História Sereias De Gotham : - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Batman, Gotham
Personagens Barbara Gordon (Batgirl), Bruce Wayne (Batman), Comissário James "Jim" Gordon, Coringa (Jack Napier), Dinah Lance (Canário Negro), Dr. Jonathan Crane (Espantalho), Edward Nashton/Nygma (O Charada), Harleen Frances Quinzel (Harley Quinn / Arlequina), Harvey Dent (Duas-Caras), Jerome Valeska, Pamela Lillian Isley (Poison Ivy / Hera Venenosa), Selina Kyle (Mulher Gato)
Visualizações 13
Palavras 966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Bem vinda à Gotham :


Fanfic / Fanfiction Sereias De Gotham : - Capítulo 2 - Bem vinda à Gotham :

26 de setembro de 2010, Gotham City :


POV Harleen :

Era uma manhã chuvosa naquela cidade, ainda bem que eu estava dentro do táxi, eu só conseguia pensar na faculdade :


Flashback onn :


- Srta Quinzel ? O meu professor da faculdade vem até mim e minhas colegas de quarto, me chamar 

- Sim ? Pergunto me levantando do banco do estádio 

- Venha comigo até minha sala. - Responde ele


Quando chegamos na sala dele, ele se senta na sua cadeira e coloca suas pernas sob a mesa. Eu fico sentada na cadeira que ficava na frente de sua mesa :


- O que o senhor queria falar comigo ? Pergunto colocando minha perna esquerda sobre a perna direita

- A senhora não tem condições, de se formar. Suas notas estão baixíssimas. - Eu fico absmada quando ouso aquilo. Como eu podia, estar praticamente reprovada ? Eu teria que usar outro método para passar, na faculdade

- Tem certeza, de que o senhor quer me reprovar ? Pergunto me aproximando dele, desabotoando minha camiseta social, deixando minha langerie à amostra

- Bem ... Desse jeito, eu pensarei neste caso. - Ele diz com os olhos grudados em meus peitos

- O senhor não irá se arrepender ! Digo com um olhar de malícia, sentando em seu colo


Flashback off :


Com isso, eu consegui passar na faculdade de medicina e eu fui transferida para Gotham, para começar a trabalhar no asilo Arkham, como pisiquiatra de mâniecos e pisicopatas. Agora vocês devem estar se perguntando : Quem gostaria de trabalhar num asilo, que habita pisicopatas e assassinos em série, ganhando um salário horrível e morando num apartamento pequeno ? Bem meu caros, alguém que não tem família e um lar. Meus pais descobriu que eu seduzia meus professores, para passar na faculdade. Eles cortaram todos os contatos e laços comigo é esse mesmo trabalho, é um novo começo. Depois de minutos naquela merda de trânsito, eu finalmente chego na minha nova casa, a casa já era mobiliada então nem precisei fazer muita coisa, apensas varrer por cima e tirar o pó dos móveis. Após limpar levemente meu apartamento, eu decidi dar uma volta pela cidade, então eu fico andando sem destino pelas ruas de Gotham, até de repente, esbarrar em alguém :


- Ahhh ! Digo enquanto caia no chão - Olha por onde anda. - Diz a mulher que eu me esbarrei acidentalmente. Querida, foi um acidente !

- Me desculpe ! Digo me levantando do chão e ajeitando meus óculos - Está tudo bem. Acidentes acontecem não é mesmo ? Pergunta a moça dos cabelos ruivos, com um sorriso levemente falso no rosto

- É, sou Harleen ! Eu aperto sua mão, pars me apresentar para ela - Pamela Isley. Você é nova na cidade não é mesmo ? Pergunta ela 

- Sim, eu vim de Brooklin ! Digo 

- Que tal nos conhecermos melhor, tomando uma boa xícara de chá na cafetaria ? Pergunta Pamela enquanto ajeitava sua bolsa

- É claro ! Respondo


Chegamos na cafetaria e cada uma de nós, pediu chá. Ficamos durante horas conversando :


- Por que veio para Gotham, afinal ? Pergunta ela enquanto tomava seu chá de erva doce

- Eu fui transferida para trabalhar no asilo Arkham, trabalharei como pisiquiatra lá. - Respondo tomando meu chá de camomila

- Eu sou cientista e nas horas vagas, trabalho com jardinagem. Eu também sou herdeira da fortuna dos meus falecidos avós, que descansem em paz. 

- Eu começarei amanhã meu trabalho, e eu não conheço ninguém por lá ! Digo aflita só de pensar - Não se preocupe, eu tenho um amigo chamado Edward e ele, trabalha por lá. Ele pode te ajudar à se socializar com os funcionários do Arkham. - Diz Pamela pegando em minha mãos, me deixando arrepiada

- Obrigada mas agora, eu preciso ir. Vou deixar minha parte já paga ! Digo pegando minha carteira - Não será necessário, eu pagarei ! Diz Pamela

- Obrigada ! Digo envergonhada com seu gesto

- Tome, este é meu telefone. Vamos marcar um dia para darmos uma volta pela cidade ? Pergunta Pamela me dando um cartão

- Está bem. Muito obrigada pelo chá, até mais ! Vou embora após dizer aquilo


Quando chego em casa, eu acendo meu  cigarro e começo a fumar enquanto tomava um pouco de tequila. Que merda de vida, que fim de mundo, que fim e merda de cidade.  No dia seguinte, finalmente eu iria começar meu trabalho como pisiquiatra, naquele dia meu turno seria das 9h manhã até as 17h da tarde, mas teriam dias que eu iria trabalhar até no máximo até às 22h da noite. Eu admito, eu estava muito anciosa para o meu trabalho começar, então eu cheguei um pouco mais cedo. Quando chego, o gerente do asilo, Addam, ele me dá a ficha de todos os pacientes que eu atenderia e faz um tur comigo pelo Arkham. Mas que lugar nojento era aquele. A tinta das paredes estavam desgastadas e com manchas de sangue, e o lugar chegieava à urina. Que horror. Quando o meu tur termina com Addam, de repente, vejo um homem de olhos claros e cabelos morenos vindi até mim, quando eu iria ter minha primeira consulta :


- Olá, Senhorita Quinzel ? Eu sou Edward, a Pamela deve ter comentado de mim para você. - Pergunta o mesmo homem

- Sim, sim é claro ! Respondo meio apressada

- Bem, deve estar apressada, conversamos em outra hora ! Diz Edward 

- Sim, eu não quero ser chata mas eu tenho que ir trabalhar ! Digo pegando a ficha do meu paciente

- Está bem. Bem, nos vemos mais tarde! Diz o mesmo

- Ok, tchau ! Digo me afastando dele


A minha sala ficava depois do refeitório do Asilo e quando passo por lá, sinto uma sensação estranha, sinto alguém me observando, alguém que me queria por completo :


Continua ...


Notas Finais


Vocês já devem saber quem estava observando a nossa Harleen. Mas enfim, o elenco tem mais personagens, você pode conferir lá e se você gostou, compartilhe, comente e venha ser uma sereia de Gotham tbm !!! Um bj e Bye bye bye !!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...