1. Spirit Fanfics >
  2. Serenade (tobimada x madatobi) ABO >
  3. Capítulo 20

História Serenade (tobimada x madatobi) ABO - Capítulo 45


Escrita por: oliver1889

Capítulo 45 - Capítulo 20


- Madara dá pra me escutar por um segundo? - esbravejou tobirama segurando um dos pulsos de Madara o impedindo de terminar de colocar as coisas na mala.

- Eu não tenho nada para escutar de você,meu irmão estava no seu colo e depois estava atrás de mim chorando você realmente prefere que eu acredite em você? Eu só não saiu com izuna desse prédio hoje,por que preciso que meu sobrinho fique bem.

- Madara eu não fiz isso, você sabe que eu jamais faria algo assim, madara por favor acredita em mim,antes dele subir no meu colo e me beijar ele disse algo sobre trazer meu  irmão de volta.

- Você não cansa de inventar coisas? E bom saber que teve um beijo,agora me solta.

Tobirama soltou madara e passou as mãos pelos cabelos suspirando impaciente,por que isso estava acontecendo?

- Faça o que você quiser eu cansei,estou a tarde todo tentando te convencer da verdade.

Tobirama saiu do quarto deixando Madara só então o mesmo pode deixar as lágrimas escorrerem,colocava as peças de roupa com raiva dentro da mala como se elas fossem as maiores culpadas de seus problemas,quando saiu do apartamento deixou o cartão em cima da bancada e se quer virou-se para se despedir tobirama que estava na sacada de vidro lá onde ambos sentiram a primeira atração um pelo outro,pegou o elevador e foi para o apartamento de izuna, chegando lá foi recebido pelo mesmo.

- Desculpe Izu.

- Não se desculpe, ninguém imaginaria que ele seria capaz de fazer isso, já passou. - izuna abraçou Madara com um sorriso nós labios.

Acima deles tobirama se sentou no sofá passou a mão no rosto exausto e triste,havia realmente perdido a pessoa que gostaria que ficasse a vida inteira a seu lado,com quem gostaria de construir uma família, realmente havia perdido tudo isso?

Olhou para o celular ao seu lado no sofá então lembrou que Izuna falou sobre trazer o irmão de volta,pegou o celular e discou o número de kawarama sendo logo atendido.

- tobirama? Quanto tempo.

- kawarama você falou com izuna e disse para ele fazer algo para você voltar?

- aconteceu algo com izuna?

- não,ele apenas agiu de modo estranho dizendo que precisava agir desse modo para trazer você de volta,se isso é algum tipo de brincadeira você fala agora por que isso acabou com meu namoro.

- izuna acabou com seu namoro? Eu não mandei ele fazer nada inclusive não estou em posição de mandar nada.

- Oque você quer dizer com isso?

- quero dizer que estou sendo controlado pela minha esposa,ela é perigosa fica de olho no izuna pra mim por favor,eu não sei o que pode acontecer.

- Kawarama chama a polícia.

- a polícia trabalha do lado dela,eu estou fodido cara,apenas não deixe que nada aconteça com izuna e meu filho até eu me livrar disso e descubra quem mandou ele fazer isso me ligue se descobrir.

- Me ligue também se algo piorar para você.

Kawarama nada mais respondeu e a ligação havia caído,aquela história estava cada vez mais estranhamente perigosa.Em nova York kawarama estava pensando em tantas coisas e todas elas relacionadas a izuna mal conseguia se concentrar em assinar os papéis.

- Muito trabalho meu amor? Mau tirou o dia para mim hoje.

- Mito estou sem tempo.

- para mim você tem todo o tempo do mundo kawarama.

- Você não pode me controlar todo o tempo,eu já disse que estou esperando meu cio eu vou marcar você.

- Não vim com esse interesse e sim em dizer que vou ser muito misericordiosa e deixar que você conheça seu filho quando nascer.

- Claro que vai deixar, você está segura de que vou ter te marcado e eu não possa mais ficar com izuna nem com meu filho.

- como você é esperto,talvez hoje eu chegue tarde em casa - a mulher de cabelos vermelhos deu as costas para Kawarama e saiu, kawarama queria quebrar toda aquela sala com a raiva que estava sentindo,desejava não ter levantado da cama aquela manhã e não ter visto izuna acordar ao seu lado e agora jamais poderia ter isso novamente e o pior de tudo era não poder ver seu filho crescer não poder ser o pai que desejava ser,tudo por causa de uma mulher louca por si e perigosa de mais.

Hashirama em seu apartamento preparava sua comida com muito bom humor dançava pela cozinha ao som de Killing Me Softly With His Song,um clássico que tocava em seu rádio,a comida cheirava bem lhe agradando ainda mais,serviu uma taça de vinho para si e começou a beber afim de curtir mais o clima,nada poderia estragar sua felicidade naquele momento e logo teria madara junto a si,quando conheceu o mesmo foi como se já tivesse o conhecido de um jeito mórbido porém algo nele lhe chamava atenção o fazendo o se prender a ele, fazendo o desejar,o amar e logo realizaria tais sentimentos verdadeiramente e isso o fazia sorrir abertamente e assustadoramente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...