1. Spirit Fanfics >
  2. Será que vale a pena? - Vmin >
  3. Capítulo 5 - Impuro

História Será que vale a pena? - Vmin - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Capítulo 5 - Impuro


Taehyung



Me aproximo de Jimin, levo uma mão até a sua cintura e a outra em sua bochecha e aproximo nossas bocas. Sua boca aveludada e macia se encaixa-se perfeitamente com a minha. Parecia ser feita para mim, faço um impulso para o menor subir no meu colo, dava de sentir o membro duro de Jimin roçando na minha barriga, sem quebrar o ósculo ando até o sofá, nós deitando alí mesmo. Nós separamos do beijo ambos ofegantes, mordo levemente sua orelha e faz uma pequena trilha até seu pescoço, puxando, mordendo, chupando sua pele lisinha e branquinha, antes sem nenhuma marca diferente de agora, a mesma já possuía manchas avermelhadas feitas por mim. Tiro sua camisa, chegou a faltar ar, Jimin era a obra de arte mais linda e perfeita que eu já tive a oportunidade de apreciar. Seus mamilos já se encontravam eriçados, seus botões tinham uma coloração rosada, que chegavam a ser chamativos. Contínuo a trilha até o seu mamilo direito e abocanho, lhe chupando em seguida, a única coisa que dava para escutar era os suspiros de prazer do menor. Tiro a minha boca de seu mamilo, o que era rosado agora estava vermelho, sorrio satisfeito e contínuo minha trilha parando no cós de sua calça. Abro o zíper da mesma e começo a tira-la devagar sem pressa e logo após tiro sua cueca, seu falo estava rígido, pré-gozo saia pela a fenda de sua glande, o mesmo já estava tão necessitado, tão entregue. Beijo parte interna da sua coxa esquerda, perto do membro já acordado do outro, pequenos gemidos saíam dos lábios carnudos de Jimin, contínuo a lhe atiçar dando pequenos selinhos em sua glande.

- Aanw T-tae punir - Pediu.

Pego o pênis do outro e começo a fazer uma "vem" e "vai" vagarosamente e delicadamente, enquanto puxo para outro beijo, minha língua explorava cada pedacinho da sua cavidade bucal, sua boca tinha um leve gosto de chocolate...Humm me preferido, o beijo era quebrado as vezes pelos gemidos que o menor soltava, sinto as veias de seu membro engrossar. Quebro o beijo e me abaixo na altura de seu pênis e o abocanho, deixo beijinhos por toda sua extensão, minha língua envolve sua glande a chupa fortemente, como se fosse um apetitoso pirulito, seus gemidos de prazer aumentavam, sua boca se mantia aberta as vezes o mesmo mordia tentando conter o gemido, o que era falho. Aumento a intensidade, sua glande as vezes acertava minha garganta fazendo meus olhos encherem de água.

- T-to quase.

Não demorou muito para o Mesmo se desfazer na minha boca, seu gosto era agridoce, engulo todo o seu semê sem deixar sequer uma gota se desperdiçar em seguida lembo meus lábios. Tiro a minha calça, junto de minha cueca, meu membro chegava a doer de tão excitado que eu estava. Jimin parecia assustado com o tamanho do meu falo, o mesmo engatinhou até a ponta da cama e se sentou em seus calcanhares, ficando de cara com meu pênis.

- Posso chupar ele Taetae - Me diga como recusar um pedido desses?

- Claro meu amor, todo seu - Uou minha voz saio extremamente rouca e um tanto que sexy haha.

Jimin passa sua língua por toda a minha extensão e me engole em seguida, meu falo batia em sua garganta fazendo um atrito prazeroso acontecer me levando a loucura, agarro o seu cabelo e começo a simular estocadas fortes, fazendo-o engasgar algumas vezes, Jimin me chupava com vontade, o barulhinho da sucção me fazendo ficar ainda mais excitado, a boca do Jimin me acolhe tão bem, ela é tão quentinha me sinto no paraíso. Após mais algumas estocadas me desfaço dentro da boca do menor.


(...)


Estocava fortemente o menor que pedia sempre por mais, as estocadas estavam rápidas e violentas fazendo com que meu corpo se chocassem com as nádegas do Jimin, o mesmo se encontrava de quatro, totalmente entregue aos meus toques, seus gemidos eram incontroláveis, eram altos.

- AAWNN - Acabo acertando seu ponto 'doce' fazendo gritar de prazer. O suor escorria pela minha testa, já estávamos naquilo a algumas horas. Paro as estocadas e me tiro de dentro do menor, recendo um gemido de frustração do mesmo. Viro-o fazendo se deitar as costas no chão e entro de novo no mesmo, Jimin envolve suas pernas em volta do meu tronco, me puxando para mais perto fazendo eu entrar mais fundo em si. Quando eu aí voltar a estocar o pequeno, escuto um barulho estridente e alto então..... Me acordo.

- Puta merda - Tava tão bom para ser verdade.


(...)


Cheguei na conclusão de que eu sou um baita de um tarado, mano eu sonhei que estava transando com o Jimin e eu o conheci a dois dias! Mano eu sei que eu tô na seca faz um tempinho, porém não achei que seria tanto, meu pau dói só de imaginar aquela bunda grande, quicando no mesmo, chega a latejar....Aannw Jimin queria que visse o que você causa em mim...Annw...nesse exato momento escutou sentado na banheira do meu quarto tocando uma para aquele baixinho.

- Aawnn Jimin - Solto um gemido rouco e um tanto alto. Não conseguia manter meu tom de voz baixo, reviro os olhos em puro prazer, cenas do meu sonho venham átona fazendo eu gozar fortes jatos na minha mão. Meu peito descia e subir, tento regular minha respiração coisa que não adiantou muito, tava tomando pelo orgasmo que se prolongou, me fazendo fica molinho naquela banheira. Após um tempinho me recupero e troco a água da banheira, tomando um banho em seguida tomo um relaxante banho, a água morna sobre meus músculos me fazia relaxar poderia relaxar mais tempo, só que tenho que ir para a faculdade. Com a força do ódio saio de dentro da banheira, pego minha toalha e enrolo em volta da minha cintura e saio do banheiro. Olho no relógio e já se passavam das 9, não daria mais tempo e Também não me deixariam entrar. Decido por só uma cueca e volto a deitar em seguida dormindo novamente.


(...)


- Annw T-tae mais rápido - Gemeu sofrego. Acatei seu pedido rapidamente aumentei a velocidade, Jimin gemia todo manhosinho o mesmo arqueava as costas e revirava os olhos em puro prazer, seus cabelos estavam desalinhados e grudavam em sua testa, uma visão um tanto que pornografia, seus lábios se encontravam inchado e avermelhados, seu pescoço com várias manchas roxas e vermelhas, feitas por mim! Pela segunda vez Jimin gozou, fazendo com que suas paredes internas me expremesse, fazendo eu gozar também. Saio de dentro do menor e me deito ao seu lado, nossas respirações estavam falhas. Mas não nós impediu de ter o terceiro round, dessa vez Jimin cavalgou em mim, Jimin quicava loucamente no meu falo, apoio minhas mais em sua cintura ajudando Jimin nós movimentos. Enquanto Jimin cavalgava em mim o mesmo não perdeu tempo e deixou vários chupões no meu pescoço. Mais algumas quicadas do Jimin e ambos chegamos ao orgasmo, estávamos exaustos e simplesmente apagamos.


Jimin


Já estava na casa do Senhor Kim, ou melhor no escritório. O mesmo me pediu para organizar sua agenda, claro que o mais velho me auxiliou, percebi que o Senhor Kim era um homem muito importante, pois sua agenda estava lotada literalmente, o homem não tinha sequer tempo para respirar avia; Entrevistas para falar sobre seus livros, Jantar com escritores famosos e além de escrever seus livros. Eu vestia um calça social preta, uma camiseta branca, gravata preta e por cima um terno também preto.


(...)


Senhor Kim no momento está em uma reunião muito importante, o mesmo me pediu para esperar na sala de estar que logo iria me orientar no que for para eu fazer. Aproveitei esse momento para atualizar minha história e o melhor é que eu criei uma conta em um aplicativo que as pessoas postam suas histórias, muitas pessoas escrevem, as histórias são magníficas, sério mano, mostrei ao professor da faculdade e ele adorou o app, pego o meu notebook que estava na mochila e me sento no sofá, abrindo-o o aplicativo em seguida e começando a escrever.


Capítulo 2: Tentativas falhas de reconciliação.

Sabe quando você está errado e tenta arrumar as coisas, fazer as coisa certas, só que as pessoas não colaboram? Isso não fica chato? Fica neh? Então tô em uma situação parecida, Minah não olha na minha cara já vai fazer um mês e pouco quase dois. Já tentei flores, chocolates, ingresso para o show dos Ídolos dela, roupas de marca, bolsas, sapatos e nada adiantou. Por que tão difícil, eu não tinha dito nada de mais o que ela espera de mim? Que eu peça desculpa e diga que eu a amo? Puft! Claro não. Nesse exato momento estamos indo à escola , pelo menos nós ainda vamos e voltamos juntos ordem da mamãe, mano sério eu amo minha irmã só que ela não pode saber, deis de pequeno eu a amo e inexplicável o que eu sinto por ela. Chegamos na escola ela vai para o grupinho de amigas e eu vou para a sala da diretora, bato na porta e escuto um " entre" a mesma estava sentada na cadeira de sua mesa, enquanto mechia no computador.

- O que deseja Yori - Pergunta sem tirar os olhos do computador.

- Vim falar sobre o exame de admissão.

- Um exame de admissão? Por que isso? - Parecia estar confusa.

- Eu já me decide há muito tempo, ainda não contei a ninguém, então por favor não conte os meus pais. E claro nem par minha irmã - Após terminamos de conversar volto para minha sala. Já tinha feito a minha decisão não daria mais tempo de voltar atrás.
 

Mais um capítulo concluído ufa!

Guardo o notebook de volta na minha mochila e nesse momento noto a presença de Taehyung que estava escorando no batente da porta, o mesmo traja roupas formais, ele estava de terno azul escuro, uma camiseta branco e a gravata preta. Aquela roupa lhe caía como uma luva, a calça marcava suas coxas, a camiseta ficava justa no corpo esbelto do maior, deixando um ar sexy.

- Oi Jiminie, com vai o trabalho? - Perguntou enquanto caminhava até eu.

- Oi está indo bem é legal trabalhar com o seu pai. E você o que faz aqui?

- Bom vou ter que ir ao uma entrevista com o meu pai, para ele falar sobre a resenha do livro e blá blá blá - Disse um quanto que desanimado, parecia uma criança emburrada haha.

- Você é tão gostoso Tae... Quero dizer fofo! - Kim solta um pequeno sorriso após o meu comentário.

- Não diga isso Jiminie, assim você me deixa duro - O mesmo se senta o meu lado e coloca a sua mão direita em cima da minha perna esquerda, dando um leve aperto na mesma, sinto um arrepiado passar por minha coluna, minha bochechas já possuíam uma coloração avermelhada. Na mesma hora que Taehyung se aproxima de mim, escutamos voz na andar de cima, ambos nós levantamos do sofá e esperamos o senhor Kim descer.

- Oh Taehyung meu filho você já chegou! - Taehyung se curvo-se em respeito ao mais velho.

- Cheguei a pouco tempo meu pai.

- Assim Jimin vou te despeçar por hoje, você me ajudou muito meu filho - Disse em um tom sereno, porém carinhoso - Pode ir para casa qualquer coisa eu te ligo.

- Está bem senhor, se me der licença - Me curso e pego minha mochila saindo em seguida da sala. Bom o que me resta agora é ir para casa, talvez continuar a minha história, ainda era 17:24 não imaginava sair tão cedo hoje.

(...)

Já estava na portaria do meu Apê, comprimento o porteiro, o mesmo disse que minha tia avia pedido para me avisar que quando eu chegasse era para eu ir compras umas coisas que ela esqueceu no dia que fomos ao mercado. O mesmo meu deu a listinha que minha querida tia deixa alí e saio em direção ao mercado que havia ali perto. A rua estava movimentada cheia de estudantes que voltavam para casa, ainda bem que o mercado é bem perto no máximo uns dez minutos até ele. Finalmente cheguei no mercado, pegando a lista e uma cestinha. Após pegar os ingredientes que a mais velha queria vou até o caixa e pago pela coisas. Já avia escurecido um pouco e adivinha? Eu tenho medo de andar na rua sozinho a noite, tenho medo de ser violentado, de me matarem ou de ser até mesmo estrupado, vai que neh? Nunca se saber, a gente sempre tem que se cuidar mesmo sendo homem ou mulher, esses dias pareceu na tv que uma menina de 18 anos se eu não me engano tinha estrupada e teve outro caso que a menina estava ainda para a escola a noite, ela entrava as 18:30 e saia às 22 e pouquinho. Olharam na câmera o homem já estava seguindo a menina deis que ela tinha chegado na escola, ele estava com uma camisa que a mesma tinha vendido para ele, no mesmo dia, enfim após ela sair, a menina de 16 anos passou por ele, quando ela passou, ele a empurrou fazendo a menina cair nisso ele começa a estrangular, a menina luta por sorte ela consegue dar uma joelhada do nariz do homem que solta a mesma e leva a mão até o nariz atigindo e por fim os amigos da menina chegam. É foda mostraram o vídeo no jornal, é horrível. Saio dos meu desvaneios ao chegar na frente do apartamento. Passo de novo pela portaria e vou até o elevador aberta do o botão do meu andar e em seguida as portas se fecham, minutinhos depois as mesmas se abrem e eu saio em direção a minha porta, abrindo-a e fechando em seguida. Deixo as compras em cima da bancada e me sento na mesma.

- Oi Jiminie, chegou cedo - Diz enquanto vinha na minha direção, deu um beijo na minha testa e começou a guardar as compras - Jiminie meu filho comprei um livro que você vai adorar, ele está lá em cima da sua cama de uma olhada.

Desço da bancada e segui até o meu quarto estava curioso sobre este tal livro. Chego no meu quarto e vejo que o livro estava realmente em cima da cama pego-o na mão, não acredito! Minha tia é louca hahaha, para vocês terem uma noção o nome do livro é piadas sacanas. Me deito na cama e começo a ler o livro, eu tô chocado para vocês terem uma ideia vou ler duas histórias para vocês;


O caçador e o urso

Depois de vários dias à espreita, o caçador avistou um urso grande, mirou e abateu o animal. Ele estava pulando de alegria, quando sentiu um tapinha no ombro. Era um urso maior ainda, sacudindo a cabeça em sinal de desaprovação:

- Você não deveria ter feito isso! Você matou um dos meus semelhantes e agora vai ter que pagar. Prefere morrer ou ser estrupado?

Diante das circunstâncias, o caçador escolheu a segunda alternativa, abaixou as calças e se entregou-se à fúria do animal. O caçador sobreviveu, mas jurou vingança. Um ano depois, voltou ao Alasca disposto a matar o urso que o violentou. Ele avistou o animal, mirou e o abateu com um único tiro. Logo sentiu um tapinha nas costas. Era outro urso, muito maior do que aquele em que havia atirado. A fera falou:

- Você matou um dos meus semelhantes e vai ter que pagar. Você prefere morrer ou ser estrupado por mim?

O caçador não podia acredita lar naquilo! A cena de repetia! Ele abaixou as calças e, jurando novamente vingança, entregou-se ao vigor daquele animal monstruoso. No ano seguinte, sedento por uma desforra, o caçador voltou ao Alasca. Avistou o gigantesco urso que o comeu, mirou e abateu o animal com um tiro certeiro....e sentiu outro tapinha nas costas. Era um urso descomunal que disse;

- Fala a verdade, cara... Tu não vem aqui para caçar, vem?

Sério mano eu tô chocado hahaha, não pelo livro mais sim pela minha tia ter comprado isso para eu, enfim vou ler a segunda história.



O sexólogo


É um terapeuta que tem a fama de melhorar a vida sexual de muitos casos. Ele faz exames físicos e psicólogicos, e só aí decide se pega o caso. Chega um casal que precisa de ajuda, e depois da bateria de exames, o sexólogo diz;

- Tenho o prazer de lhes informar que aceitei pegar o caso de vocês.

Depois de conversar longamente com o casal, ele termina dizendo;

- No caminha de casa, parem no mercado e comprem uvas e biscoitos de polvilho. Em casa, tirem suas roupas, e o senhor pegue umas uvas e coloque-os no túnel do amor de sua esposa. Depois, de joelhos, o senhor vai tentar pegar essas uvas usando apenas sua língua.

Depois se dirige a mulher;

- E a senhora peque os biscoitos de polvilho, e a um metro de distância, atremesse-os tentando acertar o mastro do amor de seu marido. Depois, como uma tigresa, agarre-o e coma os biscoitos usando apenas a boca.

O casal vai embora e segue as instruções do médico. Sua vida sexual fica cada vez melhor. Eles contam a experiência aos seus amigos, e recomendam o terapeuta a quem lhes pede. Um casal de amigos deles vão ver o especialista. Depois de fazer a bateria de exames, o médico diz:

- Sinto muito, mas não posso pegar o seu caso. Vocês não me devem nada pelos exames.

O casal está desapontado. O marido insiste:

  - Mas o senhor ajudou tanto nossos amigos. Por favor, pegue nosso caso.

E depois de muita insitência, o médico acaba concordando.

- Tam bom. Então, aí sair daqui, vocês parem num mercado e comprem alguas maçãs e um pacote de "cebolitos"....

  Simplesmente amei! É muito bom eu adorei hahaha. Minha tia é o máximo, minha barriga dói de tanto rir. Largo o livro em cima do meu criado mudo e vou tomar um banho, pois o dia foi cheio hoje.

(...)

Depois de tomar banho me deito e fico olhando minhas redes sociais, até que recebo uma mensagem de uma desconhecido.

Mensagem on


[Desconhecido]

- Oi Jiminie sou eu Taehyung
                            [Visualizada]

- Ah oi Tae

[Visualizada]

        Nome salvo com ; TaeTae❤️



[ TaeTae❤️]

- Você me deixou sozinho naquela reunião chata :(
                            [Visualizada]

[ TaeTae❤️]

- Tô triste com você :/
                        [Visualizada]


- Hahahahah

[Visualizada]

- Mas eu não fiz nada, foi o seu pai que me mandou ir embora :3

[Visualizada]

- Reclama com ele haha

[Visualizada]

[ TaeTae❤️]

- HA HA HA, engraçadinho.
                     [Visualizada]

[ TaeTae❤️]

- Que tal vim aqui em casa para assistimos um filme?
                    [Visualizada]

- Não eu já tô deitado vestido o meu pijama de unicórnio ;3

  [Visualizada]


Minha noite foi resumida a isso, eu dormi sem perceber....


Notas Finais


Desculpe os erros ortográficos e esperam que tenham gostado. Bjs se cuidem e lavem bem as mãos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...