1. Spirit Fanfics >
  2. Será Que Eu Posso Mudar Um Popular? - Repost >
  3. Alcançamos Um Objetivo

História Será Que Eu Posso Mudar Um Popular? - Repost - Capítulo 6


Escrita por: Nohawaki_Uchiha e Fics_Mari

Capítulo 6 - Alcançamos Um Objetivo


- I-isso é o que eu estou pensando que é? - Deidara pensou 

- V-você pode parar de se mexer por favor!... - Obito pediu

Deidara se mexeu novamente, dessa vez tendo em mente a provocação. Obito murmurou o nome dele em completo delírio

- Faz isso de novo pra mim faz! - O moreno sussurrou em seu ouvido, cedendo a provocação

Segurou na cintura do menor, que corou violentamente

- Obi- M-mais tarde! - Disse envergonhado

O moreno decidiu parar, terminaram de assistir o filme e voltaram para a escola. 

Entraram no dormitório aos beijos, ainda estavam excitados. Trancaram a porta e foram se beijando até a cama, onde Obito ficou por cima de Deidara

Logo retirou a blusa dele e foi distribuindo beijinhos sobre o corpo do menor. O mesmo foi surpreendido por Deidara, que o empurrou sentado na cama e foi fazendo movimentos circulares sobre o seu membro, ainda coberto pelos tecidos. 

Tudo estava ótimo e quente, até o celular de Obito tocar

- Oi pai!? - Atendeu decepcionado

- O que você está fazendo que ainda não chegou? - Madara questionou

- Eu, ahn.. Estou fazendo um trabalho! 

- A essa hora? - Madara indagou

- Sim, acabei deixando para cima da hora. Quando eu terminar eu aviso! - Obito inventou uma desculpa

- Hun... Ok! - Madara desligou

• OBITO ON • 

Entrei no whatsapp procurando o contato do meu pai, e mandei uma mensagem para ele

"Pai, me desculpe, mas não vai dar para ir hoje. O uber cancelou por estar tarde" 

Ele respondeu meio triste, mas aceitou. Eu me sentia mal por isso, mas eu queria muito aquela noite com Deidara.

- P-podemos continuar? - Deidara perguntou com o rostinho corado

- Claro! - Sorri dando selinhos em seu pescoço

Quando o clima estava voltando a ficar quente alguém decidiu bater na porta. Deidara se cobriu e eu dei uma rápida ajeitada nas roupas

Era Rin, ela abriu a porta antes mesmo que eu pudesse ir lá. Pensei que ela tinha visto Deidara na cama mas ele se escondeu de baixo das cobertas. 

- Oi Obito! - Disse ela em tom animado 

- Oi Rin - Respondi normal

- Posso entrar?! - Perguntou descaradamente

- Não que já não tenha entrado né - Murmurei com a mão na boca disfarçando

Ela se sentou no sofá que tinha ao lado da cama

- Então, Obito... Eu vou ser direta com você. Eu gosto de você! 

Respirei fundo 

- Eu também vou ser direto com você, eu já gostei de vo- 

- Gostou? Não gosta mais? - Ela me interrompeu

- Posso terminar? 

Ela confirmou cabisbaixa

- Eu já gostei de você, mas agora eu gosto de outra pessoa e é com ela que eu quero ficar! Eu cansei de tentar me aproximar de você e só me iludir 

- Ahn... Entendo! 

- Não me leve a mal, eu realmente espero que você possa ser feliz com outro alguém! - Tentei conforta-la

- Acho que estou indo! - Ela se levantou e saiu

Deidara saiu de baixo do cobertor com algumas lágrimas nos olhos, eu não entendi muito bem o porquê. 

- Você quer continuar? - Perguntei envergonhado

Já era a segunda vez que alguém interferia 

- Eu... Acho que não! Pelo menos não agora, sabe, eu quero que seja especial! 

Dei um sorriso de concordância e o coloquei deitado em meu colo, encostado no meu peitoral. 

- Eu te amo Dei! - Depositei um beijinho em sua cabeça

- Eu também Obi! - Disse ele sonolento

Depois de um tempo nos ajeitei na cama e dormi abraçado a ele.

• DEIDARA ON • 

Acordei primeiro que Obito, então fui para o banheiro fazer minhas higienes e tomar banho. Depois de já vestido eu acordei Obito e o obriguei a se arrumar, não me levem a mal, ele é preguiçoso! 

Tudo seguia normalmente até eu ouvir uma discussão vinda do lado de fora do dormitório. Eu nada curioso fui bisbilhotar 

- Já chega Naruto, eu cansei! Já é a terceira vez! - Dizia Hinata com muita raiva 

Ela é do tipo que quando discute chora sabe? 

- Hinata eu pro- - Naruto é interrompido por ela 

- É sempre a mesma coisa "Eu prometo que vou mudar". Eu cansei Naruto, eu cansei! Não quero mais ser sua segunda opção, estamos terminados! 

- M-mas- 

- Mas nada! - A garota sai deixando ele sozinho

Só faltou minha pipoca porquê o assento vip eu já tinha. Brincadeiras a parte, a coisa parece ter sido feia para ela pôr um fim no relacionamento

Eu já tive oportunidades de conversar com a Hinata e ela sempre deixou muito claro o amor que sentia por Naruto. 

Eu fui atrás da mesma para dar um apoio, mas Sakura chegou em primeiro e a abraçou consolando. Recebi um olhar da mesma dizendo para deixá-las a sós então mostrei as mãos em rendimento e sai 

Eu sabia da paixão secreta da Sakura pela Hinata, então não iria atrapalhar

Quando estava voltando esbarrei em Obito, como sempre

- Oi amor! - Ele me deu um selinho 

- Oi.. - Dei um tapinha em sua cabeça

- Au, por que fez isso? - Perguntou dengoso passando a mão na região afetada

- Porque sim - Respondi arrogante 

- O que eu fiz amor? - Indagou entristecido

- É brincadeira seu bobo! - Revelei dando um abraço nele

- Ah, entendi! - O mesmo ficou corado

O sinal tocou e nós entramos na sala, Obito me beijou na frente de todo mundo, fazendo assim virarmos o centro das atenções naquele momento

...

- Então, hoje tere- - Izuna foi interrompido 

Por ninguém mais ninguém menos que Tobirama, abrindo a porta e entrando sem nem pedir licença

- Bom alunos, estou aqui para falar sobre o acampamento que teremos - Disse Tobirama

- Bom dia para você também Tobirama - Disse Izuna com um sorriso rangendo os dentes 

- Ah, bom dia Izuna! Nem te vi ai! - Respondeu sínico

Izuna soprou o ar com raiva e revirou os olhos, fazendo Tobirama sorrir vitorioso

- Meu shipp! - Diz uma aula qualquer

- Quem quiser ir anote o nome na listagem que está no corredor principal. - Concluiu o recado e saiu da sala

Após as três últimas aulas acabarem, as outras foram canceladas. Ou seja... Tempo livre de sobra! 

Fui direto para o meu dormitório

- Deidei vamos sair? - Obito perguntou

- Aonde vamos? - Questiono

- Ahn... Pode ser no parque, talvez? 

- Topo! - Entrei no banheiro para me trocar

Obito reclamou que eu demorei, mas para mim eu até fui rápido! 

- Deixa de ser chato Obito, eu nem demorei tanto assim! 

- Do que me chamou? - Ergueu as sobrancelhas com os braços cruzados

- Chato 

- Repete só mais uma vez, eu acho que não escutei direito 

- C-h-a-t-- Fui interrompido pelo mesmo que me atacou fazendo cócegas

Eu estava quase chorando de rir quando Obito caiu por cima de mim e nos encontramos congelados no tempo. 

Aquela troca de olhares sem muita expressão, nossos corpos quentes se encostando e a respiração sendo a única coisa ouvida. 

- É-é melhor nós irmos, né? - Digo quebrando o clima quente

- É mesmo! - Responde Obito

...

Um tempo depois nós chegamos ao parque

- Obi, vamos tomar sorvete? - Pergunto feito uma criancinha 

- Claro! 

Obito comprou os sorvetes e os trouxe, nos sentamos em um banco para tomar. O miserável me sujou de propósito e eu revidei com soquinhos. 

Em meio ao silêncio que estava entre nós surgiu aquele clima quente de novo... Trocavamos olhares e ele me olhava com muito desejo, me deixando totalmente corado. 

- Obi- - Ele me interrompeu com um beijo

O beijo transmitia muitos sentimentos e desejos carnais, ele queria muito prolongar isso mas tinha consciência de que não estava em casa.

- Deidei, eu preciso de você! - Murmurou em tom excitado

- Obi... Eu sei que você quer, mas eu queria... Uma noite especial sabe!? 

Ele com certeza estava dolorido por estar excitado, mas eu me deixei levar por um capricho pessoal. 

- Tudo bem meu amor! 

- Vamos voltar? - Questionei 

- Vamos! 

Fomos o caminho todo sem trocar uma única palavra, eu me senti um pouco mal por rejeita-lo, tudo isso por um capricho meu

Em poucos minutos nós chegamos

Obito ainda estava excitado, ele conseguiu esconder isso na rua, mas quando chegou se deitou na cama com dor e era bem nítido... 

Eu queria ajuda-lo mas meu capricho falava mais alto

O mesmo entrou para o banheiro, alegando que iria tomar banho mas eu sei que ele foi se aliviar sozinho. 

Quando o mesmo saiu de lá, já estava normal. Se aproximou de mim segurando meu queixo e olhando forte  em meus olhos. 

- Vamos ver um filme? - Quebrou o silêncio estabelecido por nós mesmos

- Vamos sim! 

Ele se senta do meu lado e liga a tv

- O que vamos ver? - Indaguei curioso 

- Terror! - Ele diz com um sorriso assustador 

- Ah não Obi...

- Anão é você, vamos ver terror sim! 

Dei língua para ele, sendo praticamente obrigado a concordar com seu gênero de filme. 

Tinham pequenas cenas onde eu me assustava e pegava na blusa dele. Até surgir uma cena que superou todas as outras e que me fez pular no colo de Obito...

Acabei ficando confortável por alí que faltando poucos minutos para terminar o filme eu adormeci em seu colo. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...