História Será Mesmo Possível ? - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Bucky, Clint Barton (Gavião Arqueiro), Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Rupert "Rhodey" Rhodes, Jane Foster, Laura Barton, Loki, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Peggy Carter, Pepper Potts, Personagens Originais, Peter Parker (Homem-Aranha), Pietro Maximoff (Mercúrio), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang (Homem-Formiga), Steve Rogers, Thor, Visão
Tags Bucky, Buckynat, Capitão América, Drama, Homem De Ferro, Natasha, Natasha Romanoff, Os Vingadores, Romance, Romanogers, Steve, Steve Rogers, The Avengers, Thor, Tony, Triangulo, Viuva Negra, Winterwidow
Visualizações 32
Palavras 1.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Luta, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 13 - Capítulo 13


Fanfic / Fanfiction Será Mesmo Possível ? - Capítulo 13 - Capítulo 13

  Por mais que eles não ficaram muito tempo juntos e agora nem se falassem mais, ela ainda o agradecia por tela aberto para o amor, ela não tinha certeza se um dia o amou realmente mas tinha certeza que foi completamente apaixonada por ele,mas uma vez ela escutou que amor e paixão eram coisas completamente diferentes, mas mesmo assim ela o agradecia por ter aberto os olhos dela, agora ela estava pronta para quando o amor chegasse ela não o evitaria ou negaria como ela teria feito a um ano atrás antes de Bucky, mesmo que negasse Bucky a mudou, ela não era do tipo que chorava, porque não deixava o coração aberto, dizer adeus nunca a machucou antes, seus relacionamentos nunca se tornavam sérios ela nunca entendeu essa coisa de paixão ou amor, mas ela se afogou em lágrimas no dia em que ele saiu pela porta do seu quarto, ela abriu seu coração, a dor que ela sentiu naquele dia era incomparável, eles com certeza eram mais do que amigos mesmo nunca terem definido a relação deles, ela sabia que não o amava mas mesmo assim doeu velo ir embora de seu quarto,  ela não sentia raiva dele pois ela não tinha certeza se o amou, ela queria acreditar que sim mas não era verdade, e agora ela estava pronta para o amor verdadeiro.

       ************************************************************************************

   Steve estava correndo com Sam no mesmo lugar de sempre, ele já estava na quinta volta enquanto Sam ainda estava na segunda, apesar de ter convidado Sam para correr para se distrair Steve agora se perdeu em seus pensamentos novamente pensando na noite passada, uma parte dele estava se culpando pois sabia que Bucky provavelmente ainda gostava de Natasha enquanto outra parte dele  pensava em Natasha e no beijo deles ele agora tinha esperança da ruiva sentir o mesmo que ele, e isso o fazia se sentir mais culpado, Steve desistiu de correr andando para de baixo de uma arvore, Sam logo se aproximou ofegante, Steve pegou uma garrafa que estava no chão embaixo da arvore e estendeu o braço entregando a garrafa a Sam que notou o capitão ainda distraído.

  - Sharon ta te distraindo de novo Cap?

  Disse Sam sorrindo para o loiro a sua frente.

  -  Quem dera fosse assim menos complicado.

  Steve disse sem pensar.

  - Então é a Romanoff.

   Steve encarou o amigo surpreso de Sam saber, Sam logo respondeu imaginando oque Steve estava pensando.

  - É meio obvio, todo mundo sabe.

  - Como?

  - Talvez a troca de olhares mas acho mais que Bucky te entregou no quinjet quando ela foi baleada, depois daquele dia tive certeza.

  - É assim tão obvio?

  - Não.

  Steve encarou Sam com as sobrancelhas levantadas sabendo que o moreno estava mentindo.

  - Tabom, é bastante obvio.

  Steve abaixou o olhar agora encarando o chão enquanto suspirava baixo.

  - Então oque aconteceu?

  Sam disse alto chamando novamente a atenção de Steve  que ergueu o olhar do chão para Sam, Steve pensou antes de falar.

  - Ontem eu e ela nos beijamos.

  - Ual finalmente, to orgulhoso Cap.

  Sam sorria para o loiro que sorriu fraco enquanto corava levemente.

   - Então qual o problema?

  Steve ergueu uma sobrancelha encarando Sam, que abriu a boca lembrando de Bucky e Natasha.

   - Oooh o Bucky.

  - É, eu me sinto culpado por ter feito isso com ele.

  - Bem..., eu acho que ele entenderia se você dizer a ele , eles não tão mais juntos, e pelo que eu soube ele terminou com ela, se ele a amasse não teria terminado.

  - Ele queria proteger ela da Hidra.

  - Se ele a amasse ele protegeria ela sem terminar.

  Steve pegou o celular do bolso de sua calça vendo a hora.

  - Ta na hora do almoço, vem vamos voltar.

  Disse Steve acenando a cabeça para seu amigo, Sam acompanhou o loiro andando.

  - Então vai falar com Bucky?

  - Talvez.

         *********************************************************************************

  Natasha estava andando no corredor em direção a sala quando foi surpreendida por uma mão em seu braço  a puxando para a parede, quando as costas de Natasha encostaram na parede a ruiva gemeu com a leve dor que sentiu, a ruiva ficou mais confusa quando sentiu outro corpo a sua frente colado no seu, ela ergueu o olhar encarando quem a havia empurrado e agora pressionado o corpo ao dela , ela não escondeu o olhar surpreso em seu rosto, a ruiva não sabia como descrever o rosto de Bucky, era uma mistura de raiva e magoa, com certeza tinha raiva, a ruiva abriu a boca para perguntar oque estava acontecendo mas Bucky a cortou antes dela falar alguma palavra.

   - É verdade?

  Natasha franziu a sobrancelhas confusa antes de pensar no que o soldado poderia estar falando, vendo a magoa em seus olhos azuis a ruiva descobriu do que o moreno estava falando, Natasha fechou a cara sem mostrar emoções mas sentindo culpa.

  - Só me responda, é verdade Natália?

  - É

  Bucky abaixou o olhar par o chão a raiva sumindo de seus olhos, agora seu rosto era pura magoa e tristeza, Bucky tirou os braços da parede um de cada lado da ruiva, bufou baixo em sarcasmo dando um passo para trás se afastando da ruiva, ele ergueu o olhar encarando a ruiva nos olhos.

  - Tudo bem, eu espero que vocês sejam felizes juntos.

  Disse Bucky com sarcasmo sem mostrar nenhuma emoção antes de virar as costas para a ruiva saindo de perto da mesma, Natasha se sentia culpada por não ter dito a ele, ela se sentia culpada por beijar Steve, mas uma parte dela não se arrependia.

   *****************************************************************************************

  Natasha estava sentada na beira da cama encarando o nada, ela tinha acabado de tomar banho seus cabelos ruivos ainda estavam úmidos, assim que ela pensou em sair para jantar escutou alguém batendo em sua porta, a ruiva estranhou pois já era noite, ela se levantou indo em direção a porta assim que abriu a porta deu de cara com Steve, o loiro a encarou por alguns instantes antes de falar.

  - Eu posso entrar?

  Perguntou Steve, Natasha abriu mais a porta dando espaço para o loiro passar, assim que o loiro entrou a ruiva fechou a porta novamente antes de andar em direção a cama sentando na beirada enquanto encarava Steve ainda de pé, o loiro andou em direção a ruiva sentando ao lado da mesma, ele virou o rosto para encara-lá.

  - Desculpe.

  A ruiva sabia pelo que ele estava se desculpando.

  - Uma hora ou outra ele ia saber Steve

  - Ele deve me odiar.

  - Não acho que ele me odeia mais.

  Disse a ruiva com humor antes de franzir as sobrancelhas, vendo um corte superficial na maça do rosto de Steve, o loiro percebeu oque a ruiva olhava.

  - Eu não devia ter falado para ele quando ele treinava.

  Ambos se encararam rindo fraco juntos.

  - Eu tava indo jantar quer junto?

  - Eu acho melhor não Nat.

  - Você tem razão.

  - Mas posso te acompanhar até o elevador.

  - Me sinto honrada Capitão

  Natasha sorriu para Steve que sorriu junto, Steve se levantou estendendo a mão na direção da ruiva, ela pegou a mão dele a ajudando a levantar.

  - A honra é minha.

  Steve disse sorrindo fraco a encarando, Natasha sorriu junto antes de soltar sua mão andando em direção a porta, Steve a seguiu fechando a porta quando saiu.     

 


Notas Finais


Obrigado por ler até aqui.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...