História Serendipity - Taekook - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Kooktae, Namjin, Taekook, Yoonmin
Visualizações 138
Palavras 4.137
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee!

Cheguei mais cedo pq hj eu n posto mais.

Ja falei q eu odeio escola?

Boa leitura!

Capítulo: Eu não estou apaixonado!

Capítulo 10 - X - I'm not in love!


Fanfic / Fanfiction Serendipity - Taekook - Capítulo 10 - X - I'm not in love!

Avancei alguns passos e parei atrás dele.

  -Tae... - me curvei perto de sua orelha com as mãos cruzadas na parte inferior das costas.

  - Ah! - virou para o lado e olhou nos meus olhos, estávamos tão próximos que eu conseguia sentir sua respiração no meu rosto. - Kookie... - sorriu quadrado. Quanto mais perto, mais bonito.

  Incomodado com a proximidade eu me afastei e, por incrível que pareça, tropecei no meu próprio pé e caí para trás.

  - Jungkook! - começou a rir e se virou para trás para, digamos assim, me socorrer, mas apenas ficou me olhando enquanto eu estava deitado na grama.

  -Vai ficar ai me olhando, só? - puxei seu braço para que ele se desequilibrasse e, de fato ele caiu do meu lado.

  Paramos de rir e ficamos olhando um para o outro. Eu consegui sentir seu desconforto no momento em que ele se sentou e ficou na mesma posição de antes. Me levantei também e limpei a garganta. Taehyung continuou olhando para o céu e uma brisa leve bagunçou seus cabelos. Peguei a câmera da mochila e direcionei a lente para seu rosto. Tirei a foto por trás, ele nem percebeu. Sorri enquanto olhava a imagem recém capturada, percebendo uma margarida que se infiltrou por trás dele, guardei a máquina. Taehyung olhou para trás e sorriu para mim, recebendo outro sorriso de volta, se arrastou para meu lado sem fazer contato visual, aproximou sua mão da minha devagar me fazendo engolir em seco. Encostou seus dedos compridos nos meus e os entrelaçou. Na hora eu fiquei desconfortável, mas ele sorriu quando sentiu eu relaxar e encaixar melhor nossas mãos, nesse momento ele apoiou as mesmas em seu joelho e ficamos olhando as pequenas nuvens que se formavam no celeste do céu.

  - Eu vi você na TV. - quebrei o silêncio ainda segurando sua mão.

  - Sério? - olhou para mim e sorriu. - Como foi em Daegu? - olhou para baixo e mexeu na grama com a mão livre.

  - Foi bem divertido!

  - Que bom. - soltou nossas mãos e levantou, batendo na calça para tirar os matinhos que se prenderam. - Vamos?

  - Certo. -me levantei também e fiz o mesmo que ele. - Você vai sozinho?

  -Sim. Cada um para um lado. - cruzou os braços apontando para duas direções. - Tchau! - sorriu e se virou.

  - Taehyung! - o chamei antes que ele chegasse na esquina . Ele parou e ficou estático. - Foi muito bom ver você de novo! - virou a cabeça e sorriu.

  - Também achei! - continuou andando e virou a esquina acenando.

                               ***

  Acordei cedo no dia seguinte para receber Yoongi e seu irmão, que havia avisado que viria no dia anterior. Fui para o mercado logo depois de tomar um copo de leite gelado. Comprei um bolo de chocolate e um baguete. Os meninos chegaram às 3 e meia.

  - Ya! Jungkook! - Yoongi entrou no apartamento e bateu nossas mãos fazendo um som alto.

  - E aí? Tudo bem?

  - Sim! - liberou espaço para dois homens altos entrarem também. - Esse é meu irmão. Seokjin. - apresentou o mais baixo dos dois. Seu cabelo era rosa-bebê e ele usava um terno azul marinho.

  - Boa tarde! - me cumprimentou estendendo a mão.

  - Boa tarde! - segurei sua mão e sorri simpático.

  - Esse é o namorado dele. Namjoon. - apontou para o mais alto entre nós, que era loiro e tinha as laterais do cabelo raspadas, trajava um terno preto.

  - Boa tarde! - sorriu mostrando covinhas charmosas.

  - Eu conheço você de algum lugar... -olhei para o mais velho e cerrei os olhos.

  - Talvez na TV. - Yoongi sorriu e olhou para mim.

  - Ah! Ele apresenta um programa culinário! - apontei para ele, que sorriu concordando.

  - Eu sou produtor na empresa. - Namjoon explicou se direcionando com os outros para o centro da sala.

  Basicamente, Yoongi estava fazendo curso de piano e apresentaria uma música em um concerto no final do ano ,e já aproveitou para convidar a mim, e, se quisesse, levar Taehyung.

  Seokjin é muito simpático e tem um humor incrível, carinhoso com todos e sempre positivo. Yoongi tem toda razão de amá-lo muito. Mesmo sendo apenas 3 meses mais velho que ele, Jin sabia como cuidá-lo.

  - Quando ele tinha só 4 anos, ele gostava de criar ritmos e fazer poemas. - Jin contava o fato com um sorriso no rosto. - Continua com esse vício até hoje. Quando eu me dei conta de que gostava de garotos, aos 16 anos, ele me fez um poema. Eu lembro de dois versos que ainda me emocionam. - olhou para o irmão e recebeu um sorriso. - "Não selecionamos por quem nos apaixonamos" e "Ame pela emoção e não pela razão". Sempre que alguém olha feio para nós na rua passa isso pela minha cabeça. - Namjoon segurou em sua mão sorrindo.

  Durante nossa conversa percebi que Namjoon mantinha seus olhos vidrados no namorado.

  Descobri mais coisas sobre Yoongi do que o próprio Jin, como, por exemplo, que eles eram filhos de pais diferentes e que o pai do mais novo deixou ele e sua mãe quando ele nasceu. Os pais de Jin tratavam Yoongi como seu filho também.

  E a tarde terminou assim. Os três disseram que queriam me ver de novo e conversar sobre assuntos aleatórios e divertidos como no dia.

  - As férias estão chegando. Poderemos nos ver em breve! - me despedi de todos após levá-los para a portaria.

  Subi para o apartamento e ouvi o toque do meu celular. "Taehyung".

  - Por que demorou tanto pra atender? - perguntou logo que eu aproximei o aparelho da orelha.

  - Desculpa. Tava acompanhando Yoongi e seus hyungs até a saída.

  - Ok. Olha. Eu preciso da sua ajuda.

  - O que aconteceu? - troquei o celular de mão e sentei no sofá para escutá-lo.

  - Daqui a pouco terá a festa de 18 anos da minha prima e ela disse que se eu não encontrasse alguém para ir comigo ela ia me apresentar uma amiga dela. - fez silêncio.

  - E?

  - "E" que eu vou ter que ficar com uma pessoa que eu nunca vi na vida durante 5 horas. - explicou impaciente.

  -Tá, mas o que você quer que eu faça?

  - Você tá livre hoje?

  - Er... - olhei para o relógio vendo que o mesmo marcava 6 horas. - Sim...

  - Ótimo! Tome um banho! Estarei aí daqui 30 minutos!

  - Espera, Taehyung! - a outra linha estava muda. - Ele desligou? Taehyung! Aish!

  Levantei e larguei o aparelho na mesa. Corri para o banheiro e tomei um banho rápido. Fui para o quarto e abri o guarda-roupas, arregalei os olhos ao pensar que teria que escolher entre todos aqueles trajes.

  Como Taehyung ía muito para meu condomínio nós fizemos uma comanda para que ele pudesse passar pela portaria facilmente. Então ele poderia chegar a qualquer momento.

  Peguei um conjunto social preto com vinho e uma calça jeans preta. Quando só faltava vestir o paletó rajado eu ouvi a campainha.

  - Jungkook! - o ouvi chamar do outro lado da porta.

  - Espera! - girei a chave na fechadura ainda tentando colocar a peça que faltava. - Pronto. - abri a porta encaixando os botões nas casas.

  - Tá pronto? Ótimo! - nem esperou minha resposta e me puxou para fora. Parou num tranco me fazendo trombar nele e se virou para mim olhando minha roupa. - Jungkook! - me olhou feio, mas ainda assim fazendo uma expressão fofa.

  - O que foi?!- perguntei incomodado.

  - Olha isso... Tá tudo errado... - direcionou as mãos para os botões desatando um por um.

  - Hã... - prendi a respiração e fiquei o observando vidrado em seus movimentos enquanto reabotoava o paletó do jeito certo.

  - Desastrado... - me puxou para a frente do elevador.

  - Espera! - voltei a respirar normalmente soltando todo o ar pela boca. Foi uma sensação estranha,não consegui decifrá-la. Tranquei a porta. -A culpa não é minha que *alguém* ficou me apressando. - o segui.

  Virou a cabeça para mim fazendo uma expressão de desaprovação e ficou apertando o botão do elevador seguidas vezes.

  Quando entramos na máquina pude, finalmente, analizar suas roupas com mais atenção. Ele usava calça e sapados iguais aos meus, uma camisa social preta com bolinhas em vinho e um paletó preto com detalhes em prata.

  - O que?! - olhou para si mesmo. - Tá feio?

  - Não! - neguei sem pensar duas vezes levantando o olhar para seu rosto.

  - Então por que tá me olhando?

  - Nada...

  Quando atravessamos a portaria um táxi já estava parado lá com a porta traseira aberta. Provavelmente Taehyung pediu para o motorista esperar e correu pra me buscar. Ele entrou primeiro se sentando no banco de trás e eu sentei ao seu lado. Quando fechei a porta o homem saiu com o carro, chegando rápido até um salão iluminado por luzes coloridas.

  - Vamos! - pagou o taxista e me puxou para a recepção. Falou umas palavras e se apresentou. O homem não queria me deixar entrar, mas Taehyung fala muito bem então o convenceu.

  Entramos na casa de festa e Taehyung procurou alguém passando os olhos por todo o local.

  - Ali! - apontou para uma garota que estava perto do palco, falando com o DJ. - Hannie!-correu até ela me deixando no meio do salão.

  - Tae!!! - sorriu com brilho nos olhos e o abraçou. - Não trouxe ninguém? Essa é a-

  - Espera! - abriu as mãos e me chamou com uma delas. - Esse é o Jungkook.

  Limpei a garganta e ajeitei a roupa andando até eles, fiz uma reverência.

  - Woa... Achei que iria trazer uma garota... - sussurrou perto dele , mas obviamente eu ouvi. - Prazer!Sou Yang Haneul! - também fez uma reverência.  Falou algo no ouvido de Taehyung e sorriu um tanto maliciosa.

  - Vamos nos sentar ali... - apontou para um sofá preto que estava no centro do salão. - Ela gostou de você... - me avisou andando ao meu lado até o assento.

  - Ah, que legal... - comemorei sarcástico enquanto me sentava.

  - E a amiga gostou de mim... - sentou ao meu lado estendendo o braço direito por cima do encosto.

  Vi a garota correndo para nossa direção e tentei sorrir simpático. Ela ofereceu uma bebida para Taehyung e logo sua prima veio junto oferecer uma para mim. Pegamos a bebida e agradecemos percebendo que eles cochichavam e sorriam uma pra outra enquanto nos olhavam e se afastavam.

  - As duas vão ficar em cima de nós a festa toda... Ainda bem que você veio comigo.

  - Até agora você não agradeceu. - levei a taça até a boca o olhando.

  - Obrigado.

  - Por nada... - fez aspas com uma mão ao pronunciar a palavra "nada".

  Mais algumas pessoas chegaram, a maioria das garotas estavam acompanhadas por garotos e isso me aliviou. Ninguém sentou perto de nós, apenas cumprimentaram Taehyung e fingiam que não haviam me visto. Eu achei até melhor, porque eu não gosto de muito contato. Tarde demais pra dizer isso. Haneul e sua amiga apareceram e se sentaram,uma do meu lado e a outra ao lado de Taehyung.

  - Eu sou JiSol.

  - Taehyung. - a cumprimentou sorridente e simpático. Eu não sei como ele conseguia fazer isso.

  - Está se divertindo? - Haneul se aproximou me fazendo ficar um tanto desconfortável.

  - Sim... - tentei me afastar mas a outra garota também impedia Taehyung de se mexer.

  - Vamos buscar mais refrigerante! - ele se levantou e me puxou junto. Pude ver as meninas fazendo uma expressão incomodada.

  - Muito obrigado. - parei com ele na frente do balcão.

  - Hannie não é assim... Acho que ela foi na onda da amiga. - pediu para a garçonete completar as taças. - Elas sairam. Vamos voltar.

  Andamos até o sofá novamente e nos sentamos como antes. Taehyung pegou a taça com a canhota e passou o braço por trás do meu pescoço apoiando o mesmo no encosto, fez isso com o outro braço e cruzou as pernas. Ficou procurando algo com os olhos e aproximou seu rosto do meu. Meu coração bateu mais rápido e minhas mãos começaram a transpirar. "O que ele tá fazendo?". Trouxe o braço esquerdo para perto e virou a cabeça. "No que ele está pensando?". Abriu a boca minimamente enquanto eu olhava para ele. Estava prestes a ter uma parada cardíaca. Ele levou a taça até a boca enquanto envolvia meu pescoço e tomou um gole da bebida.

  - O que foi? Você ta suando... Você tá bem? - seu olhar era preocupado.

  - Tô! Tô ótimo! - tentei normalizar a respiração virando a cabeça para o outro lado.

  - Jungkook... Você tá branco. Tá passando mal? - colocou a taça na mesa e tocou no meu ombro.

  - Não. Eu estou bem. - minha voz falhou e ficou agúda quando terminei a frase.

  Eu não acreditei no que eu tinha pensado. Ele estava tão perto. Eu não deveria ter me sentido assim. "Eu não gosto dele!", pensava, tentando espantar todos aqueles devaneios. Quais são os sentimentos de uma pessoa apaixonada?

  - Você quer ir embora? Eu levo você. - se levantou e ficou de frente para mim.

  - Não é isso. Pode ficar tranquilo. - apertei os lábios um contra o outro e procurei não fazer contato visual com ele, mas era impossível.

  - Kookie... - agachou-se e mirou meus olhos. - Você tá tenso...

  -O que? Por que acha isso?

  - Pupilas dilatadas. - apontou para meus olhos.

  - Ele deve estar apaixonado! - Haneul sentou no encosto do sofá de costas para nós enquanto balançava os pés.

  - O que? Que nada. - Taehyung fez uma expressão de desaprovação.

  - Os sintomas de alguém apaixonado são: coração acelerado. - começou a contar nos dedos. - Suor excessivo. Mudança no tom da voz. Dilatação das pupilas. - fechou a mão, que antes estava com quatro dedos levantados, e desceu da guarda. - Eu sei por que já passei por isso várias vezes.

  - Para com isso, Hannie. Por quem ele estaria apaixonado?

  - Eu não estou apaixonado por ninguém! - me levantei. - Eu já volto. - caminhei até o banheiro.

  Parei na frente do espelho e me apoiei no lavatório, tentei localizar todas as reações que Haneul havia citado.

  - É um garoto. É seu amigo. Tira isso da sua cabeça. - fechei os olhos e bati de leve com a palma da mão na minha testa. - Ok... Eu vou voltar lá e fingir que nada aconteceu. - tirei as mãos do mármore gelado e sai do local.

  - O que aconteceu aí dentro? - ele estava recostado na parede ao lado da porta.

  - Nada... - não olhei para ele e continuei andando.

  Ele veio logo atrás de mim e ficou me olhando de vez em quando. Isso estava me incomodando e me deixando nervoso e envergonhado, uma mistura de sentimentos que eu não consigo explicar, mas, de certa forma, me senti seguro por ele ter se preocupado comigo.

  Durante a festa Haneul se mostrou mais simpática e parou de dar em cima de mim. Conversamos muito; eu, ela, Taehyung e JiSol.Eu e Haneul nos tornamos amigos e trocamos os contatos. Ela me contou alguns casos engraçados em que Taehyung passou com ela, como do dia em que ele quase destruiu a festa.

  - Todos sabem que o TaeTae sempre fala com todo mundo. Seja lá quem for ele tá conversando. Todo mundo o ama e ele faz amizades muito fácil. Ele se socializa mais com meus amigos do que eu mesma.

  - Isso é verdade. - Taehyung apontou para ela levantando as sobrancelhas.

  - Uma vez meu amigo me convidou para uma festa onde tinham maiores de 18 anos, então, obviamente, tinha bebida. O Tae nem bebeu...acho que só de sentir o cheiro do álcool ele ficou maluco. - contava o acontecimento rindo e fazendo gestos. - Eu aconselho não deixá-lo beber.

  - Eu também... - ele mesmo concordou.

  - Iria ser bem engraçado, mas eu prefiro não arriscar. - comentei me aproximando de Haneul.

  - Sim! - riu batendo na minha perna de leve. Eu costumo virar uma porta perto de garotas, mas Haneul me deixava bem confortável. - Então... - continuou contando. - Ele estava se exibindo para os convidados, que já amaram ele na primeira troca de palavras, e estava andando de costas fazendo alguns gestos. - tentou reproduzir os mesmos. - Então ele esbarrou em uma mesa e a derrubou na piscina! - os dois começaram a rir ao lembrar da cena e eu ri imaginando a mesma. - Aí ele virou para trás bem devagar boquiaberto e rindo, quando viu a mesa dentro da água a primeira coisa que fez foi olhar para mim com a mesma expressão.

  - Mas todo mundo começou a rir então eu fiquei de boa... - deu de ombros. - Pelo menos eu ajudei a tirar a mesa de lá!

  Nós quatro fomos os últimos a sair do salão. Os tios de Taehyung nos levou para casa e Jisol dormiu na casa de Haneul.

  Cheguei em casa e logo fui para o banho. Enquanto a água morna escorria pelo meu corpo e eu sentia o cheiro doce do shampoo que acabara de usar, pensava no que havia ocorrido na festa. Inclinei a cabeça para cima com os olhos fechados e continuei me perguntando sobre meus sentimentos. "Eu estou errado.Eu estou errado.". Foi difícil dormir, fiquei me mexendo na cama durante um longo período de tempo até que conseguisse pegar no sono.

                               ***

  Eu estava extremamente cansado então acordei bem tarde, com o som infernal da porta sendo espancada e alguns gritos graves chamando meu nome. Abri os olhos tentando me acostumar com a pouca luz que entrava no quarto pelas frestas da porta. Me levantei da cama e cambaleei até a sala.

  - Boa tarde!!! - Taehyung estava muito alegre para um domingo.

  - Boa tarde... - me apoiei na porta ainda aberta me arrepiando ao encostar meu peito nu na maçaneta gelada. - Me arrependo de ter feito uma comanda pra você... - brinquei saindo da frente da porta para que ele entrasse.

  - Sei... - cerrou os olhos e fechou a porta atrás de si enquanto eu caminhava até o centro da sala. - Woa... - recuou com o tronco ainda com os pés no mesmo lugar olhando para mim. - Olha só... - aproximou sua destra do meu abdômen exposto e a passou por ele sentindo os músculos definidos sorrindo supreso.

  - Sai! - tirei sua mão de lá involuntariamente para que eu não sentisse as mesmas coisas que antes. - Abusado... - sorri malicioso e toquei em sua barriga também. - Só porque você não tem quer os meus? - tirei minha mão de lá após ele olhar sério para mim.

  - Aish...to brincando. - sentei no sofá. - O que você veio fazer aqui no dia de hoje? - fui formal cruzando as pernas mantendo a coluna reta.

  - De que adianta você estar sendo todo certinho e estar sem camisa? - sentou do meu lado e mostrou um sorriso.

  - Tá,ok! Vou colocar a camisa! - quando fui me levantar ele pegou no meu pulso e me puxou brutalmente de volta para me sentar. - Caralho!Quase arrancou meu braço! - coloquei a mão no meu ombro e voltei minha atenção para ele.

  - Pára de ser exagerado! - bateu no acolchoado levantando uma pequena quantidade de poeira. - Fica aí que eu tenho algo muito legal pra falar!

  - Tô aqui.

  - Me deixa falar!!! - bateu no meu braço.

  - Fala!!!

  - Hoseok-hyung me ligou hoje de manhã e avisou que arrumou uma casa de praia e que pode levar até 10 pessoas com ele! - tinha um sorriso imenso no rosto e mexia os braços empolgado. - Ele disse que eu poderia chamar quem eu quisesse. Amigos meus e seus. - apontou para nós dois. - Podemos ir eu, você, Hannie, JiSol e os seus hyungs! O que acha?! - fixou seus olhos nos meus.

  - Woa! É realmente muito legal! Mas quando?

  - Podemos escolher 5 dias seguidos durante o mês de julho. Mas tem algumas coisas que ele precisa explicar antes.

  - Certo... - peguei o celular no quarto mandei mensagens para os hyungs. - Chamei Yoongi, Seokjin, Namjoon e Jimin, ok?

  - Beleza! Eu tô muito feliz! - balançava as mãos para cima e para baixo sem parar.

  - Precisamos todos marcar uma reunião para conversarmos sobre isso. Para saber quando todos estarão livres ao mesmo tempo.

  Voltei para o quarto e coloquei uma camisa. Como já era de tarde fiz o almoço para nós dois, algo bem simples porque eu não sei cozinhar. Taehyung e eu esperamos os meninos verem as mensagens. Yoongi respondeu era cerca de 1 hora; disse que já havia falado com seus hyungs e eles ficaram muito animados. Jimin respondeu umas 2 horas. Todos avisaram que estariam disponíveis para conversar no domingo seguinte então Jimin sugeriu que fôssemos para sua casa. Passei o endereço para todos, nos encontramos lá às 3.

                               ***

    A semana pareceu um mês, demorou demais, eu não fiz nada. Taehyung foi para minha casa na terça e na quinta para jogar video-game e mais nada. Fui para a faculdade em todos os dias para realizar e entregar o último trabalho do mês.

  Quando chegou o domingo todos foram para a casa de Jimin logo depois do almoço para chegarmos à tempo em Daegu. Eu fui para o condomínio do Tae para buscá-lo e fomos para lá de ônibus. Quando chegamos em sua casa Namjoon, Seokjin e Yoongi já estavam lá conversando com Jimin. Nos juntamos à eles e eu apresentei Tae. Ele e Jimin já se tornaram amigos após compartilharem seus gostos. Hoseok chegou por último, percebi que ele era bem excêntrico pois chegou como se já conhecesse todo mundo.

  - Ya! - depois de ver Jimin abriu um sorriso incrível. - Que bonitinho!-cumprimentou o mais novo apertando suas bochechas.
  
  Jimin recebeu todos com um sorriso simpático estampado no seu rosto de bebê. Nos sentamos em almofadas em uma roda e começamos uma conversa.

  - Já falei com minha prima e sua amiga. Contarei tudo quando voltar pra casa. - Tae avisou.

  - Eu e Namjoon estaremos livres na segunda e na terceira semana. - Jin avisou olhando para cada um de nós.

  - Estarei livre na primeira e na segunda semanas. - informou Hoseok.

  - Eu também. - Jimin se igualou.

  -Eu e Jungkook ficaremos de férias a partir da segunda semana. E as meninas terão férias durante todo o mês.

  - Segunda. - Yoongi falou simplista mostrando dois dedos.

  - Então podemos ir na segunda, como todos a citaram. - Jimin segeriu.

  Todos se entreolharam e concordaram. Jimin, como o ótimo anfitrião que é, comprou sorvete no dia anterior e nos ofereceu antes de nos retirarmos. Conversamos mais um pouco e salvamos o contato de cada um. Jin e Namjoon foram juntos já que moravam um com o outro. Yoongi foi mais tarde sem seus hyungs, tinha que falar com seu professor de música. Hoseok abraçou Jimin umas 15 vezes e não queria ir embora, mas teve que sair para treinar alguns colegas para uma apresentação no dia seguinte. Eu e Taehyung fomos embora por volta das 6 horas.

  - Taehy... - o chamei enquanto voltávamos no ônibus.

  - Taehy? - olhou para mim com um sorriso sem mostrar os dentes.

  - Desculpa, veio na minha cabeça... - me referi ao apelido recém-criado.

  - Tudo bem! Eu gostei! Ninguém me chama assim.

  - Ok... - virei minha cabeça para disfarçar o sorriso de satisfação por descobrir que, de alguma forma, eu era único.

  - O que iria dizer?

  - Ah! - me virei para ele encontrando seus olhos curiosos. - Você percebeu o jeito que Yoongi olhava para Jimin?

  - Na verdade, sim. Ele estava prestando atenção em tudo que o Jimin falava, até nas partes irrelevantes.

  - Então não sou só eu... - pensei alto me referindo à meu olhar pesando em Taehyung sempre que ele falava algo.

  - Você o que?

  - O que?! Nada! - "Droga, Jungkook!". Me repreendi mentalmente.

  - Hm...

  Taehyung desceu primeiro e se despediu com um sorriso encantador e empolgado, sorri de volta me apoiando na janela do veículo.

  Cheguei em casa. Jantei enquanto assistia à um programa aleatório na TV. Passei por uma ducha rápida e fui pro quarto. Mandei uma mensagem de "Boa noite" pro Tae e adormeci.


Notas Finais


A Haneul foi inspirada em mim e a JiSol na minha melhor amiga!Eu inspirei bastante na minha própria vida ksks pena q na nossa vida n tem BTS ;-;

Jungkook admite logo.

Viagem chegando ein......(moonface)

Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...