pouco tempo, e eu nem conheço vocês direito. Quero dizer, agradeço pela ajuda, mas morar aqui... eu não sei,eu..

Dylan: não há problema, pense um pouco.

(eu fiz que sim com a cabeça)

scarlet: sinceramente.. a essa altura todos devem achar que morri, mas como meu corpo não foi encontrado, talvez estejam a procura, e se vierem aqui?

Dylan: não se preocupe, ninguém bate aqui.

scarlet: como assim?

Dylan: a mansão é mais afastada do que as casas normais, e além disso, nosso pai garantiu que ninguém nos incomodasse.

(oque?)

Scarlet: hum.. o pai de vocês é politico por acaso?

(o jacob caiu em gargalhadas, seguido pelo ivan)

(o Dylan lhes lançou um olhar cortante, então eles ficaram quietos)

Dylan: bom, sim, de fato é.

Scarlet: oh, sim. Faz sentido. E bom, voltando ao assunto, eu sempre quis estar longe da minha familia, eles são muito exigentes, eu mal podia esperar para completar 18 anos e fugir.

Ivan: quantos anos você tem?

Scarlet: 17, vou fazer 18 em breve.

(ele acenou com a cabeça)

Scarlet: só preciso de mais um tempo para pensar.

Dylan: não tem problemas.

Scarlet: mas.. por que estão me ajudando, isso é meio.. anormal.

Dylan: nós fazemos gestos de caridade, e quando te vimos, pensamos em te salvar, mas todos tivemos uma sensação boa de você, e vivemos tão sozinhos e isolados, que uma companhia nova seria bom.

Scarlet: ah, que coisa.. bom, eu entendo vocês . (eu sorri)

 

 

- conforme o tempo passava, mais próxima Scarlet foi ficando daqueles meninos, até mesmo um pouco de Jacob, que era o mais fechado. Ela começou a sentir uma amizade muito forte por eles, e sentia que já não podia viver sem eles. E uma aproximação ainda maior cresceu entre ela e o Noah-

(eu bato na porta devagar)

Ivan: pode entrar!

(eu abro a porta, e assim que ele me viu, seu rosto se iluminou)

ivan: scarlet! o que posso fazer por você?

scarlet: eu só queria ver como você está.

(ele sorriu)

(eu entrei e nos aproximamos da janela)

(o noah estava no jardim, mexendo com as flores, não pude deixar de sorrir)

(o ivan apertou os olhos)

ivan: você gosta dele?

scarlet: o que? n- não.

(ele riu)

ivan: sabe, depois que você chegou, o Noah mudou muito.

scarlet: sério?

ivan: ele era tão anti- social como o jacob, odiava interagir, ficava trancado, ele não sorria nenhuma vez, era muito raro o ver sorrir, e agora, ele sorri quase o tempo todo, sério, obrigado scarlet.

scarlet: hum.. denada, eu realmente não sei o que responder!

(ele sorriu)

ivan: eu acho que se ele tivesse que ficar com alguém, esse alguém teria que ser você.

(eu corei só de pensar na idéia)

(é fato, desde que o vi pela primeira vez uma sensação estranha invadiu meu corpo, depois que fomos nos aproximando, meu coração começou a bater mais forte. Ele sempre mexia comigo de alguma forma)

 

- noah ON-

noah: queria falar comigo?

dylan: sim, entre e feche a porta.

(eu a fechei)

noah: o que foi?

dylan: eu vou te contar isso por que você e a scarlet são bem próximos. Eu tenho quase certeza de que ela é a bruxa.

noah: e agora?

dylan: iremos começar a fazer perguntas, vamos fazer o seguinte: vamos perguntar de uma maneira que fique como se estivessemos querendo saber mais sobre ela, os humanos fazem muito isso.

noah: certo.

 

-scarlet ON-

(eu estava descendo as escadas correndo, até que tropecei em um dos degraus e quase rolei escada abaixo, quando me seguraram)

noah: você sempre cai assim?

scarlet: você está sempre me vigiando para me salvar quando caio?

(ele sorriu sem mostrar os dentes)

noah: talvez. (ele me ajudou a ficar de pé) venha comigo.

(ele me puxou pela mão até o escritório do Dylan)

dylan: scarlet, obrigado por vir.

(eu sorri)

scarlet: o que foi?

Dylan: então , as aulas irão voltar daqui a 3 dias. Preciso saber se você vai ficar aqui.

scarlet: sim.

(o dylan suspirou de alivio)

Dylan: certo, então vou te matricular.

scarlet: só tem um problema...

dylan: sim?

scarlet: eu tenho que avisar meus parentes não? vão precisar saber quem é o meu responsável.

Dylan: suponho que sim. Há algum parente seu que seja mais compreensivel?

scarlet: minha tia. Eu acho que teria que morar com ela.

Dylan: ligue para ela.

(eu peguei meu celular)

Caroline: Alô?

scarlet: tia?

Agatha: scarlet? é você mesma?

scarlet: sim.

agatha: oh meu deus, oque foi? onde você está? meu deus..

scarlet: tia, por favor, se acalme. Eu preciso te falar algo sério.

agatha: certo, sim, mas o que aconteceu?

scarlet: depois que o carro capotou, eu não sei como, mas de alguma forma eu sobrevivi. Eu fui até meus pais, mas que já estavam mortos. Eu sai do carro e gritei por ajuda, até que 4 bons rapazes me salvaram, eu acordei na mansão deles. Eles cuidaram de mim, tia. Eu estou bem. Eu.. eu quero morar com eles, sei que deveria ser com vocês, mas..

agatha: você vai vir me visitar?

scarlet: claro!

agatha: que bom, por que eu tenho que te falar algo sério.

scarlet: tudo bem..

agatha: onde você está vivendo?

scarlet: eu estou na mansão Collins, fica em outra cidade.

(eu escuto um barulho alto de algo quebrando)

scarlet: tia??

agatha: n- não é nada querida. Só, venha para cá o quanto antes.

Scarlet: eu vou começar a estudar aqui, não sei quando vai dar.

agatha: então eu vou me mudar.

scarlet: tia, não..

agatha: eu sempre morei ai. Confie em mim. Eu vou ai, e ai assinamos tudo certo, ok?

scarlet: esta bem..

agatha: estarei ai até semana que vem.

scarlet: ok tia.

agatha: até logo querida, eu te amo.

scarlet: também te amo, tia.

Noah: e então?

Scarlet: ela vai vir para cá e vai assinar tudo para mim. 

Dylan: ótimo. 

 

- 3 dias depois-

(o Dylan já havia me matriculado, e eu não sei como, a escola aceitou. Era meu primeiro dia de aula, estou tão ansiosa!)

(eu acordei mais cedo e tomei um banho, coloquei o uniforme, deixei meu cabelo solto, passei um rímel e um gloss, coloquei um tênis branco e desci)

Ivan: parece que alguém está animada!

(eu sorri)

scarlet: muito, escola nova, pessoas novas! é emocionante!

(os meninos riram com a minha empolgação)

Ivan: você vai com quem?

scarlet: hã?

ivan: o noah vai sozinho com o carro dele, eu e o jacob vamos juntos.

scarlet: tanto faz..

ivan: ótimo, você vai conosco!

scarlet: está bem!

(eu tomei o meu café da manhã correndo e fui escovar os dentes, quando desci os meninos já estavam me esperando)

-na escola-

(eu saí do carro muito empolgada)

jacob: se acalma scarlet.

scarlet: não dá aaa

(o jacob me deu um leve soco e eu fingi dor, o que o fez sorrir)

jacob: eu vou pra bibilioteca, vejo vocês na aula.

ivan: quer que eu te mostre a escola?

scarlet: pode ser, mas depois.

ivan: certo. Eu vou procurar o Noah, já volto.

(ele me deu um tchau e saiu)

(eu comecei a andar pelo gramado, até que esbarrei em alguém)

scarlet: desculpa!

elizabeth: argh! olha po onde anda ga.. espera ai.. (ela começou a me rondar) é nova? eu nunca te vi aqui, e eu conheço todo mundo.

(a garota era bonita. Também tinha cabelos loiros, mas eram mais escuros que os meus e seus olhos eram castanhos)

scarlet: sim, eu sou a scarlet, e você?

(ela olhou pro lado)

elizabeth: eu vi você saindo do carro com os irmãos collins. com os dois.. me diz.. o que você estava fazendo sozinha lá com eles?

scarlet: desculpa?

(a garota começou a rir)

Hillary: da um tempo, elizabeth! vai jogar seu veneno pra lá! 

(uma garota de cabelo curto no ombro e de cabelos e olhos castanhos se aproximou)

elizabeth: credo, não se pode nem mais brincar nesse colégio. 

( a loira fez uma cara emburrada e saiu)

(em seguida a outra se virou para mim)

hillary: oi! eu sou a hillary, é nova aqui?

(ela me estendeu a mão, que eu apertei)

scarlet: sim, eu sou scarlet. 

(ela sorriu)

hillary: prazer.

-sinal-

scarlet: opa..

hillary: sabe onde é sua sala?

scarlet: é a turma 1..

hillary: sorte, a mesma que a minha! vem! 

(ela me puxou até uma sala)

hillary: eu me sento sozinha mesmo.

(quando eu entrei na sala, vi o noah, a mesa dela é do lado da dele, eu me sentei ao seu lado, ficando assim lado a lado com ele)

(ela percebeu meu olhar a ele e disse)

hillary: ih, cuidado, esse garoto não é uma boa aposta amiga, sério.

scarlet: por que?

hillary: é complicado, vai por mim.

- no intervalo-

(a hillary havia me mostrado a escola, o que ajudou muito)

(nós estavamos no corredor, até que um garoto se aproximou)

(ele se encostou no armário do meu lado)

thomas: e ai.. você que é a novata não é? 

(eu fiz que sim com a cabeça, enquanto a hillary revirou os olhos)

thomas: eu sou o thomas, bem vinda a escola. 

scarlet: obrigada.

thomas: sabe... ta todo mundo comentando de você... (ele pegou uma mecha do meu cabelo)

scarlet: está?

(ele deu um sorriso malicioso)

hillary: thomas, cai fora.

thomas: cala boca que eu não to falando com você.

hillary: vem calar.

(o thomas tirou a mão do meu cabelo e se colocou de pé na frente da hillary)

thomas: que tal.. se eu calar a sua boca com a minha?

(uau, que babaca)

hillary: tenta que você fica sem perna.

(ele sorriu maliciosamente denovo e se virou para mim)

(ele se aproximou demais)

scarlet: é..

(ele ia se aproximar mais quando uma mão o puxa pelo ombro)

scarlet: noah...

noah: vem. 

(ele me pegou pela mão e me arrastou de lá)

scarlet: o que foi?

noah: temos que voltar pra casa.

scarlet: já?

noah: o Dylan colocou um horário para nós.

scarlet: ah, desculpa, eu não sabia.

noah: agora sabe, vem.

(ele abriu a porta do carro)

scarlet: onde estão o ivan e o jacob?

noah: eles já foram.

(eu entrei no carro e sentei no banco da frente, depois ele entrou pelo outro lado e ligou o carro)

scarlet: você tá bem?

noah: sim, só estou pensando, o Dylan colocou muitas coisas na nossa cabeça, nada de mais.

scarlet: ah..

-em casa-

(eu passei a tarde no quarto fazendo tarefa, estudando e outra parte conversando com a hillary pelo telefone ou fazendo algo, nem vi quando a noite chegou)

(sou interrompida com uma batida na porta)

noah: vem jantar.

scarlet: estou indo!

-no jantar-

Dylan: então scarlet, você nunca nos contou muito sobre você..

scarlet: pois é.. o que querem saber?

Dylan: já sei, vamos começar com algo engraçado, já passou por algo sobrenatural?

scarlet: humm, já, as vezes eu tenho sonhos que acontecem, e uma vez minha mãe me disse que me encontrou no quarto falando em outra língua enquanto algumas coisas voavam..

Dylan: você acreditou?

scarlet: mais ou menos, minha mãe detestava brincadeiras, acho que ela não inventaria. Mas eu não lembro, então.. não sei.

Dylan: entendo..

 

-Noah ON-

(com certeza ela é a bruxa, droga...)

 

 

 


Notas Finais


S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...