História Serendipity - Taekook - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Kooktae, Namjin, Taekook, Yoonmin
Visualizações 134
Palavras 3.349
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


SOCORRO AS SELCAS DO JUNGKOOK!!!!!

Oieee! Ksksk

Gent ele é muito lindo minha nossa senhora...Ele jogou as selcas na nossa cara como uma bomba pq veio td de uma vez!

Eu vou começar a postar nesse horário pq eu uso a parte da noite p fazer minhas lições ok?

Boa leitura!!!

Capítulo: Você veio por mim

Capítulo 11 - XI - You came for me


Fanfic / Fanfiction Serendipity - Taekook - Capítulo 11 - XI - You came for me

- Kookie! Kookie! - ouvia uma voz distante me chamando por trás. - Olha só! - a voz se aproximou. - Kook. - abri os olhos devagar.

  - Hyung? - me virei. Ele estava lá, do meu lado.

  - Olha! - ele sorria enquanto mostrava uma flor de coloração clara. Não prestei muita atenção, estava apenas olhando em seus olhos.

  - Hyung... - afastei a flor o olhando estático.

  - O que foi? Parece até que viu um espírito. - voltou para trás se misturando à paisagem de flores iguais a que ele segurava.

  Desviei o olhar dele olhando para o lado oposto tentando reconhecer a área. Parecia o Paraíso. Não tinha um fim, era só flor, mato verde vivo, um céu sem nuvens. Olhei para trás me levantando, andei até ele.

  - Onde estamos?

  - Não sei... - sorriu inocente e voltou a brincar com as flores.

  - Como você pode estar aqui?

  - Vim te ver. Você cresceu mesmo! - saiu de perto daquelas delicadas obras da natureza. - Está bonito. - bagunçou meus cabelos.

  - Hyung... - o chamei. - Você é real?

  - Que pergunta besta! - fez uma expressão de desentendido. - Claro que sou!

  Ele começou a andar para onde o caminho o levava, eu o segui.

  - Woa! - olhou especificamente para a única cor que se destacava ali. - Uma camélia! - tocou na flor lilás e voltou para o caminho anterior. - Sabia que quando estamos apaixonados a flor nunca morre?

  - Aquela flor de antes... - indaguei sem me importar muito com sua informação aleatória apontando para o lugar onde apareci de início e ele me olhou andando de costas. - ...qual é seu nome?
  
  - Eram margaridas.

  Eu com certeza tinha coisas a perguntar. Era MinHyuk quem estava ali. Tinha tanta coisa para falar que nem conseguia pensar em alguma. Ele não havia mudado muito, apenas estava mais alto.

  - Você me disse que voltaria... - fiquei cabisbaixo me referindo ao dia que ele foi para o exército.

  - Eu voltei. Eu estou aqui, não estou? - sorriu e parou para que pudéssemos caminhar lado a lado.

  - Mas... - desisti de falar algo, ele realmente estava lá. - Isso é um sonho?

  - Acho que sim...mas estou te visitando de qualquer jeito.

  - Você trouxe meu colibri?

  - Eu sou seu colibri, Jungkook.

  Olhei para cima, fechei os olhos e respirei o ar puro, senti que aquilo eliminou todas as impurezas do meu corpo. Eu precisava perguntar muito à ele. Eu precisava saber de muita coisa.

  - Hyung. - o chamei ainda de olhos fechados - Como vo- interrompi a mim mesmo ao perceber que ele não estava mais lá. Apenas vi um pequeno pássaro furta cor voar para longe junto com a paisagem tranquila que se desmanchava.

  Abri os olhos.

  Estava no meu quarto. A mesma parede desbotada estava lá.

  - Ele não veio de verdade, não é? -perguntei a mim mesmo quase inaudível a meus próprios ouvidos.

  Esfreguei os olhos e me levantei devagar, primeiro me sentando na beirada da cama e por fim me mantendo em pé. Lembrei sobre a camélia. Fiquei com vontade de ver a foto de novo. Fui até minha escrivaninha e me agachei jogando alguns livros no chão e puxando o álbum para fora. Procurei a última foto que havia revelado. Na verdade era a de Taehyung, não pude deixar de notar a margarida que saiu no fundo, e por minha surpresa, lá estava um colibri. Passeei com os olhos pela página até encontrar a foto da camélia, lá estava ele novamente, se escondendo nas folhagens. Larguei o livro ainda aberto o deixando cair no chão, abrindo em outra página por conta do impacto. Perdi o olhar que parou em uma imagem, a foto de Yoongi, nela não tinha nenhum pássaro. Minha respiração começou a ficar falha.

  - Ele veio mesmo? - me desliguei dos devaneios e fechei o álbum o guardando, em seguida colocando os outros livros no lugar que estavam.

  Fazia um bom tempo que eu não sonhava com MinHyuk.

  Me preparei para ir para a faculdade, mas me lembrei que não precisava mais marcar presença nessa semana então resolvi tirar o dia para descansar. Passaria na casa da SooMin no dia seguinte.

                              ***

  Mais uma semana chata e parada. Fui para a faculdade nos últimos três dias de aula apenas e não olhei na cara de ninguém. Visitei SooMin na terça como havia planejado. Conversei com Taehyung por mensagem. Era melhor que eu me mantivesse bem para estar preparado para a viagem.

  Ao chegar da faculdade à noite na sexta foi um alívio. Finalmente estava de férias. Joguei a mochila no armário com o mínimo de cuidado e me joguei na cama, também com o mínimo de cuidado. Peguei o celular para fazer qualquer coisa, acabei fazendo nada.

  Agora, o que eu faria nesse mês era a maior das incógnitas. Iria só esperar pela semana da viagem e ficaria por isso mesmo.

  Taehyung parecia uma criança, todo dia me mandava uma mensagem perguntando se eu estava preparado. Seus áudios eram de pura empolgação, às vezes ele chegava a gritar, tenho certeza que ele derrubou o celular em um dos áudios. Os dias no começo de julho ficaram ensolarados e quase sem nuvens, então aproveitariamos muito a praia. Acabei ficando empolgado também, como não tinha nada pra fazer já fui arrumando minhas coisas para o próximo sábado. Tinha certeza que Taehyung já havia arrumado as malas no dia que decidimos a data da viagem.

  Peguei uma mala grande, com suficiente espaço para roupas de uma semana. A maioria eram camisetas finas e claras, algumas compridas e outras curtas. Bermudas e poucas calças, estava calor e iria continuar assim. Peguei um boné que estava jogado em uma das gavetas e coloquei na mala também. Meu coturno bege não poderia ficar de fora. Peguei uma jaqueta jeans caso o clima virasse. Mais as roupas íntimas e estava tudo pronto. Eu me odiei por alguns segundos pois tinha esquecido a roupa de praia.

  Usei uma mochila azul marinho para quardar os extras. Protetor solar, óculos de sol, celular, câmera, toalhas e os acessórios em geral. Usaria essa mochila para guardar os salgadinhos e doces. Fui para o mercado com Taehyung na sexta-feira para comprar essas guloseimas.

  Ele realmente parecia uma criança. Levou 30 mil wons só para comprar porcarias. Sempre que via alguma coisa jogava na cestinha.

  - Taehyung, você vai comer tudo isso? - analizei o conteúdo que estava no objeto de plástico.

  - Vou! E se eu não comer, você come pra mim. - sorriu e colocou um pacote de biscoitinhos recheados na cesta, que eu estava fazendo o grande favor de carregar.

  - Ah, eu virei lixo agora pra comer seus restos? - brinquei recebendo uma gargalhada gostosa.

  - Pega coisa pra você também! Eu pago.

  - Eu trouxe dinheiro, Tae.

  - Guarda. Eu pago.

  - Mas- fui interrompido com um dedo na minha boca.

  Acabamos saindo com uns 10 pacotes e caixas de dentro do mercado. Ele realmente gastou tudo aquilo em besteiras.

  - Você já arrumou tudo? - já estava demorando para ele me perguntar isso.

  - Sim. Tudo. - puxei uma batatinha de dentro do pacote que ele tinha acabado de abrir enquanto voltávamos. - Você vai morar no meu apartamento, é? Quando você não tá no seu apartamento ou no estúdio é na minha casa que você tá.

  - Não é uma má ideia! - roubou o salgado da minha mão e o colocou na boca, sorria enquanto mastigava.

  - Eu ein... Tava brincando. Ter que cuidar das cagadas que você faz? Nem pensar. - desviei o olhar dele e prestei atenção no caminho.

  Realmente não era uma má ideia, e eu não me importaria de cuidar dele. Talvez não pareça, mas ele é sensível e frágil, eu o protegeria de tudo e de todos. E é aí que eu me confundo, eu não sabia se isso era um sentimento apenas de querer escondê-lo de todo o mal do mundo ou era um sentimento mais profundo, mais conhecido como amor.bEra amor de irmão ou não? Acho que essa dúvida me leva ao dia do incêndio, eu não queria deixá-lo lá de modo algum, eu corri atrás, eu me machuquei física e psicologicamente, eu fui expulso de casa, mas não desisti. Mas chegou um momento em que eu não aguentava mais, eu não imaginei que eu pudesse fazer isso mas eu realmente pensei em um plano B. A coisa mais mágica que aconteceu foi encontrá-lo novamemte, sem dúvida alguma.

  - Chato. - sorriu fazendo um bico com os lábios.

  - Eu sou. - passei o braço por trás de seu pescoço e andei com ele dessa forma.

  - Eu sei! - me abaraçou de lado com a mão que não segurava o pacote na minha cintura.

  Kim Taehyung, eu prometo proteger você até o fim, seja lá como ele seja.

                               ***

   - Mas que merda! - bati os pés no colchão reclamando do som estridente que vinha do celular. - São 5 da manhã! - falei enquanto andava até a sala como se a pessoa que estava me ligando fosse ouvir. - Vai tomar no- "Taehyung". - Oi...

  - Bom dia!

  - Taehyung. - fiz silêncio.

  - O que?

  - São 5 horas, Taehyung. - me sentei no sofá enquanto esfregava os olhos.

  - Eu sei. Já acordei todo mundo, só faltava você.

  - Por que tão cedo? - encostei na guarda do acolchoado.

  - Eu quero aproveitar o sol de hoje ainda! Vamos logo! Come alguma coisa e vem pra Praça!

  - Tá bom... - desliguei e me levantei devagar largando o aparelho no mesmo lugar.

  Não consigo comer de manhã. Apenas coloquei uma bermuda preta e uma camiseta azul claro com desenhos brancos de abacaxis. Fiz minha higiene matinal e peguei todas as minhas coisas. Desci pelo elevador quase dormindo em pé. Saí da máquina e fui para o lugar que aquele desesperado estava.

  - Bom dia...

  - Bom dia!!! - ele correu até mim e pegou minhas coisas às colocando na grama ao lado das suas que estavam encostadas no murinho de pedra.

  - Bom dia. - Yoongi também já estava lá.

  - Verde? - me surpreendi com a nova cor de seu cabelo.

  - Não. Amarelo neon.

  - Grosso. - me sentei ao lado dele. - Taehyung!!! Pára quieto! - ele ficava pulando e correndo em um lugar só.

  - Tá assim desde que eu cheguei. Ele nem te ouviu.

  - Taehyung!!!

  - O que?! - virou para mim.

  - Relaxa. Vem aqui. - não tinha mais espaço no muro então estava me levantando para que ele ficasse no meu lugar.

  - Tá bom. - veio até mim e me empurrou para trás sentando entre minhas pernas. Confesso que gelei na hora, mas tentei disfarçar o máximo que consegui para Yoongi não desconfiar de nada. Por sorte ele nem se importou.

  Esperamos um bom tempo assim, cheguei a ficar acostumado,baté que ele fez a proeza de pegar minhas duas mãos, que estavam apoiadas na pedra, e esticá-las me fazendo abraçá-lo por trás. Eu realmente não sei se ele estava tentando me provocar e já sabia de tudo ou era algo completamente normal. Eu estava com sono então apoiei a cabeça nas suas costas e fechei os olhos, seu cheiro doce me fez sentir mais relaxado.

  - Kookie... Kookie... Ei... - ouvi uma voz grave e ao mesmo tempo reconfortante.

  - Hm?... - levantei a cabeça e pude ver que ainda estava na mesma posição.

  - Você dormiu. - soltou minhas mãos e se levantou.

  - Sério? Nossa... Desculpa... - esfreguei os olhos.

  - Tudo bem... Podia ficar aí, eu só te acordei porque as meninas chegaram.

  - Ah, ok...

  - Hannie! Sol! - correu atrás das meninas e recebeu um abraço duplo.

  - Oie! - as duas nos cumprimentaram igualmente. Usavam vestidos amarelos quase iguais.Haneul estava com um chapéu muito elegante, abri um sorriso só de olhar para seu rosto, olhando melhor ela é realmente bonita. Elas estavam tão alegres quando o Tae.

  Jin e Namjoon chegaram de táxi, Jimin chegou logo depois em seu carro.

  - Cade o Hoseok, ein? - Taehyung já estava ficando impaciente.

  - O dia nem clareou direito, calma. - reclamei.

  Uma van chegou e dela saiu um Hoseok sorrindente cumprimentando todos nós. Colocamos nossas coisas no veículo.

  - Gente. - Estávamos todos entrando,  mas Jimin nos chamou atenção. - Eu to de carro. Alguém vai comigo?

  - Eu vou. - Yoongi se pronunciou em menos de 2 segundos. Eu e Taehyung nos olhamos, sorrimos ladino e entramos na van. Eu coloquei as coisas do Yoongi para fora e mandei eles se virarem.

  - Obrigado! - sorriu e entrou no carro com o mais velho.

  - Sai! Sai! - empurrei Taehyung pro lado enquanto disputavamos o banco do lado da janela. - Droga! - me rendi já que ele conseguiu ficar lá.

  - Vai... Besta! - comemorou.

  - Cala a boca! - me sentei do seu lado e bati forte na sua coxa.

  - AI!!! DESGRAÇA!!! - me devolveu na mesma moeda. Agora os dois estavam com as coxas vermelhas e ardendo, mas a gente releva.

  Seriam 4 horas de carro até o litoral de Seoul. Hoseok é louco,be nos fez de loucos também pois aceitamos ir até lá desse jeito. Na van tinha o que fazer, só que no carro que estavam Yoongi e Jimin creio que não tinham muitos passatempos. Tivemos que parar de hora em hora para abastecer os veículos e ir no banheiro. Namjoon pegou o celular e ligou para os meninos no carro logo atrás de nós.

  - Ya! Coloca no auto falante! - pediu após colocar a chamada no viva-voz.

  - Já tá. - Yoongi resmungou e parecia estar sorrindo.

  - O que vocês querem? Estávamos ouvindo música! - Jimin reclamou.

  - Como que está ai dentro? - Jin perguntou quase se jogando em cima do namorado.

  - Na verdade, deve estar melhor que aí. Tem ar condicionado, teto solar, bebidas geladas, salgadinhos e doces, e uma companhia que não grita como um cabrito. - comentou soltando alguns risos entre as frases.

  -Caralho! - Yoongi estava rindo,ele estava gargalhando, isso era raro.

  - Aqui está muito legal, sim! - retruquei me virando para o lado onde estava o celular. - Jin está fazendo piada de tio no Natal; Namjoon está cantando as músicas da forma mais errada possível com o Hoseok, que está gritando ali no volante; JiSol e Yena estão mexendo no celular e tirando foto de tudo; Taehyung... Hm... - fingi pensar. - Taehyung não tem nada de bom, então pula pra mim.

  - Seu lixo!!! - apertou minha coxa em sinal de reprovação. - Eu tenho coisa boa, sim! Pelo menos eu trouxe comida. - se debruçou em cima de mim. - Jungkook que não tem nada de bom!!! Só sabe reclamar!!! - gritou tão alto que eu achei que os meninos ouviriam lá do outro carro sem precisar do celular.

  - Volta pra sua janela! - o empurrei e me estiquei pegando o celular da mão do mais velho. - Yoongi! Jimin! Não destruam o carro! - ri malicioso e olhei para Taehyung.

  - Prestem atenção na estrada e não um no outro. - puxou minha mão que segurava o celular e riu voltando a olhar para a janela.

  - Meu Deus... Que baderna... Vamos desligar. Seus loucos. - a linha foi cortada.

  O que não faltava naquela viagem era risada. Taehyung caiu umas 10 vezes dentro da van por nada. Eu juro que em um momento eu quase desmaiei de tanto rir dele. Com certeza essa seria a semana mais alegre da minha vida.

  Nas duas seguintes horas de viagem todo mundo dormiu, coitado do Hoseok que precisou dirigir quase sem pausa. Quando acordei vi que Taehyung estava deitado no meu peito, eu estava um pouco inclinado para trás pois mexi no banco para ficar mais confortável. Deixei Tae lá e olhei para o pessoal. Nam e Jin ficaram grudados a viagem toda então não tem o que comentar, Jin deitado no ombro do mais novo e ele deitado em sua cabeça. Haneul e JiSol estavam completamente inclinadas, fizeram dos bancos uma cama, estavam viradas uma para a outra de mãos dadas na frente do rosto.

  - Hyung... - chamei Hoseok baixinho.

  - Hm? - respondeu prestando atenção na estrada.

  - Estamos chegando?

  - Ainda tem mais uma hora. - olhou para mim e virou novamente para frente. - Pode voltar a dormir.

  Abaixei a cabeça e chacoalhei um pouco tentando arrumar meu cabelo sem que meu movimento acordasse o garoto do meu lado. Eu acho que ele realmente não sabe o quanto me deixa nervoso, e fez o favor de me deixar assim de novo. Se mexeu e passou sua mão que estava em sua perna para a lateral do meu peitoral. Sua expressão era tão tranquila,ele parecia um anjo. Afastei o cabelo cinza que cobria seus olhos o observando melhor, não consegui evitar um sorriso, e pelo visto ele também não.

  - Estava acordado? - tirei a mão de perto dele.

  - Uhum... - continuou na mesma posição e abriu os olhos ainda sorrindo.

  - Pode voltar a dormir, ainda falta 1 hora.

  - Acho que já dormi o suficiente... - se sentou na posição certa e se espreguiçou bocejando. Ele realmente parecia um anjo, era tão fofo.

  Eu e ele comemos mais alguma coisa esperando chegar. Quando chegamos tivemos que acordar os hyungs e as meninas.

  Hoseok e Jimin colocaram os automóveis na garagem da casa que iriamos ficar hospedados.

  - Naksan Beach! - quando Tae saiu da van respirou fundo o ar húmido e abriu os braços girando devagar de olhos fechados.

  - Eu gostei. - Yoongi já estava fora do carro.

  - É bonito, não é? - Jimin se posicionou ao lado do mais velho e observou o céu com ele.

  Yoongi não me engana,eu o vi olhar pra Jimin nesse momento.

  - Vamos! - Hoseok nos chamou. - Temos que guardar tudo e preciso explicar algumas coisas.

  Levamos tudo para a a sala da casa, que tinha uma TV de tela plana e um sofá branco em L. Era realmente grande.bAndamos por ela para conhecer. Tinhas 3 quartos; o menor tinha duas camas e era uma suíte, o maior tinha dois beliches e uma varanda que tinha vista para o mar; o outro tinha uma cama de casal e uma de solteiro. A cozinha era espaçosa, Jin faria mágica ali, só de olhar seu sorriso ao entrar no cômodo percebi isso. Tinha um banheiro para todos os meninos. Não tinham escadas. Uma grande porta de vidro coberta por uma cortina branca levava até a área da piscina.

  - Ok! Vamos lá! - Hoseok chamou nossa atenção. - Primeiro:ninguém precisa pagar por algo dentro da casa, foi um prêmio. Segundo: vamos decidir os quartos por sorteio. Terceiro:bas meninas ficam na suíte. Quarto: não destruam nada ou terão que pagar. Quinto: arrumem tudo que desarrumarem. Sexto: avisem sempre que forem sair da casa. - ficou em silêncio por um tempo. - Por enquanto é isso.

  - Ok! - todos concordarem em uníssono.

  - Vamos decidir os quartos. - pegou um caderno na bolsa e rasgou nossos nomes, ele já tinha preparado isso.b- Meninas, podem arrumar o quarto de vocês. -ndobrou os papéis. - Primeiro o quarto de casal. Nossa, que sorte. Jin e Namjoon.

  - Yeah! - os namorados bateram as mãos e correram pro quarto.

  - Eu fiquei junto. - riu soprado.

  - Queria que ficasse nosso OTP... - reclamei olhando para Taehyung.

   - Pois é... - fingiu estar chorando.

  - Obviamente os quatro ficaram no outro quarto. Mas tem 4 camas. - colocou os papéis em ordem no chão. - Jungkook no da esquerda em cima, Yoongi em baixo. Taehyung do da direita em baixo, Jiminie em cima. É isso. Podem arrumar suas coisas.

  - Isso vai ser muito legal! - comemorei andando com os meninos para o quarto.


Notas Finais


Taehyung parece eu nas viagem ksksksks

Esse cap foi...uau! Heheh

Ta começando ein...Ta começando essas interação...

E esse Yoonmin lindo?! aaaaaa

Até o próximo capítulo! S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...