História Serendipity - Bulletproof Love 2 - Jimin - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Jimin, Park Jimin
Visualizações 58
Palavras 1.391
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Capítulo IV - She got the moves


Fanfic / Fanfiction Serendipity - Bulletproof Love 2 - Jimin - Capítulo 4 - Capítulo IV - She got the moves

Jimin

 

Eu não esperava ver Manu esta manhã. O Jungkook bem que podia ter me avisado. Os olhos dela me seguiram desde o momento em que ela entrou na sala. Ela estava ainda mais bonita que na noite anterior. Ela vestia uma saia de pregas vermelha e uma camiseta preta justa, ela estava usando o mesmo par de tênis da noite anterior. 

Ela foi muito simpática com os outros membros, muito mais do que tinha sido comigo na noite anterior. Ela sorria para eles de uma maneira graciosa e cumprimentou a todos com beijos no rosto, porém quando chegou a minha vez ela parecia nervosa e nem sequer encostou em mim. Incomodou-me o fato de eu ter ficado chateado por não ter ganhado um beijo e por ela ter sido tão simpática com todos os outros.
Quando voltamos a dançar todos os meninos pareciam estar se esforçando dobrado, provavelmente tentando impressionar a Manu, com suas habilidades de dança. Até mesmo o Jin e o Namjoon pareciam estar mais empolgados. 

Manu estava observando o J-Hope dançar e logo fazendo comentários com a Suki. Acabei me distraindo e errei por completo a coreografia, esbarrando no Taehyung e causando uma espécie de efeito dominó, por sorte ninguém caiu, mas tivemos que parar o ensaio. 

- Caramba, hyung. Preste atenção! Onde você está com a cabeça. - Reclamou Taehyung. - Está pior que eu. 

- Eu sinto muito. Eu me distraí. - Eu disse para todos.

- Tudo bem. Isso acontece. - RM disse. - Vamos voltar do começo. 

- Será que podemos fazer uma pausa? - Taehyung perguntou. - Meu tornozelo está doendo um pouco. 

- Acho melhor colocar gelo. - Jin disse preocupado. - Eu vou buscar uma compressa. - Eu me senti péssimo por ter causado isso.

O Yoongi veio com uma cadeira e colocou atrás do Taehyung. 

- Senta aí. - Ele praticamente ordenou e Taehyung o obedeceu.

- Sinto muito, Taehyung. - Eu me desculpei outra vez. 

-Tudo bem, não está doendo tanto assim. 

Manu se colocou ao lado dele. 

- Está tudo bem? - Ela disse preocupada. 

- Está doendo muito. Mas se você me der um daqueles beijos acho que vou melhorar mais rápido. 

- Por que será que eu tenho a impressão de que você está se aproveitando um pouco da situação? 

Ele fez uma carrinha de inocente que fez ela sorrir e ela lhe deu um beijo na testa, depois  ela se  ajoelhou à sua frente e  começou a massagear o tornozelo dele. 

- Uau, suas mãos são mágicas. É a melhor massagem que eu já recebi.

- Eu fiz um curso de massoterapia no ano passado, a Suki fez também.
- Sério, meu amor? - Perguntou Jungkook à sua namorada e ela concordou com a cabeça. - Que tal me fazer uma massagem nos ombros? - Ele pediu.

- Tudo que você quiser, "coelhinho". - Ela tinha dito a palavra em português e nenhum de nós sabia o que significava, mas soava tão engraçado. 

Os outros começaram a rir, mas o Jungkook não estava nem ligando e se importou ainda menos quando as mãos de Suki tocaram os seus ombros. Se estivesse no lugar dele, acho que eu também não me importaria. Jin retornou com a compressa de gelo. E colocou sobre o tornozelo de Taehyung. Ele parecia bem menos contente com o gelo que com a massagem de Manu. 

- Nós deveríamos contratar a Manu como massagista oficial do BTS. Ela tem mãos de fada. - Taehyung falou.

- Obrigada, mas meus pais me matariam se eu desistisse de estudar para virar massagista. 

- Pode ser um emprego de meio expediente. - Taehyung insistiu e eu não pude deixar de me perguntar se sua massagem era mesmo tão boa.

- Eu vou pensar no seu caso. - Ela respondeu.

Ele sorriu e ela lhe sorriu de volta. O sorriso dela era realmente encantador. Eu estava apenas como um observador da situação e não gostava da atenção que ela dava para ele. 

- Jimin, pensei que você fosse um bom dançarino, mas você parece bastante desastrado. Eu achei que o Namjoon fosse que fosse o deus da destruição. - Ela disse em tom de brincadeira e todos os outros começaram a rir.

- A coreografia é difícil, eu só me distraí por alguns segundos. 

- Essa coreografia não é tão difícil assim. - Ela tinha razão, não era. 

- Você consegue fazer melhor? - Eu a desafiei.

- Isso é um desafio, Park Jimin? - Eu concordei e todos os olhares se voltaram para mim. - Acho que você sabe já o que acontece quando alguém me desafia. - Ela sorriu de maneira maliciosa e piscou para mim. E não pude deixar de pensar no que tinha acontecido da última vez que eu a tinha desfiado.  - Jin será que você pode me fazer o favor de colocar a música desde o princípio, por favor? 

Manu se posicionou e quando a canção começou ela iniciou a coreografia. Eu odiava admitir, mas ela se movia perfeitamente, ela tinha a emoção e até mesmo estava cantando a música e sua voz também soava muito bem. Sua saia balançava perigosamente, tornando a coreografia bastante sensual. Todos os outros garotos tinham os olhos nela inclusive o nosso coreógrafo que tinha acabado de voltar para a sala. Ela incluía inconscientemente alguns movimentos de quadril que tornavam sua dança muito atraente. Quando ela terminou estavam todos boquiabertos. 

- Tá vendo só Jimin, não é tão difícil.  - Ela deu um largo sorriso e outra piscadinha.

Os meninos começaram a aplaudir e ela fez uma reverência agradecendo. 

- Muito obrigada! Se quiserem outro show terão que pagar ingresso. - Ela brincou.

- Cara, acho que acabei de me apaixonar. - J-Hope disse baixo o suficiente para que apenas eu pudesse ouvir. - Ela existe mesmo ou acabei de imaginar tudo isso? - Eu não respondi.

- Isso foi gravado? - Perguntou o nosso coreógrafo.

- Não. Nós paramos de gravar quando o Jimin resolveu destruir a coreografia. - Yoongi respondeu.

- Eu já pedi desculpas. - Eu resmunguei.

- É uma pena. Eu gostaria muito de mostrar isso para o pessoal da seleção de trainees. Você gostaria de fazer um teste? - Nosso coreógrafo perguntou à Manuela. 

- Está falando sério? 

- Claro que sim. O que você me diz? 

- Onde é que eu assino?! - Ela falou empolgada, o que fez o nosso coreógrafo sorrir. 

-  Venha comigo, eu vou te apresentar algumas pessoas. 

- Só se for agora. - Ela disse sorridente. 

Ela seguiu o nosso coreógrafo para fora do salão. A saída dela fez o clima mudar. Era incrível o quanto ela dava vida ao ambiente. 

- E seu tornozelo? - Perguntei.

- Acho e a dança mágica da Manu acabou de me curar. Você viu aquela dança? Eu nunca tinha percebido o quão sexy essa coreografia era até agora. Acho até que minhas calças ficaram mais apertadas. 

- Você é nojento! 

- Não. Eu sou apenas um homem. 

- Será que podemos voltar ao ensaio? - Disse Namjoon e todos concordaram. - Tente não perder o foco de novo Jimin.

- Eu não vou.

Era muito mais fácil me concentrar agora que a Manu não estava mais na sala e por isso o resto do ensaio correu sem problemas. Eu não tinha ficado contente com a forma como o Taehyung e o Hoseok tinham reagido depois da apresentação da Manu, isso tinha me incomodado muito mais do que eu gostaria de admitir. Acho que eu não poderia competir com nenhum dos dois. Eles eram melhores que eu em praticamente tudo. 

Eu precisava parar de ter este tipo de pensamento, porém toda vez que eu me comparava com os outros membros me sentia bastante inferior. Eu estava trabalhando para diminuir a minha insegurança e aumentar a minha autoestima. Graças ao amor e apoio dos meus fãs eu estava aprendendo a me amar e ser mais confiante, mas às vezes estes pensamento se infiltravam na minha mente. Era difícil abandonar velhos hábitos. 

Por que Manu me afetava tanto? Havia algo sobre ela que me deixava bastante inquieto. Se Manu se tornasse uma trainee, isso significaria que ela não voltaria para o Brasil e que eu a veria com muito mais frequência. Quão bem eu poderia lidar com isso? 

 

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...